A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Vitória, 19/20 de novembro de 2008 Ações estratégicas (estéticas) por uma cidade mais harmônica Gestão das Cidades Dr. Arq. TARCÍSIO BAHIA DE ANDRADE.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Vitória, 19/20 de novembro de 2008 Ações estratégicas (estéticas) por uma cidade mais harmônica Gestão das Cidades Dr. Arq. TARCÍSIO BAHIA DE ANDRADE."— Transcrição da apresentação:

1 Vitória, 19/20 de novembro de 2008 Ações estratégicas (estéticas) por uma cidade mais harmônica Gestão das Cidades Dr. Arq. TARCÍSIO BAHIA DE ANDRADE

2 Vitória, 19/20 de novembro de 2008 Ações estratégicas (estéticas) por uma cidade mais harmônica Gestão das Cidades Dr. Arq. TARCÍSIO BAHIA DE ANDRADE

3 Gestão das Cidades Vitória, 19/20 de novembro de 2008 Dr. Arq. TARCÍSIO BAHIA DE ANDRADE Ações estratégicas (estéticas) por uma cidade mais harmônica TEMA GERAL O Brasil é majoritariamente urbano, ou seja, vivemos nas cidades. A cidade é, portanto, o meio no qual desenvolvemos nossas atividades sociais, econômicas e culturais. Deste modo, é nas cidades que devemos buscar a nossa felicidade. E um componente indissociável da felicidade é a beleza, a harmonia estética. Uma cidade bonita é um orgulho para seus cidadãos. Um patrimônio incomensurável. Feliz é o morador de uma bela cidade, que, por sua vez, torna-se um lugar preferencialmente agradável para um visitante, isto é, um turista. Trataremos aqui de ações positivas, e também negativas, em prol de uma cidade esteticamente mais harmônica.

4 Gestão das Cidades Vitória, 19/20 de novembro de 2008 Dr. Arq. TARCÍSIO BAHIA DE ANDRADE Ações estratégicas (estéticas) por uma cidade mais harmônica A Estética Urbana sempre foi uma preocupação dos governantes, desde os faraós, passando por reis, princípes, papas e presidentes.

5 Gestão das Cidades Vitória, 19/20 de novembro de 2008 Dr. Arq. TARCÍSIO BAHIA DE ANDRADE Ações estratégicas (estéticas) por uma cidade mais harmônica Contraditoriamente, a cidade do passado, mais autoritária, vinculada a um poder aristocrático ou religioso dominante, tinha maior preocupação com os aspectos estéticos do meio urbano, ao passo que a cidade moderna, já preocupada com o proletariado, centrou-se principalmente nas questões econômicas e sociais. Sem, contudo, resolvê-las. A partir daí, com raras exceções, as cidades tornaram-se visualmente caóticas, porém mais democráticas. Portanto, o desafio é, sem perder as conquistas que as decisões democráticas representam, recuperar a aspiração artística como necessidade urbana fundamental no âmbito da cidade. Construir com arte!

6 Gestão das Cidades Vitória, 19/20 de novembro de 2008 Dr. Arq. TARCÍSIO BAHIA DE ANDRADE Ações estratégicas (estéticas) por uma cidade mais harmônica Na nossa jovem democracia, porém, há uma espécie de visão que trata o domínio público, e em particular a cidade, como se ela não fosse de ninguém, ao contrário dos europeus, por exemplo, para quem a cidade é de todos!

7 Ações estratégicas (estéticas) por uma cidade mais harmônica Ainda que todas as cidades sejam formadas pelos mesmos elementos, desde os mais básicos como são a rua, a praça ou até mesmo o meio-fio, até os mais complexos ou significativos como são a prefeitura, o hospital ou o cemitério, o fato é que cada uma é diferente da outra. E é essa diferença que faz com que cada morador tenha (ou queira ter) orgulho da sua cidade. Gestão das Cidades Vitória, 19/20 de novembro de 2008 Dr. Arq. TARCÍSIO BAHIA DE ANDRADE

8 Gestão das Cidades Vitória, 19/20 de novembro de 2008 Dr. Arq. TARCÍSIO BAHIA DE ANDRADE Ações estratégicas (estéticas) por uma cidade mais harmônica Um espaço urbano ordenado, funcional e limpo é também uma forma de conscientização da população, educando-a quanto aos aspectos públicos da cidadania. Um ambiente favorecido pela harmonia urbana, pode, ainda, contribuir na formação de um senso tanto estético quanto ético. Contribuir, sem determinar, a definição do caráter e da sensibilidade dos indivíduos é, portanto, uma das atribuições do espaço público das cidades.

9 Gestão das Cidades Vitória, 19/20 de novembro de 2008 Dr. Arq. TARCÍSIO BAHIA DE ANDRADE Ações estratégicas (estéticas) por uma cidade mais harmônica A promoção de grandes eventos foi uma das estratégias políticas que proporcionaram a transformação urbana das cidades. Na verdade, o embelezamento para receber os visitantes é um pretexto para melhorias para a própria população local.

10 Gestão das Cidades Vitória, 19/20 de novembro de 2008 Dr. Arq. TARCÍSIO BAHIA DE ANDRADE Ações estratégicas (estéticas) por uma cidade mais harmônica Eventos: necessidade de planejamento a longo prazo e articulação entre poder público, setor privado e sociedade civil, com apoio dos agentes financeiros.

11 Gestão das Cidades Vitória, 19/20 de novembro de 2008 Dr. Arq. TARCÍSIO BAHIA DE ANDRADE Ações estratégicas (estéticas) por uma cidade mais harmônica No Brasil, a proteção e a valorização da paisagem urbana inicia-se no contexto das cidades históricas, ainda que timidamente, a partir da criação do IPHAN em E as cidades históricas, mais homogêneas, nos parecem hoje mais harmônicas, ou melhor, mais belas, menos caóticas...

12 Ações estratégicas (estéticas) por uma cidade mais harmônica Estimar a memória da cidade, valorizando sua arquitetura e seus espaços públicos. Cuidando deles, tratando-os com carinho e afeto, preservando-os, pois se existe algo que é comum a todos os cidadãos, a todos os eleitores, é a sua cidade. Gestão das Cidades Vitória, 19/20 de novembro de 2008 Dr. Arq. TARCÍSIO BAHIA DE ANDRADE

13 Ações estratégicas (estéticas) por uma cidade mais harmônica Por outro lado... Gestão das Cidades Vitória, 19/20 de novembro de 2008 Dr. Arq. TARCÍSIO BAHIA DE ANDRADE

14 Ações estratégicas (estéticas) por uma cidade mais harmônica Aliás, preservar não é congelar, mas dar uso aos espaços e ambientes, através de uso compatíveis que levem em consideração os possíveis impactos, sejam eles positivos ou negativos. Gestão das Cidades Vitória, 19/20 de novembro de 2008 Dr. Arq. TARCÍSIO BAHIA DE ANDRADE

15 Gestão das Cidades Vitória, 19/20 de novembro de 2008 Dr. Arq. TARCÍSIO BAHIA DE ANDRADE Ações estratégicas (estéticas) por uma cidade mais harmônica Atualmente, vivenciamos o paradigma ambiental que busca não só preservar as áreas verdes, mas valorizá-las através da criação de parques, lugares preferenciais para o bem estar da população, seja do ponto de vista físico como psicológico, além de potenciais atrativos turísticos.

16 Gestão das Cidades Vitória, 19/20 de novembro de 2008 Dr. Arq. TARCÍSIO BAHIA DE ANDRADE Ações estratégicas (estéticas) por uma cidade mais harmônica Parques: cartões postais, lazer e qualidade de vida.

17 Parques para passear, parques para contemplar. Ações estratégicas (estéticas) por uma cidade mais harmônica Gestão das Cidades Vitória, 19/20 de novembro de 2008 Dr. Arq. TARCÍSIO BAHIA DE ANDRADE

18 Ações estratégicas (estéticas) por uma cidade mais harmônica Gestão das Cidades Vitória, 19/20 de novembro de 2008 Dr. Arq. TARCÍSIO BAHIA DE ANDRADE Parques e praças e para conviver...

19 Gestão das Cidades Vitória, 19/20 de novembro de 2008 Dr. Arq. TARCÍSIO BAHIA DE ANDRADE Ações estratégicas (estéticas) por uma cidade mais harmônica Ruas para circular, ruas para encontrar...

20 Gestão das Cidades Vitória, 19/20 de novembro de 2008 Dr. Arq. TARCÍSIO BAHIA DE ANDRADE Ações estratégicas (estéticas) por uma cidade mais harmônica Ruas que são a imagem da cidade

21 Gestão das Cidades Vitória, 19/20 de novembro de 2008 Dr. Arq. TARCÍSIO BAHIA DE ANDRADE Ações estratégicas (estéticas) por uma cidade mais harmônica Praças para homenagear, para celebrar os fatos históricos...

22 Gestão das Cidades Vitória, 19/20 de novembro de 2008 Dr. Arq. TARCÍSIO BAHIA DE ANDRADE Ações estratégicas (estéticas) por uma cidade mais harmônica Lugares construídos pelo próprio povo e que simbolizam a história da cidade...

23 Gestão das Cidades Vitória, 19/20 de novembro de 2008 Dr. Arq. TARCÍSIO BAHIA DE ANDRADE Ações estratégicas (estéticas) por uma cidade mais harmônica Praças para receber... Afinal, são as portas de entrada de muitas cidades.

24 Gestão das Cidades Vitória, 19/20 de novembro de 2008 Dr. Arq. TARCÍSIO BAHIA DE ANDRADE Ações estratégicas (estéticas) por uma cidade mais harmônica Cursos dágua, margens de rio, vias litorâneas. A água como elemento estruturador da paisagem urbana. Bucolismo...

25 Bucolismos que se tornam atrativos turísticos. Ações estratégicas (estéticas) por uma cidade mais harmônica Gestão das Cidades Vitória, 19/20 de novembro de 2008 Dr. Arq. TARCÍSIO BAHIA DE ANDRADE

26 Gestão das Cidades Vitória, 19/20 de novembro de 2008 Dr. Arq. TARCÍSIO BAHIA DE ANDRADE Ações estratégicas (estéticas) por uma cidade mais harmônica Ou caos!

27 Arborização urbana: qualidade do ar embelezamento do espaço público sombreamento que torna mais confortável a circulação de pedestres absorção das águas pluviais, aliviando a drenagem absorção de ruídos Ações estratégicas (estéticas) por uma cidade mais harmônica Gestão das Cidades Vitória, 19/20 de novembro de 2008 Dr. Arq. TARCÍSIO BAHIA DE ANDRADE

28 Portanto, investir em projetos paisagísticos, seja em vias, praças ou parques, é qualificar o lugar coletivo, dotando-lhe de atrativos, inclusive turísticos. Ações estratégicas (estéticas) por uma cidade mais harmônica Gestão das Cidades Vitória, 19/20 de novembro de 2008 Dr. Arq. TARCÍSIO BAHIA DE ANDRADE

29 Neste caso, o que se espera são projetos visualmente atraentes, que possam prolongar a permanência e o desfrute dos usuários. Ações estratégicas (estéticas) por uma cidade mais harmônica Gestão das Cidades Vitória, 19/20 de novembro de 2008 Dr. Arq. TARCÍSIO BAHIA DE ANDRADE

30 Ações estratégicas (estéticas) por uma cidade mais harmônica Tecnicamente, se dá o nome de Desenho Urbano ao projeto do espaço público, que inclui as áreas livres, o paisagismo e os equipamentos de mobiliário urbano, tais como pontos de ônibus. Gestão das Cidades Vitória, 19/20 de novembro de 2008 Dr. Arq. TARCÍSIO BAHIA DE ANDRADE

31 Quando o mobiliário urbano polui a vista: ponto de ônibus, telefone público, posteamento. Já a calçada não atrapalha porque não existe! Gestão das Cidades Vitória, 19/20 de novembro de 2008 Dr. Arq. TARCÍSIO BAHIA DE ANDRADE Ações estratégicas (estéticas) por uma cidade mais harmônica

32 Ou quando falta quase tudo... Gestão das Cidades Vitória, 19/20 de novembro de 2008 Dr. Arq. TARCÍSIO BAHIA DE ANDRADE Ações estratégicas (estéticas) por uma cidade mais harmônica

33 Mobiliário urbano: bancos, valorizando o tempo como qualidade espacial. Ações estratégicas (estéticas) por uma cidade mais harmônica Gestão das Cidades Vitória, 19/20 de novembro de 2008 Dr. Arq. TARCÍSIO BAHIA DE ANDRADE

34 Mobiliário urbano: bancos, qualificando o lugar público. Ações estratégicas (estéticas) por uma cidade mais harmônica Gestão das Cidades Vitória, 19/20 de novembro de 2008 Dr. Arq. TARCÍSIO BAHIA DE ANDRADE

35 Mobiliário urbano: frades, telefones públicos, jardineiras... Ações estratégicas (estéticas) por uma cidade mais harmônica Gestão das Cidades Vitória, 19/20 de novembro de 2008 Dr. Arq. TARCÍSIO BAHIA DE ANDRADE

36 Mobiliário urbano: marquises, pérgulas... Valorização funcional, estética e simbólica do lugar. Ações estratégicas (estéticas) por uma cidade mais harmônica Gestão das Cidades Vitória, 19/20 de novembro de 2008 Dr. Arq. TARCÍSIO BAHIA DE ANDRADE

37 Ações estratégicas (estéticas) por uma cidade mais harmônica Iluminação pública ornamental. Gestão das Cidades Vitória, 19/20 de novembro de 2008 Dr. Arq. TARCÍSIO BAHIA DE ANDRADE

38 Monumentos que valorizam a cultura. Heróis, anônimos ou não, que nos orgulham e, ao se perpetuarem, dão significado aos lugares. Ações estratégicas (estéticas) por uma cidade mais harmônica Gestão das Cidades Vitória, 19/20 de novembro de 2008 Dr. Arq. TARCÍSIO BAHIA DE ANDRADE

39 Ações estratégicas (estéticas) por uma cidade mais harmônica Gestão das Cidades Vitória, 19/20 de novembro de 2008 Dr. Arq. TARCÍSIO BAHIA DE ANDRADE Incentivar a Arte Pública.

40 Ações estratégicas (estéticas) por uma cidade mais harmônica Gestão das Cidades Vitória, 19/20 de novembro de 2008 Dr. Arq. TARCÍSIO BAHIA DE ANDRADE Incentivar a Arte Pública.

41 Ações estratégicas (estéticas) por uma cidade mais harmônica Gestão das Cidades Vitória, 19/20 de novembro de 2008 Dr. Arq. TARCÍSIO BAHIA DE ANDRADE Incentivar o uso do espaço público e do construído como suporte para as manifestações artísticas.

42 Equipamento urbano: quiosques e... quiosques. Ações estratégicas (estéticas) por uma cidade mais harmônica Gestão das Cidades Vitória, 19/20 de novembro de 2008 Dr. Arq. TARCÍSIO BAHIA DE ANDRADE

43 Combater a poluição visual comercial. Ações estratégicas (estéticas) por uma cidade mais harmônica Gestão das Cidades Vitória, 19/20 de novembro de 2008 Dr. Arq. TARCÍSIO BAHIA DE ANDRADE

44 E padronizar letreiros, conforme a vocação de cada lugar. Ações estratégicas (estéticas) por uma cidade mais harmônica Gestão das Cidades Vitória, 19/20 de novembro de 2008 Dr. Arq. TARCÍSIO BAHIA DE ANDRADE

45 Mobilizar a comunidade para ações de preservação, limpeza, plantio, etc. Ações estratégicas (estéticas) por uma cidade mais harmônica Gestão das Cidades Vitória, 19/20 de novembro de 2008 Dr. Arq. TARCÍSIO BAHIA DE ANDRADE

46 Pavimentação, além da segurança e conforto, uma moldura visual onipresente em todas as cidades. Ações estratégicas (estéticas) por uma cidade mais harmônica Gestão das Cidades Vitória, 19/20 de novembro de 2008 Dr. Arq. TARCÍSIO BAHIA DE ANDRADE

47 Ainda sobre pavimentação, são várias as possibilidades. Ações estratégicas (estéticas) por uma cidade mais harmônica Gestão das Cidades Vitória, 19/20 de novembro de 2008 Dr. Arq. TARCÍSIO BAHIA DE ANDRADE

48 E assim, quando olhamos para o passado, notamos que eles sabiam como fazer. Ações estratégicas (estéticas) por uma cidade mais harmônica Gestão das Cidades Vitória, 19/20 de novembro de 2008 Dr. Arq. TARCÍSIO BAHIA DE ANDRADE

49 Portanto, cuidados mínimos na realização de obras, principalmente nos lugares públicos. Ações estratégicas (estéticas) por uma cidade mais harmônica Gestão das Cidades Vitória, 19/20 de novembro de 2008 Dr. Arq. TARCÍSIO BAHIA DE ANDRADE Mas hoje, parece até que desaprendemos como as coisas devem ser feitas.

50 Tendo cuidado tanto no projeto, quanto na execução e fiscalização, e aí, seja das obras públicas ou das privadas. Ações estratégicas (estéticas) por uma cidade mais harmônica Gestão das Cidades Vitória, 19/20 de novembro de 2008 Dr. Arq. TARCÍSIO BAHIA DE ANDRADE

51 Principalmente quando, na atualidade, o assunto sustentabilidade traz consigo questões relacionadas ao desperdídio de materiais e energia. Ações estratégicas (estéticas) por uma cidade mais harmônica Gestão das Cidades Vitória, 19/20 de novembro de 2008 Dr. Arq. TARCÍSIO BAHIA DE ANDRADE

52 Ações estratégicas (estéticas) por uma cidade mais harmônica Gestão das Cidades Vitória, 19/20 de novembro de 2008 Dr. Arq. TARCÍSIO BAHIA DE ANDRADE É óbvio que uma cidade harmônica não é aquela que se preocupa exclusivamente com questões estéticas, deixando de lado as oportunidades socioeconômicas, principalmente diante de realidades contrastantes.

53 Também é óbvio dizer que o lugar público é do povo, que ali deseja desfrutar momentos agradáveis, encontrando tanto com os seus conterrâneos próximos quanto com os bem-vindos visitantes. A qualidade destes lugares depende do desejo dos governantes, dos moradores em saber usar e cuidar da sua cidade, mas também da capacidade projetual e construtiva das equipes técnicas em formatar espaços convidativos. Ações estratégicas (estéticas) por uma cidade mais harmônica Gestão das Cidades Vitória, 19/20 de novembro de 2008 Dr. Arq. TARCÍSIO BAHIA DE ANDRADE

54 Uma cidade aprazível, harmônica faz com que o povo queira ir para a rua e para a praça não por necessidade, mas por vontade. Vontade de desfrutar da vida. Ações estratégicas (estéticas) por uma cidade mais harmônica Gestão das Cidades Vitória, 19/20 de novembro de 2008 Dr. Arq. TARCÍSIO BAHIA DE ANDRADE

55 Obrigado! Ações estratégicas (estéticas) por uma cidade mais harmônica Gestão das Cidades Vitória, 19/20 de novembro de 2008 Dr. Arq. TARCÍSIO BAHIA DE ANDRADE Tel.:


Carregar ppt "Vitória, 19/20 de novembro de 2008 Ações estratégicas (estéticas) por uma cidade mais harmônica Gestão das Cidades Dr. Arq. TARCÍSIO BAHIA DE ANDRADE."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google