A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Vida Artificial e Ambientes Virtuais

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Vida Artificial e Ambientes Virtuais"— Transcrição da apresentação:

1 Vida Artificial e Ambientes Virtuais
Universidade de São Paulo Escola Politécnica - Engenharia de Sistemas Eletrônicos Núcleo de Ciência Cognitiva Vida Artificial e Ambientes Virtuais Vida Artificial Conceitos e Fundamentos II Marcio Lobo Netto 2012

2 Vida Artificial e Ambientes Virtuais
Ordem e Desordem vida ordem a partir da desordem termodinâmica equilíbrio (clássica) sistemas fechados não equilíbrio (fluxo de energia e matéria) sistemas abertos ordem a partir da ordem cristal aperiódico de Schrödinger código genético (DNA) set-nov 2012 Vida Artificial e Ambientes Virtuais

3 Vida Artificial e Ambientes Virtuais
Ordem e Desordem vida trata portanto ordem a partir da desordem: surgimento ordem a partir da ordem: perpetuação espécie: vida em si indivíduo: porta-voz da espécie set-nov 2012 Vida Artificial e Ambientes Virtuais

4 Vida Artificial e Ambientes Virtuais
Ordem e Desordem vida combina portanto termodinâmica do não equilíbrio (fundamentação física) vida se contrapõe à tendência entrópica do universo mantem ordem num entorno que tende a desordem mas ao fazer isso contribui com a entropia global para que uma parte fique mais organizada o resto fica mais desorganizado código genético (fundamentação matemática) vida é informação: manutenção e processamento set-nov 2012 Vida Artificial e Ambientes Virtuais

5 Vida Artificial e Ambientes Virtuais
Auto-Catálise reações químicas auto-catalíticas fechadas em si mesmas fornecem meios e condições para que as mesmas aconteçam set-nov 2012 Vida Artificial e Ambientes Virtuais

6 Estabilidade de Sistemas Vivos
sistemas quase estáveis fora do equilíbrio requerem fluxo de energia / matéria de origem externa para manter sua ordem não vivos: lasers, furacões vivos: células organismos indivíduos ecosistemas possuem e mantêm auto-organização redução da entropia interna aumento da entropia do sistema em que estão imersos set-nov 2012 Vida Artificial e Ambientes Virtuais

7 Estabilidade de Sistemas Vivos
manutenção da ordem a custa da dissipação de energia tal dissipação mantem a estrutura dissipativa ou seja mantem o organismo que abriga a vida metabolismo autocatálise set-nov 2012 Vida Artificial e Ambientes Virtuais

8 Vida Artificial e Ambientes Virtuais
Vida – uma Definição Life is a property of an ensemble of units that share information coded in a physical substrate and which, in the presence of noise, manages to keep its entropy significantly lower than the maximal entropy of he ensemble, on timescales exceeding the natural timescale of decay of the (information-bearing) substrate by many orders of magnitude set-nov 2012 Vida Artificial e Ambientes Virtuais


Carregar ppt "Vida Artificial e Ambientes Virtuais"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google