A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

O curso de Agronomia da UENF Coordenador Prof. Silvaldo Felipe da Silveira Eng o. Agrônomo – DS Fitopatologia CREA-MG 56.305/D SERVIÇO PÚBLICO ESTADUAL.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "O curso de Agronomia da UENF Coordenador Prof. Silvaldo Felipe da Silveira Eng o. Agrônomo – DS Fitopatologia CREA-MG 56.305/D SERVIÇO PÚBLICO ESTADUAL."— Transcrição da apresentação:

1 O curso de Agronomia da UENF Coordenador Prof. Silvaldo Felipe da Silveira Eng o. Agrônomo – DS Fitopatologia CREA-MG /D SERVIÇO PÚBLICO ESTADUAL UENF Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro Centro de Ciências e Tecnologias Agropecuárias - CCTA Laboratório de Entomologia e Fitopatologia – LEF P1, sala 203, telefone , E.mail

2 A Agronomia É uma carreira inserida profunda e amplamente em três questões fundamentais para os nossos dias: 1. Produção de alimentos saudáveis 2. Fixação do homem no campo 3. Preservação do meio ambiente Sustentabilidade da agricultura 1. Social 2. Econômica 3. Ambiental

3

4

5 Multiple cropping zones - rain-fed conditions Limitações/Recursos Climáticos Cinza = não cultivável, frio e seca Laranja = um cultivo ao ano Verde = até dois cultivos ao ano Roxo = até três cultivos ao ano © 2000 COPYRIGHT IIASA and FAO

6 O perfil do Agrônomo O Engenheiro Agrônomo é o profissional que reúne as condições técnico-científico-humanísticas para executar todas as tarefas inerentes à produção de alimentos para o homem e os animais domésticos, intervindo desde a definição das condições de plantio até a chegada do produto industrializado ao consumidor Este profissional, cuja profissão está regulamentada pela Lei de 24/12/1966, pode atuar nos setores públicos e privados, nas atividades de planejamento, ensino, pesquisa, extensão e produção.

7 Manejo e exploração de culturas de cereais, olerícolas, frutíferas, ornamentais, oleaginosas, estimulantes, forrageiras e plantas medicinais; Melhoramento genético vegetal e animal; Produção de sementes e mudas; Construções rurais; Irrigação e drenagem; Mecanização e implementos agrícolas; Fotointerpretação para fins agrícolas; Paisagismo; Recursos florestais; Manejo de plantas daninhas, doenças e pragas de plantas; Manejo, classificação e conservação do solo, de bacias hidrográficas e de recursos naturais renováveis; Controle de poluição na agricultura; Tecnologia de transformação e conservação de produtos de origem vegetal e animal; Nutrição e alimentação animal; Economia e crédito rural; Planejamento e administração de propriedades agrícolas e Extensão rural Atuação Profissional

8 Carreiras ou Campos de Atuação

9

10 Mercado de trabalho para o Agrônomo

11 Mercado de trabalho no Brasil – promissor e advêm do crescimento/desenvolvimento da Agricultura e do Agronegócio -BRASIL 851 milhões ha e 65 milhões são ocupados com agricultura e 90 milhões de área agricultável excedente disponível (20% da área ainda disponível no planeta) -Aumento na produção de grãos se deve principalmente ao melhor rendimento (100% nos últimos 15 anos) -O agronegócio brasileiro abrange 5 milhões de propriedades rurais, 60 mil agroindústrias, 300 mil estabelecimentos comerciais -Brasil é lider em cana, laranja e café e o 3o. maior produtor de frutas, tendo ainda grande possibilidade de expansão, pela disponibilidade de solo, clima e água -O agronegócio representa 30% do PIB, 37% dos empregos e 42% das exportações -BRASIL destaca-se dentre os principais países produtores e também dentre os maiores consumidores de feijão, soja, café, carne, banana, mamão, mandioca, madeira de eucalipto etc...

12 CONCORRÊNCIA PROFISSIONAL e IMPORTÂNCIA DA QUALIDADE NA FORMAÇÃO -Brasil possui 135 cursos de Agronomia, sendo: 14 N + 17NE + 41 SE + 33 S + 30 CO -Estima-se que formam-se no Brasil cerca de 1000 novos agrônomos/ano -110 mil postos de trabalho para profissionais de ciências agrárias, dentre agrônomos, médicos veterinários, zootecnistas e técnicos em agropecuária -Complexidade das atividades profissionais: 20 climas, 30 tipos de solos, 200 ou mais espécies cultivadas de importância econômica (sem contar cultivares), 730 ou mais pragas (fungos, insetos, plantas daninhas, vírus, bactérias, nematóides, ácaros etc...), acima de 1000 produtos de controle fitossanitário registrados, envolvendo 400 ingredientes ativos (fungicidas, bactericidas, inseticidas etc...) -Áreas estratégicas do mercado atual: agricultura energética, biotecnologia, agronegócio e serviços tercearizados, agricultura de precisão, processamento de alimentos, gestão de produção, mecanização, logística e mercado, informação e outras... - Principais características profissionais exigidas: qualidades pessoais, comunicação e e expressão, economia e gestão, sistemas de informação, tecnologias de produção - Qualidades pessoais e competências: ética, responsabilidade, comunicação, relacionamento e espírito de equipe, objetividade, liderança, empreendedorismo, visão global e conhecimento técnico

13 PAPEL DA INSTITUIÇÃO DE ENSINO NA FORMAÇÃO DO AGRÔNOMO Currículo escolar que proporcione conhecimento básico sólido, incluindo aspectos: ECONÔMICOS SOCIAIS TRÊS PRINCÍPIOS DA SUSTENTABILIDADE AMBIENTAIS Ênfase em atividades práticas Valorização e estímulo a execução de estágios e treinamentos profissionalizantes Valorização, estímulo e promoção da ação participativa dos estudantes, por meio de: Experimentos e iniciação científica Participação e apresentações em congressos e eventos científicos Atividades de Extensão Universitária Atividades de ensino na própria IES ou associadas a Extensão outras.... }

14 Características gerais do curso 1. Regime: Tempo integral, diurno 2. Profissional diplomado: Engenheiro Agrônomo 3. Ano de início do curso na UENF: Agosto de Ingresso: vestibular com 50 vagas anuais 5. Carga horária mínima com disciplinas obrigatórias: horas 6. Carga horária mínima com disciplinas optativas: 250 horas 7. Estágio supervisionado obrigatório: 160 horas 8. Carga horária total mínima: horas 9. Número mínimo de disciplinas obrigatórias: Número mínimo de disciplinas optativas: Número mínimo de disciplinas: Prazo mínimo para integralização curricular: 9 semestres 13. Termo médio para integralização curricular: 10 semestres 14. Prazo máximo para integralização curricular: 17 semestres 15. Limite mínimo de carga horária requerível por semestre: 270 horas 16. Limite máximo de carga horária requerível por semestre: 510 horas 17. Número mínimo de créditos: 204

15 Número de formandos da Agronomia de 2003 a 2007 por semestre. Total de 2003 a 2008 = 138 Engenheiros Agrônomos formados na UENF !

16 Resultados nos Exames Nacionais Provão e Enade, dos cursos presenciais e a distância de graduação da UENF: Cursos/Anos2003 Provão 2004 Enade 2005 Enade AgronomiaA4- Ciênc. BiológicasA-5 Ciências Sociais--5 Eng. CivilC-4 Eng. Metal. Materiais--1 Méd. VeterináriaC5- Lic. BiologiaA-5 Lic. Biologia EAD--5 Lic. FísicaC-4 Lic. MatemáticaA-4 Lic. QuímicaA-3 (-) curso não avaliado no exame nacional. Em 2006 não foram avaliados cursos oferecidos pela UENF Os resultados do Enade 2007 (Agronomia, Zootecnia e Méd. Veterinária) deverão ser ainda divulgados, após avaliação externa in loco, prevista para os próximos meses (ainda não há indicação neste sentido!)

17 Matriz Curricular A matriz curricular do curso de agronomia compõe-se de disciplinas obrigatórias e optativas O semestre tem 17 semanas letivas e aproximadamente 125 dias letivos (total anual de 250 dias letivos) O curso é diurno e em tempo integral Todos os professores da parte profissionalizante tem no mínimo título de doutor ou PhD

18 Bolsas e Estágios = Oportunidades ! Bolsa Jovens Talentos Bolsa de Apoio Acadêmico Bolsa de Extensão (Cra mínimo = 6) Bolsa de Iniciação Científica (Cra mínimo = 7) Bolsa de Monitoria (Nota 7 e CRa 2 = 7) Estágio Curricular Obrigatório (Supervisionado!) PROCAMPO Consultoria Agropecuária - diretoria

19 CONVÊNIOS NO BRASIL: > 30 empresas e instituições de ensino e pesquisa NO EXTERIOR: alunos das ciências agrárias da UENF podem concorrer ao programa de Intercâmbio IEP-UFV, em cooperação, para estágios remunerados no exterior (USA, Europa, Austrália, Nova Zelândia etc...) Outros convênios e programas de INTERCÂMBIO em fase de estudos ou implantação: ASSOCIAÇÃO DOS PRODUTORES DE LEITE – APROL PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO LATU SENSU DE RESIDÊNCIA EM CIÊNCIAS AGRÁRIAS JUNTO A UENF E EMATER – RJ PROGRAMA DE COOPERAÇÃO INTERUNIVERSITÁRIA E PESQUISA CIENTÍFICA ENTRE ESPANHA E IBEROAMÉRICA (PCI-IBEROAMÉRICA/AECID). PELA FUNDACIÓ CÁTEDRA IBEROAMERICANA PROGRAMA DE COOPERAÇÃO INTERUNIVERSITÁRIA E PESQUISA CIENTÍFICA ENTRE FRANÇA E BRASIL – PROGRAMA CAPES BAFRAGRI CAPES SISTEMA DE ACREDITAÇÃO REGIONAL DE CURSOS UNIVERSITÁRIOS DO MERCOSUL (ArcuSul) e outros...

20 Laboratórios do CCTA Engenharia Agrícola Fitotecnia Melhoramento Genético Vegetal Entomologia e Fitopatologia Solos Tecnologia de Alimentos Zootecnia e Nutrição Animal

21 PRODUÇÃO VEGETAL – CAPES 5 GENÉTICA E MELHORAMENTO DE PLANTAS – CAPES 4, por enquanto!

22 PRIMEIRA TURMA DE AGRÔNOMOS DA UENF EM AULA PRÁTICA – 1997

23 Aula prática de Fisiologia Vegetal

24 Aula prática da disciplina de Olericultura

25 PARTE DA TURMA DO PROVÃO 2000 CONCEITO A


Carregar ppt "O curso de Agronomia da UENF Coordenador Prof. Silvaldo Felipe da Silveira Eng o. Agrônomo – DS Fitopatologia CREA-MG 56.305/D SERVIÇO PÚBLICO ESTADUAL."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google