A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Prof. Dr. Corlett, F.M.F Fundamentos de Agroecologia MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO IFSUL-RIO-GRANDENSE CAMPUS PELOTAS - VISCONDE DA GRAÇA Diferentes abordagens.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Prof. Dr. Corlett, F.M.F Fundamentos de Agroecologia MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO IFSUL-RIO-GRANDENSE CAMPUS PELOTAS - VISCONDE DA GRAÇA Diferentes abordagens."— Transcrição da apresentação:

1 Prof. Dr. Corlett, F.M.F Fundamentos de Agroecologia MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO IFSUL-RIO-GRANDENSE CAMPUS PELOTAS - VISCONDE DA GRAÇA Diferentes abordagens de agricultura pós-moderna ou pós-industrial Agricultura Orgânica e Biodinâmica

2 Diferentes abordagens de agricultura pós-moderna ou pós-industrial Pode-se dividir as diferentes escolas ou linhas filosóficas a partir das mais antigas as mais recentes AGRICULTURA ORGÂNICA Origem: O pesquisador Inglês - Sir Albert Howard, que por 40 anos trabalhou na Índia (40 anos), com pesquisa agrícola – ínicio do século 20; (1920); Considerado o fundador da agricultura orgânica; Escreveu um Livro: An Agricultura Testament (HOWARD, 1943); Faz críticas aos métodos de Agricultura Industrial (AI); As práticas agrícolas e aos sistemas de pesquisas agrícolas; OBS: nesta época ainda não se tinha uso de: organos-clorados; carbanatos; fosforados; piretroídes; herbicidas, etc.

3 Princípios da Agricultura Orgânica Princípios básicos defendido por Howard: –Era o não uso de adubos artificiais: Particularmente os adubos químicos minerais; Destacava o uso da matéria orgânica na melhoria da fertilizade e vida do solo; Desenvolvel o método de compostagem denominador « Indor »; Proteção para as plantas: –Manter a saúde e a fertilizade natural do solo: - Benefícios: maior rendimento e qualidade dos produtos agrícolas;

4 Importantes entidades certificadoras orgânicas Soil Association – entidade inglesa: Concerne a difisão; organização; padronização; certificação em prol da AO; J. L. Rodale – Nos Estados Unidos da América: Nos anos 40, ao ler o livro de Howard, comprou uma propriedade rural e pós em prática as idéias ali expressas; Acabou fundando um forte movimento em prol da AO; Há anos publica a revista jardinagem orgânica; Também fundou o Roale Instituto (pesquisa e extensão com AO); Prof. Nicolas Lampkin – University College of Wales – Reino Unido: Publicou o livro Agricultura Orgânica (LAMPKIN, 1990) abordando disversos aspectos da AO; Federação internacional dos movimentos de Agricultura Orgânica (Ifloam): A ifloam já organizou diversas conferências científicas sobre AO.

5 Importantes entidades certificadoras orgânicas O Que é certificação? Certificação, como termo utilizado na agricultura orgânica, significa garantir a origem (procedência) e qualidade orgânica dos produtos obtidos. A certificação orgânica é um processo de auditoria de origem e trajetória de produtos agrícolas e industriais, desde sua fonte de produção até o ponto final de venda ao consumidor.

6 Importantes entidades certificadoras orgânicas No Brasil a certificação orgânica é realizada por cinco certificadoras nacionais e outras 13 internacionais, em menor escala. Dentre as certificadoras nacionais encontramos o Instituto Biodinâmico (IBD), a Associação de Agricultura Orgânica (AAO), a OIA O Instituto Ambiental (RJ) e a Fundação Mokiti Okada (MAO), como principais. INFOAM IBDOIA MOA AAO USDA Organismos de Avaliação da Conformidade (OAC) O selo oficial Brasileiro

7 Agricultura biodinâmica (ABD) Está ligada à figura do austríaco Rudolf Steiner, filósofo e matemático austríaco, fundador da Antroposofia, definida por ele mesmo como "uma Ciência Espiritual; Steiner propôs diferentes abordagens para diversas áreas do conhecimento humano, como por exemplo, a Pedagogia (Waldorf), a Medicina (Antroposófica), a Sociologia-Economia (Trimembração Social), Arquitetura, a Agricultura (Biodinâmica), etc.; Do ponto de vista mais geral, os biodinâmicos possuem uma abordagem mais integrada da propriedade rural, procurando vê-la e manejá-la como um organismo vivo; Essa abordagem data da década de 1920;

8 Agricultura biodinâmica (ABD) Essa abordagem data da década de 1920, muito antes das idéias ecológicas serem respeitadas e adotadas e bem antes da Teoria Gaia ser estabelecida; Rudolf Steiner em 1924 apresentou uma visão alternativa de agricultura baseada na ciência espiritual da Antroposofia; Do ponto de vista prático, o que mais diferencia a ABD da AO, é o uso de determinados preparados incorporados nas pilhas de compostagem, ou então pulverizados diretamente sobre as plantas;

9 Agricultura biodinâmica (ABD) Os princípios de uso desses preparados são baseados numa perspectiva de ação mais energética e sutil, do que num efeito físico-químico, que possa ser medido pelos métodos analíticos usados na agricultura industrial. Adubar na biodinâmica significa, portanto, aviventar ou vivificar o solo e não simplesmente fornecer nutrientes para as plantas. Na Agricultura Biodinâmica não se usam adubos nitrogenados minerais, pesticidas sintéticos, herbicidas, hormônios de crescimento, etc;

10 Agricultura biodinâmica (ABD) A concepção do melhoramento biodinâmico dos cultivares ou das raças está em irrestrita oposição à tecnologia transgênica. A ração para os animais é produzida no próprio sítio ou fazenda e a quantidade dos animais mantidos está em relação com a capacidade natural da área ocupada.

11 Outro aspecto muito importante está ligado às influências cósmicas sobre as plantas; Thun (1969) obteve evidências científicas sobre a influência dos ritmos lunares em cultivos olerícolas, abrindo novos caminhos para a pesquisa nessa área; Tanto Steiner (1976) quanto aqueles que deram corpo à ABD, como Pffeifer e Koepf (1980) e Koepf et aI. (1983), entre muitos outros, ressaltaram a importância do conhecimento intuitivo, empírico e tradicional dos agricultores, sem desprezar os avanços do conhecimento formal; A ABD está presente em diversos países, sendo mais presente e atuante na Europa. Possue sua própria rede de comercialização e seu próprio sistema de certificação, fiscalização e credenciamento de produtores;

12 No Brasil, a Estância Demétria, o Instituto Biodinâmico de Desenvolvimento Rural (ambos em Botucatu, SP), e o Instituto Verde Vida (em Curitiba, PR), são as instituições que atuam sistematicamente com a ABD: No campo da produção; da comercialização; da consultoria; da organização; da educação e da certificação.

13 Conceitos e princípios O agricultor biodinâmico deve procurar harmonizar o meio ambientes com as culturas: Enriquecendo os meios de produção para legá-los às futuras gerações; A relação entre as culturas que melhoram o solo e as que esgotam devem ser equilibradas: As culturas consorciadas são importantes; Visam a fertilidade do solo; Medidas práticas para o tratamento do solo: Esterco, composto e preparos biodinâmicos. Os preparados biodinâmicos são, em sua maioria, plantas medicinais submetidas a processos especiais de fermentação em ambientes os quais somente o homem pode fornecer, criando compostos que outrora não ocorriam na natureza.

14 Princípios 1.Uso de preparados biodinâmicos; 1.Efetuar operações agrícolas: Plantio, poda, raleio e outros tratos culturais e colheita; De acordo com o calendário astral: Posição da lua; Posição dos planetas em relação as constelações; 3.Estabelece uma relação mística entre a atividade agrícola e comportamento humano.


Carregar ppt "Prof. Dr. Corlett, F.M.F Fundamentos de Agroecologia MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO IFSUL-RIO-GRANDENSE CAMPUS PELOTAS - VISCONDE DA GRAÇA Diferentes abordagens."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google