A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Marcelo Pustiglione, MD;LD Coordenador SESMT - HCFMUSP Integração dos SESMT e das CIPAS com as Ações Sindicais I SEMINÁRIO NACIONAL DE SEGURANÇA E SAÚDE.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Marcelo Pustiglione, MD;LD Coordenador SESMT - HCFMUSP Integração dos SESMT e das CIPAS com as Ações Sindicais I SEMINÁRIO NACIONAL DE SEGURANÇA E SAÚDE."— Transcrição da apresentação:

1 Marcelo Pustiglione, MD;LD Coordenador SESMT - HCFMUSP Integração dos SESMT e das CIPAS com as Ações Sindicais I SEMINÁRIO NACIONAL DE SEGURANÇA E SAÚDE DO TRABALHADOR DA SAÚDE [CONFEDERAÇÃO NACIONAL DOS TRABALHADORES NA SAÚDE – CNTS] 25 de setembro de 2012

2 Marcelo Pustiglione, MD;LD - Coordenador SESMT – HCFMUSP [2012] Antropologia e a impropriedade da visão segmentada e reduzida do Homem

3 Marcelo Pustiglione, MD;LD - Coordenador SESMT – HCFMUSP [2012] O Homem como elemento do ecossistema (influencia e é influenciado) A visão sistêmica do Homem

4 Marcelo Pustiglione, MD;LD - Coordenador SESMT – HCFMUSP [2012] Um corpo [Físico] contido num macrocosmo representado por um conjunto harmonioso de células, tecidos e órgãos [Biológico] cuja harmonia de funções e sensações [Saúde] garante a integridade moral e ética [Psíquico e Espiritual] e uma intersubjetividade [Social] saudável

5 Marcelo Pustiglione, MD;LD - Coordenador SESMT – HCFMUSP [2012] Saúde é a perfeita ocorrência das reações biofísicas e bioquímicas de um organismo, visando à manutenção da vida, independente desse organismo sentir ou não bem-estar físico, psíquico e sociológico, mantendo contato com a realidade e cumprindo a finalidade para qual essas reações existem.

6 Marcelo Pustiglione, MD;LD - Coordenador SESMT – HCFMUSP [2012] A Saúde do Homem trabalhador Além das doenças e agravos à saúde próprias do gênero e das condições bioquímicas e biofísicas das pessoas, os trabalhadores estão expostos a riscos específicos ao tipo de trabalho, equipamentos utilizados e ambiente em que o trabalho é realizado.

7 Marcelo Pustiglione, MD;LD - Coordenador SESMT – HCFMUSP [2012] SESMT SINDICATO CIPA Tem como objeto de interesse o mesmo sujeito: o Homem-Trabalhador e como objetivo comum sua saúde e segurança no trabalho

8 Marcelo Pustiglione, MD;LD - Coordenador SESMT – HCFMUSP [2012] Promoção da saúde e segurança das pessoas, dos processos e do ambiente interno e externo (inclui portanto a responsabilidade socioambiental) Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e Medicina do Trabalho - SESMT Missão Técnica - Antecipatória - Proativa Sustentada nos Saberes e Expertise da Saúde Ocupacional e da Engenharia de Segurança. Por sua característica de um Serviço de Saúde tríplice atuação: Assistência – atendimento do trabalhador; Ciência – desenvolvimento dos Saberes e Expertise Docência – formação de pessoas Visão

9 Caracteriza-se como objetivo do SESMT (Serviço de Saúde Ocupacional): Reconhecer o mais precocemente possível os agentes causadores das doenças dos trabalhadores possibilitando intervenção precoce para anulá-los, evitá-los ou minimizar suas consequências. Marcelo Pustiglione, MD;LD - Coordenador SESMT – HCFMUSP [2012]

10 Os profissionais da equipe de saúde e segurança no trabalho tem como principal compromisso a prevenção dos agravos à saúde do trabalhador, propondo-se primariamente a promover e conservar a saúde dos trabalhadores e, quando ocorrido o dano que não foi possível evitar, intervir o mais precocemente possível. Marcelo Pustiglione, MD;LD - Coordenador SESMT – HCFMUSP [2012]

11 INDICADORES DE VIGILÂNCIA DA SAÚDE DOS TRABALHADORES Marcelo Pustiglione, MD;LD - Coordenador SESMT – HCFMUSP [2012]

12 LEVANTAMENTO DE RISCOS AMBIENTAIS Identificar riscos Subsidiar programas de prevenção (EPC, EPI, etc.) Elaborar programas de controle médico Marcelo Pustiglione, MD;LD - Coordenador SESMT – HCFMUSP [2012]

13 IDENTIFICAÇÃO DO RISCO Pode ser eliminado ? SIM PROVIDÊNCIAS ESPECÍFICAS NÃO Passível de Proteção Coletiva NÃO E.P.I.. TREINAMENTO SIM REORGANIZAÇÃO DO TRABALHO, NORMAS E PROCEDIMENTOS READEQUAÇÃO DO AMBIENTE E.P.C. Marcelo Pustiglione, MD;LD - Coordenador SESMT – HCFMUSP [2012] Identificação de riscos

14 PROGRAMA DE CONTROLE MEDICO DE SAUDE OCUPACIONAL - PCMSO Indicadores Biológicos Específicos [monitorar efeitos de exposição] Material biológico Substâncias Químicas Radiação ionizante Mercúrio Marcelo Pustiglione, MD;LD - Coordenador SESMT – HCFMUSP [2012]

15 PESQUISA DE CLIMA ORGANIZACIONAL Indicadores Psicossociais [monitorar] Satisfação Auto-estima Resposta a estressores Organização e dinâmica do processo de trabalho Marcelo Pustiglione, MD;LD - Coordenador SESMT – HCFMUSP [2012]

16 ANÁLISE DO PERFIL DE MORBIDADE CONHECER AS PRINCIPAIS CAUSAS DE ADOECIMENTO PARA RECONHECER AS FRAGILIDADES E PREDISPOSIÇÕES DA POPULAÇÃO ESTUDADA E ASSIM PODER ELABORAR PROGRAMAS DE EDUCAÇÃO EM SAÚDE. Marcelo Pustiglione, MD;LD - Coordenador SESMT – HCFMUSP [2012]

17 PRINCIPAIS CAUSAS DE ABSENTEÍSMO DE CURTA DURAÇÃO

18 ANÁLISE DO ABSENTEISMO PROLONGADO CONHECER E ANALISAR AS PRINCIPAIS CAUSAS DE AFASTAMENTO > 15 DIAS DA POPULAÇÃO ESTUDADA E VERIFICAR SE HÁ INDÍCIOS DE NÃO CONFORMIDADES LABORAIS E/OU AMBIENTAIS QUE DEVAM SER CORRIGIDAS. Marcelo Pustiglione, MD;LD - Coordenador SESMT – HCFMUSP [2012]

19 QUANTIDADE DE REGISTROS 469 REGISTROS por CID FMSC F + M + S + C ADM 33 ADM CCR EMÍLIO RIBAS FFM FMUSP FZ HAC 15 HAC HAS 13 HAS ICESP ICHC 187 ICHC ICR 35 ICR INRAD 12 INRAD IMREA INCOR 110 INCOR IOT 27 IOT IPQ 19 IPQ LIM

20 ANÁLISE E INVESTIGAÇÃO DOS ACIDENTES DE TRABALHO ANALISAR OS ACIDENTES DE TRABALHO OCORRIDOS PARA RECONHECER AS CAUSAS DAS AFECÇÕES E AGRAVOS À SAÚDE RELACIONADOS A RISCOS IMPOSTOS PELA ATIVIDADE LABORAL E DESTA MANEIRA ELABORAR PROGRAMAS DE PREVENÇÃO (CAPACITAÇÃO, TREINAMENTO E RECICLAGEM). Marcelo Pustiglione, MD;LD - Coordenador SESMT – HCFMUSP [2012]

21 Número de Acidentes de Trabalho Comunicados no período de janeiro de 2006 a setembro de 2011– HC FMUSP Acidente de Trabalho S/ afast. 15 diasdias afast.total dias afast * Doença Profissional S/ afast. 15 diasdias afast.total dias afast * Acidente de Trajeto S/ afast. 15 diasdias afast.total dias afast * * Ano de 2011 contabilizado até a presente data (26/09/2011) Marcelo Pustiglione, MD;LD - Coordenador SESMT – HCFMUSP [2012]

22 TIPICODOENÇA RELACIONADA ANO COM EXPOSIÇÃO A MATERIAL BIOLÓGICO OUTROSTOTALTRAJETOCOM O TRABALHO (*) Número de Acidentes de Trabalho Comunicados no período de janeiro de 2003 a agosto de 2009 no Instituto do Coração – HC FMUSP Marcelo Pustiglione, MD;LD - Coordenador SESMT – HCFMUSP [2012]

23 acidente Notificado ? nãosim Não ocorreu ! Ações Médicas : curativas e preventivas Ações Técnicas : Investigação do acidente Ações Administrativas : registro O TRABALHADOR DO HOSPITAL ACIDENTES DE TRABALHO (providências) Marcelo Pustiglione, MD;LD - Coordenador SESMT – HCFMUSP [2012]

24 AGENTES BIOLÓGICOS E O TRABALHADOR DA SAÚDE exposição acidental a material biológico potencialmente contaminado Materiais perfurocortantes (MP) mais frequentemente envolvidos em acidentes de trabalho ocorridos com o trabalhador da saúde Agulhas com lúmen (µ = 75% dos casos) os restantes 25% incluem : lâminas (bisturi, gilete, etc.) vidro (ampolas, cacos, etc.) Marcelo Pustiglione, MD;LD - Coordenador SESMT – HCFMUSP [2012]

25 Pessoal mais freqüentemente envolvido em acidentes com MPC AGENTES BIOLÓGICOS E O TRABALHADOR DA SAÚDE acidentes de trabalho causados por materiais pérfurocortantes Enfermagem Técnicos e serviçais de laboratório Instrumentadores cirúrgicos Cirurgiões Funcionários da limpeza Marcelo Pustiglione, MD;LD - Coordenador SESMT – HCFMUSP [2012]

26 AÇÕES PREVENCIONISTAS Marcelo Pustiglione, MD;LD - Coordenador SESMT – HCFMUSP [2012]

27 Marcelo Pustiglione, M.D.;L.D.

28 PROGRAMAS DE CAPACITAÇÃO Marcelo Pustiglione, MD;LD - Coordenador SESMT – HCFMUSP [2012]

29 PROGRAMAS DE QUALIDADE DE VIDA Marcelo Pustiglione, MD;LD - Coordenador SESMT – HCFMUSP [2012]

30 PROGRAMA DE RETORNO TERAPÊUTICO E HUMANIZADO AO TRABALHO Marcelo Pustiglione, MD;LD - Coordenador SESMT – HCFMUSP [2012]

31 EQUIPES TRANSDISCIPLINARES EQUIPE DE SAÚDE MENTAL E TRABALHO EQUIPE DE AFECÇÕES ORTOPÉDICAS E TRAUMATOLÓGICAS E ERGONOMIA PARTICIPAÇÃO NA FASE DE PROJETOS, LICITAÇÕES E COMPRA DE MOBILIÁRIO Marcelo Pustiglione, MD;LD - Coordenador SESMT – HCFMUSP [2012]

32 AÇÕES EM SITUAÇÕES DE EMERGÊNCIA

33 EXPOSIÇÃO ACIDENTAL A MATERIAL BIOLÓGICO Profilaxia pré-exposição Conhecer a situação sorológica da fonte e do acidentado Acompanhamento sorológico e clínico do acidentado Profilaxia pós-exposição Marcelo Pustiglione, MD;LD - Coordenador SESMT – HCFMUSP [2012]

34 1.Acolhe acidentado; 2.Providencia preenchimento dos itens 5 a 11 da Ficha de Atendimento; 3.Entra em contato com o LAC-InCor para ser informado sobre teste rápido de HIV (quando for o caso); 4.Registra no campo 2 – Observação, o resultado do teste rápido; 5.Encaminha o acidentado e documentação preenchida dos itens 1 ao 11 à Divisão de Clínic de Moléstias Infecciosas e parasitárias – MI. Divisão de Enfermagem InCor Evento: Acidente com Material Biológico Funcionário acidentado: Comunica a Chefia Imediata Fluxo para Acidentes de Trabalho com Material Biológico 1.Imprime a ficha Ficha de atendimento – acidentes com material biológico; 2.Preenche os itens 1 a 4; 3.No caso de sorologia do paciente fonte ser desconhecida ou exames terem sido realizados a mais de 30 dias, providencia solicitação de exame para doador e coleta pelo LAC-InCor para Hepatite B e C, Chagas e teste rápido de HIV; 4.Encaminha o acidentado e ficha de atendimento à Divisão de Enfermagem do InCor. Chefia Imediata Dias úteis 8:00h – 16:00h NãoSim Acidentado se dirige ao 5º andar do PAMB – PA da MI.Acidentado se dirige ao 4º andar do PAMB – PA da MI. 1.Acidentado é atendido dentro do Programa de Atenção aos Profissionais de Saúde Vitimas de Acidentes com Material Biológico; 2.Consulta os resultados de Exames Laboratoriais do Paciente-Fonte e do Funcionário Acidentado no Módulo de Prontuário Eletrônico do SI3; 3.Orienta tratamento. Divisão Clínica de Moléstias Infecciosas e Parasitárias Acidentado retira medicamentos se necessário na Farmácia do PAMB - 8º andar Bl 7. OBS.: após as 16:00hs, finais de semana e feriados os medicamentos deverão ser retirados na Farmácia do PS do ICHC. Farmácia Logo após estes procedimentos ou no 1º dia útil o Funcionário Acidentado encaminha-se ao SESMT-HCFMUSP para abertura de CAT. SESMT Marcelo Pustiglione, MD;LD - Coordenador SESMT – HCFMUSP [2012]

35 EXPOSIÇÃO ACIDENTAL A QUIMIOTERÁPICOS ANTINEOPLÁSICOS Marcelo Pustiglione, MD;LD - Coordenador SESMT – HCFMUSP [2012]

36 O profissional destinado ao transporte de quimioterápicos antineoplásicos (QTA) da unidade de preparo à unidade solicitante deverá ser treinado quanto aos riscos de acidentes e contaminação pelo contato direto ou por inalação. Para o transporte seguro, é necessário que o quimioterápico seja levado em um contêiner térmico e fechado num carrinho de inox provido de rodas articuladas juntamente com o KIT de segurança (kit de derramamento) que deverá conter: 2 pares de luvas de procedimento, 1avental impermeável, 2 compressas absorventes, 2 plásticos absorventes com capacidade de 250ml cada um, substância neutralizadora do quimioterápico (bicarbonato de sódio) e álcool a 70% para limpeza do local, máscara facial com filtro, óculos com protetor lateral e descrição do procedimento no caso de acidentes de acordo com PPRA (Programa de Prevenção de Riscos Ambientais). Marcelo Pustiglione, MD;LD - Coordenador SESMT – HCFMUSP [2012]

37 EXPOSIÇÃO ACIDENTAL A PRODUTOS RADIOATIVOS APÓS SUSPEITA DE OCORRÊNCIA DE EXPOSIÇÃO ACIDENTAL A FONTES NÃO SELADAS (traçadores radioativos empregados em pesquisa ou rotina clínica) devem ser adotados procedimentos adicionais de monitorização individual, avaliação clínica, realização de exames complementares, incluindo dosimetria citogenética (quantificação da frequência de aberrações cromossômicas em linfócitos do sangue periférico de indivíduos expostos) e análise in vivo e in vitro, a critério médico. NO CASO DE SUSPEITA OU OCORRÊNCIA DE EXPOSIÇÃO ACIDENTAL A RADIAÇÃO IONIZANTE os dosímetros devem ser encaminhados para leitura no prazo máximo de 24 horas. APÓS SUSPEITA DE OCORRÊNCIA DE EXPOSIÇÃO ACIDENTAL A FONTES SELADAS (fontes utilizadas em radioterapia) devem ser adotados procedimentos adicionais de monitorização individual, avaliação clínica, realização de exames complementares, incluindo dosimetria citogenética a critério médico.

38 Marcelo Pustiglione, MD;LD - Coordenador SESMT – HCFMUSP [2012] Prevenir acidentes e doenças decorrentes do trabalho, de modo a tornar compatível permanentemente o trabalho com a preservação da vida e a promoção da saúde do trabalhador (NR5) Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA) Missão Leiga - Antecipatória - Proativa Sustentada na observação cotidiana dos processos e ambientes de trabalho (os olhos do SESMT no dia-a-dia da organização). Apoiada pela visão técnica do SESMT (parceria nas ações de prevenção de acidentes através da elaboração dos mapas de risco, vigilância permanente e participação na análise dos AT Visão

39 APOIO TÉCNICO DO SESMT ÀS AÇÕES DA CIPA ORIENTANDO A ELABORAÇÃO E ANALISANDO MAPAS DE RISCO NA INVESTIGAÇÃO DOS ACIDENTES DE TRABALHO NA DISSEMINAÇÃO DE ESPÍRITO PREVENCIONISTA NA VIGILÂNCIA DOS AMBIENTES DE TRABALHO Marcelo Pustiglione, MD;LD - Coordenador SESMT – HCFMUSP [2012]

40 Garantir a prática de uma política abrangente, justa e eficaz de promoção da saúde e prevenção de acidentes, doenças e agravos à saúde dos trabalhadores. Açes Sindicais Missão Política-social, Antecipatória e Proativa Focada no fortalecimento do trabalhador na melhoria dos processos de trabalho e nas transformações no campo da saúde e trabalho. Visão

41 Marcelo Pustiglione, MD;LD - Coordenador SESMT – HCFMUSP [2012] REPULLO JUNIOR, Rodolpho e GOMES, Jorge da Rocha (São Paulo Med. J. [online]. 2005, vol.123, n.1, pp ) descrevem, num estudo qualitativo (entrevistas com técnicos de saúde dos sindicatos e diretores sindicais) as formas que os sindicatos brasileiros utilizam para intervir no processo saúde-doença e trabalho. RESULTADOS: Na ação sindical em Saúde do Trabalhador existem ações articuladas de natureza técnica e política que envolvem muitos aspectos e um alto grau de complexidade. DISCUSSÃO: As ações sindicais voltadas para a Saúde do Trabalhador no Brasil estão restritas a alguns sindicatos, localizados principalmente nas regiões Sul, Sudeste e Nordeste do País. Apesar disso, os sindicatos que desenvolvem essas ações, são os que representam categorias numerosas, de grande importância econômica e política. CONCLUSÕES: Resultam dessa atuação: As recentes mudanças na legislação de Saúde e Segurança no Trabalho, O reconhecimento das doenças profissionais, A criação de programas e serviços de Saúde do Trabalhador no Sistema Único de Saúde e A melhoria da ação profissional nos Serviços Especializados em Segurança e Medicina do Trabalho nas empresas. Existe uma modalidade comum de ação sindical na área e esta possui um componente que é a busca do fortalecimento técnico e político dos trabalhadores e da sua representação geral e local cujo objetivo é beneficiar os acordos coletivos entre patrões e empregados e a ação interinstitucional em prol da garantia e ampliação dos direitos dos trabalhadores na melhoria das condições de saúde e trabalho.

42


Carregar ppt "Marcelo Pustiglione, MD;LD Coordenador SESMT - HCFMUSP Integração dos SESMT e das CIPAS com as Ações Sindicais I SEMINÁRIO NACIONAL DE SEGURANÇA E SAÚDE."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google