A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

PREVALÊNCIA DE ENTEROPARASITOSES NA POPULAÇÃO HUMANAE A PRESENÇA DE PATÓGENOS NO LODO DE ESGOTO.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "PREVALÊNCIA DE ENTEROPARASITOSES NA POPULAÇÃO HUMANAE A PRESENÇA DE PATÓGENOS NO LODO DE ESGOTO."— Transcrição da apresentação:

1

2 PREVALÊNCIA DE ENTEROPARASITOSES NA POPULAÇÃO HUMANAE A PRESENÇA DE PATÓGENOS NO LODO DE ESGOTO

3 INTRODUÇÃO Apesar do crescente progresso científico e tecnológico, a espécie humana ainda enfrenta problemas antigos e importantes como as doenças parasitárias. Essa questão é crucial, principalmente nos países cuja população vive em condições sócio-econômicas precárias.

4 O que é um parasito? Organismo com dependência do Hospedeiro Vírus, Bactérias, Protozoários e Helmintos Onde habitam? Geralmente no intestino e trato respiratório Como ocorre Contaminação: oro-fecal

5 De onde vem a contaminação por patógenos? Atividade humana Esgoto Lodo –Falta de saneamento básico Contaminação dos recursos hídricos

6 Distribuição geográfica das parasitoses: fatores ambientais : clima e tipo de solo Fatores sócio-econômico falta de campanhas de tratamento em massa falta de saneamento básico falta de instalações sanitárias adequadas

7 PARASITOSES Estado do Paraná (18 municípios) Percentual de positividade –17,58% a 83,69% (média 48,72%).

8 Parasitos prevalentes: Ascaris lumbricoides (40,18%), Trichuris trichiura (18,99%) Giardia lamblia (17,39%)

9 Percentuais de positividade dos principais helmintos e protozoários encontrados na população das regiões sudoeste, região metropolitana de Curitiba (RMC), litoral e região noroeste

10 Brasil Todas as regiões apresentaram pelo menos uma ocorrência índices de positividade : –9,8% a 98,1% –(média 68,46%)

11 Resultados no Brasil Parasitas prevalentes : Ascaris lumbricoides (40,48%), Trichuris trichiura (28,02%) Giardia lamblia (23,14%)

12 Percentuais de positividade dos principais protozoários na população do Paraná em relação ao do Brasil, comparados ao total de parasitas assinalados

13 Percentuais de positividade dos principais cestódeos da população do Paraná em relação ao do Brasil, comparados ao total de parasitas assinalados.

14 Percentuais de positividade dos principais nematódeos na população do Paraná em relação a do Brasil, comparados ao total de parasitos assinalados

15 RESULTADOS REFERENTES AO LODO

16 Número de ovos de helmintos e cistos de protozoários por grama de matéria seca em biossólido tratado por processos aeróbio e anaeróbio

17 Lodos de diferentes regiões do Brasil

18 Helmintos prevalentes em lodo de esgoto obtido após tratamento aeróbio

19 Conferência Internacional para Avaliação da condição da água e Sanidade,1990 Falta de coleta de esgoto, tratamento, disposição sanitária do lodo resultante tem representado riscos a saúde pública e deteriorado o meio ambiente na América Latina

20 SANEAMENTO NO BRASIL –65% das intervenções hospitalares são por doenças de veiculação hídrica –180 mil/ano morrem pelo consumo de água contaminada –15 crianças de 0 a 4 anos morrem por dia no BR por falta de tto de esgoto (FUNASA-2003) –913 crianças morrem por hora no Mundo por falta de Saneamento (OMS) –Cada R$1,0 investido em saneamento R$4,0 em medicina curativa

21 Contaminação por organismos patogênicosMãos

22

23 Sintomas Cólica Diarréia Flatulência Vômitos

24 Transmissão entre familiares

25 Neurocisticercose

26 ASCARIDIOSE OBSTRUÇÃO INTESTINAL

27 DISCUSSÃO A população brasileira apresenta índice alto de parasitismo (depende da região) Eficiência dos processo de tratamento devem ser de média a elevada para combater os agentes patogênicos Medidas adicionais devem ser implantadas: –tratamento do lodo por processos de desinfecção (caleação e compostagem) –tratamento medicamentoso da população parasitada

28 Lodo tipo A <1 ovo/g de MSOvos viáveis de helmintos Ausência em 10g de MSSalmonela 10 3 NMP/gMSC. termotolerantes Menor que 1 UFP ou UFF por 4gMS Vírus entéricos Máximo admissívelParâmetros

29 Lodo Classe B Evolução gradual da saúde humana e ambiental Ovos de helmintos <10/gMS para os 5 anos Ovos de helmintos <25/gMS Ovos de helmintos <100/gMS C. Termotole rantes < 2x 10 6 Não usar lodo B para agricultura C. Termotole rantes < 2x 10 6 C. Termotoler antes < 2x 10 6 C. Termotole rantes < 2x 10 6 Propostas


Carregar ppt "PREVALÊNCIA DE ENTEROPARASITOSES NA POPULAÇÃO HUMANAE A PRESENÇA DE PATÓGENOS NO LODO DE ESGOTO."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google