A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

AULA TÉCNICA 10 AULA TÉCNICA 10 INSTRUTOR: SCOPINO.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "AULA TÉCNICA 10 AULA TÉCNICA 10 INSTRUTOR: SCOPINO."— Transcrição da apresentação:

1 AULA TÉCNICA 10 AULA TÉCNICA 10 INSTRUTOR: SCOPINO

2 SCOPINO TREINAMENTOS INJEÇÃO ELETRÔNICA SISTEMA: MULTEC 700 AULA PARTE 2/4 SENSORES

3 ENVIE SUAS DÚVIDAS À UMEC TEMOS PLANTÃO DE DÚVIDAS AO VIVO COM O INSTRUTOR SCOPINO NO FINAL DESTA AULA.

4 Já vimos a introdução do sistema Multec 700 na aula passada. Agora veremos: SENSORES Linha GM

5 A ESTRATÉGIA BÁSICA SENSORES ECUECU ATUADORES

6 SENSOR DE ROTAÇÃO É o principal sinal que a ECU necessita para funcionar o motor. Está dentro do distribuidor sendo composto por um conjunto de bobina impulsora e módulo HEI. Sempre que o eixo do distribuidor girar, irá gerar um campo magnético na bobina e este é transferido ao módulo HEI para depois ir para a ECU.

7 BOBINA IMPULSORA resistência: 500 à 1500 ohms

8 MÓDULO HEI

9 TEMPERATURA DE ÁGUA Este sensor é um termistor NTC – Coeficiente Negativo de Temperatura - e está fixo na carcaça da válvula termostática. Possui dois terminais, sendo um ligado à massa dentro da ECU e outro é a alimentação de 5 Volts enviado e controlado pela própria ECU. Atenção especial deve ser dada a entrada de ar, à aplicação da válvula termostática e à função de ligar e desligar o ventilador.

10 TABELA SENSOR TEMP. ÁGUA medindo a tensão no fio de resposta com a chave de ignição ligada TEMPERATURA EM GRAUS CELSIOS TENSÃO DE RESPOSTA EM VOLTS 1,01,92,32,8 RESISTÊNCIA MEDIDA NO SENSOR EM OHMS

11 FOTO SENSOR TEMP. ÁGUA

12 SENSOR DE VELOCIDADE É um sensor do tipo hall, está fixo na caixa de mudanças e também serve de ligação mecânica do cabo do velocímetro ao painel de instrumentos. Envia um sinal elétrico de acordo com a variação de velocidade da roda. A ECU utiliza este sinal para adequar a mistura e a controlar a lâmpada de troca de marcha (seta amarela).

13 SENSOR MAP Está ligado, através de uma mangueira, ao coletor de admissão – linha de vácuo do motor – informando as variações de depressão do motor. Possui 3 terminais, sendo: A = alimentação 5 V B = negativo via pino 31 da ECU C = sinal de resposta

14 FOTO SENSOR MAP

15 SENSOR DE POSIÇÃO DE BORBOLETA Trata-se de um potenciômetro com resistência variável, que informa a ECU a variação da posição da borboleta aceleradora. Terminais: A = alimentação 5 Volts = Sensor MAP B = negativo via pino 31 da ECU C = sinal de resposta

16 TABELA SENSOR DE POSIÇÃO DE BORBOLETA com chave ligada medindo no fio de resposta POSIÇÃO DA BORBOLETATENSÃO FECHADA0,25 a 1,5 V ½ ABERTA2 a 3 V TOTALMENTE ABERTA4 a 4,9 V

17 FOTO SENSOR BORBOLETA

18 AJUSTE DE CO Para adequar a mistura AR + COMBUSTÍVEL, principalmente em marcha lenta, existe o potenciômetro de ajuste de % de CO (Monóxido de Carbono). Está localizado na parte interna do pára-lamas dianteiro direito, e sua regulagem necessita de procedimento. (Assita a aula UMEC Multec 700 4/4)

19 DETALHE DO POTENCIÔMETRO DE C.O.

20 PERGUNTA É POSSÍVEL A REPARAÇÃO NESTE SISTEMA SEM SCANNER ?

21 RESPOSTA SIM. NO MULTEC 700, PODE-SE ACESSAR A MEMÓRIA DE CÓDIGO DE PISCADAS E TAMBÉM O TESTE PONTO A PONTO. BASTA ACOMPANAHAR AS AULAS DA UMEC.

22 OBRIGADO PELO ACOMPANHAMENTO DAS AULAS. ATÉ A PRÓXIMA: INJEÇÃO ELETRÔNICA MULTEC 700 – PARTE 3/4 Instrutor Scopino OBRIGADO PELO ACOMPANHAMENTO DAS AULAS. ATÉ A PRÓXIMA: INJEÇÃO ELETRÔNICA MULTEC 700 – PARTE 3/4 Instrutor Scopino

23 E AGORA VAMOS AO VIVO AO PLANTÃO DE DÚVIDAS COM O SCOPINO


Carregar ppt "AULA TÉCNICA 10 AULA TÉCNICA 10 INSTRUTOR: SCOPINO."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google