A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

SISTEMA DE CUSTOS - RAZÕES PARA IMPLEMENTAR UM SISTEMA DE CUSTOS -PLANEJAMENTO - CONCEPÇÃO DO SISTEMA - PONTOS PARA REFLEXÃO - METODOLOGIA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "SISTEMA DE CUSTOS - RAZÕES PARA IMPLEMENTAR UM SISTEMA DE CUSTOS -PLANEJAMENTO - CONCEPÇÃO DO SISTEMA - PONTOS PARA REFLEXÃO - METODOLOGIA."— Transcrição da apresentação:

1 SISTEMA DE CUSTOS - RAZÕES PARA IMPLEMENTAR UM SISTEMA DE CUSTOS -PLANEJAMENTO - CONCEPÇÃO DO SISTEMA - PONTOS PARA REFLEXÃO - METODOLOGIA

2 Legislação (CF, L. 4320/64, LRF, LDO) Necessidade de otimização da utilização dos escassos recursos orçamentários Gestão = Medir Oportunidade política Insuficiência de informações gerenciais para o processo de tomada de decisão RAZÕES PARA A IMPLANTAÇÃO DE UM SISTEMA DE CUSTOS

3 PLANEJAMENTO Processo de convencimento da alta adm. Benchmarking - Pesquisas em órgãos da administração pública (TJRJ, BACEN, MM, MA, INMETRO, Prefeitura/RJ) Pesquisa na literatura sobre o assunto Definição de premissas Elaboração de projeto Inclusão nos focos estratégicos do TRT/RJ Implementação

4 CONCEPÇÃO DO SISTEMA Critérios para identificação dos recursos consumidos Critérios para identificação dos produtos produzidos e mapeamento dos processos de trabalho Definição dos objetos de custos Definição do método Definição dos centros de custos Definição dos critérios de rateio e direcionadores de custos

5 Sistema de custos x ferramenta de TI Qual o produto gerado Processo de tomada de decisão Comparabilidade Gastos com pessoal Valores intangíveis PONTOS PARA REFLEXÃO

6 ESCOLHA DA METODOLOGIA

7 GESTÃO POR ATIVIDADE (ABM) DEPARTAMENTO PRODUTO DEPARTAMENTOATIVIDADES PRODUTO RECURSOS - ABC (Activity Based Costing) - ABC (Activity Based Costing) - VBC (Volume Based Costing) - VBC (Volume Based Costing) DEPARTAMENTALIZAÇÃO

8 MODELO ABC (Activity Based Costing) ABC (Activity Based Costing) DEPARTAMENTO MATERIAIS RH DEPARTAMENTALIZAÇÃO ATIVIDADES PRODUTOS direcionadores de custos rateios SERVIÇOS

9 Visão econômica Visão de aperfeiçoamento dos processos de trabalhos VISÕES SIMULTÂNEAS PROPORCIONADAS PELA METODOLOGIA DE CUSTEIO ABC

10 DEPARTAMENTALIZAÇÃO Definir os centros de custos. Identificar os recursos consumidos pelos centros de custos. ABC Coletar informações para analise de atividades e de produtos Direcionar dos custos para as atividades Direcionar dos recursos das atividades para os produtos SOFTWARE E RELATÓRIOS 1ª FASE 2ª FASE 3ª FASE Contratar software e produzir relatórios O Processo de implantação do Sistema de Custos foi idealizado em três fases distintas 2ª FASE

11 Levantar os recursos utilizados pelos setores do tribunal: Analisar os recursos para identificar os custos diretos e os indiretos; Definir os direcionadores e os critérios de rateios para os custos indiretos; Analisar os sistemas informatizados, com o objetivo de migrar as informações necessárias para o sistema a ser implantado. DEPARTAMENTALIZAÇÃO

12 MATERIAIS RH SERVIÇOS $ INFORMAÇÕES GLOBALIZADAS COM FOCO NO CONTROLE DE LEGALIDADE CONVÊNIO DOAÇÃO DEPARTAMENTALIZAÇÃO SIAFI

13 MATERIAIS RH SERVIÇOS ATIVIDADES SETORES PRODUTOS $ FOCO DA CONTABILIDADE DE CUSTOS FOCO DA CONTABILIDADE PÚBLICA DESPESA DOAÇÃO CONVÊNIO INFORMAÇÕES GERENCIAIS COMPLEMENTARES TRT DEPARTAMENTALIZAÇÃO

14 AGORA ERGON SIAFI D.C. RATEIOS BANCO DE DADOS MATERIAIS PESSOAL SERVIÇOS INFORMAÇÕES DAS ENTRADAS DE RECURSOS NOS SETORES ENTRADA DE MATERIAL ENTRADA DE RH DADOS GLOBALIZADOS SOBRE SERVIÇOS DEPARTAMENTALIZAÇÃO

15 ABC Coletar informações para análise das atividades e dos produtos Identificar as atividades e os produtos dos setores do tribunal, Confeccionar matriz de atividades/produto/tempo Escolher os critérios de rateios e os direcionadores de custo (cost drivers)

16 Técnicas utilizadas para confecção de matriz de atividade/produto/tempo Registro de Tempo Questionários Entrevistas Storyboards Medição ABC

17 Direcionar os custos para as atividades por meio de rateios e direcionadores de custo: Exemplo de direcionadores de custos: Apropriação direta de recursos – aloca-se diretamente a uma atividade, um recurso que foi adquirido especificamente para a sua realização; Apontamento de Horas– aloca-se os recursos de acordo com o apontamento do percentual de esforço (carga horária) que tenha sido despendido pelos servidores nas realizações das atividades. Numero de pessoas- aloca-se os recursos com base no nº de pessoas que realizam as atividades

18 Direcionar os recursos das atividades para os produtos: Neste estágio do projeto, de forma análoga à metodologia utilizada para mensurar os custos das atividades, os recursos consumidos pelas atividades serão alocados aos produtos resultantes, por meio de direcionadores de custos. ABC

19 MATERIAS RH SERVIÇOS ATIVIDADE 1 ATIVIDADE 2 ATIVIDADE 3 PRODUTO 1 PRODUTO 2 PRODUTO 3 ATIVIDADES DO SETOR PRODUTOS DO SETOR DADOS OBTIDOS POR MEIO DA DEPARTAMENTALIZAÇÃO RECURSOS FORNECIDOS AO SETOR Tarefa A Tarefa B Tarefa C Tarefa D Tarefa E Tarefa F DIRECIONADORES DE CUSTOS RATEIOS ALOCAÇÃO DIRETA ABC

20 As classificações dos custos e das atividades, bem como os atributos dos produtos são muito importantes na confecções dos relatórios gerenciais RELATÓRIOS

21 Classificação dos Custos Serve para revelar importantes características dos elementos de custos, mostrando se eles são : fixos/variáveis, diretos/indiretos, evitáveis/inevitáveis. São úteis nas aplicações de simulações e revelam o impacto das mudanças na maneira como as atividades são desempenhadas em termos de custos. RELATÓRIOS

22 Classificação Hierárquica das Atividades Serve para facilitar os gestores a identificarem atividades em processos multidepartamentais (cross functional activity), não importa onde elas estejam ocorrendo, com objetivo de praticar o kaizen (melhoria continua) e a otimização de recursos. Melhora a qualidade da informação em termos de análise estratégica de custos RELATÓRIOS

23 Classificações e atributos dos custos, atividades e produtos Classificação hierárquica das atividades Função Maior nível de agregação de atividades que têm um propósito comum. Processo de Trabalho Cadeia de atividade relacionadas entre si, interdependentes e ligadas pelos produtos que elas intercambiam. Atividade Processo que combina pessoas, recursos materiais e serviços tendo como objetivo a produção de produtos. Tarefa Divisão da maneira como uma atividade é realizada. RELATÓRIOS

24 Atributos dos Produtos Unidade Processo Administrativo Função Processo de Trabalho Atividade RELATÓRIOS

25 CONTRATAR SOFTWARE Encontra-se em tramitação um processo administrativo de contratação do software para análise dos custos do Tribunal.

26 SOFTWARE MODULO DE RECURSOS MODULO DAS ATIVIDADES MODULO DOS PRODUTOS

27 AGORA ERGON IMPORTAÇÃO RECURSOS fixo/variáveldiretos/indiretosetor Valor MATERIAIS RH SERVIÇOS Planilha de alocação de serviços nos setores CLASSIFICAÇÃO DOS CUSTOS MODULO DOS RECURSOS ENGENHARIA DO SOFTWARE Direcionadores de custos

28 CLASSIFICAÇÃO DOS ATIVIDADES MODULO DAS ATIVIDADES ENGENHARIA DO SOFTWARE Direcionadores de custos Direcionador de custos Matriz de atividade/tempo Numero de pessoas atividade Processo de trabalho FunçãoSetor % Valor Class.de despesa Empenhar Pagar NF

29 ATRIBUTOS DOS PRODUTOS MODULO DOS PRODUTOS ENGENHARIA DO SOFTWARE Direcionador de custos ProdutosQuantidadeProc. Adm. Proc. de Trabalho Setor % Valor OB NE Class. despesa

30 Prover VT interior Transportar material para varas do interior Comprar material de consumo PRODUTO 10 8 Atestar NF 18 ATIVIDADE PRODUTO RH MATERIAIS SERVIÇOS ATIVIDADE PRODUT0 SOF 88/07 unidade $ SOF SLG FUNÇÃO PROCESSO DE TRABALHO ATIVIDADE 10 Pagar RH MAT SERV ÁRVORE FUNCIONAL ATRIBUTOS DO PRODUTO SOF 88/07 unidade $ PRODUTO RH MATERIAIS SERVIÇOS

31 ABC São focos de análise as atividade e os produtos que são considerados fatores críticos de sucesso de gestão.

32 ATIVIDADES (SOF) CUSTEIO ABC INFORMAÇÕES SETORIAIS PRODUTOS (SOF) RECURSOS (SOF) MATERIAIS- R$ 500,00 R.H. R$6500,00 SERVIÇOS R$1000,00 CLASS.DESP. R$ 2000,00 EMPENHAR R$3500,00 PAGAR FORN R$2500,00 Class.Desp. -20 unidades. Empenhos -30 unidades Ordem Banc-32 unidades Total R$ 8000,00

33 CONSOME 10% DOS RECURSOS DO SETOR CONSOME 30% DOS RECURSOS DO SETOR CONSOME 60% DOS RECURSOS DO SETOR ATIVIDADE 1 ATIVIDADE 2 ATIVIDADE 3 Representa 60% de sucesso da estratégia de gestão Representa 30% de sucesso da estratégia de gestão Representa 10% de sucesso da estratégia de gestão ANALISE DE CUSTOS SOB PERSPECTIVAS DA ESTRATÉGIA DE GESTÃO

34 CONSOME 10% DOS RECURSOS DO SETOR CONSOME 30% DOS RECURSOS DO SETOR CONSOME 60% DOS RECURSOS DO SETOR ATIVIDADE 1 ATIVIDADE 2 ATIVIDADE 3 Representa 50% de agregação de valor para o cliente Representa 10%de agregação de valor para o cliente ANALISE DE CUSTOS SOB PERSPECTIVAS DE VALOR PARA CLIENTES INTERNOS E EXTERNOS Representa 40% de agregação de valor para o cliente

35 EXEMPLOS DE APLICAÇÃO DO ABC Análise estratégica de custos; Confecção de indicadores de eficiência e eficácia Otimização de recursos públicos (eliminação de desperdício, retrabalho, etc); Elaboração de orçamentos com base em atividades; Complementação do sistema de informação para a gestão econômica; Decisões sobre logística. Decisões sobre terceirizações

36 EXEMPLOS DE APLICAÇÃO DO ABC Auditoria operacional; Analise de custos sob perspectivas dos clientes internos e externos; Realização de simulações, cenários; Gestão do Processo da Qualidade Total; Reengenharia de produtos e processos; Transparência, o ABC irá espelhar com maior clareza todas as operações do Órgão.

37 Contatos Fábio P. Bittencourt Tel Carlos Augusto de Souza Gonçalves Tel


Carregar ppt "SISTEMA DE CUSTOS - RAZÕES PARA IMPLEMENTAR UM SISTEMA DE CUSTOS -PLANEJAMENTO - CONCEPÇÃO DO SISTEMA - PONTOS PARA REFLEXÃO - METODOLOGIA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google