A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Pesquisas de Mercado - Estudos Setoriais - Assessoria Empresarial - Publicações instituto de estudos e marketing industrial.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Pesquisas de Mercado - Estudos Setoriais - Assessoria Empresarial - Publicações instituto de estudos e marketing industrial."— Transcrição da apresentação:

1 Pesquisas de Mercado - Estudos Setoriais - Assessoria Empresarial - Publicações instituto de estudos e marketing industrial

2 Pesquisas de Mercado - Estudos Setoriais - Assessoria Empresarial - Publicações instituto de estudos e marketing industrial 1º SEMINÁRIO DE CULTURA DA MODA MODA, CULTURA E ECONOMIA GLOBAL Salvador / Bahia 27/09/2010

3 apresenta: Brasil: Uma Visão das Oportunidades No Mercado Têxtil Brasileiro Setembro 2010

4 Ambiente Econômico Cadeia Produtiva Têxtil Ambiente Econômico Oportunidades de Mercado

5 O Brasil de hoje: As mudanças impostas em 1994 transformaram o Brasil e devolveram todo seu potencial de desenvolvimento: Ambiente Econômico Fonte: Banco Central do Brasil & IBGE – elaboração IEMI; Nota: (1) Estimativas

6 Ambiente Econômico Oportunidades de Mercado Cadeia Produtiva Têxtil

7 Posicionamento Global (2008):. China e Hong Kong convertem 48% das fibras e filamentos consumidos no mundo. USA é o 2º. maior convertedor com 7%. Brasil é o 5º. convertendo 2,7% do total Em milhões de toneladas Total convertido no Mundo: 71,6 milhões de toneladas Fonte: Fiber Organon & IEMI

8 Cadeia Produtiva Têxtil IEMI2009IEMI2009 (1) – volume de produção (2) – em equipamentos 30 mil indústrias US$ 47 bilhões em vendas 1,8 milhões tons / ano 1 1,6 milhões de empregos US$ 1,9 bilhões exportados US$ 811 milhões investidos 2 23 mil indústrias US$ 36 bilhões em vendas 1,2 milhões tons / ano 1 1,1 milhões de empregos US$ 162 milhões exportados US$ 181 milhões investidos 2 Cadeia Têxtil Segmento Vestuário

9 Fibras e Filamentos (22 fábricas 1 ) Naturais Química s mil tons633 mil tons 1 Manufaturas Têxteis (4,7 mil fábricas) Fios mil tons fábricas TecidosMalhas mil tons 583 fábricas 672 mil tons 2,5 mil fábricas Confeccionados (25,7 mil fábricas) VestuárioOutros mil tons 23,3 mil fábricas 681 mil tons 3 2,4 mil fábricas (1) – de fibras e filamentos químicos de uso têxtil; (2) – não inclui fios de filamentos contínuos; (3) – inclui Cameba e artigos técnicos e industriais. Fonte: IEMI Cadeia Produtiva Têxtil Beneficiamento mil tons fábricas

10 Até 0,1% Até 1% Até 5% Até 10% Até 15% 28%. Sul e Sudeste somam 76% da produção têxtil nacional. O Nordeste soma 21% Concentração Regional: Fonte: IEMI Cadeia Produtiva Têxtil

11 . Fibras químicas respondem por fatias relevantes da produção de artigos técnicos. Nos outros, há predomínio das fibras naturais Em mil toneladas Composição: Naturais versus Químicas Fonte: IEMI Cadeia Produtiva Têxtil

12 . No período cresceu 25% em volume. Em dólares cresceu 118% (1) – inclui fios, tecidos e confeccionados Produção Têxtil no Brasil 1 : (2) – estimativas Fonte: IEMI Cadeia Produtiva Têxtil

13 . No período, a produção cresceu 26% (peças). Em US$ cresceu 171% devido ao câmbio. Em R$, descontada a inflação, houve aumento de 30,2%. Em 2010, estima-se crescimento de 9,8% (em peças) (1) – inclui vestuário, meias e acessórios Produção de Vestuário no Brasil 1 : (2) – estimativas Fonte: IEMI Cadeia Produtiva Têxtil

14 % / valor em US$. Argentina é o principal destino das exportações. Estados Unidos aparece em segundo com 22%. 10 maiores destinos somam 79% do total Destino das Exportações 1 : (1) – não inclui fibras naturais e sintéticas Fonte: SECEX Cadeia Produtiva Têxtil

15 % / valor em US$. China supre 40% das importações brasileiras. Índia aparece em 2º. com 9%. As 10 maiores origens somam 81% Origem das Importações 1 : (1) – não inclui fibras naturais e sintéticas Fonte: SECEX Cadeia Produtiva Têxtil

16 Ambiente Econômico Cadeia Produtiva Têxtil Oportunidades do Mercado

17 IBGE milhões de habitantes 51% são mulheres 83% residem nas cidades 1,0% aa. taxa demográfica 53% abaixo de 30 anos R$ 16,4 mil aa. renda/hab. 80% Alfabetizada Oportunidades do Mercado Perfil Demográfico: Fonte: IBGE

18 Demanda Interna de Vestuário (1) (1)– valores a preços de varejo incluindo meias e acessórios 57% é consumido pelas classes B2/C (66% da população) 36% é consumido pela classe A/B1 (14% da população) A1 responde por 2,6% da demanda e 0,6% da população O mercado de vestuário A/B1 no Brasil é de R$ 41 (1) bilhões (varejo) O mercado de vestuário A1 no Brasil é de R$ 3 (1) bilhões (varejo) 59% do consumo ocorre nas 150 maiores cidades do país Em 10 anos, 22 milhões a mais de consumidores no mercado Em 10 anos, a renda per capta aumentou 22% (em termos reais) (Resultado) Mais consumidores, com maior poder de compra

19 População e Renda no Brasil. Em 10 anos, 223milhões a mais de brasileiros. Com uma renda per capita 22% superior. Resultado: mais consumidores com maior renda Fonte: IEMI / IBGE Nota: (1) Estimativas

20 População e Consumo de Vestuário. A maior parcela da população é da classe C. O maior consumo é o da classe B (43,5%). A representa apenas 5% da população, mas responde por 16,5% do consumo. Poder de compra – Critério Brasil* * A1 acima de 45 sal. mínimos | A2 de 26 a 45 sal. mínimos | B1 de 16 a 25 sal. mínimos | B2 de 11 a 15 sal. mínimos | C de 5 a 10 sal. mínimos | D de 3 a 4 sal. mínimos | E até 2 salários mínimos

21 Puxado pela demanda interna, o consumo de têxteis no Brasil deverá chegar a 3,6 milhões de ton. por ano em 2015 (47% acima do volume registrado em 2009) Isto significaria um consumo de 18 kg por habitante ano, para uma população de 201 milhões de pessoas (estimativas IBGE) A produção nacional, mantido o ritmo atual de crescimento, chegará a 2,5 milhões de toneladas neste mesmo ano, pelo critério da soma da produção de manufaturas (um crescimento de 21% sobre o volume registrado em 2009) Este volume resultaria em uma produção per capita de 12,6 kg por ano Dentro deste cenário, nada menos que 30% do consumo interno será suprido por manufaturas e bens confeccionados importados A produtividade por funcionário na indústria têxtil brasileira quadruplicou (4x maior) entre 1990 e 2009 Mudanças estruturais, econômicas e nas relações do país com seus parceiros comerciais, serão fundamentais para reduzir a participação dos importados no suprimento do mercado brasileiro De olho em 2015

22 120 mil Pontos de Venda de Vestuário no Brasil. Redes especializadas distribuem 41% da produção. Lojas independentes de vestuário somam 35%. Redes não especializadas respondem por 13% Oportunidades do Mercado Canais de Distribuição: Fonte: IEMI % / volume em peças

23 . O segmento feminino representa 52% da produção. O segmento infantil (incluindo bebê), 24% Segmentação por Público Alvo: Fonte: IEMI Oportunidades do Mercado

24 . 65% do consumo no S/SE. 2 o. maior mercado é o NE Demanda Regional: 49% NORTE 8% C. OESTE 7% 16% 6% SUDESTE 42% 21% 28% NORDESTE 14% SUL 8% Consumo Vestuário Habitantes Fonte: IEMI & IBGE Oportunidades do Mercado

25 IPC Residente de Vestuário. 60% do consumo de confeccionados se concentra nas 150 maiores cidades Concentração do Consumo de Vestuário: Fonte: IEMI & IBGE Oportunidades do Mercado

26 (1) – IPC:Índice de Potencial de Consumo (2) – PDVs: Pontos de Venda (Lojas) Fonte: IEMI / IBGE / MTE. Cidades Cobertura Brasil – PDVs de Vestuário CidadesPopulaçãoIPC 1 PDVs 2 PDVs/Cid Acima de 1 milhão % mil a 1 milhão % mil a 500 mil % mil a 250 mil % mil a 150 mil % mil a 100 mil % Subtotal % Até 50 mil % Total (e médias) ,0% Estratificação do Consumo Interno: Oportunidades do Mercado

27 Pesquisas de Mercado - Estudos Setoriais - Assessoria Empresarial - Publicações instituto de estudos e marketing industrial Obrigado!


Carregar ppt "Pesquisas de Mercado - Estudos Setoriais - Assessoria Empresarial - Publicações instituto de estudos e marketing industrial."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google