A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Formação de Preços Aula 3 – Formação de Preços e Custos Bibliografia: CARNEIRO, JORGE M. T. et all (2006). Formação e administração de preços. Jorge M.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Formação de Preços Aula 3 – Formação de Preços e Custos Bibliografia: CARNEIRO, JORGE M. T. et all (2006). Formação e administração de preços. Jorge M."— Transcrição da apresentação:

1 Formação de Preços Aula 3 – Formação de Preços e Custos Bibliografia: CARNEIRO, JORGE M. T. et all (2006). Formação e administração de preços. Jorge M. T. Carneiro, Claudio Sunao Saito, Hélio Moreira de Azevedo, Luiz Celso Silva de Carvalho. – 2 ed. rev. e atual. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2006, 172 p. (marketing). MORANTE, Antonio S. e JORGE, Fauzi T. Formação de Preços de Venda. São Paulo: Editora Atlas, 2009.

2 Principais classificações de custos e despesas Custo Fixo Total (CFT) – não depende da quantidade produzida. Custo Variável Total (CVT) – depende diretamente da quantidade produzida. Custo Total (CT = CFT + CVT). Custo Fixo Médio (CFMe = CFT/Q). Custo Variável Médio (CVMe = CVT/Q). Custo Total Médio (CTMe ou custo unitário = CT/Q). Custo Marginal (CMg = ΔCT/ΔQ) – é o acréscimo no custo total dado o aumento de uma unidade de produção. Custos diretos – os custos incorridos diretamente na produção. Custos indiretos – os custos que não estão diretamente ligados a produção.

3 Formatos das Curvas de Custo Sli de 3 Produção (unidades/ano) Custo ($ por ano) CMg CTMe CVMe CFMe

4 Custos e despesas diretos/variáveis NomenclaturaValor a. Calça fabricadas no mês (unid) b. Camisas fabricadas no mês (unid) c. Jeans consumido na fabricação das calças$ d. Tecido consumido na fabricação das camisas$ e. Mão-de-obra direta utilizada na fabricação de calças$ f. Mão-de-obra direta utilizada na fabricação de camisas$ Custo unitário direto da calça (c+e)/a$ 9,00 Custo unitário direto da camisa (d+f)/b$ 3,20

5 Custos e despesas indiretos/fixos NomenclaturaValor a. Custo da mão-de-obra indireta utilizada na fábrica$ b. Despesa com aluguel do prédio da fábrica$ c. Outros custos fixos de produção$ d. Despesas fixas com a comercialização dos produtos$ e. Despesas administrativas fixas$ Total dos custos e despesas indiretos$

6 Sistemas de Custeio Custeio por absorção – os custos fixos são absorvidos através de rateio. Custeio Variável – a distribuição dos custos limita-se aos custos variáveis e o custo fixo é absorvido pelo resultado global. Custeio baseado em atividades (activity based costing – ABC) – os custos são determinados através das atividades da empresa.

7 Sistema de Custeio por Absorção Bases de Rateio: Área ocupada Quantidade de empregados Valor do imobilizado Valor da folha de pagamento Capital operacional

8 Sistema de custeio por absorção - rateio dos custos e despesas indiretos NomenclaturaCalças (%) Camisas (%) Total (%) a. Custo da mão-de-obra indireta utilizada na fábrica b. Despesa com aluguel do prédio da fábrica c. Outros custos fixos de produção d. Despesas fixas com a comercialização dos produtos e. Despesas administrativas fixas50 100

9 Sistema de custeio por absorção - rateio dos custos e despesas indiretos NomenclaturaCalçasCamisasTotal Custo da mão-de-obra indireta utilizada na fábrica Despesa com aluguel do prédio da fábrica Outros custos fixos de produção Despesas fixas com a comercialização dos produtos Despesas administrativas fixas Total dos custos indiretos distribuídos por produto (/) Quantidades produzidas (=) Custo unitário indireto por produto3,671,55 (+) Custo unitário direto por produto9,003,20 (=) Custo unitário total por produto12,674,75

10 Sistema de custeio por absorção - Opção de produção 1 NomenclaturaCalçasCamisasTotal Volume fabricado e vendido no mês Preço unitário de venda20,008,00 Receita Bruta Custo Unitário12,674,75 Custos e Despesas Resultado antes do IR e da Contribuição Imposto de renda/contribuição social = 35% Lucro líquido

11 Sistema de custeio por absorção - Opção de produção 2 NomenclaturaCalçasCamisasTotal Volume fabricado e vendido no mês Preço unitário de venda20,008,00 Receita Bruta Custo Unitário11,455,53 Custos e Despesas Resultado antes do IR e da Contribuição Imposto de renda/contribuição social = 35% Lucro líquido

12 Sistema de custeio por absorção - Opção de produção 3 NomenclaturaCalçasCamisasTotal Volume fabricado e vendido no mês Preço unitário de venda20,008,00 Receita Bruta Custo Unitário11,945,06 Custos e Despesas Resultado antes do IR e da Contribuição Imposto de renda/contribuição social = 35% Lucro líquido

13 Sistema de Custeio Variável e Margem de Contribuição NomenclaturaCalçasCamisasTotal Preço de venda unitário20,008,00 (-) custo das matérias-primas7,502,67 (-) custo da mão-de-obra direta1,500,53 (=) margem de contribuição unitária11,004,80 Margem de contribuição unitária (%)55%60% (x) Volume fabricado e vendido no mês (=) margem de contribuição global (-) custos fixos (=) lucro antes do IR e da Contribuição Social (-) IR e Contribuição Social (35%) (=) lucro líquido

14 Determinação do preço baseado nos custos Acréscimos ao custo Preço do produto = custos variáveis x (1 + % mark-up) Preço do produto = [custos diretos do produto + parcela dos custos indiretos] x (1 + % mark-up) Preço do produto = [custos diretos do produto + parcela dos custos indiretos] / (1 - % mark-up)

15 Determinação do preço através do ponto de equilíbrio (Break-even point) Análise do Ponto de Equilíbrio É um método utilizado para se definir a quantidade mínima de unidades vendidas, a um determinado preço, que permita cobrir todos os custos. Q = CF/(P – CVMe) Exemplo Numérico: CF = $ P = $ 10 CV = $ 6 Receitas10 x Q (-) CV6 x Q = MC4 x Q (-) CF = Lucro0 Cálculo do Ponto de Equilíbrio 4 x Q – = 0 Q = /4 = unidades Receita = 10 x = $

16 Métodos Baseados em Custos Análise do Ponto de Equilíbrio Mudança proativa no preço (ex. redução no preço para aumento da quantidade vendida). Mudança somente nos custos variáveis Mudança nos custos variáveis e no preço Mudança nos custos fixos Mudança no preço, no custo variável e no custo fixo Mudança reativa nos preços

17 Determinação do preço através da taxa de retorno Função da Taxa de Retorno Baseada na taxa de retorno esperado pelo investimento. Neste caso o empresário determina qual a taxa de retorno esperada em relação ao investimento promovido e a partir daí estabelece o preço no qual o produto deve ser vendido. Lucro (meta) = Investimento x Taxa de Retorno

18 Determinação do preço através da taxa de retorno (exemplo) Investimentos = $ Taxa de retorno exigida = 20% ao ano Meta de lucro = $ x 20% = $ CVMe = $ 12 e CFT = $ Q = (quantidade estimada de vendas) Receitas P x (-) Custos Variáveis 12 x = Margem de contribuição(P-12) x (-) Custos Fixos = Lucro

19 Determinação do preço através da taxa de retorno (exemplo) Cálculo do ponto de equilíbrio (P – 12) x – = P = [( )/ ] + 12 = $ 22 Receita = x 22 = $ O principal problema desse método é que ele considera que a demanda é dada independentemente do preço a ser definido.

20 IMPACTO DOS CUSTOS FINANCEIROS E TRIBUTÁRIOS NO PREÇO

21 A influência do custo financeiro Fontes de Recursos: Recursos próprios (capital social + lucro não distribuído) Recursos de terceiros: – De natureza operacional (impostos e contribuições; salários e encargos; adiantamentos de clientes e fornecedores; etc.) – De natureza financeira (empréstimos e financiamentos)

22 A influência do custo financeiro Destinação dos Recursos: Capital Fixo (imobilizado e diferido) Capital de Giro: – Caixa – Financiamento a clientes – Estocagem

23 Fontes e Destinações de Recursos Destinação de RecursosFontes dos Recursos Capital de Giro:Recursos de Terceiros: Operacionais: fornecedores/governo/prestadores de serviços/clientes/empregados Financeiros: bancos Capital Fixo: Imobilizações e gastos diferidos Recursos Próprios: Aplicados pelos proprietários (+) lucros retidos Caixa Contas a Receber Estoques

24 Necessidade de Capital de Giro Destinação de RecursosFontes dos Recursos Necessidade de capital de giro: Capital de giro (-) Financiamentos do capital de giro (recursos de terceiros de natureza operacional) Recursos de Terceiros: Bancos Recursos Próprios: Aplicados pelos proprietários (+) lucros retidos Capital Fixo: Imobilizações e gastos diferidos

25 O Impacto dos Tributos nos Custos e na Formação dos Preços Análise da estrutura tributária da atividade empresarial Importância do planejamento tributário Tributos Diretos e Indiretos Capacidade de repasse para os preços

26 Principais Tributos no Brasil TributoCompetênciaFato GeradorBase de Cálculo CumulativoAlíquotas ICMSEstados e DFCirculação Mercadorias Valor da Operação Não7 a 19% ISSMunicipalPrestação Serviços Valor da Operação Sim5% IRPJFederalLucroReal, presumido Sim15 e 10% CSLLFederalLucroResultado Positivo Sim9% IPIFederalVenda de Prod. Indus. Valor da Operação NãoVariadas CofinsFederalGeração Receitas Receitas Geradas Não7,6% PISFederalGeração Receitas Receitas Geradas Não1,65% SimplesFederalGeração Receitas Receitas Geradas SimVariadas


Carregar ppt "Formação de Preços Aula 3 – Formação de Preços e Custos Bibliografia: CARNEIRO, JORGE M. T. et all (2006). Formação e administração de preços. Jorge M."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google