A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

NÚCLEO REGIONAL DE EDUCAÇÃO DE PARANAVAÍ Plano de Trabalho Docente DISCIPLINA:ARTE TÉCNICA PEDAGÓGICA:APARECIDA DE FÁTIMA DE OLIVEIRA BERGO JULHO/2014.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "NÚCLEO REGIONAL DE EDUCAÇÃO DE PARANAVAÍ Plano de Trabalho Docente DISCIPLINA:ARTE TÉCNICA PEDAGÓGICA:APARECIDA DE FÁTIMA DE OLIVEIRA BERGO JULHO/2014."— Transcrição da apresentação:

1 NÚCLEO REGIONAL DE EDUCAÇÃO DE PARANAVAÍ Plano de Trabalho Docente DISCIPLINA:ARTE TÉCNICA PEDAGÓGICA:APARECIDA DE FÁTIMA DE OLIVEIRA BERGO JULHO/2014

2 PLANEJAMENTO

3

4 PROPOSTA PEDAGÓGICA Conceito de currículo; Relação das disciplinas ou atividades; Carga horária; Distribuição das disciplinas/conteúdos ou atividades em série, ano ou ciclo. Concepção, mecanismos e estratégias metodológicas e avaliativas.

5 DOCUMENTOS AUXILIARES

6 Estes documentos trazem seriação dos conteúdos para o Ensino Fundamental anos finais. No Ensino Médio não há seriação, esta só ocorre na PPC de cada instituição. Analisar a PPC para verificar se as disciplinas estão seriadas ou não. É importante saber que internamente esta organização deve ocorrer. OBSERVAÇÃO: Caso não exista neste momento na PPC esta seriação para os conteúdos do Ensino Médio, faz-se necessário uma organização entre os professores em seus PTD’s, a fim de que os alunos tenham acesso à todos os conteúdos Estruturantes e Básicos presentes na PPC para todo o Ensino Médio.

7

8 O QUE É O PTD? É a sistematização das decisões tomadas pelo professor, onde ele define a abordagem que fará de determinado conteúdo, como fará, com quais recursos. Quando fará e como se dará a verificação da aprendizagem por parte dos alunos. É nele que se registra o que se pensa fazer, como fazer, quando fazer, com que fazer e com quem fazer.

9 PTD Implica no registro escrito e sistematizado do planejamento do professor (Planejamento enquanto processo teórico que antecipa a ação de sistematização); Antecipa a ação do professor, organizando o tempo e o material de forma adequada; Permite uma avaliação do processo de ensino e aprendizagem; Possibilita compreender a concepção de ensino e aprendizagem e avaliação do professor; Orienta /direciona o trabalho do professor; Requer conhecimento prévio da Proposta Pedagógica Curricular; Pressupõe a reflexão sistemática da prática educativa.

10

11 PLANO DE TRABALHO DOCENTE Conteúdos Estruturantes Conteúdos EspecíficosObjetivos/ Justificativa Encaminhamento s Metodológicos e Recursos didáticos Avaliação: Instrumentos e critérios (Recuperação) Referências Bibliográfica s Definir e explicitar os conteúdos científicos escolares a serem trabalhados durante o bimestre ou trimestre. Estes devem estar de acordo com a PPC da instituição. Elencar os conteúdos específicos tendo por base a PPC, caderno de expectativas e também a relevância e pertinência para cada uma das turmas. Explicitar o que se pretende em relação a cada conteúdo ou bloco de conteúdos afins. Explicitar a forma de encaminhamento das aulas, as estratégias, bem como os recursos que serão utilizados para o desenvolvimento do conteúdo. Especificar os instrumentos e critérios de avaliação que deverão estar relacionados aos objetivos elencados, assim como o processo de recuperação dos conteúdos. Deve também ser condizente com o encaminhamen to metodológico. Referenciar a bibliografia utilizada

12 PLANO DE TRABALHO DOCENTE – DISCIPLINA DE ARTE COLÉGIO /ESCOLA: ANO: TURNO: PROFESSOR(A): Integração 4 áreas Conteúdos Estruturantes/ Básicos e Específicos Objetivos Encaminhamento metodológico Critérios e instrumentos de avaliação Referência s Elementos formais ComposiçãoMovimentos e períodos Artes Visuais Música Teatro Dança

13

14 CONTEÚDOS Eles são o conjunto de conhecimentos, habilidades, hábitos, modos valorativos e atitudes, organizados pedagógica e didaticamente, buscando a assimilação ativa e aplicação prática na vida dos alunos. Os conteúdos formam a base da instrução (o que ensinar), são as ciências transformadas em matérias de estudo e devem expressar os desafios teórico práticos colocados na vida dos alunos e sua inserção social.

15 REFLEXÕES- CONTEÚDOS Os conteúdos elencados estão de acordo com a PPC do estabelecimento? Este conteúdo está contemplado no ano/série do Caderno de Expectativas? No decorrer do bimestre/trimestre, e ao longo do ano foram trabalhados todos os conteúdos estruturantes? A quantidade de conteúdos selecionados está adequada ao tempo para abordagem destes?

16 OBJETIVO Devem ser elaborados conforme a proposta da disciplina, tendo como base a utilização dos critérios finais dos quais resultam progressivamente as respostas de aprendizagem esperada. Para se traçar objetivos é necessário considerar todo e qualquer objeto de aprendizagem. O estabelecimento de objetivos orienta a escolha das estratégias de ensino e a elaboração do processo de avaliação.

17

18 REFLEXÕES - OBJETIVOS *Os objetivos expressam a intencionalidade do trabalho com os conteúdos? *Há clareza nos objetivos? *Para cada conteúdo ou bloco de conteúdos afins existe um objetivo definido?

19 ENCAMINHAMENTOS METODOLÓGICOS Para preparar as aulas, é preciso considerar para quem elas serão ministradas, como, por que e o que será trabalhado, tomando-se a escola como espaço de conhecimento. Dessa forma, devem-se contemplar, na metodologia do ensino da Arte, três momentos da organização pedagógica: Teorizar, Sentir e perceber e o trabalho Artístico.

20 Teorizar: fundamenta e possibilita ao aluno que perceba e aproprie a obra artística, bem como, desenvolva um trabalho artístico para formar conceitos artísticos. Sentir e perceber: são as formas de apreciação, fruição, leitura e acesso à obra de arte Trabalho artístico: é a prática criativa, o exercício com os elementos que compõe uma obra de arte. * O trabalho em sala poderá iniciar por qualquer um desses momentos, ou pelos três simultaneamente. Ao final das atividades, em uma ou várias aulas, espera-se que o aluno tenha vivenciado cada um deles.

21 ENCAMINHAMENTOS METODOLÓGICOS Metodologia é o estudo dos métodos. Significa o conjunto de métodos aplicados a situação didático pedagógica. É o caminho escolhido pelo professor para organizar as situações ensino aprendizagem. A técnica é a operacionalização do método.

22 AVALIAÇÃO A avaliação é parte integrante do ensino e da aprendizagem. O processo de avaliação se coloca como elemento integrador e motivador. A avaliação abrange o desempenho do aluno, do professor e a adequação ao programa, deve ser previsto recuperação dos conteúdos a partir dos resultados obtidos na avaliação.

23 Avaliação

24 REFLEXÕES-AVALIAÇÃO Na avaliação, há explicitação dos critérios avaliativos? Estes estão definidos a partir da intencionalidade dos conteúdos expressa nos objetivos? Os instrumentos de avaliação permitem ao professor e ao aluno saber se aconteceu a transmissão-assimilação dos conteúdos? Há informação sobre a necessária diversificação de instrumentos? Há referência à oferta de recuperação de estudos concomitante, como prevê o Regimento Escolar?

25 RELACIONAR :

26 CONVERGÊNCIA

27 REFERÊNCIA BILIOGRÁFICAS Foram listadas todas as referências utilizadas pelo professor na elaboração e encaminhamento das aulas? Há referências bibliográficas e digitais?

28 Livro de Registro de Classe

29 OFICINA Formar grupos para elaboração do PTD do 7º, 8º e 9º ano, da disciplinas de Arte, partindo da área de formação do professor, fazendo relação com as outras áreas. Apresentação dos planos que foram elaborados. Orientações dos trabalhos propostos que ficaram pendentes.

30


Carregar ppt "NÚCLEO REGIONAL DE EDUCAÇÃO DE PARANAVAÍ Plano de Trabalho Docente DISCIPLINA:ARTE TÉCNICA PEDAGÓGICA:APARECIDA DE FÁTIMA DE OLIVEIRA BERGO JULHO/2014."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google