A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

LINGUAGEM C Centro Federal de Educação Tecnológica da Paraíba Coordenação de Informática Professor: Lafayette B. Melo.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "LINGUAGEM C Centro Federal de Educação Tecnológica da Paraíba Coordenação de Informática Professor: Lafayette B. Melo."— Transcrição da apresentação:

1 LINGUAGEM C Centro Federal de Educação Tecnológica da Paraíba Coordenação de Informática Professor: Lafayette B. Melo

2 TÓPICOS 1. Introdução à Linguagem C 2. Operadores e Expressões 3. Estruturas de Controle 4. Entrada e Saída 5. Vetores 6. Strings 7. Funções 8. Ponteiros 9. Estruturas e Uniões 10. Arquivos Texto 11. Arquivos Binários

3 Programas em C são feitos para que outras pessoas não possam entendê-los e para que depois de muito tempo nem o próprio programador os entenda. (?) Programas em C posssuem liberdade, elegância e consistência. (Herbert Schildt)

4 1. Introdução à Linguagem C Origens de C, características e uso –A linguagem C foi implementada por Dennis Ritchie em um PDP-11 que usava UNIX –Martin Richards criou a BCPL. A BCPL influenciou a criação da linguagem B de Ken Thompson, o que levou a C nos anos setenta –Se popularizou com os PCs, mas houve a necessidade da criação de um Padrão (ANSI) –Com o Turbo C foram estabelecidas 3 metas: padrão ANSI completo, rapidez e eficiência e ambiente integrado

5 –C é uma linguagem de alto nível com recursos de baixo nível Alto nível: Ada, Modula2, Pascal, Cobol, Fortran, Basic Nível Médio: C Baixo Nível: Assembly –Cé portátil: pode adaptar em um computador softwares utilizados em computadores diferentes –Erros em tempo de execução são pouco verificados –Manipula bits, bytes e endereços 1. Introdução à Linguagem C

6 –C é estruturada: uma linguagem estruturada é aquela que permite declarar sub-rotinas dentro de sub-rotinas - C faz isso? Outra característica para linguagem estruturada: compartimentalização de código e dados - C, com certeza, faz isso. Estruturadas: Pascal, Ada, C, Modula2 Não-estruturada: Fortran, Basic, Cobol –C e Assembly: Capacidade de manipular com bits e bytes permite substituir Assembly em parte 1. Introdução à Linguagem C

7 –A linguagem do programador Toda linguagem não é para programador? C foi feita para dar confiabilidade ao código ou aumentar a velocidade do código C possui poucas restrições, tem rapidez e eficiência –Uso de C: para sistemas operacionais, interpretadores, SGBDs, editores, compiladores

8 1. Introdução à Linguagem C –Compiladores X Interpretadores Interpretadores lê o código fonte uma linha de cada vez e efetua as instruções está presente sempre que você roda o programa precisa ser sempre traduzido Compiladores lê todo o programa e depois o converte em código objeto converte o programa em código objeto tem o custo de uma única transformação –Tempos de compilação longos contribuem para providências curtas

9 1. Introdução à Linguagem C –Um programa C compilado usa 4 regiões: Pilha Heap Variáveis Globais Código –O compilador compila --- liga as funções da biblioteca necessárias --- e roda o programa. –No processo de compilação podem surgir erros e advertências

10 1. Introdução à Linguagem C Visão geral de programas em C –Um programa em C tem uma ou mais funções –Formato: –Exemplo: tipo nome_da_função(lista_de_argumentos) { código; } main() { printf(primeiro programa!); }

11 1. Introdução à Linguagem C –As funções printf e scanf São funções de entrada/saída Não fazem parte da definição de c –Formato: –Exemplo: printf(expressão de controle,argumentos) main() { printf(Este e um numero par: %d,2); }

12 1. Introdução à Linguagem C –Exemplo: main() { int dias; float anos; /* entrada de dados*/ printf(Entre com o numero de dias: ); scanf (%d, &dias); anos = dias/365.25; printf (\n\n%d dias sao %f anos. \n,dias,anos); return(0); }

13 1. Introdução à Linguagem C –Uso de funções –Exemplo: sqr(x) int x; { printf (%d ao quadrado e %d\n,x,x*x); } main() { int num; printf (Digite um numero: ); scanf (%d,&num); sqr (num); }

14 1. Introdução à Linguagem C –Tipos de variáveis –Códigos de controle TipoBitsBytesEscala char a 127 int a float3243.4E-38 a 3.4E+38 double6481.7E-308 a 1.7E+308 void00sem valor CódigoO que é %dInteiro %fFloat %cCaractere %sString %%

15 1. Introdução à Linguagem C –Outros exemplos: (Qual é a saída de cada um?) printf (teste % %) printf (%f,40.345) printf (um caractere %d e um inteiro %d,D,120) printf (%s e um exemplo,Este) printf (%s%d%,Juros de,10)

16 1. Introdução à Linguagem C –Exemplo: (Qual é a saída?) main() { int evento=5; char corrida=C; float tempo=27.25; printf (o tempo na etapa %c,corrida); printf (\nda competicao %d foi %f.,evento,tempo); }

17 1. Introdução à Linguagem C –Uso de varíáveis com ponto flutuante Os números de ponto flutuante são os reais Há várias maneiras de eles serem escritos São guardados na memória em duas partes –É possível estabelecer o tamanho mínimo para a saída de decimais e pontos flutuantes Depois do % número indica tamanho mínimo Depois do ponto o tamanho reservado para a parte flutuante 3 bytes1 byte sinalFração/mantissaExpoente

18 1. Introdução à Linguagem C –Exemplos: –Saídas: printf (os alunos sao %2d.\n,350); printf (os alunos sao %4d.\n,350); printf (os alunos sao %5d.\n,350); printf (%3.1f\n, ); printf (%10.3f\n, ); printf (%10.2f %10.2f %10.2f\n,834.0, , ); Os alunos sao

19 –Uso de caracteres e strings Um caractere em c pode ser representado de várias formas –Exemplos: –Exemplo: 1. Introdução à Linguagem C printf (%d %c %x %o \n,A,A,A,A); printf (%c %c %c %c \n,A,65,0x41,0101); main() { printf (\xC9\xCD\xBB\n); printf (\xBA \xBA\n); printf (\xC8\xCD\xBC\n); }


Carregar ppt "LINGUAGEM C Centro Federal de Educação Tecnológica da Paraíba Coordenação de Informática Professor: Lafayette B. Melo."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google