A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ARTE E CULTURA: A IMPORTÂNCIA DA ARTE NA CULTURA

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ARTE E CULTURA: A IMPORTÂNCIA DA ARTE NA CULTURA"— Transcrição da apresentação:

1 ARTE E CULTURA: A IMPORTÂNCIA DA ARTE NA CULTURA
História da Arte e do Design Unidade I – CONCEITOS DE ARTE, CULTURA E DESIGN Professora Elane Albuquerque Macapá – AP, 2010

2 O que é Cultura? Conceito amplo ou antropológico: Cultura é o modo como indivíduos ou comunidades respondem às suas próprias necessidades e desejos simbólicos. Capacidade humana de pensar a realidade que o circunda e de construir significados para a natureza, que vão além daqueles percebidos imediatamente. A essa construção simbólica, que vai guiar toda ação humana, dá-se o nome de cultura.

3 O que é Cultura? Engloba a língua que falamos, as idéias de um grupo, as crenças, os costumes, os códigos, as instituições, as ferramentas, a arte, a religião, a ciência, enfim, toda as esferas da atividade humana. Deste ponto de vista, Podemos dizer que tudo o que faz parte do mundo humano é cultura.

4 Cultura ou culturas? Devemos falar de uma só cultura ou de muitas culturas? Mesmo dentro de um país, existe uma cultura homogênea, ou várias culturas que se sobrepõem, coexistindo lado a lado?

5 Cultura e Arte Portanto, Arte é produto cultural.
A Arte é uma produção cultural, que além do caráter simbólico que toda cultura tem, existe independentemente das relações utilitárias e funcionais., mas é reflexo da sociedade. Ex: Um vaso grego ultrapassa a funcionalidade do objeto, dessa forma reflete uma civilização que prezava a simetria, a beleza ideal, o culto aos deuses, a perfeição do fazer artístico e artesanal. Portanto, Arte é produto cultural.

6 Mas nem tudo é cultura... Como assim? Então porque Arte é cultura?
Projectio (Ladder) -(1984) de Regina Silveira: A Arte Contemporânea: Nas anamorfoses da artista os objetos do cotidiano são apresentados como sombras deformadas dos objetos que existem no mundo real, nos traz o sentimento de um mundo desordenado, torto, inseguro. Como assim? Então porque Arte é cultura? Uma obra de arte nos traz um NOVO conhecimento de mundo. Esse conhecimento não é lógico e racional, mas intuitivo, concreto e imediato, na medida em que nos faz compreender um sentimento de mundo. Apresenta um modo NOVO de ver a realidade e para isso utiliza da novidade/inovação em mídias, temas, estilos linguagens, cria novos códigos para ser fiel à sua função de evocar um sentimento de mundo.

7 Mas nem tudo é cultura... Ou seja...
A arte não tem a obrigação de explicar nada, não é um discurso lógico e, nesse sentido, não explica nada por conceitos. Ela nos faz sentir, por meio de uma obra concreta, uma possibilidade do mundo entrevista pelo artista. Ela nos traz a compreensão de certos aspectos do mundo. "Operários" (1933), de Tarsila do Amaral "Roda de Bicicleta" (1913), de Marcel Duchamp

8 Mas nem tudo é cultura... Ou seja:
Só confirma o que já sabemos, é um passar o tempo de uma forma agradável, sem que precisemos engajar nossa sensibilidade, nossos sentimentos ou nossa inteligência na sua interpretação. Só reforça os valores da cultura em sentido amplo. Ex: Novelas, filmes, propagandas... Cena do programa "Show do milhão", entretenimento na  TV Por outro lado... A repetição e reafirmação de valores já pré- estabelecidos pela cultura dominante. Um produto para o entretenimento e diversão, ao contrário do produto artístico, é repetitivo.

9 Mas nem tudo é cultura... Esses produtos apaziguam, não criam polêmicas, não nos obrigam a mudar de atitude ou modo de ser e pensar. Eles são construídos respeitando e reafirmando os códigos da cultura dentro da qual são criados. Por isso mesmo, têm o poder de entreter e divertir. A cultura do entretenimento, assim como a publicidade, ao oferecer o mundo como espetáculo constante, a ser consumido e descartado a cada novo momento, propicia a falta de reflexão, a imitação de padrões às vezes inadequados às necessidades sociais do grupo ou pessoais, a confusão entre realidade e ficção. Muitas vezes perpetua os pré-conceitos e as desigualdades. Reafirmam os padrões da cultura dominante.

10 Cultura contemporânea ou Pós-moderna
A quebra das fronteiras/Culturas híbridas/Novas tecnologias da informação. Ex: livro e cinema: cultura letrada e cultura oral; internet: cultura regional e cultura global, cultura dominante e cultura dominada.(Europa, EUA e América Latina, África, etc.) Caracteriza-se pela fragmentação entre múltiplas afiliações, preferências, papéis sociais, etnias, gêneros e assim por diante. Instrumentos de sustentabilidade: Novas tecnologias da informação, entretenimento, publicidade, moda: Oferecem com rapidez aquilo que se poderia desejar sem demandar grandes esforços.

11 Cultura contemporânea ou Pós-moderna
A cultura contemporânea é plural, oferece inúmeras possibilidades de identificações diferentes, simultâneas ou não. Então é mais democrática? Ou será que só cria a ilusão de inclusão, de permissão de múltiplas escolhas? Devemos sempre nos lembrar que, para escolher livremente, precisamos conhecer as alternativas e o que elas significam em termos de direitos, deveres e conseqüências. Ex: músicas, filmes, roupas, cabelos... São também escolhas políticas: Estatuto dos direitos Humanos do Lula...

12 Aprendizado cultural: A cultura se aprende...
Uma vez que a cultura é uma construção de grupos humanos, anterior a cada um de nós, precisamos aprender os modos de nossa cultura, ou seja, da Cultura de origem, que é sempre encarada como o modo normal e único de fazer as coisas, de se comportar. Modo informal: Família, igreja, clubes, pessoas e amigos da escola, e outros. Aprendemos por imitação, tentativa e erro, castigo e premiação. Por meio das palavras, dos comportamentos e atitudes dos outros.

13 Aprendizado cultural: A cultura se aprende...
Sistema formal: Escola, universidades, etc. Aprendemos por meio de regras. É importante colaborarmos com o enriquecimento da nossa cultura.

14 Arte também se aprende! Aprende-se convivendo com obras de arte;
Aprende-se por meio do fazer artístico; Aprende-se pelo estudo dos diversos conceitos de valor em arte: a história da arte e das linguagens artísticas, da estética, etc. Convivência com a arte Foto: Karina Bacci, MAM/SP Estudo da arte Foto: Jonathan Nóbrega Fazer artístico Foto: Du Ribeiro

15 Arte na Cultura e a Cultura na Arte: Movimento, Dinamismo e transformação.
A cultura, portanto, é o que torna a vida humana possível no mundo. Ela é, ao mesmo tempo, um produto já elaborado pelas gerações que nos precederam, e um processo contínuo de adaptação dessa herança recebida a novos modos de vida, novos problemas, novas necessidades. E, nesse processo, a arte, por não ter utilidade prática imediata, é um campo privilegiado de experimentações, de crítica, até mesmo de denúncia de práticas sociais ultrapassadas. Por meio das obras de arte, é possível vislumbrar outros valores importantes para a vida humana.


Carregar ppt "ARTE E CULTURA: A IMPORTÂNCIA DA ARTE NA CULTURA"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google