A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

REFORMA ORTOGRÁFICA. 1.O que é a Reforma Ortográfica? 2.Quantos e quais países falam português? 3.Por que unificar a ortografia? 4.A unificação pode trazer.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "REFORMA ORTOGRÁFICA. 1.O que é a Reforma Ortográfica? 2.Quantos e quais países falam português? 3.Por que unificar a ortografia? 4.A unificação pode trazer."— Transcrição da apresentação:

1 REFORMA ORTOGRÁFICA

2 1.O que é a Reforma Ortográfica? 2.Quantos e quais países falam português? 3.Por que unificar a ortografia? 4.A unificação pode trazer benefícios à economia dos países lusófonos? 5.Por que somente agora a Reforma foi aprovada? 6.O que muda para nós, brasileiros? 1.O que é a Reforma Ortográfica?

3 REFORMA ORTOGRÁFICA AngolaBrasil Cabo Verde Guiné-BissauMoçambiquePortugal São Tomé e Príncipe Timor Leste 2. Quantos e quais países falam português?

4 REFORMA ORTOGRÁFICA 3. Por que unificar a ortografia? - Português : 5ª língua mais falada no mundo; mais de 240 milhões de pessoas; duas grafias oficiais; ONU não reconhece como língua oficial; intercâmbio cultural entre os países lusófonos; livros e materiais poderão circular livremente; padronização do ensino de português.

5 REFORMA ORTOGRÁFICA 4. A unificação pode trazer benefícios à economia dos países lusófonos? Certamente, pois toda impressão: pode circular sem revisão do país que recebe o texto; gradativamente penderá mais para o benefício do que para o custo.

6 REFORMA ORTOGRÁFICA 5. Por que somente agora a Reforma foi aprovada? Algumas considerações: Em 1990, os representantes de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné- Bissau, Moçambique, Portugal e São Tomé e Príncipe assinaram o Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. Em 2004, o Timor Leste, que se tornara independente, aderiu ao acordo. O acordo deveria entrar em vigor em janeiro de 1994 e todos deveriam assinar, mas somente Brasil, Portugal e Cabo Verde assinaram. Em 2004, a CPLP se reuniu e aprovou uma modificação no acordo: bastariam três países assinarem para o acordo ser efetivado.

7 REFORMA ORTOGRÁFICA 5. Por que somente agora a Reforma foi aprovada? Vasco Graça Moura, escritor português e eurodeputado, lidera um movimento em que Portugal só participará da reforma se todos da CPLP assinarem. Brasil ratificou em 2004; Cabo Verde, em 2005; São Tomé e Príncipe em Angola apoia o Brasil. Portugal sofre 3x mais alterações que o Brasil. Portugal diz que só assina quando todos os outros assinarem. Os países que já assinaram podem revogar em 2 anos.

8 REFORMA ORTOGRÁFICA Vale observar: 1911 e 1945 – Reformas de Portugal e 1971 – Reformas do Brasil. O Brasil se sente sozinho nesta luta. Fala-se de uma relutância das editoras portuguesas. O Brasil começou a se preparar para a alteração do material didática já em 2007.

9 REFORMA ORTOGRÁFICA

10 REFORMA ORTOGRÁFICA – O QUE MUDA Mudanças no alfabeto Mudanças no alfabeto - O alfabeto passa a ter 26 letras: A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z - Exemplos: unidades de medida: km (quilômetro), kg (quilograma), w (watt); unidades de medida: km (quilômetro), kg (quilograma), w (watt); palavras e nomes estrangeiros (+ derivados): playboy, windsurf, palavras e nomes estrangeiros (+ derivados): playboy, windsurf, show, kaiser etc. show, kaiser etc.

11 REFORMA ORTOGRÁFICA – O QUE MUDA Trema Trema - Não se usa mais o trema (¨) para indicar a pronúncia da letra u, nas sílabas gue, gui, que, qui: - Exemplos: agüentar => aguentar agüentar => aguentar argüir => arguir argüir => arguir bilíngüe => bilíngue bilíngüe => bilíngue cinqüenta => cinquenta cinqüenta => cinquenta delinqüente => delinquente delinqüente => delinquente freqüente => frequente freqüente => frequente lingüiça => linguiça lingüiça => linguiça Observação: o trema permanece em palavras estrangeiras e suas derivadas. Exemplos: Müller, mülleriano.

12 REFORMA ORTOGRÁFICA – O QUE MUDA Mudanças nas regras de acentuação Mudanças nas regras de acentuação 1.Não se usa mais o acento dos ditongos abertos éu e ói das palavras paroxítonas. - Exemplos: - Exemplos: alcalóide => alcaloide alcalóide => alcaloide alcatéia => alcateia alcatéia => alcateia bóia => boia bóia => boia colméia => colmeia colméia => colmeia debilóide => debiloide debilóide => debiloide estréia => estreia estréia => estreia geléia => geleia geléia => geleia tramóia => tramoia tramóia => tramoia Observação: esta regra não vale para as oxítonas. Exemplos: papéis, troféus.

13 REFORMA ORTOGRÁFICA – O QUE MUDA Mudanças nas regras de acentuação Mudanças nas regras de acentuação 2. Não se usa mais o acento no i e no u tônicos que aparecem após os ditongos nas palavras paroxítonas. - Exemplos: - Exemplos: baiúca => baiuca baiúca => baiuca bocaiúva => bocaiuva bocaiúva => bocaiuva feiúra => feiura feiúra => feiura Observação: esta regra não vale para as oxítonas. Exemplo: Piauí.

14 REFORMA ORTOGRÁFICA – O QUE MUDA Mudanças nas regras de acentuação Mudanças nas regras de acentuação 3. Não se usa mais o acento das palavras terminadas em êem e ôo(s). - Exemplos: - Exemplos: abençôo => abençoo abençôo => abençoo crêem => creem crêem => creem dôo => doo dôo => doo enjôo => enjoo enjôo => enjoo lêem => leem lêem => leem povôo => povoo povôo => povoo vêem => veem vêem => veem zôo => zoo zôo => zoo

15 REFORMA ORTOGRÁFICA – O QUE MUDA Mudanças nas regras de acentuação Mudanças nas regras de acentuação 4. Não se usa mais o acento diferencial das palavras pára/para, pêlo/pelo, péla/pela, pólo/polo, pêra/pera. - Exemplos: - Exemplos: Ele pára o carro. => Ele para o carro. Ele pára o carro. => Ele para o carro. Ele foi ao pólo Norte. => Ele foi ao polo Norte. Ele foi ao pólo Norte. => Ele foi ao polo Norte. Ele joga pólo. => Ele joga polo. Ele joga pólo. => Ele joga polo. O gato tem pêlos cinzas. => O gato tem pelos cinzas. O gato tem pêlos cinzas. => O gato tem pelos cinzas. Comi uma pêra. => comi uma pera. Comi uma pêra. => comi uma pera. Observação: os demais acentos diferenciais permanecem. Exemplos: - Ele detém o poder. – Eles detêm o poder. - Ele vem de Florianópolis. – Eles vêm de Florianópolis.

16 REFORMA ORTOGRÁFICA – O QUE MUDA Mudanças nas regras de acentuação Mudanças nas regras de acentuação 5. Não se usa mais o acento agudo no u tônico das formas (tu) arguis, (ele) argui. (eles) arguem do presente do indicativo dos verbos arguir e redarguir. - Exemplos: - Exemplos: Ele pára o carro. => Ele para o carro. Ele pára o carro. => Ele para o carro. Ele foi ao pólo Norte. => Ele foi ao polo Norte. Ele foi ao pólo Norte. => Ele foi ao polo Norte. Ele joga pólo. => Ele joga polo. Ele joga pólo. => Ele joga polo. O gato tem pêlos cinzas. => O gato tem pelos cinzas. O gato tem pêlos cinzas. => O gato tem pelos cinzas. Comi uma pêra. => comi uma pera. Comi uma pêra. => comi uma pera.

17 REFORMA ORTOGRÁFICA – O QUE MUDA Hífen Hífen Palavras formadas por prefixos como: Palavras formadas por prefixos como: aero, agro, além, ante, anti, aquém, arqui, auto, circum, co, contra, eletro, entre, ex, extra, geo, hidro, hiper, infra, inter, intra, macro, micro, mini, multi, neo, pan, pluri, proto, pós, pré, pró, pseudo, retro, semi, sobre, sub, super, supra, tele, ultra, vice etc. 1.Usa-se hífen com prefixo + palavra iniciada com h, exceto subumano. - Exemplos: - Exemplos: anti-higiênico anti-higiênico anti-histórico anti-histórico co-herdeiro co-herdeiro

18 REFORMA ORTOGRÁFICA – O QUE MUDA Hífen Hífen 2. Não se usa hífen quando o prefixo termina em vogal diferente da palavra seguinte. - Exemplos: - Exemplos: aeroespacial aeroespacial agroindustrial agroindustrial autoescola autoescola coautor coautor infraestrutura infraestrutura semianalfabeto semianalfabeto Observação: o prefixo co aglutina-se com o segundo elemento, mesmo que se inicie com o. Exemplos: coobrigação, cooperação.

19 REFORMA ORTOGRÁFICA – O QUE MUDA Hífen Hífen 3. Não se usa hífen quando o prefixo termina em vogal e o segundo elemento começa com consoante diferente de r ou s. elemento começa com consoante diferente de r ou s. - Exemplos: - Exemplos: anteprojeto anteprojeto antipedagógico antipedagógico semicírculo semicírculo ultramoderno ultramoderno Observação: com o prefixo vice sempre se usa hífen. Exemplos: vice- rei, vice-almirante.

20 REFORMA ORTOGRÁFICA – O QUE MUDA Hífen Hífen 4. Não se usa hífen quando o prefixo termina em vogal e o segundo elemento começa com r ou s. Nesse caso, duplicam-se essas elemento começa com r ou s. Nesse caso, duplicam-se essas letras. letras. - Exemplos: - Exemplos: antirracismo antirracismo antirrábico antirrábico microssistema microssistema neorrealismo neorrealismo ultrassom ultrassom

21 REFORMA ORTOGRÁFICA – O QUE MUDA Hífen Hífen 5. Usa-se hífen quando o prefixo termina em vogal e o segundo elemento começa com a mesma vogal. O mesmo ocorre com as elemento começa com a mesma vogal. O mesmo ocorre com as consoantes. consoantes. - Exemplos: - Exemplos: anti-imperialista anti-imperialista anti-inflamatório anti-inflamatório auto-observação auto-observação micro-ondas micro-ondas micro-ônibus micro-ônibus semi-interno semi-interno hiper-requintado hiper-requintado inter-racial inter-racial super-reacionário super-reacionário super-resistente super-resistente Observação: o prefixo sub é separado do segundo elemento quando este começa com r. Exemplos: sub-região, sub-raça.

22 REFORMA ORTOGRÁFICA – O QUE MUDA Hífen Hífen 6. Quando o prefixo termina por consoante, não se usa o hífen se o segundo elemento começar por vogal. - Exemplos: - Exemplos: hiperacidez hiperativo interescolar interestadual interestelar interestudantil superamigo superaquecimento supereconômico superexigente superinteressante superotimismo

23 REFORMA ORTOGRÁFICA – O QUE MUDA Hífen Hífen 7. Com os prefixos ex, sem, além, aquém, recém, pós, pré, pró, usa-se sempre o hífen. - Exemplos: - Exemplos: além-mar aquém-mar ex-aluno ex-hospedeiro pós-graduação pré-história pró-europeu recém-casado sem-terra

24 REFORMA ORTOGRÁFICA – O QUE MUDA Hífen Hífen 8. Para clareza gráfica, se no final de uma palavra ou combinação de palavras coincidir com o hífen, ele deve ser repetido na linha seguinte. - Exemplos: - Exemplos: Na cidade, conta- -se que ele foi viajar. O diretor recebeu os ex- O diretor recebeu os ex--alunos.

25 Sites que valem à pena: _Melhoramentos.pdf REFORMA ORTOGRÁFICA

26

27


Carregar ppt "REFORMA ORTOGRÁFICA. 1.O que é a Reforma Ortográfica? 2.Quantos e quais países falam português? 3.Por que unificar a ortografia? 4.A unificação pode trazer."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google