A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

EVIDÊNCIAS EVOLUTIVAS. EVIDÊNCIAS EVOLUTIVAS (Provas de Evolução Biológica) FÓSSEIS (Evidência Paleontológica ) Inseto fóssil da Bacia do Araripe com.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "EVIDÊNCIAS EVOLUTIVAS. EVIDÊNCIAS EVOLUTIVAS (Provas de Evolução Biológica) FÓSSEIS (Evidência Paleontológica ) Inseto fóssil da Bacia do Araripe com."— Transcrição da apresentação:

1 EVIDÊNCIAS EVOLUTIVAS

2 EVIDÊNCIAS EVOLUTIVAS (Provas de Evolução Biológica) FÓSSEIS (Evidência Paleontológica ) Inseto fóssil da Bacia do Araripe com cerca de 100 milhões de anos

3 O fóssil do Arqueoptérix, ave mais primitiva de que se tem conhecimento.

4 EVIDÊNCIAS EVOLUTIVAS (Provas de Evolução Biológica) BIOQUÍMICA COMPARADA(Evidência Molecular) -Toda a matéria viva apresenta 97% de átomos de C, N, H e O. - As moléculas presentes em certas espécies pouco ou nada diferem, como o citocromo c. Diferença entre espécies quanto ao número de aminoácidos do citocromo c

5 Árvore Filogenética do citocromo c

6 Evidência Anatômica ÓRGÃOS HOMÓLOGOS Ex.Braço Homem, Nadadeira da Baleia, Asa de Morcego e Pata de Cavalo. IRRADIAÇÃO OU DIVERGÊNCIA ADAPTATIVA

7 Evidência Anatômica ÓRGÃOS ANÁLOGOS Ex. Nadadeiras de baleia/golfinho, tubarão e ictiossauro(fóssil). CONVERGÊNCIA EVOLUTIVA

8 EMBRIOLOGIA COMPARADA (Evidência Embriológica) Esse estudo comparado de vertebrados mostra a semelhança de desenvolvimento do embrião, também observado no desenvolvimento embrionário dos metazoários. Quanto mais diferentes são os organismos, menor é o período embrionário comum entre eles.

9 EMBRIOLOGIA COMPARADA (Evidência Embriológica) A Ontogenia Recapitula a Filogenia A ontogênese, ou o desenvolvimento do indivíduo orgânico, a série de mudanças de forma que cada indivíduo passa durante todo o período de sua existência individual, é imediatamente condicionada pela filogênese, ou desenvolvimento da linhagem orgânica (phylon) a qual ele pertence.

10 História da Teoria da Evolução 1809: J. B. Lamarck LAMARCKISMO –Lei do uso e do desuso Cada qual com suas aptidões, a natureza força os seres a se adaptarem. –Lei dos caracteres adquiridos. Os serem são capazes de transmitir seus caracteres adquiridos ao longo da vida.

11 História da Teoria da Evolução 1859: Charles Darwin Darwinismo –Variabilidade : seres vivos apresentam caracteres herdados das gerações anteriores, tornando-os diferentes na capacidade adaptativa. –Os seres estão a mercê da natureza (comida, clima,...) e é pela lei da Seleção Natural que apenas os mais adaptados sobreviverão deixando novos descen- dentes, impulsionando a evolução.

12 DARWINISMO

13

14

15 O papel do ambiente Segundo Lamarck o ambiente é ativo, atua como um fator de modificação das espécies. Obs. Não há evidências conclusivas de que o ambiente é agente de modificações hereditárias. Segundo Darwin o ambiente é passivo, seleciona as variações mais aptas pré-existentes. Obs. Darwin não conhecia os mecanismos de transmissão hereditária. Isso só foi elucidado com o advento da genética.

16 Neodarwinismo ou Teoria Sintética da Evolução 1865: Gregor Mendel –Formalizou a herança de características, precursora da Genética 1901: Hugo De Vries –Formalizou o processo de geração de diversidade: Teoria da Mutação 1906: W. Bateson –Criou o termo Genética 1909: W. L. Johannsen -Criou o termo gene e em seguida propõe a denominação genótipo e fenótipo em seu estudo. Darwinismo + advento da genética no século XX

17 Neodarwinismo ou Teoria Sintética da Evolução -Mutações e recombinações genéticas causam as variações sobre as quais age a seleção natural. -Fontes de variabilidade: mutações e recombinação cromossômica na meiose. Seres Vivos Variabilidade Adaptação Mutações Seleção Natural Theodosius Dobzhansky


Carregar ppt "EVIDÊNCIAS EVOLUTIVAS. EVIDÊNCIAS EVOLUTIVAS (Provas de Evolução Biológica) FÓSSEIS (Evidência Paleontológica ) Inseto fóssil da Bacia do Araripe com."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google