A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ESCOLA ESTADUAL SENADOR PETRÔNIO PORTELLA. IDENTIFICAÇÃO E CARACTERIZAÇÃO DA ESCOLA Identificação: Escola Estadual Senador Petrônio Portella Patrono da.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ESCOLA ESTADUAL SENADOR PETRÔNIO PORTELLA. IDENTIFICAÇÃO E CARACTERIZAÇÃO DA ESCOLA Identificação: Escola Estadual Senador Petrônio Portella Patrono da."— Transcrição da apresentação:

1 ESCOLA ESTADUAL SENADOR PETRÔNIO PORTELLA

2 IDENTIFICAÇÃO E CARACTERIZAÇÃO DA ESCOLA Identificação: Escola Estadual Senador Petrônio Portella Patrono da Escola: Ex- senador da república Petrônio Portella Nunes, político brasileiro que nasceu em Valença – PI em 19 / 09 / 1925 e morreu em Brasília em 06 / 01 / 1980.

3 IDENTIFICAÇÃO E CARACTERIZAÇÃO DA ESCOLA Localização: Av. Bartolomeu Bueno da Silva, s/n, Conj. D. Pedro II, Bairro D. Pedro – Manaus – AM, CEP : – 070. Fone: (FAX), (SEC), e Ato Legal: Ato de Criação da Escola pelo Decreto nº 6179 de 05 / 03 / 1982, pelo governador José Lindoso.

4 IDENTIFICAÇÃO E CARACTERIZAÇÃO DA ESCOLA Jurisdição: Coordenadoria Distrital 03 Zona Centro – Oeste Coordenadora: Coord.:Profª Vera Lúcia Lima da Silva Coord. Ad. Pedag.: Profª Mirian de Carvalho Verdes Coord. Ad. Adm.: Profª Sueanne Oliveira Evangelista

5 Gestora: Profª Hellen Cristina Maciel da Silva Secretaria: Srª Ana Alzira Gualberto de Souza Pedagogos: Eliezer Figueiredo Rego. Jesseane Andrea Gualberto Prezeres Lania Lane Nery de Lima

6 COORDENADORES DE ÁREA Prof. Natielle Valente Prof. Erismar Nunes Prof. Gisele Larrubia

7 HISTÓRICO DA ESCOLA Seu patrono é o ex-senador da República Petrônio Portella Nunes, político brasileiro que nasceu em Valença – Piauí em 19 / 09 / 1925 e morreu em Brasília em 06/ 01/ 1980, formado em Direito pela Universidade do Brasil em 1951, foi Deputado Estadual, Prefeito de Teresina, Governador do Piauí e Senador da República. Como Senador foi escolhido vice líder do governo, sucedeu Filinto Müller na liderança e na presidência da ARENA. Presidente do Senado (1977 – 1978) tornou-se o mais autorizado negociador do Governo Geisel dentro e fora do congresso sendo, em seguida, Coordenador Político do Presidente João Figueiredo. Ministro da Justiça (1979), conduziu com habilidade as conversações que prepararam a abertura no quadro de redemocratização do país. A Escola foi instituída através do ato de Criação nº 6179 de 05/ 03/ O prédio foi construído dentro dos padrões ideais para o funcionamento de uma escola técnica, mas atendia 1° grau de 5ª a 8ªséries e 2° grau profissionalizante. Em 1999, passou a atender apenas Ensino Médio, neste mesmo ano foram atendiadas as últimas turmas de 8ª séries e profissionalizante. Em 2001, inova ao atender sua clientela em tempo integral e permanece até os dias de hoje.

8 Escola de Tempo Integral – fundamentos legais De acordo com a LDB 9394/96 Artigo 34 § 2º A jornada escolar no EF incluirá pelo menos 04h de trabalho efetivo em sala de aula, sendo progressivamente ampliado o período de permanência na escola, a critério dos sistemas de ensino. Artigo 87 § 5º Serão conjugados todos os esforços objetivando a progressão das redes escolares públicas urbanas de EF para o regime de tempo integral

9 DEPENDÊNCIAS DA ESCOLA: 18 Salas de aulas climatizadas 01 Sala para parceria com SEBRAE 01 Refeitório climatizado 01 Sala de Artes 01 Lab. de Informática 01 Sala para Banda 01 Biblioteca climatizada 01 Lab. de Física, Química e Biologia 01 Auditório bem equipado 01 Lab. de Mecânica 01 Quadra poliesportiva 01 Cozinha 01 Cantina ampla e bem equipada 01 Pátio Coberto 04 Depósitos 01 Sala de Administração 01 Sala para o Gestor 01 Secretaria 03 Salas para os Pedagogos 01 Sala para o Grêmio Estudantil 01 Sala para os Professores 01 Sala para a Reprografia 01 Sala de Dança 01 Sala para Ed. Física 01 Sala para TV Escola

10 DADOS ESTATĺSTICOS – 2009/ 2010 Nº de alunos matriculados E M – 630/ 616 Nº de turmas E M – 18 1º ano – 6 / 8 2º ano – 7 / 6 3º ano – 5 / 4

11 NÚMERO DE ALUNOS POR SÉRIE 2009/2010

12 QUADRO DE FUNCIONÁRIOS 01 DIRETOR 01 SECRETÁRIA 02 PEDAGOGOS 01 APOIO PEDAGÓGICO 37 PROFESSORES 21 EFETIVOS 03 INTEGRADOS 08 PSS 05 READAPTADOS 02 VIGIAS 10 ASG 06 AUX. ADMINISTRATIVO

13 DISTRIBUIÇÃO DE PESSOAL 2009/ 2010

14 DIMENSÃO PEDAGÓGICA 2009/ 2010 AÇÕES PLANEJADAS E REALIZADAS

15 AÇÕESRESULTADOS Reuniões pedagógicas com equipe pedagógica e professores, semanalmente Acompanhamento das atividades desenvolvidas na Escola e pelo professor em sala de aula. Feira Literária Proporcionar aos alunos e a comunidade em geral a compreensão da importância da leitura, bem como a necessidade de maior interação interdisciplinar. Reuniões bimestrais de pais e mestres. Divulgar os resultados e rendimento escolar à comunidade para que os pais possam acompanhar o desempenho de seus filhos

16 AÇÕESRESULTADOS Semana de avaliação Proporcionar ao aluno tempo de preparação e estudo; otimizando o tempo escolar, e cumprimento do prazo de entrega das notas à secretaria. Realização de palestras Informar e conscientizar os alunos e a comunidade a cerca de vários temas, DST, AIDS, Aquecimento Global, Auto-Estima, Discriminação racial. Assistência individual aos alunos com baixo rendimento Sensibilizar o aluno para responsabilidade com seu rendimento e com o investimento feito pela sua família e pelo Estado em sua educação.

17 AÇÕESRESULTADOS Encontros sociais / festivos/ esportivos para promoção da integração Elevar a auto-estima dos alunos, professores e funcionários. Utilização dos ambientes da Escola:TV Escola, Auditório, Laboratório, Quadra de Esporte, Sala de Artes, Sala de Dança e Sala de Música. Melhorar o aproveitamento dos espaços que a Escola disponibiliza e os recursos materiais de cada ambiente. Conselho de classe bimestral Acompanhamento e avaliação dos resultados por bimestre incluindo a atuação do professor em cada componente curricular.

18 AÇÕESCAUSA Tarde Cultural A tarde-cultural foi uma proposta para ser desenvolvida no vespertino, com a re-apresentação das atividades desenvolvidas no bimestre. A falta de espaço físico favorável para o evento levou a realização parcial da ação. Encontro com funcionários da Escola Os encontros com funcionários proporciona a equipe uma aproximação maior, evitando divisões no grupo.

19 AÇÕESCAUSA Palestras e Eleição do Grêmio Estudantil. Esta ação foi desenvolvida parcialmente pois houve o estudo sobre o Grêmio Estudantil e sua formação mas, não houve a eleição. Estudo e formação do Conselho Escolar Esta ação foi desenvolvida, houve o estudo, reunião do grupo de trabalho, Assembléia Geral e eleição.

20 AÇÕESRESULTADOS Mostra de Artes Utilização de material reciclado nas apresentações realizadas levando a reflexão sobre as questões ambientais. Formatura 2009/ 2010 Celebração de mais uma etapa vencida pelos alunos do 3º ano do ensino médio, onde não houve reprovação e dos 144 alunos que concluíram o ano, 90% foram aprovados em vestibulares.

21 ASSESSORAMENTO AO PROCESSO DE ENSINO E DE APRENDIZAGEM Desenvolvimento de Projetos FAPEAM Feira Literária Noite de Talentos Feira de Língua Espanhola Coral Uirapuru Corporação Musical P.P- COMPEP Flauta Doce Grupo de Violão Mostra de Artes Juventude Consciente Proj. Júnior Achievement PRAE Semana da Consciência Negra Jogos Inter classe Semana do Meio Ambiente Combate a Dengue/ AIDS Grupo de Dança

22 AÇÕES DE ACOMPANHAMENTO PEDAGÓGICO

23 Assessoramento ao Processo de Ensino e de Aprendizagem Processo de Avaliação Recuperação Paralela Conselho de Classe H T P

24 Assessoramento ao Processo de Ensino e de Prendizagem Formação Continuada Reuniões Pedagógicos Simulados Estudos

25 ANÁLISE E AVALIAÇÃO DO RENDIMENTO ESCOLAR DE 2009 / 2010

26 ANÁLISE E AVALIAÇÃO DO RENDIMENTO ESCOLAR 2009/ 2010 POR DISCIPLINA 1ºs ANOS

27 ANÁLISE E AVALIAÇÃO DO RENDIMENTO ESCOLAR 2009/ 2010 POR DISCIPLINA 2ºs ANOS

28 ANÁLISE E AVALIAÇÃO DO RENDIMENTO ESCOLAR 2008 POR DISCIPLINA 3ºs ANOS

29 ANÁLISE E AVALIAÇÃO DO RENDIMENTO ESCOLAR 2009/ 2010 GERAL

30 RENDIMENTO 2008/ 2009 E 2010

31 ÍNDICES NO ENEM

32 ÍNDICES NO SADEAM

33 APROVAÇÃO NO PSC Obs:

34 INSTRUMENTOS DE GESTÃO P.P.P. Concluído, revisado e entregue a escola para adequações. PLANO DE GESTÃO 2009/2010 Já elaborado em reunião pedagógica no final do ano anterior. PAINEL À VISTA Atualizado e exposto no hall da Escola. ( Por motivo da mudança ainda não está no CETI) APMC PDDE

35 DIMENSÃO ADMINISTRATIVA 2009/ 2010 AÇÕES PLANEJADAS E REALIZADAS

36 AÇÕESRESULTADOS Diminuir o consumo de Energia Elétrica em 20% em Não conseguimos diminuir em o consumo de energia. O consumo aumentou em 19% em Compra de 02 aparelhos de Data Show, 02 DVDs, 100 cadeiras plásticas, sonorização dos ambientes, instalação de câmeras de segurança, gramáticas e dicionários de inglês e espanhol. Conseguimos adquirir todo o material relacionado.

37 AÇÕES CAUSA Melhorar a conservação do patrimônio público A ação foi realizada integralmente, os alunos em vários momentos ajudaram a limpar e resgatar ambientes para o desenvolvimento de atividades pedagógicas.

38 AÇÕESRESULTADOS Instalar armários para alunos em todas as salas de aula. Instalação de armários onde todos os alunos foram contemplados. Conserto do vestiário. Possibilitou aos alunos tomar banho no intervalo do almoço. Adaptação de salas para descanso após o almoço. Maior conforto para os alunos na hora do descanso.

39 PARCERIAS DA ESCOLA

40 PARCERIAS: CETAM ULBRA UNIP SEC. MUN. DE SAÚDE JÚNIOR ACHIEVEMENT FCECON / GACC-AM / LACC-AM SR. FERREIRA LATINO CONFECÇÕES EMPRESA A. S. DISTRIBUIDORA ISABEL (REPROGRAFIA)

41 SUGESTÕES PARA 2011 Identificação do problemaAlternativas de solução AmbulatórioAdequação de sala para atendimento e disponibilização de profissional para realizar a função. Equipe MultidisciplinarLotação de profissionais na área de Psicologia, Serviço Social, Médico, Nutricionista a nível distrital para atender as necessidades das Escolas. Avaliação da qualidade do almoço oferecido Aplicação de questionário de satisfação e sugestão.

42 Acesso à INTERNET Instalar os programas necessário à abertura do PORTAL APRENDE BRASIL. Espaço para Descanso Construção de um espaço adequado para o descanso após o almoço. Maior número de monitores de corredor e principalmente no horário de almoço. Otimizar o tempo de almoço e descanso.

43 CONSIDERAÇÕES FINAIS Ensinar exige rigorosidade metódica Ensinar exige pesquisa Ensinar exige respeito aos saberes dos educandos Ensinar exige criticidade Ensinar exige estética e ética Ensinar exige a corporeificação das palavras pelo exemplo Ensinar exige risco, aceitação do novo e rejeição a qualquer forma de discriminação Ensinar exige reflexão crítica sobre a prática Ensinar exige o reconhecimento e a assunção da identidade cultural Ensinar exige consciência do inacabamento Ensinar exige o reconhecimento de ser condicionado Ensinar exige respeito à autonomia do ser educando Ensinar exige bom senso Ensinar exige humildade, tolerância e luta em defesa dos direitos dos educandos

44 Ensinar exige apreensão da realidade Ensinar exige alegria e esperança Ensinar exige a convicção de que a mudança é possível Ensinar exige curiosidade Ensinar exige segurança, competência profissional e generosidade Ensinar exige comprometimento Ensinar exige compreender que a educação é uma forma de intervenção no mundo Ensinar exige liberdade e autoridade Ensinar exige tomada consciente de decisões Ensinar exige saber escutar Ensinar exige reconhecer que a educação é ideológica Ensinar exige disponibilidade para o diálogo Ensinar exige querer bem aos educandos. Paulo Freire

45 AGRADECIMENTOS A Deus Governo do Estado do Amazonas Secretaria de Estado de Educação e Qualidade de Ensino Coordenadoria Distrital 03 Professores e funcionários Alunos e seus familiares


Carregar ppt "ESCOLA ESTADUAL SENADOR PETRÔNIO PORTELLA. IDENTIFICAÇÃO E CARACTERIZAÇÃO DA ESCOLA Identificação: Escola Estadual Senador Petrônio Portella Patrono da."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google