A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A palavra mágica Carlos Drummond Andrade Certa palavra dorme na sombra de um livro raro. Como desencantá-la? É a senha da vida a senha do mundo. Vou procurá-la.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A palavra mágica Carlos Drummond Andrade Certa palavra dorme na sombra de um livro raro. Como desencantá-la? É a senha da vida a senha do mundo. Vou procurá-la."— Transcrição da apresentação:

1 A palavra mágica Carlos Drummond Andrade Certa palavra dorme na sombra de um livro raro. Como desencantá-la? É a senha da vida a senha do mundo. Vou procurá-la. Vou procurá-la a vida inteira no mundo todo. Se tarda o encontro, se não a encontro, não desanimo, procuro sempre. Procuro sempre, e minha procura ficará sendo minha palavra.

2 CONTAR HISTÓRIAS:ARTE MILENAR A arte de narrar é uma das mais antigas atividades humanas. O contador de histórias era a memória viva de um povo, seu tradutor, seu inventor. Possui as chaves para guardar os acontecimentos, narrá-los com força para que se fizesse vivo na memória e corações daqueles que ouviam. Histórias são traduções de cultura e humanidade: são ao mesmo tempo temporais e atemporais, locais e globais; Histórias são balsâmicas: curam feridas da alma; Histórias são terapêuticas: nos permitem ir com leveza a lugares terríveis; Histórias são ideológicas: traduzem uma forma de ver e representar o mundo.

3 UMA HISTÓRIA MUITOS JEITOS DE NARRAR… O CONTADOR DE HISTÓRIAS : alguns contadores defendem uma contação centrada na palavra. A atenção é despertada apenas pelo talento de narrar; O CANTADOR DE HISTÓRIAS: alguns contadores usam histórias musicadas, muitas vezes misturando narrativas com musicas do folclore; A HISTÓRIA TEATRALIZADA: alguns contadores utilizam cenários, reálias, marionetes, fazem a contação como um espetáculo teatral.

4 QUERO CONTAR HISTÓRIAS… - Aprenda a ouvir histórias, em primeiro lugar. - Prepare-se estudando, pesquisando, ensaiando. - Procure conhecer melhor as crianças, como funciona sua imaginação. -Não tenha a pretensão de ensinar, conduzir a interpretação da criança. Apenas conte uma história. - Pesquise e monte seu repertório. Com o tempo suas histórias ficarão mais fáceis de contar. E ganharão vida, porque você estará acreditando nelas.

5 - Todos os recursos são válidos para chamar a atenção: cantar, dançar, usar sotaque, mas eles não podem ser mais importantes que a história. - É sempre bom usar objetos que estimulem a imaginação: um lenço enrolado num cabo de guardachuva pode ser uma linda rainha vestindo sua capa. - Procure desenvolver sua sensibilidade. Se você acreditar que o lenço é a capa da rainha, a criança vai gostar mais do seu jeito de contar. - Porém, procure sempre conhecer o universo das crianças para as quais você vai contar a história. O sucesso ou fracasso dos recursos que você vai usar depende disso. O lenço enrolado no cabo de guardachuva pode não significar nada para elas.

6 - -Descubra a pontuação da história: os momentos de respirar, de se surpreender. Assim, a história ficará viva em você. E você se surpreenderá naquele momento, junto com quem está ouvindo, mesmo que tenha contado a mesma história mais de 100 vezes. - Antes de começar a história, organize um espaço sem muitos objetos, elementos e movimentos que desviem a atenção de quem está ouvindo.

7 MAS E NA ESCOLA… Didatizar uma história é matá-la no coração de quem ouve; Atividades que explorem a expressão, outras possibilidades de interpretação: recriar a história e não apenas reproduzir. Formar novos autores/ narradores… Diferentes veículos = diferentes linguagens O prazer de ouvir, ler, narrar, escrever Como ler para o outro…


Carregar ppt "A palavra mágica Carlos Drummond Andrade Certa palavra dorme na sombra de um livro raro. Como desencantá-la? É a senha da vida a senha do mundo. Vou procurá-la."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google