A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

SISTEMAS DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS Alex Sandro Souza de Oliveira

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "SISTEMAS DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS Alex Sandro Souza de Oliveira"— Transcrição da apresentação:

1 SISTEMAS DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS Alex Sandro Souza de Oliveira

2 CRIAÇÃO E MANUTENÇÃO Profissionais PROGRAMADOR WEB WEB DESIGN Foco no Projeto

3 BASES INFORMACIONAIS B2BB2C B2EB2G C2C

4 Business to Business Nome dado ao comércio eletrônico associado a operações de compra e venda, de informações, de produtos e de serviços através da Internet ou através da utilização de redes privadas partilhadas entre parceiros de negócios, substituindo assim os processos físicos que envolvem as transações comerciais. B2BB2B

5 BASES INFORMACIONAIS Pode também ser definido como troca de mensagens estruturadas com outros parceiros comerciais a partir de redes privadas ou da Internet, para criar e transformar assim as suas relações de negócios. B2BB2B

6 BASES INFORMACIONAIS Business-to-consumer Comércio efetuado diretamente entre a empresa produtora, vendedora ou prestadora de serviços e o consumidor final, através da Internet *consumidor - não necessariamente cliente, pois o consumidor pode estar ainda a conhecer os produtos e serviços). B2CB2C

7 CAPACIDADES E FUNCIONALIDADES Ajuda na comunicação instantânea entre os vários participantes dos sistemas de negócios. Também ajuda na redução da "hora de mercado" para novos produtos. Comunicação instantânea B2CB2C

8 CAPACIDADES E FUNCIONALIDADES Os produtos / serviços oferecidos através de mercados eletrônicos têm um alcance global e proporcionam maior acesso aos mercados. Acesso Global B2CB2C

9 IMPOSTOSIMPOSTOS Atualmente o ICMS sobre as vendas eletrônicas fica integralmente com o Estado que sedia os centros de distribuição de mercadorias. Um consumidor de Recife que compra via internet uma geladeira de empresa "pontocom" que armazena seus produtos em São Paulo, por exemplo, tem sua aquisição considerada como venda direta ao consumidor. Nesse tipo de venda, o Estado paulista ficaria com todo o ICMS, que tem alíquota geral de 18%. Numa compra convencional, São Paulo ficaria com imposto de 7% calculado sobre a mercadoria e Pernambuco com o restante. BENS TANGÍVEIS ICMSICMS

10 IMPOSTOSIMPOSTOS ICMSICMS Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz) ESTADO: Determinou que os fornecedores cadastrem eletronicamente as operações de remessa de mercadorias ou emitam a nota fiscal eletrônica. Quem não se cadastra fica sujeito à fiscalização física das mercadorias na entrada do Estado. Os caminhões podem ficar parados para verificação por até 72 horas e estão sujeitos ao pagamento de 9% de ICMS até que a regularidade dos produtos transportados seja averiguada.

11 NOTA FISCAL ELETRÔNICA NF-eNF-e A nota fiscal eletrônica é um documento digital que facilita o controle da circulação de mercadorias e prestação de serviços em todo o país. Desenvolvido pela primeira vez em 2006, a NF-e passou por atualizações e hoje assume um sistema moderno para a escrituração fiscal.

12 IMPOSTOSIMPOSTOS ICMSICMS BENS INTANGÍVEIS SOFTWAREMÚSICAS CURSOS À DISTÂNCIA LIVROS DIGITAIS ENTRE OUTROS

13 CAPACIDADES E FUNCIONALIDADES Capacidade para oferecer produtos e serviços em tempo real, a capacidade de personalizar mercadorias para as necessidades são maiores. Personalização B2CB2C

14 CAPACIDADES E FUNCIONALIDADES DO B2C O e-commerce oferece uma maior disponibilidade de produtos da empresa estando disponíveis 24 horas por dia, 7 dias da semana nos 365 dias do ano. Aumento da Disponibilidade REGIME TRABALHISTA / VÍNCULO EMPREGATÍCIO / CONSULTORIA / PROJETOS / REMUNERAÇÃO

15 CAPACIDADES E FUNCIONALIDADES Ajuda na eliminação de intermediários ineficientes, oferecendo uma simplificada distribuição eletrônica e diferenciação dos produtos baseados na escolha do cliente. Intermediação B2CB2C

16 DESAFIOS: IMPLEMENTAÇÃO B2CB2C MUDANÇA ORGANIZACIONAL Para o êxito da transformação de um negócio tradicional para um comércio eletrônico B2C, deve haver uma mudança radical organizacional. Isto torna-se particularmente difícil, devido à forte resistência à mudança por parte dos trabalhadores.

17 DESAFIOS: IMPLEMENTAÇÃO B2CB2C REDESENHO DO NEGÓCIO Existem profundas diferenças na forma como funciona um estabelecimento comercial tradicional e a forma como uma empresa de comércio eletrônico realiza as suas funções. Re-concepção e racionalização dos processos existentes de acordo com a nova forma de negócio

18 DESAFIOS: IMPLEMENTAÇÃO B2CB2C SISTEMA DE INTEGRAÇÃO DE OBSTÁCULOS O comércio eletrônico B2C também exige que os diversos sistemas que representam um negócio, bem como os dos seus parceiros da cadeia de abastecimento, sejam integrados. O poder real do negócio eletrônico efetiva-se quando os sistemas estão integrados.

19 CONSUMER TO CONSUMER C2CC2C Referência ao comércio eletrônico que se desenvolve entre usuários particulares da Internet. Aqui o comércio de bens ou serviços não envolve produtores e sim consumidor final com consumidor final. Esse tipo de transação entre consumidores está associado a transação direta, com a ajuda (ou intermediação) de alguma empresa. Um grande exemplo desse tipo de transação são os leilões online, como Ebay e o Mercado Livre

20 LEILÕES ONLINE O consumidor coloca o seu produto para venda com um valor mínimo, e outros consumidores dão ofertas maiores para aquele produto. Quem dar o maior lance, num prazo determinado, leva o produto As empresas que facilitam essa transação geralmente ganham uma comissão em cima de cada leilão ou uma taxa única de transação. Lembrando que esses sites são apenas intermediários e não se envolvem na qualidade do produto ou não influenciam nos valores dos produtos. C2CC2C

21 MODELO DE NEGÓCIO COMERCIANTECOMERCIANTE Modelos de negócios que envolvem a comercialização de serviços ou produtos tangíveis/digitais para pessoas físicas ou jurídicas. Pode ser um negócio totalmente baseado na Internet ou com reforço de uma loja tradicional.

22 MODELO DE NEGÓCIO COMERCIANTECOMERCIANTE

23 COMERCIANTECOMERCIANTE

24 COMERCIANTECOMERCIANTE

25 CORRETAGEMCORRETAGEM Modelos de negócios dos chamados facilitadores de negócios na Internet. São sites que facilitam e estimulam a realização de transações, através da manutenção de um ambiente virtual, que coloca em contato e aproxima os fornecedores e os potenciais compradores.

26 MODELO DE NEGÓCIO CORRETAGEMCORRETAGEM

27 CORRETAGEMCORRETAGEM PAG SEGURO UOL PAG SEGURO UOL

28 MODELO DE NEGÓCIO CORRETAGEMCORRETAGEM

29 REDES SOCIAIS NAS EMPRESAS Uma rede social é uma estrutura social composta por pessoas (ou organizações, territórios, etc.) - designadas como nós – que estão conectadas por um ou vários tipos de relações (de amizade, familiares, comerciais, sexuais, etc.), ou que partilham crenças, conhecimento ou prestígio.

30 REDES SOCIAIS NAS EMPRESAS FACEBOOK MYSPACE TWITTER YOUTUBE FLICKR LinkedIN ORKUT BLOG SLIDESHARE

31 REDES SOCIAIS NAS EMPRESAS Muitas empresas tem receio de utilizar redes sociais dentro das empresas alegando que haverá queda na produtividade de seus funcionários Isso prova, como sempre, que as pessoas preocupam-se mais em identificar os problemas do que em enxergar as oportunidades presentes em certas decisões

32 ESTUDO REALIZADO PELA IBM TENDÊNCIASTENDÊNCIAS As empresas serão ávidas por mudança As empresas serão ávidas por mudança Inovação de fora para dentro Inovação de fora para dentro Disruptivas por natureza Empresas globalmente integradas Pensam na sustentabilidade e no longo prazo

33 LINKS PATROCINADOS BUSCADORESBUSCADORES GOOGLE GOOGLE YAHOO CADÊ Yahoo BING ALTAVISTA

34 DICAS PARA UM MARKETING DE RESULTADOS DICAS PARA UM MARKETING DE RESULTADOS

35 DICAS PARA UM MARKETING DE RESULTADOS DICAS PARA UM MARKETING DE RESULTADOS

36 DICAS PARA UM MARKETING DE RESULTADOS DICAS PARA UM MARKETING DE RESULTADOS

37 DICAS PARA UM MARKETING DE RESULTADOS DICAS PARA UM MARKETING DE RESULTADOS

38 DICAS PARA UM MARKETING DE RESULTADOS DICAS PARA UM MARKETING DE RESULTADOS

39 DICAS PARA UM MARKETING DE RESULTADOS DICAS PARA UM MARKETING DE RESULTADOS

40 DICAS PARA UM MARKETING DE RESULTADOS DICAS PARA UM MARKETING DE RESULTADOS

41 DICAS PARA UM MARKETING DE RESULTADOS DICAS PARA UM MARKETING DE RESULTADOS

42 DICAS PARA UM MARKETING DE RESULTADOS DICAS PARA UM MARKETING DE RESULTADOS

43 DICAS PARA UM MARKETING DE RESULTADOS DICAS PARA UM MARKETING DE RESULTADOS

44 SISTEMAS DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS Alex Sandro Souza de Oliveira


Carregar ppt "SISTEMAS DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS Alex Sandro Souza de Oliveira"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google