A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

LÍNGUA PORTUGUESA: REVISÃO DE TEXTO II LÍNGUA PORTUGUESA: REVISÃO DE TEXTO II Prof. Francisco Platão Savioli.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "LÍNGUA PORTUGUESA: REVISÃO DE TEXTO II LÍNGUA PORTUGUESA: REVISÃO DE TEXTO II Prof. Francisco Platão Savioli."— Transcrição da apresentação:

1 LÍNGUA PORTUGUESA: REVISÃO DE TEXTO II LÍNGUA PORTUGUESA: REVISÃO DE TEXTO II Prof. Francisco Platão Savioli

2 ESTRUTURA SINTÁTICA DO PERÍODO COMPOSTO (1) (T EMA 5)

3 ORAÇÃO PRINCIPAL X ORAÇÃO SUBORDINADA O mundo esperaque todos lutem contra a miséria. oração principaloração subordinada P ERÍODO Oração principal: aquela dentro da qual se encaixa a subordinada. Oração subordinada: aquela que funciona como um termo de outra oração (satélite de um verbo ou de um nome de outra oração).

4 ORAÇÕES SUBORDINADAS Substantivas: desempenham função típica de substantivo Adjetivas: desempenham função típica de adjetivo Adverbiais: desempenham função típica de advérbio

5 ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS

6 ORAÇÃO SUBORDINADA SUBSTANTIVA M ARCAS TÍPICAS Inicia-se: pelas conjunções integrantes que ou se; por pronomes ou advérbios interrogativos, nas interrogativas indiretas – qual, onde, quando, por que. Pode ser permutada pelo pronome substantivo isso. Observações: isso é um anafórico que só tem como referência um substantivo ou palavra ou expressão equivalente; se uma oração pode ser substituída por esse pronome, é sinal de que ela está desempenhando uma função própria de substantivo.

7 Oração subordinada substantiva subjetiva Que todos lutem contra a misériainteressa ao mundo. oração subordinada substantiva subjetivaoração principal Análise do trecho em vermelho: oração: pois contém sujeito (todos) e um predicado (lutem contra a miséria); subordinada: pois desempenha uma função sintática em relação ao verbo da oração principal; substantiva: desempenha função própria de substantivo; subjetiva: desempenha a função de sujeito da oração principal.

8 Oração subordinada substantiva subjetiva M ARCAS TÍPICAS O verbo da oração principal está sempre na 3ª pessoa do singular e, obviamente, nunca ocorre sujeito dentro dela. É muito comum a oração substantiva subjetiva vir posposta à oração principal. Era necessárioque todos saíssem. Oração principal. Verbo na 3ª pessoa do singular (era). Não há sujeito dentro da oração principal O. s. substantiva subjetiva. Liga-se ao verbo da oração principal e tem a função de sujeito dela.

9 Oração subordinada substantiva objetiva direta M ARCAS Completa o sentido do verbo da oração principal, ligando-se a ele sem preposição. O verbo da oração principal sempre terá sujeito (claro ou oculto) dentro da oração principal. Todos desejamque o mundo seja mais alegre. Oração principal. Sujeito do verbo = todos O. s. substantiva objetiva direta. Liga-se, sem preposição, ao verbo da oração principal, completando-lhe o sentido.

10 Oração subordinada substantiva objetiva indireta M ARCA Liga-se ao verbo da oração principal, completando-lhe o sentido, e vem sempre iniciada por preposição. Eu duvidavade que houvesse engano. Oração principal.O. s. substantiva objetiva indireta. Liga-se ao verbo da oração principal por meio de preposição, completando-lhe o sentido.

11 OBSERVAÇÃO As orações subordinadas substantivas subjetivas, objetivas diretas e objetivas indiretas são associadas ao verbo da oração principal. As orações subordinadas substantivas completivas nominais, predicativas e apositivas vêm associadas a um nome da oração principal

12 Oração subordinada substantiva completiva nominal M ARCA Vem precedida de uma preposição antes da conjunção integrante e, por causa dessa marca, fica formalmente igual à oração subordinada substantiva objetiva indireta. Mas há uma diferença muito nítida entre elas: a substantiva completiva nominal sempre vem associada a um nome da oração principal; a substantiva objetiva indireta vem sempre associada ao verbo.

13 Houve suspeitasde que produziram o vírus em laboratório. Oração principal.O. subordinada substantiva completiva nominal. Completa o sentido de um nome da oração principal (suspeitas). Inicia-se sempre por preposição. Suspeitou-sede que produziram o vírus em laboratório. Oração principal.Oração subordinada substantiva objetiva indireta. Completa o sentido de um verbo (suspeitou). Inicia-se sempre por preposição.

14 Oração subordinada substantiva predicativa Nossa esperança éa luta de todos contra a miséria. Predicativo do sujeito. Núcleo: luta (um substantivo). Nossa esperança éque todos lutem contra a miséria. Oração subordinada substantiva predicativa. Oração principal.

15 Oração subordinada substantiva apositiva M ARCAS Vem associada a um nome da oração principal. Como não vem precedida de preposição, não se confunde com a completiva nominal. Como não se associa ao nome por meio de verbo de ligação, não se confunde com a predicativa. É de todos esta exigência:que todos lutem contra a miséria. Oração subordinada substantiva apositiva. Oração principal.

16 Orações subordinadas substantivas iniciadas por pronomes ou advérbios interrogativos Orações subordinadas substantivas iniciadas por pronomes ou advérbios interrogativos As subordinadas substantivas, na maioria dos casos, se iniciam por conjunção subordinativa integrante (que / se). Podem, entretanto, vir introduzidas por outras partículas: pronomes interrogativos (quem, que, qual...) advérbios interrogativos (onde, como, quando...)

17 Orações subordinadas substantivas iniciadas por pronomes ou advérbios interrogativos Orações subordinadas substantivas iniciadas por pronomes ou advérbios interrogativos Não seionde encontrá-lo. Oração principal.Oração subordinada substantiva objetiva direta. onde = advérbio interrogativo. Perguntaramqual seria o destino de nosso povo. Oração principal.Oração subordinada substantiva objetiva direta. qual = pronome interrogativo.

18 ORAÇÕES SUBORDINADAS ADJETIVAS

19 Morcego frugívoro. Adjetivo

20 Invasão de caranguejos. Locução adjetiva

21 O fusca que virou cama. Oração adjetiva

22 Existem morcegos frugívoros. Adjetivo com função de adjunto adnominal Existem morcegos que se alimentam de frutas. Oração subordinada com função de adjunto adnominal Oração subordinada adjetiva é aquela que funciona como adjunto adnominal de um nome da oração principal.

23 Orações subordinadas adjetivas M ARCAS Sempre se associam a um nome da oração principal. Sempre se iniciam por um pronome relativo: que, quem, o qual (a qual, os quais, as quais), cujo (cuja, cujos, cujas), onde (= no qual, na qual, nos quais, nas quais). A oração adjetiva pode vir associada a um substantivo ou um pronome de valor substantivo (aquele, aquela, aquilo, o, isto, isso, este, esse, eu, tu, ele, nós, vós, eles).

24 Há países que não têm nenhuma saída para o mar. Roraima é o estado que possui a menor população do Brasil. Ninguém respeita aqueles que vivem criticando todas as pessoas. Chegou agora mesmo o que todos estavam esperando. Maria morava em Itajubá, onde morreu aos 129 anos.

25 Posição das orações subordinadas adjetivas Usualmente, vêm após a oração principal. Podem vir em posição intercalada, como nos exemplos: Os meninos que vivem nas ruas não têm uma infância feliz. Ele, que nunca vira uma erupção vulcânica, ficou maravilhado. Nunca ocorrem antes da oração principal.

26 Conjunção integrante que / pronome relativo que Ambos são conectores interoracionais. Conjunçãounicamente, um conector. O jornal informou que faltará água na zona oeste. Não tem função de anafórico (não é permutável por o qual (a qual, os quais, as quais). Introduz uma oração subordinada substantiva (permutável por isso)

27 Conjunção integrante que / pronome relativo que Ambos são conectores interoracionais. Pronome relativo conector e anafórico O jornal publicou a relação dos bairros que ficarão sem água. Funciona como anafórico, pois retoma um termo da oração anterior: bairros que / os quais Introduz uma oração subordinada adjetiva, nunca permutável por isso

28 Funções sintáticas do pronome relativo ARTIFÍCIO para se depreender a função do pronome relativo substituí-lo pelo termo a que se refere, transformando a oração adjetiva em uma oração independente. A função desempenhada pelo pronome relativo na oração adjetiva será idêntica à do termo substituído na oração independente, disposta em ordem direta, se necessário. Nós respeitamos as pessoas que inspiram confiança. As pessoas inspiram confiança. sujeito

29 Funções sintáticas do pronome relativo Nós respeitamos as pessoas em que confiamos. Confiamos nas pessoas. objeto indireto A RTIFÍCIO :

30 Funções sintáticas do pronome relativo Nós respeitamos as pessoas que admiramos. Admiramos as pessoas. objeto direto A RTIFÍCIO :

31 Tipos de orações subordinadas adjetivas Restritivas Explicativas

32 Oração subordinada adjetiva restritiva Os ministros que pertencem ao partido do presidente renunciaram. A oração subordinada adjetiva restritiva (em vermelho) refere-se a um termo da oração principal (ministros) para particularizar uma parcela dentro de um conjunto (nem todos os ministros pertencem ao partido do presidente). Na escrita, a oração subordinada adjetiva restritiva não se separa da oração principal por vírgula.

33 Oração subordinada adjetiva explicativa Os ministros, que pertencem ao partido do governo, renunciaram. A oração subordinada adjetiva explicativa (em vermelho) não particulariza uma parcela dentro de um conjunto, mas realça uma particularidade que é dada como pressuposto: a de que todos os ministros são governistas. Inscrita entre vírgulas, a oração subordinada adjetiva explicativa estabelece o pressuposto de que o que ela expressa abrange a todos os elementos de um conjunto.

34 A oração subordinada adjetiva, quando se refere a um nome próprio, não pode ter valor restritivo. O Pão de Açúcar, que fica na entrada da Baía de Guanabara, é símbolo da cidade do Rio de Janeiro.

35 ATENÇÃO! 1) Contaram-me que falaram de você. A oração em vermelho é subordinada substantiva. O que é uma conjunção integrante. A oração em vermelho está associada ao verbo da principal, funcionando como objeto direto. A oração em vermelho é subordinada substantiva objetiva direta.

36 ATENÇÃO! 2) Contaram-me o que falaram de você. A oração na cor roxa é subordinada adjetiva. Não pode ser permutada por isso:Contaram-me o isso. O que é um pronome relativo. A oração na cor roxa está associada a um nome da principal (o) e não ao verbo. A oração na cor roxa é subordinada adjetiva restritiva.

37 Contaram-meas fofocasque falaram de você. Contaram-meas coisasque falaram de você. Contaram-meaquiloque falaram de você. Contaram-meo (pr. dem.)que falaram de você. oração principal obj. dir. o. p.oração subordinada adjetiva restritiva Observe a progressão


Carregar ppt "LÍNGUA PORTUGUESA: REVISÃO DE TEXTO II LÍNGUA PORTUGUESA: REVISÃO DE TEXTO II Prof. Francisco Platão Savioli."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google