A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Redes de Computadores – INTERNET Especificamente em rede, o computador se converte em um meio de comunicação, a última grande mídia, ainda em estágio inicial,

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Redes de Computadores – INTERNET Especificamente em rede, o computador se converte em um meio de comunicação, a última grande mídia, ainda em estágio inicial,"— Transcrição da apresentação:

1 Redes de Computadores – INTERNET Especificamente em rede, o computador se converte em um meio de comunicação, a última grande mídia, ainda em estágio inicial, mas extremamente poderosa para o ensino e aprendizagem. Com a Internet podemos modificar mais facilmente a forma de ensinar e aprender tanto nos curso presenciais como nos cursos a distância. Esta unidade apresenta a Internet como ferramenta de apoio ao aluno e ao professor no processo de ensino- aprendizagem.

2 Redes de Computadores – INTERNET Conceitos e Características A internet (a rede mundial de computadores) é de uma vez e ao mesmo tempo, um mecanismo de disseminação da informação e divulgação mundial e um meio para a colaboração e interação entre indivíduos e seus computadores, independentemente de suas localizações geográficas.

3 Redes de Computadores – INTERNET Conceitos e Características Outro exemplo é o backbone da RNP

4 Redes de Computadores – INTERNET Protocolo TCP/IP O TCP/IP, Protocolo de Controle de Transmissão/Protocolo Internet (TCP/IP), tornou-se o protocolo padrão utilizado para interoperabilidade entre muitos tipos diferentes de computadores. Essa interoperabilidade é uma das vantagens principais do TCP/IP. Quase todas as redes suportam o TCP/IP como protocolo. O TCP/IP também suporta e é normalmente utilizado como o protocolo de interconexão de rede. Devido a sua popularidade, o TCP/IP tornou-se o verdadeiro padrão para interconexão de rede.

5 Redes de Computadores – INTERNET Protocolo TCP/IP Cada computador na Internet tem um único endereço, chamado de Endereço IP. Este é um número representado por quatro números unidos por pontos ('.'). Um exemplo é o endereço do servidor da UDESC que tem o endereço IP , esse tipo de representação também é chamado de quádrupla. As primeiras duas ou três partes representam a subrede à qual o sistema está ligado. Por exemplo, todos os computadores estão na subrede

6 Redes de Computadores – INTERNET Protocolo TCP/IP Cada endereço IP tem um nome associado (ex. no entanto para que a que a informação possa trafegar na rede é necessário saber o número. Como é bem mais fácil memorizar o nome, existe um servidor que faz a conversão do nome para o número, é o DNS (Domain Name Server). É um sistema hierárquico de bases de dados distribuídas que converte um nome de domínio em um endereço IP. As redes foram projetadas para uso de ambos os métodos, tanto o "Domain Name" como "Endereço IP".

7 Redes de Computadores – INTERNET Protocolo TCP/IP Podemos conferir a configuração do nosso computador através do comando winipcfg (para versões até o windows98) ou ipconfig /all (versões posteriores do Windows). Como posso registrar o nome de uma página na Internet?

8 Redes de Computadores – INTERNETIntranet A Intranet é uma rede interna baseada no protocolo IP que se caracteriza pelo uso das tecnologias Word Wide Web no ambiente privativo da empresa ou seja são todos os recursos disponíveis na Internet para uso restrito dos funcionários da empresa.

9 Redes de Computadores – INTERNETIntranet É composta por um servidor Web corporativo, tornando- se disponíveis para os usuários através de uma rede interna ou acesso discado privativo, fornecendo assim uma variedade de informações por meio de um único software o navegador Web. O objetivo maior de uma intranet é que cada funcionário possa ter acesso fácil e instantâneo a todo o conhecimento da organização através de seu computador

10 Redes de Computadores – INTERNETIntranet Além de incorporar toda a tecnologia Internet, as Intranets podem utilizar a estrutura de comunicação de dados da própria rede pública para se comunicar com filiais ou com qualquer empresa conectada à grande rede. A figura a seguir apresenta a estrutura de uma Intranet.

11 Redes de Computadores – INTRANET

12 Redes de Computadores – INTERNET Extranet Já a Extranet é uma rede de negócios que une empresas parceiras por meio de suas Intranets utilizando os padrões abertos da Internet. Esses parceiros não precisam ter o mesmo tipo de computador (hardware), sistema operacional, gerenciadores de banco de dados (software) ou navegador para navegação. Esta é uma das formas mais baratas, fáceis e inteligentes para as empresas se interligarem com os parceiros e clientes. Principalmente para aqueles que já são usuários de Internet e que já possuem uma Intranet.

13 Redes de Computadores – INTERNET Extranet Por exemplo, a faculdade pode-se conectar o sistema de pedidos de compra de uma empresa, já existente na sua intranet e baseado em navegadores, ao banco de dados de catálogo de produtos na intranet de seu fornecedor, criando um extranet. Outros exemplos de extranets são consulta de pedidos e estoque, matrícula e publicação de notas de estudantes, ou qualquer outra aplicação onde acesso à Internet, segurança, e privacidade são exigências da aplicação. A figura a seguir apresenta o funcionamento da extranet.

14 Redes de Computadores – EXTRANET

15 InternetIntranetExtranet AcessoPúblicoRestrito a funcionários da empresa Restrito a clientes, parceiros e/ou fornecedores. UsuáriosQualquer usuário Usuários da rede interna Redes conectadas ou autorizadas Inform. Pulverizada, pública e usualmente superficial Privada / Compartilhada dentro da empresa Compartilhada entre determinadas empresas

16 Redes de Computadores – INTERNET Ferramentas e Recursos Se sob o ponto de vista físico uma rede TCP/IP ou a Internet é uma conexão entre redes, para o usuário ela aparece como um grupo de serviços disponíveis para a troca de informações entre computadores ou indivíduos a ela conectados. Nesta unidade serão apresentados os principais serviços disponíveis em uma rede TCP/IP ou Internet, destacando as características e benefícios de cada um.

17 Redes de Computadores – INTERNETWWW A World Wide Web, também chamada de WWW ou Web, é o serviço mais conhecido da Internet, sendo o principal responsável pela revolução que possibilitou a explosão da Rede em todo o mundo. Uma vez conectado à Internet, o usuário navega na WWW através de um software específico, denominado browser (navegador). Dentre os diversos browsers existentes, os que se destacam são apenas dois, o Microsoft Internet Explorer (aprox. 90%) e o Netscape Navigator (aprox. 7%).

18 Redes de Computadores – INTERNETWWW Um sem número de tarefas que antes eram impensáveis ou requeriam nossa presença física podem hoje ser resolvidas em minutos na frente do computador. Muitas informações podem ser acessadas em sites Web como a emissão do carnê de IPTU, declaração de IR, visualização de multas, etc. Além de muitos serviços bancários.

19 Redes de Computadores – INTERNETWWW A Web está estruturada em 2 princípios básicos: HTTP (Hyper Text Transfer Protocol): é o Protocolo de Transferência de Hipertexto, ou seja, é o protocolo que permite a navegação na Web, com o simples clicar do mouse sobre um texto (ou imagem) que esteja associado a um outro link; HTML (Hyper Text Markup Language): é a Linguagem de Marcação de Hipertexto, ou seja, é a linguagem na qual são escritas as páginas da Web. É uma linguagem muito simples que é interpretada pelo browser.

20 Redes de Computadores – INTERNETWWW Entre os recursos que podemos ter acesso através das páginas Web temos vídeos, músicas, animações, etc. Para que o navegador esteja apto a carregar muitos destes recursos é necessário instalar o plug-in, que é um software que possibilita a ampliação de recursos (flash, RealPlayer, etc). Outras vezes é necessário que se instale um programa próprio para abrir determinado recurso, como o Adobe Reader (para abrir pdf), como o Windows Media Player ou Real Player ou Quick Time (para abrir vídeos).

21 Redes de Computadores – INTERNET O , ou correio eletrônico, é o serviço mais utilizado na Internet. Isso se explica pela sua imensa utilidade e facilidade de uso. O termo "correio eletrônico" é realmente bastante explicativo, pois os usuários desse serviço podem trocar mensagens entre si, como no correio tradicional, além de poderem anexar a essas mensagens arquivos diversos, como fotos e vídeos digitalizados, planilhas etc.

22 Redes de Computadores – INTERNET Para criar, enviar e receber mensagens de , pode- se utilizar um software específico (Outlook, Eudora, Netscape Messager, etc) ou mesmo o navegador. Posso ter certeza que um chegou ao destino?

23 Redes de Computadores – INTERNETFTP É o serviço básico de transferência de arquivos na rede. O FTP (File Transfer Protocol) permite ao usuário de qualquer computador pegar arquivos de outro computador (download) ou enviar arquivos para outro computador (upload). Um serviço especial de FTP, conhecido como FTP anônimo (anonymous FTP), permite que um usuário remoto "puxe" arquivos do computador em que o serviço está instalado, sem necessidade de obter permissão de acesso a ele.

24 Redes de Computadores – INTERNETFTP O FTP é geralmente usado para transferência de arquivos contendo programas (software) e documentos. Não há, contudo, qualquer limitação quanto ao tipo de informação que pode ser transferida. Vale ressaltar que esse serviço pressupõe que o usuário conheça a localização eletrônica do documento desejado, ou seja, o endereço do computador remoto e os nomes da pasta e do arquivo que contém o documento.

25 Redes de Computadores – INTERNETFTP Transferido o arquivo, cabe também ao usuário achar a maneira apropriada para ter acesso ao seu conteúdo. Muitos estão comprimidos e necessitam do software apropriado para descompressão. Imagens, textos e sons são armazenados de diversas formas, requerendo muitas vezes o uso de programas específicos.

26 Redes de Computadores – INTERNET Lista de Discussão É um serviço que permite o intercâmbio de mensagens entre vários usuários. Funciona como uma extensão do correio eletrônico, explorando uma facilidade conhecida como alias (um endereço fictício contendo uma lista de endereços eletrônicos). Usando esse recurso, qualquer mensagem enviada para o endereço é, automaticamente, reenviada para todos os endereços constantes da lista associada.

27 Redes de Computadores – INTERNET Lista de Discussão As listas de discussão ou conferências eletrônicas, como também são conhecidas, são comumente usadas como meio de comunicação entre membros de um projeto ou entre pessoas interessadas em discutir temas específicos, podendo ser abertas ou fechadas quanto à participação de novos membros. Quando abertas, a inscrição de um novo membro na lista é feita através de um pedido de subscrição enviado pelo interessado a um moderador.

28 Redes de Computadores – INTERNET Fórum ou Grupo de Discussão O fórum (grupo de discussão), é um dos serviços mais tradicionais da Internet. A idéia é permitir a realização de discussões sobre assuntos específicos por diversas pessoas interessadas, desde que tenham acesso à Internet e autorização para participar dos grupos. As discussões ocorrem através da troca de mensagens (chamadas de "artigos") que contêm normalmente textos, mas podem também transportar imagens e outros arquivos associados.

29 Redes de Computadores – INTERNET Fórum ou Grupo de Discussão Essas discussões são realizadas de forma assíncrona, ou seja, um artigo não precisa ser lido pelos outros participantes do grupo no momento em que é enviado, e sim quando cada participante puder fazer sua conexão ao sistema, o que é muito conveniente para todos. Normalmente, as mensagens são enviadas livremente, mas o moderador pode criar regras, tornando determinados grupos de discussão exclusivos para algumas pessoas. Isto é muito comum dentro de empresas ou entre grupos de amigos.

30 Redes de Computadores – INTERNETTelnet É um serviço que permite ao usuário conectar-se a um computador remoto interligado à rede. Uma vez feita a conexão, o usuário pode executar comandos e usar recursos do computador remoto como se estivesse lá. Ou seja, ao contrário dos serviços de correio eletrônico e de transferência de arquivos, Telnet permite ao usuário estabelecer uma comunicação direta e em "tempo real" com o computador acessado remotamente. Telnet é o serviço usado por administradores de rede para terem acesso ao servidor. Por questões de segurança é um serviço pouco usado.

31 Redes de Computadores – INTERNETChat Chat é um termo americano, utilizado desde os tempos de BBSs, para descrever a comunicação simultânea de diversas pessoas, trocando mensagens em tempo real, através dos seus computadores. Na verdade, o termo chat quer dizer bate-papo e esse tipo de serviço surgiu de maneira despretensiosa, com a idéia de se simular salas ou reuniões de bate-papo através do computador. Na Internet, o serviço de chat é implementado principalmente através do IRC.

32 Redes de Computadores – INTERNETChat A maneira de usar esse serviço é semelhante à dos demais serviços Internet. Enquanto o usuário se conecta à Internet e ativa um software cliente IRC específico, os servidores IRC gerenciam quem está conectado, quem fala com quem etc. Para poder participar de chats, todos os usuários devem se identificar, provendo um apelido através dos quais os demais usuários irão visualizá-lo.

33 Redes de Computadores – INTERNET Tele e Videoconferência Na teleconferência, o professor encontra-se num estúdio de televisão e realiza sua apresentação "ao vivo" para a audiência. É possível agregar imagens pré- produzidas em vídeo, computador, etc. como se fosse um programa de televisão. É interessante a presença de um mediador e estrutura de atendimento para receber, processar e encaminhar as perguntas que vão chegando no decorrer do programa.

34 Redes de Computadores – INTERNET Tele e Videoconferência A videoconferência é o que se poderia chamar de TV interativa, trabalha com compressão de áudio e vídeo utilizando vários tipos de linhas para transmissão em tempo real para salas remotas que possuam o mesmo equipamento básico: uma câmera acoplada a um monitor de televisão, um computador, modem, microfone e teclado de comando. A integração de periféricos projetados especialmente para enriquecer a comunicação inclui vídeo, câmera de documentos e computador que auxiliam as apresentações.

35 Redes de Computadores – INTERNET Internet como Apoio ao Ensino Alguns fatores que colocam a Internet como um componente de fundamental importância para a Educação, tendo em vista, entre outros, sua facilidade de publicação e acesso: mesmo possuindo muito lixo pela Internet, ela é mais rápida para localizar a informação; as informações são atualizadas; reúne maior número de fontes; é fácil para copiar os textos ou imagens para posterior estudo sobre a informação levantada ou até mesmo para ilustrar a pesquisa;

36 Redes de Computadores – INTERNET Internet como Apoio ao Ensino o investimento necessário para produção e publicação em fase inicial é relativamente baixo não dependendo de caras tecnologias para desenvolvimentos básicos; grande número de indústrias de equipamentos e programas tem dedicado investimentos para o desenvolvimento e aprimoramento deste meio gerando expectativas positivas quanto ao progresso dos recursos atuais e futuros.

37 Redes de Computadores – INTERNETAulas/Pesquisa Podemos transformar uma parte das aulas em processos contínuos de informação, comunicação e pesquisa, por meio dos quais vamos construindo o conhecimento e equilibrando o individual e o grupal, entre o professor-coordenador-facilitador e os alunos- participantes ativos. Aulas-informação, nas quais o professor mostra alguns cenários, algumas sínteses, o estado da arte, as coordenadas de uma questão ou tema.

38 Redes de Computadores – INTERNETAulas/Pesquisa Aulas-pesquisa, nas quais professores e alunos procuram novas informações, cercar um problema, desenvolver uma experiência, avançar em um campos desconhecido. O professor motiva, incentiva, dá os primeiros passos para sensibilizar o aluno par o valor do que vai ser feito, para a importância da participação do aluno nesse processo. Aluno motivado e com participação ativa avança mais, facilita todo o trabalho do professor. O papel do professor agora é o de gerenciador do processo de aprendizagem, é o coordenador de todo o andamento, do ritmo adequado, o gestor das diferenças e das convergências.

39 Redes de Computadores – INTERNETAulas/Pesquisa O professor procura ajudar a contextualizar, a ampliar o universo alcançado pelos alunos, a problematizar, a descobrir novos significados no conjunto das informações trazidas. Esse caminho de ida e volta, no qual todos se envolvem, participam – na sala de aula, na lista eletrônica e na home page – é, fascinante, criativo, cheio de novidades e de avanços. O conhecimento que é elaborado a partir da própria experiência torna-se muito mais forte e definitivo em nós.

40 Redes de Computadores – INTERNETAulas/Pesquisa Aproximadamente 90% das Universidades no mundo inteiro estão conectadas à Internet e disponibilizam muito material através de suas páginas institucionais, o mesmo ocorrendo com Institutos de Pesquisa, Organizações Não-Governamentais etc.....

41 Redes de Computadores – INTERNETAulas/Pesquisa Portanto, tanto professores como alunos, para aproveitar esses recursos de maneira eficiente devem utilizar ferramentas e métodos especiais de busca pois a questão principal é " Como obter os endereços de páginas que contenham o assunto (referenciado, atualizado) que procuram ?"

42 Redes de Computadores – INTERNETAulas/Pesquisa Para localizar tais informações sobre temas específicos, ou para obter os endereços de universidades, bibliotecas, enciclopédias, centros de pesquisa devemos usar os serviços de busca. Entre alguns serviços de busca destacamos:: AltaVista (www.altavista.com.br); Google (www.google.com.br); Cadê (www.cade.com.br); RadarUOL (www.radaruol.com.br); Yahoo (www.yahoo.com.br)

43 Redes de Computadores – INTERNET Construção Cooperativa A Internet favorece a construção cooperativa, o trabalho conjunto entre professores e alunos, próximos física ou virtualmente. Podemos participar de uma pesquisa em tempo real, de um projeto entre vários grupos, de uma investigação sobre um problema da atualidade.

44 Redes de Computadores – INTERNET Construção Cooperativa Se não tivermos uma ferramenta como o Polvo (trabalho colaborativo), outra forma interessante é criar uma página dos alunos, como um espaço virtual de referência, onde vamos construindo e colocando o que acontece de mais importante no curso, os textos, os endereços, as análises, as pesquisas. Pode ser um site provisório, interno, sem divulgação, que eventualmente poderá ser colocado à disposição do público externo. Pode ser também um conjunto de sites individuais ou de pequenos grupos que se visibilizam quando os alunos acharem conveniente.

45 Redes de Computadores – INTERNET Construção Cooperativa A criação da página não deve ser obrigatória, mas é importante incentivar a participação de todos em sua elaboração. O formato, a colocação e a atualização podem ficar a cargo de um pequeno grupo de alunos.

46 Redes de Computadores – INTERNET Construção Cooperativa O importante é combinar o que podemos fazer melhor em sala de aula – conhecer-nos, motivar-nos, reencontrar-nos - com o que podemos fazer a distância, pela lista – comunicar-nos quando for necessário e também acessar os materiais construídos em conjunto na home page, na hora em que cada um achar conveniente.

47 Redes de Computadores – INTERNET Novas Formas de Comunicação Na internet também desenvolvemos novas formas de comunicação, principalmente escrita. Escrevemos de forma mais aberta, hipertextual, concetada, multilingüística, aproximando texto e imagem. Agora começamos a incorporar sons e imagens em movimento. A possibilidade de divulgar páginas pessoais e grupais na Internet gera uma grande motivação, visibilidade, responsabilidade para professores e alunos. Todos se esforçam para escrever bem, comunicar melhor suas idéias, ser bem aceitos, para não fazer feio.

48 Redes de Computadores – INTERNET Novas Formas de Comunicação Outro resultado comum à maior parte dos projetos na Internet confirma a riqueza de interações que surgem, os contatos virtuais, as amizades, as trocas constantes com outros colegas, tanto por parte de professores como de alunos. Os contatos virtuais transformam-se, quando é possível, em presenciais. A comunicação afetiva, a criação de amigos em diferentes países transformam-se em um grande resultado individual e coletivo dos projetos.

49 Redes de Computadores – INTERNET Desenvolvimento do Indivíduo A Internet pode ajudar a desenvolver a intuição, a flexibilidade mental, a adaptação a ritmos diferentes. A intuição, porque as informações vão sendo descobertas por acerto e erro, por conexões escondidas. As conexões não são lineares, vão linkando-se por hipertextos interconectados, mas ocultos, com inúmeras possibilidades diferentes de navegação. Desenvolve a flexibilidade, porque a maior parte das seqüências são imprevisíveis, abertas.

50 Redes de Computadores – INTERNET Desenvolvimento do Indivíduo A mesma pessoa costuma ter dificuldades em refazer a mesma navegação duas vezes. Ajuda na adaptação a ritmos diferentes: a Internet permite a pesquisa individual, em que cada aluno trabalhe no seu próprio ritmo, e a pesquisa em grupo, em que se desenvolve a aprendizagem colaborativa.

51 Redes de Computadores – INTERNET Alguns Problemas do uso da Internet Alguns alunos não aceitam facilmente essa mudança na forma de ensinar e de aprender. Estão acostumados a receber tudo pronto do professor, e esperam que ele continue dando aula, como sinônimo de ele falar e os alunos escutarem. Alguns professores também criticam essa nova forma, porque parece um modo de não dar aula de ficar brincando de aula.

52 Redes de Computadores – INTERNET Alguns Problemas do uso da Internet Há facilidade de dispersão. Muitos alunos se perdem no emaranhado de possibilidades de navegação. Não procuram o que foi combinado, deixando-se arrastar para áreas de interesse pessoal. É fácil perder tempo com informações pouco significativas, ficando na periferia dos assuntos, sem aprofundá-los, sem integrá- los num paradigma consistente. O conhecimento se dá no filtrar, no selecionar, no comparar, no avaliar, no sintetizar, no contextualizar o que é mais relevante, significativo.

53 Redes de Computadores – INTERNET Alguns Problemas do uso da Internet Percebemos também a impaciência de muitos alunos por mudar de um endereço para outro. Essa impaciência leva-os a aprofundar pouco as possibilidades que há em cada página encontrada. Os alunos, principalmente os mais jovens, passeiam pelas páginas da Internet, descobrindo muitas coisas interessantes, enquanto deixam de lado, por afobação outras tantas, tão ou mais importantes.

54 Redes de Computadores – INTERNET Alguns Problemas do uso da Internet Com as mesmas tecnologias e propostas, podem-se obter resultados diferentes. Há grupos mais ativos, outros menos, grupos de alunos mais motivados e maduros, outros menos. Com cada grupo, é preciso procurar encontrar a proposta mais adequada, o equilíbrio entre o presencial e o virtual específico. O mais importante é a credibilidade do professor, sua capacidade de estabelecer laços de empatia, de afeto, de colaboração, de incentivo, de manter o equilíbrio entre flexibilidade e organização.

55 Redes de Computadores – INTERNET Segurança na Internet Na Internet, a proteção ou restrição de acesso aos dados é vital e é feita através de um mecanismo ou ferramenta conhecido como FireWall (porta de fogo).

56 Redes de Computadores – INTRANET Como é feita a segurança nas conexões?

57 Redes de Computadores – INTERNET Segurança na Internet O FireWall é uma combinação de Hardware e Software, com características tais como filtros de endereçamento, isolação rede local x remota, criptografia, autenticação, entre outras. Podem ser implementados parcialmente em roteadores, ou em sua totalidade em microcomputadores e até mesmo equipamentos dedicados. Existem diversos produtos no mercado para Windows e Linux, e tem preços que variam de R$ a R$

58 Redes de Computadores – INTERNET Segurança na Internet Um computador é dito seguro se este atende a quatro requisitos básicos relacionados aos recursos que o compõem: privacidade, integridade, autenticidade e disponibilidade. A privacidade diz que a informação só está disponível para aqueles devidamente autorizados; a integridade diz que a informação não é destruída ou corrompida e o sistema tem um desempenho correto; a autenticidade garante que o remetente e o destinatário são realmente quem dizem ser, e a disponibilidade diz que os serviços/recursos do sistema estão disponíveis sempre que forem necessários.

59 Redes de Computadores – INTERNET Segurança na Internet Alguns exemplos de violações a cada um desses requisitos são: Privacidade: alguém obtém acesso não autorizado ao seu computador e lê todas as informações contidas na sua Declaração de Imposto de Renda; Integridade: alguém obtém acesso não autorizado ao seu computador e altera informações da sua Declaração de Imposto de Renda momentos antes de você enviá-la à Receita Federal;

60 Redes de Computadores – INTERNET Segurança na Internet Autenticidade: você recebe uma mensagem do Banco do Brasil solicitando que entre no seu site e faça atualização de dados cadastrais; Disponibilidade: o seu provedor sofre uma grande sobrecarga de dados ou um ataque de negação de serviço e por este motivo você fica impossibilitado de enviar sua Declaração de Imposto de Renda à Receita Federal.

61 Redes de Computadores – INTERNETSenhas Uma senha (password) na Internet, ou em qualquer sistema computacional, serve para autenticar o usuário, ou seja, é utilizada no processo de verificação da identidade do usuário, assegurando que este é realmente quem diz ser.

62 Redes de Computadores – INTERNETSenhas O seu sobrenome, números de documentos, placas de carros, números de telefones e datas deverão estar fora de sua lista de senhas. Esses dados são muito fáceis de se obter e qualquer pessoa tentaria utilizar este tipo de informação para tentar se autenticar como você.

63 Redes de Computadores – INTERNETSenhas Existem várias regras de criação de senhas, sendo que uma regra muito importante é jamais utilizar palavras que façam parte de dicionários. Existem softwares que tentam descobrir senhas combinando e testando palavras em diversos idiomas e geralmente possuem listas de palavras (dicionários) e listas de nomes (nomes próprios, músicas, filmes, etc.).

64 Redes de Computadores – INTERNETSenhas Uma boa senha deve ter pelo menos oito caracteres (letras, números e símbolos), deve ser simples de digitar e, o mais importante, deve ser fácil de lembrar. Normalmente os sistemas diferenciam letras maiúsculas das minúsculas, o que já ajuda na composição da senha. Por exemplo, "pAraleLepiPedo" e "paRalElePipEdo" são senhas diferentes. Entretanto, são senhas fáceis de descobrir utilizando softwares para quebra de senhas, pois não possuem números e símbolos e contém muitas repetições de letras.

65 Redes de Computadores – INTERNETCriptografia Criptografia é a ciência e arte de escrever mensagens em forma cifrada ou em código. É parte de um campo de estudos que trata das comunicações secretas, usadas, dentre outras finalidades, para: autenticar a identidade de usuários; autenticar e proteger o sigilo de comunicações pessoais e de transações comerciais e bancárias; proteger a integridade de transferências eletrônicas de fundos.

66 Redes de Computadores – INTERNETCriptografia Uma mensagem codificada por um método de criptografia deve ser privada, ou seja, somente aquele que enviou e aquele que recebeu devem ter acesso ao conteúdo da mensagem. Além disso a pessoa que recebeu a mensagem deve poder verificar se o remetente é mesmo a pessoa que diz ser e ter a capacidade de identificar se uma mensagem pode ter sido modificada.

67 Redes de Computadores – INTERNETCriptografia A criptografia, evidentemente, não surgiu com a Internet, nem com os computadores. Desde a Antigüidade, técnicas de criptografia já são utilizadas, principalmente com fins militares. Um dos mais simples sistemas de criptografia é o chamado Sistema de César, utilizado no Império Romano. Tal sistema consistia simplesmente na rotação de letras do alfabeto. O emissor da mensagem trocava cada uma das letras para, por exemplo, 5 letras adiante no alfabeto, com isso gerando o texto cifrado. O receptor, de posse desse texto cifrado, fazia o processo inverso.

68 Redes de Computadores – INTERNETCriptografia Os métodos de criptografia atuais são seguros e eficientes e baseiam-se no uso de uma ou mais chaves. A chave é uma seqüência de caracteres, que pode conter letras, dígitos e símbolos (como uma senha), e que é convertida em um número, utilizado pelos métodos de criptografia para codificar e decodificar mensagens. Atualmente, os métodos criptográficos podem sem subdivididos em duas grandes categorias, de acordo com o tipo de chave utilizada: a criptografia de chave única e a criptografia de chave pública e privada.

69 Redes de Computadores – INTERNETCriptografia A criptografia de chaves pública e privada utiliza duas chaves distintas, uma para codificar e outra para decodificar mensagens. Neste método cada pessoa ou entidade mantém duas chaves: uma pública, que pode ser divulgada livremente, e outra privada, que deve ser mantida em segredo pelo seu dono. As mensagens codificadas com a chave pública só podem ser decodificadas com a chave privada correspondente. Este método apresenta como principal vantagem a livre distribuição de chaves públicas, não necessitando de um meio seguro para que chaves sejam combinadas antecipadamente.

70 Redes de Computadores – INTERNETCriptografia


Carregar ppt "Redes de Computadores – INTERNET Especificamente em rede, o computador se converte em um meio de comunicação, a última grande mídia, ainda em estágio inicial,"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google