A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1 São Paulo 10/04/2001 COMITÊ EMV BRASIL. 2 Introdução EMV.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1 São Paulo 10/04/2001 COMITÊ EMV BRASIL. 2 Introdução EMV."— Transcrição da apresentação:

1 1 São Paulo 10/04/2001 COMITÊ EMV BRASIL

2 2 Introdução EMV

3 3 Visão Geral Histórico do EMV Objetivos Estrutura Gerencial da EMVCo –Board –Secretário –Grupos de Trabalho –Conselheiros EMV Regras e Responsabilidades Website EMVco

4 4 Histórico ISO começa a desenvolver padrões para a indústria do Chip Janeiro Primeira reunião do grupo de trabalho (Representantes dos Três Sistemas de Pagamento) Outubro Conclusão da Primeira versão da Especificação Junho Publicação da EMV 96 Specifications, versão 3.0 Maio Publicação da EMV96 Specifications, versão Dezembro Publicação da EMV 2000 Specifications

5 5 Formação da EMVCo, LLC Formada em 9 de Fevereiro, 1999 –Europay, MasterCard e Visa cada uma possui 1/3 da EMVCo, LLC Propósito Básico –Manutenção evolutiva das especificações EMV –Expansão e promoção das Especificações EMV para facilitar sua adoção como um padrão mundial de compatibilidade da indústria –Prover suporte na implementação das Especificações EMV

6 6 Objetivos EMVCo Assegurar aceitação (nacional, regional, global) de aplicações de crédito/débito/ATM em cartões com chip emitidos por instituições financeiras Manter o mesmo nível de serviço (uso e aceitação) para consumidores e estabelecimentos como no ambiente da tecnologia de tarja magnética Permitir a aceitação de outras aplicações baseadas no chip dentro da infraestrutura de aceitação EMV

7 7 Estrutura Gerencial EMVCo Gerenciado por um Board que inclui: –Johan Ras (indicado por Visa) - Chairperson –Christian Delporte (indicado por Europay) –Simon Pugh (indicado por MasterCard) Função de secretariado assumida por: –Amy Gepes (indicados por EMVCo)

8 8 Grupos de Trabalho EMVCo Cartão e Terminal Type Approval Segurança Comércio Eletrônico com Chip

9 9 Conselheiros EMV Estabelecido em 1998 Fórum de aconselhamento e ligação de comunicação ao processo de desenvolvimento de especificação Desenvolver entendimento comum para aceitação global de cartões com chip emitidos pela indústria de serviços financeiros Participação somente mediante convite O representante do Brasil é: UNIBANCO

10 10 Países participantes no Conselheiros EMV França Alemanha Itália Holanda Portugal Espanha Reino Unido Canadá Argentina África do Sul Arábia Saudita Austrália China Japão Coréia Singapura Estados Unidos Brasil

11 11 Estrutura Gerencial EMVCo, LLC Grupos de trabalho Cartão e Terminal Aprovação Segurança Chip E-Commerce Cartão e Terminal Aprovação Segurança Chip E-Commerce Conselheiros Board EMVCo Secretário

12 12 Funções e Responsabilidades: Board EMVCo Gestão e direção de atividade relacionadas ao EMV Decisões e ações sob votação unanime do Board Estabelecer qualquer novo grupo de trabalho –Desenvolver os termos de referência (incluindo objetivos, duração, produtos finais, elenco, etc.) para cada grupo de trabalho

13 13 Funções e Responsabilidades: Secretário Principal Contato para membros, fornecedores e a indústria Gestão financeira e de orçamentos Preparação de agendas, materiais, etc. Coordenar entrega de produtos finais (deliverables) Coordenar e organizar reuniões dos conselheiros Operar o web site da EMVCo Coordenar o processo de manutenção de especificação

14 14 Funções e Responsabilidades: Grupo de Trabalho - Cartão e Terminal Desenvolver e manter as especificações EMV Endereçar requerimentos para interoperabilidade global de Cartões com chip para Débito/Crédito

15 15 Funções e Responsabilidades: Grupo de Trabalho -Type Approval Estabelecer e manter um processo comum EMV de type approval –Assegurar que equipamentos de interface sejam certificados por um processo comum –Estabelecer requerimentos do processo para qualificação de auditores, credenciamento de laboratórios, e aprovação de equipamentos –Definir cases de testes que confirmem cumprimento às Especificações EMV

16 16 Funções e Responsabilidades: Grupo de Trabalho - Segurança Agir como o centro de competência em segurança para EMVCo Rever e manter aspectos relacionados à segurança (serviços, mecanismos, criptografia) para aplicações, sistemas, e infraestrutura de pagamento nas Especificações EMV Prover monitoração ativa da segurança dos mecanismos de criptografia e algorítimos especificados nas Especificações EMV Investigar novas tecnologias de segurança de relevância às Especificações EMV

17 17 Funções e Responsabilidades: Grupo de Trabalho - Chip E-Commerce Desenvolver e manter Especificações EMV relacionadas com E-commerce através do Chip Endereçar requerimentos para cartões com chip EMV Débito/Crédito serem usados com segurança por transações e-commerce Endereçar Especificações EMV para serem usadas em conjunto com padrões SET

18 18 Funções e Responsabilidades: Conselheiros EMV O foco é no aconselhamento e na orientação O escopo é limitado a tópicos diretamente relacionados ao desenvolvimento de especificações técnicas, tais como: –Análise das especificações relacionado a detalhes, finalizações e cobertura dos requerimentos para assegurar interoperabilidade global –Assuntos relacionados a Migração e implementação –Estabelecer objetivos e escopo abrangentes para futuras extensões e modificações às Especificações EMV Fora do escopo estão qualquer assunto de Marketing e Comercial

19 19 Web Site: EMVCo, LLC Objetivos Canal de Comunicação com membros, fornecedores e a indústria (Tudo vai para um site e endereço!) Gerenciar o fluxo da informação e contribuições ao processo EMV Unidade de submissão de comentários para questões técnicas e sugestões relacionadas às Especificações EMV –Criar um processo simplificado que assegure o recebimento e resposta de forma ágil a pesquisas individuais Depósito central para documentação

20 20 Web Site: EMVCo, LLC Visão Geral do Processo Gerenciado pelo Secretário do EMV Fornece status de atualização de itens em trabalho (ex: boletins, documentação, etc.) –Para receber últimas atualizações EMVCo, por favor registre-se! Fornece respostas a questões de interpretação relacionadas aos requerimentos e especificações EMV –Disponível para submissão de comentários 24 x 7

21 21 Web Site: EMVCo, LLC Endereço do Web site:

22 22 Web Site: EMVCo, LLC Unidade de Comentários Pesquisa Recebida Registro Encaminhada ao grupo de trabalho pertinente Comprovante de recebimento enviado Data de conclusão varia de acordo com a complexidade do questionamento Resposta Enviada Revisada e aprovada pelo secretário do EMV Questionamento Pesquisado

23 23 Bussines Case - Japão Plano de migração para chip (JCCA) Plano Desenvolvimento do terminal EMV/TA Centro de informação de processamento ambiente de teste Full scale

24 24 Bussines Case - Portugal Migração para EMV % 0% 100% 0% 100% 0% 100% Terminais POS ATMs Porta-moeda eletrônico Cartões débito e crédito

25 25 Bussines Case - Reino Unido A migração começou em 1996, seguindo o padrão EMV, porém sem PIN. Possui terminais, dos quais pertencem aos bancos, representando 30% das transações. Possui 86 milhões de cartões de crédito/débito, sendo que 9,3 milhões são cartões com chip. Os cartões com chip tiveram um efeito positivo em relação à fraude.

26 26 Bussines Case - Reino Unido 85% ATMs 65% do spending 50% terminais POS 45 milhões cartões com chip 84 milhões cartões com chip DEZ 2001 MAR 2002 DEZ 2003


Carregar ppt "1 São Paulo 10/04/2001 COMITÊ EMV BRASIL. 2 Introdução EMV."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google