A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Grupo de trabalho: Educação Matemática GT19 Coordenadores: Vinício de Macedo Santos Adair Mendes Nacarato Representante no Comitê Científico: Antonio Miguel.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Grupo de trabalho: Educação Matemática GT19 Coordenadores: Vinício de Macedo Santos Adair Mendes Nacarato Representante no Comitê Científico: Antonio Miguel."— Transcrição da apresentação:

1 Grupo de trabalho: Educação Matemática GT19 Coordenadores: Vinício de Macedo Santos Adair Mendes Nacarato Representante no Comitê Científico: Antonio Miguel

2 O GT de Educação Matemática e sua necessidade O GT 19 é um importante fórum, no âmbito da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação, de exposição e debate de parte significativa da produção científica na área de Educação Matemática do país. O diálogo com as Ciências da Educação sempre existiu e faz-se necessário pelas questões comuns e pela natureza multi/interdisciplinar da Educação Matemática. Entretanto há especifidades que se desconsideradas traz dificuldades de entendimento relativamente ao referencial e à temática das pesquisas. Nesse sentido, os educadores matemáticos sinalizaram para a necessidade de se criar um GT junto à ANPED..

3 HISTÓRICO Antes de 1997 – Diferentes pesquisadores, quando conseguiam, apresentavam seus trabalhos em grupos como: Formação de Professores, Ensino Fundamental, Didática, Currículo, dentre outros. 1997 – Na 20ª Reunião Anual um grupo de professores da PUC-SP propõe a criação de um GT de Educação Matemática – Cria-se um Grupo de Estudos de Educação Matemática 1999 - o Grupo de Estudos transforma-se em Grupo de Trabalho

4 O MOVIMENTO DO GT Ao longo desses anos o GT vem buscando sua própria identidade dentro da Anped o que pode ser analisado a partir das temáticas desenvolvidas nos trabalhos encomendados em cada uma das reuniões anuais. A dinâmica de trabalhos encomendados no GT iniciou- se em 2002 e vem se mantendo a cada reunião anual. Na avaliação ao final de cada encontro, há a indicação da temática para a próxima reunião. Constata-se a existência de um movimento de idéias que se centra ora em questões internas do GT, e da sua produção, ora em questões mais gerais relacionadas às pesquisas acadêmicas e ao desenvolvimento e estado da pesquisa em Educação Matemática no âmbito nacional e internacional.

5 TEMÁTICAS DOS TRABALHOS ENCOMENDADOS 2002 Havia uma preocupação inicial com a produção interna do GT. Assim o trabalho encomendado referiu-se ao Mapeamento e balanço dos trabalhos do GT 19 (Educação Matemática) no período de 1998 a 2001, desenvolvido por Dario Fiorentini/Unicamp. 2003 a preocupação centrou-se na própria inserção do GT na Anped. O trabalho encomendado foi: Educação Matemática – uma área de conhecimento em consolidação. O papel da constituição de um grupo de trabalho dessa área na Anped, desenvolvido por Antonio Miguel (Unicamp), Antonio Vicente Marafioti Garnica (Unesp/RC), Ubiratan DAmbrósio (PUC-SP) e Sonia Barbosa Camargo Igliori (coord. – PUC/SP)

6 Ainda os trabalhos encomendados... 2004 a temática volta-se às questões de pesquisa em Educação Matemática, com o trabalho Perspectivas teóricas em educação matemática: a investigação sobre a própria prática, desenvolvido por João Pedro da Ponte – Portugal. 2005 novamente a preocupação centra-se na produção interna do GT, no que diz respeito à metodologia dos trabalhos apresentados, com a realização de um estado da arte: Educação Matemática: Análises Quantitativas e Qualitativas, desenvolvido por Adair Mendes Nacarato (USF); Ana Cristina Ferreira (UFOP); Celi Aparecida Espasandin Lopes (UNICSUL); Dario Fiorentini (UNICAMP); Regina Célia Grando (USF), Cileda Coutinho (PUC-SP), Saddo Ag Almouloud (PUC-SP), Clayde Regina Mendes (PUCCAMP); Miriam Cardoso Utsumi (CUML)

7 Questões e desafios postos ao GT Ao se constituir e se firmar como fórum de debate de pesquisas em Educação Matemática define-se progressivamente uma agenda do GT atendendo a duas necessidades: - Centrar o debate em questões relevantes de pesquisa na área e no lugar do GT de Educação Matemática na Anped estabelecendo critérios e pautas para os trabalhos encomendados, mini-cursos, sessões especiais e intercâmbios. Para isso tem estabelecido pontos e ações comuns com outros GTs. - Diversificar temáticas e aproximar pesquisadores de diferentes regiões do país.

8 O GT HOJE: ampliando sua inserção A avaliação dos trabalhos do GT ao término da reunião de 2005 apontou a necessidade de se examinar a pesquisa na área de uma perspectiva mais ampla procurando maior interlocução com as pesquisas e pesquisadores internacionais. Assim, em 2006, definiu- se o trabalho encomendado Presente y futuro de la investigación em Didáctica de las Matemáticas, desenvolvido por Juan Diaz Godino – Granada/Espanha. Para 2007 os educadores matemáticos sinalizaram para a necessidade de se discutir a relação entre a pesquisa e as políticas públicas. Desta forma o trabalho encomendado intitulado Pesquisa em Educação Matemática e Políticas Públicas, a ser debatido por Antonio Vicente Marafioti Garnica (UNESP), apoiou-se em textos solicitados a quatro pesquisadores da área.

9 OS MINI-CURSOS DENTRO DO GT Os mini-cursos oferecidos tem sido definidos a partir de demanda espontânea ou por meio de encomenda sugerida pelos participantes As temáticas dos mini-cursos relacionam-se com questões internas da própria Educação Matemática, quer como campo conceitual e epistemológico (Números Reais: quando e como ensinar?, em 2001; Teoria dos campos conceituais e o ensino da Geometria, em 2002; Atividade orientadora de ensino de Matemática: contributos da teoria da atividade, em 2007); quer como tendências de investigação (Informática e educação matemática, em 2000; História da Educação Matemática: porque e como?, em 2005); quer como metodologias de pesquisa (Metodologias de análises de dados estatísticos multidimensionais, em 2003; A pesquisa qualitativa em Educação Matemática, em 2004; Interações a distância mediadas pela tecnologia informática – referenciais teóricos e estratégias metodológicas em Educação Matemática, em 2006).

10 UM GT EM EXPANSÃO O GT conta com 142 participantes cadastrados – pesquisadores que compareceram a pelo menos uma reunião anual. Em cada reunião, o GT conta com um número que varia de 40 a 60 participantes. O GT conta com uma home page como forma de se comunicar com seus participantes http://paje.fe.usp.br/~anped/ que contém informações básicas, histórico do GT, notícias, trabalhos de todas as reuniões anuais, dentre outros. http://paje.fe.usp.br/~anped/

11 Gestão do GT O funcionamento do GT conjuga orientações gerais da Anped e decisões tomadas pelos seus membros durante as reuniões anuais A excelência das discussões e a abordagem das questões consideradas relevantes e que conferem um importante papel do GT no cenário da pesquisa em Educação Matemática no país é resultado das orientações discutidas entre os membros do GT e da articulação dos trabalhos do corpo de pareceristas ad hoc, do representante no comitê científico e da coordenação.

12 Coordenações do GT Como Grupo de Estudos: 1997 a 1999 – Sonia Barbosa Camargo Igliori – PUCSP Como Grupo de Trabalho: 1999 a 2001 – Silvia Dias Alcântara Machado – PUCSP 2001 a 2003 – Luiz Carlos Pais –UFMS Marcelo Borba de Carvalho - UNESP 2003 a 2005 – Maria Tereza carneiro Soares – UFPR Janete Bolite Frant – PUCSP 2005 a 2007 – Vinício de Macedo Santos – USP Adair Mendes Nacarato – USF

13 Representantes no comitê científico: Dario Fiorentini - UNICAMP Vinício de Macedo Santos - USP Lícia Maia Souza Leão - UFPE Saddo Ag Almouloud – PUC-SP Antonio Miguel - UNICAMP

14 30 anos de Anped 10 anos de GT 19 Neste ano a ANPED comemora 30 anos e o GT de Educação Matemática completa 10, desde que foi criado como Grupo de Estudos. PARABÉNS! CAXAMBU, OUTUBRO/2007


Carregar ppt "Grupo de trabalho: Educação Matemática GT19 Coordenadores: Vinício de Macedo Santos Adair Mendes Nacarato Representante no Comitê Científico: Antonio Miguel."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google