A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Gerenciamento de Riscos em Projetos Riscos – definição e histórico. Planejamento do gerenciamento de riscos. Fontes, Identificação e Categorização de riscos.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Gerenciamento de Riscos em Projetos Riscos – definição e histórico. Planejamento do gerenciamento de riscos. Fontes, Identificação e Categorização de riscos."— Transcrição da apresentação:

1 Gerenciamento de Riscos em Projetos Riscos – definição e histórico. Planejamento do gerenciamento de riscos. Fontes, Identificação e Categorização de riscos. Qualificação dos riscos Quantificação por Valor Esperado dos riscos. Estratégias e Plano de resposta aos riscos. BIBLIOGRAFIA BÁSICA SALLES JR, C. A; SOLER, A. M; et. alli, Gerenciamento de Riscos em Projetos. Rio de Janeiro: FGV, 2008.

2

3

4

5

6 Após caos, Bolsa fecha em queda de 5,43% Dólar salta 7,53% e fecha em R$ 2,20, na maior alta diária desde 1999

7 Administração de Riscos Atividade de previsão Necessidade de controlar o futuro Nos negócios Finanças, bancos, seguradoras Comércio Indústria Gerenciamento do Risco Tomar decisões em ambiente incerto Criar mecanismos de proteção = seguro, hedge

8 Seguro ? Nunca detemos 100% informações

9 Como medir o risco? Qual é o grau de incerteza? Incerteza Interna e do Ambiente O que pode dar errado? Medição e previsão Teoria das Probabilidades Método de amostragem

10 Gerenciamento do risco é o processo de identificação, análise, desenvolvimento de respostas e monitoramento dos riscos em projetos, com o objetivo de diminuir a probabilidade e o impacto de eventos negativos e de aumentar a probabilidade de eventos positivos.

11 Componentes dos Riscos O evento em si (fonte do risco) Uma probabilidade associada Um impacto no projeto Como os componentes são considerados? Cuidado ao dirigir, seguro do carro causa ou efeito? Diferentes percepções de risco Reação das Pessoas => diferentes graus de aversão ao risco Aplicação recursos =>poupança, ações => risco x retorno

12 PROJETOS Planejamento do Gerenciamento de Riscos Momento de iniciar o gerenciamento do risco Identificação dos riscos (lista daqueles que podem ameaçar objetivos projeto) Analogia com projetos anteriores Identificação de novos riscos Lista de riscos do projeto e categorização Determinação de respostas aos riscos (cláusulas contratuais que transfiram o risco ou contratar seguros)

13 Exemplo de EAR (PMI)

14 Riscos relacionados à Parte Técnica, da qualidade e desempenho –Utilização de tecnologias complexas –Utilização de tecnologias não comprovadas –Metas de desempenho não realistas –Mudança da tecnologia empregada durante o projeto –Mudanças nas normas durante o projeto

15 Riscos Externos –Mudanças na legislação ou regulamentos –Problemas trabalhistas –Mudanças nas prioridades do proprietário do projeto –Risco-país –Condições climáticas Riscos de força maior: –Terremoto –Inundações »Requerem ações de recuperação em face a desastres »Geralmente não são considerados em gerenciamento de riscos

16 Riscos relacionados à Organização –Objetivos de tempo, custo e escopo inconsistentes internamente –Falta de priorização dos projetos –Inadequação ou interrupção dos recursos financeiros –Conflitos dos recursos humanos com outros projetos da organização

17 Riscos relacionados ao gerenciamento do projeto –Alocação inadequada de tempo e recursos –Plano de projeto de má qualidade –Uso inadequado dos processos de gerenciamento Estudo do Standish Group International, quanto a projetos de desenvolvimento: 31% cancelados antes do término; 88% ultrapassam o prazo, o custo ou ambos; 94% param e são re-iniciados; Em média ultrapassam o custo estimado em 189% e o prazo em 222%.

18 Análise Qualitativa de Risco Objetivos –Avaliação de Impacto de um risco Probabilidade de ocorrência –Priorizar riscos de acordo com seu efeito potencial sobre os objetivos do projeto –Determinar a importância de se responder a riscos específicos –Uso de ferramentas de análise de riscos auxilia na correção de idéias preconcebidas –Identificar tendências de agravamento no tempo Indica necessidades de ações de gerenciamento de riscos –Precisão e velocidade das informações relevantes é crítico –Pode levar a análises posteriores Análise quantitativa de riscos Planejamento de respostas a riscos

19 Análise Qualitativa de Risco Probabilidade e Impacto dos Riscos Probabilidade em que o risco poderá ocorrer Conseqüências ou efeitos no projeto, caso o risco venha a ocorrer

20 Análise Qualitativa de Risco PROBABILIDADES

21 Análise Qualitativa de Risco Avaliação do Impacto

22

23

24 Análise Qualitativa de Risco

25

26 Análise Quantitativa de Risco Medições numéricas de probabilidades e conseqüências de riscos, assim como estimativas de suas implicações para com os objetivos do projeto

27 Análise Quantitativa de Risco QUESTÃO CRUCIAL Riscos são de naturezas diferentes Como medir o risco global? SOLUÇÃO Levar os impactos para a mesma unidade, de forma a poder compará-los Dimensão Financeira (comum a todos os riscos) Quantificar os riscos –Significa uma multa contratual de R$ xxx –Teremos que trabalhar com x% com relação ao prazo inicial –Teremos um impacto de y% no escopo do projeto, o que provocará um impacto no prazo –Poderá causar um impacto ambiental no qual o custo de recuperação será de R$ xxx

28 Análise Quantitativa de Risco Exemplo de medição de risco Seguro do carro Probabilidade de roubo –Para o proprietário do carro: 0 ou 100% –Para a seguradora: Valor esperado = 5% Locadora de automóveis deve fazer seguro? Implicações em R$...

29 Ferramentas de Análise –Técnicas de representação e coleta de dados Entrevistas –Quantificar a probabilidade e ocorrência de riscos –Participantes »Stakeholders »Especialistas no assunto Distribuições de probabilidade –Normal (μ,σ) –Triangular (otimista, pessimista, mais provável) Opinião especializada –Documentação do raciocínio da avaliação de cada item importante –Análise quantitativa de riscos e técnicas de modelagem Análise de sensibilidade –Análise da incerteza de um item mantendo os demais no valor de referência Análise do Valor Monetário Esperado (VME) –Resultado médio quando o futuro inclui cenários que podem ou não acontecer –Análise de árvore de decisão Probabilidade de cada caminho lógico dos eventos e decisões futuras –Modelagem e simulações Técnica de Monte Carlo

30 Distribuições de Probabilidade Estimativa de 3 pontos

31 Técnicas - Análise Quantitativa de Risco

32 Técnicas – Árvore de Decisão

33 Simulação de Monte Carlo

34

35 Técnicas – Simulação de Monte Carlo

36 Análise Quantitativa de Risco

37

38 Plano de Resposta aos Riscos Redução das ameaças ao objetivo proposto Reduzir ou minimizar possíveis impactos

39 Plano de Resposta aos Riscos Processo de reação tem um custo associado Deverão alterar a probabilidade de ocorrência do evento de risco ou reduzi o impacto, gerando um novo valor esperado Reação e custos devem ser coerentes valor esperado antes da reação x valor esperado pós-reação

40 Plano de Resposta aos Riscos Prevenção ou contingência? Momento de reação –Prevenção => fases iniciais Ex.:seguro carro, duplicação bco dados clientes –Contingência => fase intermediária-final Ex: plano de contingência caso o sistema caia

41 Tipos de Estratégias de Resposta

42 Prevenção Isolar os objetivos do projeto dos possíveis impactos extensão do cronograma, redução do escopo, obtenção de informações complementares, melhor comunicação, contratação de especialistas Novas formas de abordar, tecnicamente, a solução proposta(modificar o plano do projeto para eliminar a causa raísz do risco) Eliminação de ricos pode, entretanto, levar a uma posição conservadora, evitar usar novas tecnologias, novos fornecedores, etc.

43 Tipos de Estratégias de Resposta Mitigar visa a redução da probabilidade ou do impacto de um evento de risco Redução da probabilidade = Realização de testes, treinamento, escolha de fornecedores confiáveis Redução do Impacto: projeto de redundância de um sub-sistema, implementação de dispositivos de segurança sobre o efeito

44 Tipos de Estratégias de Resposta Transferir Mudança de responsabilidade de um impacto negativo a terceiros Confere à outra parte a responsabilidade por seu gerenciamento (não elimina riscos) Ex.: pagamento de um prêmio à parte que assume o risco (seguros, cláusulas contratuais, limites de responsabilidade, garantias, etc.

45 Tipos de Estratégias de Resposta Aceitar Quando a probabilidade é baixa ou o impacto é pequeno Passiva => não exige nenhuma providência, agir de forma reativa quando ocorrer Ativa=> não inclui ação de prevenção, as há plano de contingência

46 Quem vai ficar com os riscos do projeto? Estabelecer no contrato ou proposta Que riscos são de responsabilidade e de custo do fornecedor? Que riscos serão de responsabilidade e de custos do contratante ou cliente do projeto? Que riscos serão transferidos para terceiros?

47 Quem vai ficar com os riscos do projeto? Valor esperado do risco pós-reação será adicionado ao custo do projeto? Custo das reações deverá ir para o custo do projeto? As reservas financeiras a serem feitas serão de responsabilidade de quem? Preço Fixo x Preço Variável

48 Em resumo...

49 Provérbio Chinês Se tu és capaz de sorrir quando tudo deu errado, é porque tu já descobriste em quem pôr a culpa


Carregar ppt "Gerenciamento de Riscos em Projetos Riscos – definição e histórico. Planejamento do gerenciamento de riscos. Fontes, Identificação e Categorização de riscos."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google