A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Avaliação institucional no âmbito do SINAES: o caso da Universidade Federal do Ceará (UFC) Prof. Wagner Bandeira Andriola Coordenador de Análise Institucional.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Avaliação institucional no âmbito do SINAES: o caso da Universidade Federal do Ceará (UFC) Prof. Wagner Bandeira Andriola Coordenador de Análise Institucional."— Transcrição da apresentação:

1 Avaliação institucional no âmbito do SINAES: o caso da Universidade Federal do Ceará (UFC) Prof. Wagner Bandeira Andriola Coordenador de Análise Institucional e Avaliação (Pró-Reitoria de Planejamento) Coordenador da Comissão Própria de Avaliação (CPA)

2 Idéias Iniciais Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (SINAES). Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (SINAES). Foi instituído pela Lei Federal n° de 14 de fevereiro de Foi instituído pela Lei Federal n° de 14 de fevereiro de Visa a obter conhecimento global acerca de todas as atividades das IES, através da integração de diversas bases de dados, uso de vários instrumentos e engajamento dos diferentes atores institicionais. Visa a obter conhecimento global acerca de todas as atividades das IES, através da integração de diversas bases de dados, uso de vários instrumentos e engajamento dos diferentes atores institicionais.

3 Pressupostos Teóricos Holística (propiciar conhecimento do todo); Holística (propiciar conhecimento do todo); Participativa (buscar o engajamento dos atores); Participativa (buscar o engajamento dos atores); Útil (servir ao aprimoramento da IES); Útil (servir ao aprimoramento da IES); Ética (pautada em valores acadêmico-científicos); Ética (pautada em valores acadêmico-científicos); Sistemática (ter ciclo regular); Sistemática (ter ciclo regular); Iluminadora (geradora de novos conhecimentos); Iluminadora (geradora de novos conhecimentos); Pedagógica (propiciar reflexão coletiva acerca dos conhecimentos gerados); Pedagógica (propiciar reflexão coletiva acerca dos conhecimentos gerados); Indutora (gerar novos comportamentos individuais e nova consciência coletiva. Indutora (gerar novos comportamentos individuais e nova consciência coletiva.

4 Pressupostos Teóricos Deve constituir-se numa sistemática rigorosa, que visa a identificar o mérito ou o valor de todas as atividades (MEIO E FIM) desenvolvidas pelas IES para proporcionar seu repensar ou re-planejar. Deve constituir-se numa sistemática rigorosa, que visa a identificar o mérito ou o valor de todas as atividades (MEIO E FIM) desenvolvidas pelas IES para proporcionar seu repensar ou re-planejar. Necessita, por isso mesmo, ser atividade coletiva. Necessita, por isso mesmo, ser atividade coletiva. Assim, a avaliação institucional não constitui-se em atividade com fim em si mesma. Assim, a avaliação institucional não constitui-se em atividade com fim em si mesma. Serve para o aprimoramento de todas as atividades das IES e, por conseguinte, do Sistema de Educação Superior brasileiro. Serve para o aprimoramento de todas as atividades das IES e, por conseguinte, do Sistema de Educação Superior brasileiro.

5 Pressupostos Teóricos Devemos indagar-nos, neste momento: Devemos indagar-nos, neste momento: Qual a natureza das atividades institucionais a serem avaliadas? Qual a natureza das atividades institucionais a serem avaliadas?

6 Atividades Institucionais IFESIFES Atividades MEIO: recursos humanos (docentes, discentes e téc.-adm.); PDI e PPI; sustentabilidade financeira; estrutura física (lab. e equip.); comunicação interna e externa; biblioteca e acervo; currículo; clima e gestão institucionais; ênfase à publicação; planejamento estratégico etc. SOCIEDADESOCIEDADE Reperc. Social

7 Repercussões internas Idéia de avaliação institucional como atividade multi-referencial, holística e complexa. Idéia de avaliação institucional como atividade multi-referencial, holística e complexa. Idéia de avaliação institucional como processo participativo e democrático. Idéia de avaliação institucional como processo participativo e democrático. Idéia de avaliação institucional como atividade geradora de novos conhecimentos. Idéia de avaliação institucional como atividade geradora de novos conhecimentos. Idéia de avaliação institucional como atividade propiciadora de reflexão e de discussão coletiva. Idéia de avaliação institucional como atividade propiciadora de reflexão e de discussão coletiva. Propiciadora de maior consciência coletiva acerca do valor da avaliação institucional. Propiciadora de maior consciência coletiva acerca do valor da avaliação institucional.

8 Repercussões internas Idéia de avaliação como atividade que permite o aprimoramento institucional. Idéia de avaliação como atividade que permite o aprimoramento institucional. Idéia de avaliação como guia e iluminadora do planejamento estratégico e das atividades institucionais (atividades meio e fim). Idéia de avaliação como guia e iluminadora do planejamento estratégico e das atividades institucionais (atividades meio e fim). Idéia de avaliação como exercício cotidiano de reflexão coletiva acerca da realidade institucional e da práxis dos seus atores. Idéia de avaliação como exercício cotidiano de reflexão coletiva acerca da realidade institucional e da práxis dos seus atores. Idéia de avaliação institucional como processo de formação política e cidadã. Idéia de avaliação institucional como processo de formação política e cidadã. Idéia de avaliação como atividade indutora de novos comportamentos individuais e coletivos. Idéia de avaliação como atividade indutora de novos comportamentos individuais e coletivos.

9 Exemplo de uso da avaliação institucional Afirmamos que a avaliação institucional proporciona reflexão coletiva acerca da IES; Afirmamos que a avaliação institucional proporciona reflexão coletiva acerca da IES; Possibilita ao gestor e aos atores institucionais maior e melhor conhecimento acerca da IES; Possibilita ao gestor e aos atores institucionais maior e melhor conhecimento acerca da IES; Possibilita múltiplos olhares em torno de um mesmo aspecto institucional; Possibilita múltiplos olhares em torno de um mesmo aspecto institucional; Induz a novos comportamentos; Induz a novos comportamentos; Ilumina o gestor na tomada de decisões. Ilumina o gestor na tomada de decisões. Vejamos um exemplo do seu uso. Vejamos um exemplo do seu uso.

10 Exemplo do uso da Avaliação Institucional 5 a 7% ano

11 Será positivo ou negativo continuar com uma taxa de crescimento do número de matriculados nos cursos de graduação ao redor de 7% ao ano? Será positivo ou negativo continuar com uma taxa de crescimento do número de matriculados nos cursos de graduação ao redor de 7% ao ano? Depende do ponto de vista. Depende do ponto de vista. Vejamos: de acordo com a visão da sociedade. Vejamos: de acordo com a visão da sociedade. 15 a 20% ano

12 De acordo com a sociedade (egressos do ensino médio): a taxa de crescimento do número de matriculados é visivelmente insuficiente dada a maior demanda social. De acordo com a sociedade (egressos do ensino médio): a taxa de crescimento do número de matriculados é visivelmente insuficiente dada a maior demanda social. De acordo com o mantenedor: trata-se de taxa excelente, pois revela a otimização do uso dos recursos financeiros e humanos das IFES; De acordo com o mantenedor: trata-se de taxa excelente, pois revela a otimização do uso dos recursos financeiros e humanos das IFES; De acordo com o gestor: pode-se dizer que é uma taxa bastante satisfatória, dado: De acordo com o gestor: pode-se dizer que é uma taxa bastante satisfatória, dado: (a) o congelamento do financiamento das IFES praticado pelo Governo Federal, no mesmo período; (a) o congelamento do financiamento das IFES praticado pelo Governo Federal, no mesmo período; (b) as precárias condições materiais de trabalho (incluam- se salas de aula, equipamentos de informática e laboratórios); (b) as precárias condições materiais de trabalho (incluam- se salas de aula, equipamentos de informática e laboratórios); (c) a baixa motivação dos servidores das IFES (políticas federais de congelamento salarial), que implica em pouco envolvimento em algumas atividades institucionais de porte (a avaliação institucional é uma delas). (c) a baixa motivação dos servidores das IFES (políticas federais de congelamento salarial), que implica em pouco envolvimento em algumas atividades institucionais de porte (a avaliação institucional é uma delas).

13

14

15

16 À Guisa de Conclusão Avaliação institucional = reflexão coletiva (múltiplos olhares sobre um mesmo aspecto da IES), que busca o aprimoramento institucional. Avaliação institucional = reflexão coletiva (múltiplos olhares sobre um mesmo aspecto da IES), que busca o aprimoramento institucional. Implica, portanto, compromisso dos atores institucionais. Implica, portanto, compromisso dos atores institucionais. Supõe, assim, câmbios na cultura institucional estabelecida de desvalorização da atividade de avaliação institucional. Supõe, assim, câmbios na cultura institucional estabelecida de desvalorização da atividade de avaliação institucional. Essas mudanças constituem processo gradual, lento e muitas vezes frustrante. Essas mudanças constituem processo gradual, lento e muitas vezes frustrante. Possibilita à IES comparar o passado com o presente (avaliação diagnóstica e crítica). Possibilita à IES comparar o passado com o presente (avaliação diagnóstica e crítica).

17 À Guisa de Conclusão Aplicação à avaliação educacional das idéias do russo Lev S. Vygotsky: zona de desenvolvimento institucional atual (ZDIA = presente institucional) e zona de desenvolvimento institucional potencial (ZDIP = (futuro institucional). Aplicação à avaliação educacional das idéias do russo Lev S. Vygotsky: zona de desenvolvimento institucional atual (ZDIA = presente institucional) e zona de desenvolvimento institucional potencial (ZDIP = (futuro institucional). O que sou (ZDIA) e o que idealizo ser (ZDIP), enquanto INSTITUICAO EDUCACIONAL (formada por atividades MEIO e FIM). O que sou (ZDIA) e o que idealizo ser (ZDIP), enquanto INSTITUICAO EDUCACIONAL (formada por atividades MEIO e FIM). Assim, ressaltamos a tese central da nossa apresentação: Assim, ressaltamos a tese central da nossa apresentação: A avaliação institucional (diagn ó stica, cr í tica e participativa) fundamenta o planejamento estratégico institucional (participativo), isto e, o olhar consciente de uma coletividade para o seu futuro. A avaliação institucional (diagn ó stica, cr í tica e participativa) fundamenta o planejamento estratégico institucional (participativo), isto e, o olhar consciente de uma coletividade para o seu futuro.

18 OBRIGADO A TODOS. Prof. Wagner Bandeira Andriola. (PRPL - UFC).


Carregar ppt "Avaliação institucional no âmbito do SINAES: o caso da Universidade Federal do Ceará (UFC) Prof. Wagner Bandeira Andriola Coordenador de Análise Institucional."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google