A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ANÁLISE DE INVESTIMENTOS AULA 3 Contabilidade Gerencial Professor José Luis.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ANÁLISE DE INVESTIMENTOS AULA 3 Contabilidade Gerencial Professor José Luis."— Transcrição da apresentação:

1 ANÁLISE DE INVESTIMENTOS AULA 3 Contabilidade Gerencial Professor José Luis

2 Cálculo da TMA – Taxa mínima de Atratividade

3 Como todos os cálculos de indicadores de viabilidade dependem do desconto de fluxos de caixa para trazê-los à data zero (data do investimento inicial do negócio), temos que definir inicialmente a taxa de desconto, ou seja definir a TMA. A fórmula da Tx Mínima de Atratividade é : TMA = CMPC + Pr, onde: CMPC = Custo Médio Ponderado de Capitais (WACC) Pr = Prêmio de Risco Para exemplificar vamos assumir um Pr = 10% (arbitrado por um investidor de perfil moderado). Cálculo da Taxa Mínima de Atratividade

4 Para realizar este cálculo, basta descobrir a proporção de capital próprio e a proporção de capital de terceiros. Cada qual será multiplicado por seu custo. Cálculo do CMPC – Custo Médio Ponderado de Capitais

5 Este indicador tem por objetivo trazer os benefícios futuros do projeto a valor presente, até que seja pago o investimento inicial de R$ ,00. Para tanto, basta seguir a sequência: 1) O investimento inicial de R$ ,00 deve ser acumulado na tecla Σ+ 2) Os fluxos de caixa futuros devem ser trazidos ao presente e subtraídos, acumulando-se no mesmo registrador - usa-se a mesma tecla Σ+ Cálculo do Payback descontado (PbD)

6 1.Fluxo de caixa: ,32 FV 1 n 29,85 i PV ,51 (valor retornado pela calculadora) Σ + A cada passo, devemos ler o Σ+ para saber se já recuperamos o investimento inicial. Para a leitura do saldo no registrador +, usamos as teclas RCL 2; RCL ,49 (resultado de ,00 – ,51) Repetimos estes passos para tantos períodos quanto forem necessários.

7 Cálculo do Payback descontado (PbD) Até aqui, sabemos que foi recuperada, com o primeiro fluxo de caixa, parte do capital investido de R$ ,00, mas ainda falta uma fração de benefícios do segundo período para completar o investimento inicial. O procedimento é o seguinte: Falta recuperar R$ ,49 do investimento inicial de R$ , Fluxo de caixa: ,93 FV 2 n 29,85 i PV ,20 (valor retornado pela calculadora) Agora é só calcular a fração dos benefícios do segundo período no presente: R$ ,49 / ,20 = 0,98 Assim concluímos que o PbD = 1,98 anos, ou seja um período inteiro e uma fração do segundo período

8 ROI – Retorno sobre o investimento O cálculo do ROI será feito aqui, considerando apenas o primeiro período, pois a dos demais pode ser calculada de forma análoga. ROI do 1. período: ,32 FV 1 n 29,85 i PV ,51 ( valor retornado pela calculadora ) ROI = (44.632,51 / ,00) * 100 ROI = 54,43% O ROI mostra que o negócio é capaz de remunerar o capital investido em 54,43% já no primeiro ano de vida. Esta é uma remuneração bastante alta para o capital, considerando-se que o mesmo capital não conseguiria obter esta remuneração em nenhuma outra forma de investimento.

9 ROE – Rentabilidade do Capital Próprio A Rentabilidade do Capital Próprio ou ROE, será igualmente calculada apenas para o primeiro período, pois a dos demais, pode ser calculada de forma análoga. ROE do 1. período: ,32 FV 1 n 29,85 i PV ,51 ROE = (44.632,51 / ,00) * 100 ROE = 127,52 % O ROE mostra que o negócio é capaz de remunerar o capital próprio investido já no primeiro ano de vida. Esta é uma remuneração bastante alta para o capital do investidor que caso não investisse em um negócio, acabaria tendo que investir em renda fixa ou em uma carteira de ações. Em renda fixa não conseguiria nem a metade da remuneração do negócio. Numa carteira de ações, poderia conseguir até mais, mas a uma taxa de risco igualmente elevada. O negócio se mostrou igualmente viável sobre a perspectiva deste indicador.


Carregar ppt "ANÁLISE DE INVESTIMENTOS AULA 3 Contabilidade Gerencial Professor José Luis."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google