A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

O termo Renascimento é comumente aplicado à civilização européia que se desenvolveu entre 1300 e 1650. Além de reviver a antiga cultura greco-romana,

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "O termo Renascimento é comumente aplicado à civilização européia que se desenvolveu entre 1300 e 1650. Além de reviver a antiga cultura greco-romana,"— Transcrição da apresentação:

1

2 O termo Renascimento é comumente aplicado à civilização européia que se desenvolveu entre 1300 e Além de reviver a antiga cultura greco-romana, ocorreram nesse período muitos progressos e incontáveis realizações no campo das artes, da literatura e das ciências, que superaram a herança clássica. O ideal do humanismo foi sem duvida o móvel desse progresso e tornou-se o próprio espírito do Renascimento. Trata-se de uma volta deliberada, que propunha a ressurreição consciente (o re- nascimento) do passado, considerado agora como fonte de inspiração e modelo de civilização. Num sentido amplo, esse ideal pode ser entendido como a valorização do homem (Humanismo) e da natureza, em oposição ao divino e ao sobrenatural, conceitos que haviam impregnado a cultura da Idade Média.

3 Características gerais: * Racionalidade – uso da razão * Rigor Científico – predomínio da ciência sobre a religião * Ideal Humanista - Dignidade do Ser Humano, valorização do ser humano * Naturalismo - valorização da natureza * O retorno à cultura clássica – o pensamento renascentista originou-se da reflexão sobre os textos gregos e romanos juntamente com a heranças dos valores medievais. * Antropocentrismo - o homem passa a ser o centro de tudo. Não é uma tomada do lugar de Deus como o criador, mas sim de uma valorização pessoal e de suas qualidades, antes negadas pelo pensamento medieval. * O ideal de universalidade- para os renascentistas a pessoa podia conhecer tudo que lhe fosse apresentado. O ser humano ideal era aquele que conhecia todas as ciências e todas as artes.

4 Renascimento O pensamento medieval, dominado pela religião, cede lugar a uma cultura voltada para os valores do indivíduo. Os artistas, inspirando-se uma vez mais no legado clássico grego, buscam as dimensões ideais da figura humana e a representação fiel da realidade. Esse período corresponde à Baixa Idade Média e início da Idade Moderna (do século XIII ao XVI)

5 MUDANÇAS NA SOCIEDADE O período da mudança do feudalismo para o capitalismo causou várias modificações também nas artes, no pensamento e no conhecimento científico. As transformações começadas na Baixa Idade Média estimularam a Revolução Comercial na Idade Moderna. Essas mudanças eram influenciadas pela expansão comercial, reforma religiosa e ao absolutismo político. Abrangeram os séculos XIV até XVI, chamado assim de Renascimento Cultural. Esse movimento de origem burguesa destacava uma cultura laica, ou seja, sem a interferência da igreja. Já que para ela, sentimentos como alegria, prazer, riso eram ligados a coisas inferiores. A tentativa de explorar a ciência era considerada heresia. O Renascimento abriu uma porta para o conhecimento e os estudos. Como a preocupação maior dos Renascentistas era a vida humana, este movimento também foi chamado de Humanismo.

6 Humanismo

7 O humanismo era a valorização de matérias que envolviam a vida humana, como matemática, línguas,história e filosofia laica. Procurava nas pessoas suas belezas, seus aspectos positivos, ou seja, aspectos mais ligados ao pensamento burguês do que ao da igreja. No Humanismo o homem é o centro das atenções, do universo. Antropocentrismo. A paixão pelos clássicos gregos volta a surgir. Um detalhe importante, o fato de se estar valorizando qualidades humanas não quer dizer que o homem renascentista tenha se tornado ateu. Ao contrário, ele manteve a idéia de que o criador de todas as coisas foi Deus. Ele simplesmente mudou a maneira de pensar sobre estas criações. A terra passa a ser um lugar de maravilhas e não mais de sofrimento, como no pensamento medieval.

8

9 É frequentemente considerado, de uma forma geral, o pai do teatro português, ou mesmo do teatro ibérico já que também escreveu em castelhano - partilhando a paternidade da dramaturgia espanhola com Juan del Encina. A obra vicentina é tida como reflexo da mudança dos tempos e da passagem da Idade Média para o Renascimento, fazendo- se o balanço de uma época onde as hierarquias e a ordem social eram regidas por regras inflexíveis.

10 O seu primeiro trabalho (a peça Auto da Visitação ou Monólogo do Vaqueiro), foi representada nos aposentos da rainha D. Maria, consorte de Dom Manuel, para celebrar o nascimento do príncipe (o futuro D. João III) - sendo esta representação considerada como o marco inicial da história do teatro português.

11

12 O Auto da Visitação tem elementos claramente inspirados na "adoração dos pastores", de acordo com os relatos do nascimento de Cristo. A encenação incluía um ofertório de prendas simples e rústicas, como queijos, ao futuro rei, ao qual se pressagiavam grandes feitos. Gil Vicente escreveu, encenou e representou a peça.

13 Os temas pastoris, presentes na escrita de Juan del Encina vão influenciar fortemente a sua primeira fase de produção teatral e permanecerão esporadicamente na sua obra posterior, de maior diversidade temática e sofisticação de meios.

14 Gil Vicente retratou, com refinada comicidade, a sociedade portuguesa do século XVI, demonstrando grande capacidade de observação ao traçar o perfil psicológico das personagens. Crítico severo dos costumes, de acordo com a máxima que seria ditada por Molière ("Ridendo castigat mores" - rindo se castigam os costumes), Gil Vicente é também um dos mais importantes autores satíricos da língua portuguesa.

15 Ah!!! Acabou...


Carregar ppt "O termo Renascimento é comumente aplicado à civilização européia que se desenvolveu entre 1300 e 1650. Além de reviver a antiga cultura greco-romana,"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google