A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Objetivo Geral Articular iniciativas e campos de conhecimento que se inter-relacionam e interpenetram, no complexo trabalho de determinação do regime.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Objetivo Geral Articular iniciativas e campos de conhecimento que se inter-relacionam e interpenetram, no complexo trabalho de determinação do regime."— Transcrição da apresentação:

1

2 Objetivo Geral Articular iniciativas e campos de conhecimento que se inter-relacionam e interpenetram, no complexo trabalho de determinação do regime de vazão ecológica, produzindo respostas articuladas e integradas ao problema da definição de um regime de Vazão Ecológica do Baixo Rio São Francisco, que atenda as múltiplas demandas de natureza ambiental, econômicas e sociais. Objetivos Específicos: SUB-REDES Rede EcoVazão

3 Objetivo Específico Sub-rede 2: ASPECTOS LIMNOLÓGICOS E ECOLÓGICOS Avaliação dos cenários de vazões ecológicas através dos elementos biológicos e limnológicos – com especial ênfase nas questões relativas a biodiversidade da vida aquática, incluindo os aspectos que enfocam o regime de vazões ecológicas como condicionantes à cadeia produtiva e à participação social no processo de alocação de água para o baixo curso do Rio São Francisco. Número de Projetos: 4

4 TÍTULO DO PROJETO 1: Avaliação da perda da biodiversidade bentônica devido à regularização das vazões do baixo curso do rio São Francisco Coordenação: Prof. Dr. Marcos Callisto de Faria Pereira - UFMG OBJETIVO GERAL Avaliar a distribuição, composição taxonômica e estrutura de grupos tróficos funcionais das comunidades de macroinvertebrados bentônicos e suas interações tróficas com a ictiofauna bentófaga em lagoas marginais do baixo curso do São Francisco, auxiliando na estimativa da necessidade de uma vazão mínima a ser liberada pelos reservatórios a montante.

5 OBJETIVOS ESPECÍFICOS Mensurar parâmetros físicos, químicos e hidráulicos da coluna dágua e do sedimento nos períodos de chuva e seca a montante e jusante de reservatórios, Avaliar a distribuição, composição taxonômica, a estrutura em grupos tróficos funcionais nas comunidades de macroinvertebrados bentônicos, utilizando o enfoque de bioindicadores de qualidade de água e alterações antrópicas; Avaliar a disponibilidade de macroinvertebrados bentônicos como item alimentar para peixes bentófagos e sua utilização, através da análise de conteúdo estomacal; Avaliar a vazão liberada a montante das lagoas a quanto à manutenção da distribuição, composição taxonômica e estrutura em grupos tróficos funcionais das comunidades de macroinvertebrados bentônicos.

6 RESULTADOS ESPERADOS Caracterização da distribuição, composição taxonômica e estrutura em grupos tróficos funcionais da comunidade de macroinvertebrados bentônicos do sistema de lagoas do Baixo rio São Francisco; Caracterização da dieta de espécies de peixes bentófagas do sistema de lagoas do Baixo rio São Francisco; Conhecimento da relação entre a disponibilidade de macroinvertebrados bentônicos com a dieta das espécies de peixes analisadas; Detectar possíveis preferências alimentares por parte das espécies de peixes analisadas Divulgação científica dos resultados; Formação de pessoal com perfil técnico-científico, nos níveis de graduação e de pós-graduação.

7 TÍTULO DO PROJETO 2: Avaliação da perda da biodiversidade aquática devido à regularização das vazões do baixo curso do rio São Francisco: Componente Ictiofauna Coordenação: Prof. Dr. Paulo dos Santos Pompeu – UFMG OBJETIVO GERAL Comparar a estrutura da comunidade de peixes de lagoas marginais do baixo curso do São Francisco, com outros dois sistemas de lagoas já estudados na bacia do São Francisco, avaliando a extensão do impacto da regularização do rio sobre a fauna de peixes, como subsídio à estimativa de uma vazão mínima de cheia a ser liberada pelos reservatórios a montante.

8 OBJETIVOS ESPECÍFICOS Escolher de quatro a seis lagoas marginais do baixo São Francisco que sejam representativas da região. Caracterizar a ictiofauna das lagoas escolhidas quanto à composição e estrutura da comunidade de peixes; Comparar os dados observados com dois sistemas de lagoas já conhecidos, e que apresentam diferentes graus de interferência humana sobre a sua hidrologia; Comparar entre os três sistemas as magnitudes e freqüência dos picos de cheia, avaliados através da série de vazões históricas; Correlacionar aspectos da comunidade de peixes com as variáveis hidrológicas levantadas; Propor vazão ecológica mínima ideal para o estabelecimento de cheias artificiais na região, tendo em vista os impactos da regularização das vazões sobre a fauna de peixes.

9 RESULTADOS ESPERADOS Caracterização da composição e estrutura da Ictiofauna do sistema de lagoas do Baixo rio São Francisco; Caracterização da magnitude e freqüência dos picos de cheia em três sistemas de lagoas marginais da bacia do São Francisco, submetidos a diferentes regimes de regularização; Correlação regime de cheias com aspectos da comunidade de peixes de três sistemas de lagoas marginais da bacia do São Francisco; Proposição de ecológica vazão mínima ideal para o estabelecimento de cheias artificiais na região, tendo em vista os impactos da regularização das vazões sobre a fauna de peixes; Divulgação científica dos resultados; Formação de pessoal com perfil técnico-científico, nos níveis de graduação e de pós-graduação.

10 TÍTULO DO PROJETO 3: Estudos Limnológicos Básicos de Zonas Regularizadas: contribuição para a implantação de vazões ecológicas no Baixo Curso do Rio São Francisco Coordenação: Prof. Dr. Eduardo Mendes da Silva – IBIO UFBA OBJETIVO GERAL Determinar através de processos indicadores limnológicos e bioindicadores biológicos, as alterações causadas pela regularização das vazões na região a jusante dos reservatórios em cascata do Rio São Francisco, integrando e construindo uma base científica que permita a tomada de decisões que possibilitem a definição de vazões ecológicas de forma eficaz e sustentável.

11 OBJETIVOS ESPECÍFICOS Determinar níveis de produção primária fitoplantônica e macrofítica. Determinar os fatores quantitativos que mais interferem na produção primária das macrófitas. Construir um balanço de massa com relação ao carbono, com determinação do potencial alterado pelo processo de regularização. Determinar os padrões atuais e pretéritos da qualidade ambiental da água, através de estudos limnológicos na água e nos sedimentos e estudo das diatomáceas. Auxiliar na construção de um modelo estocástico para a determinação de vazões ecológicas. Formar recursos humanos em Limnologia.

12 RESULTADOS ESPERADOS Distribuição, diversidade e produção primária das macrófitas aquáticas do sistema de lagoas do Baixo rio São Francisco caracterizadas. Um balanço de carbono para a região do Baixo rio São Francisco elaborado. Relação entre a distribuição de bioindicadores da qualidade da água, (diatomáceas em testemunhos de sedimentos em zonas de deposição) com as alterações recentes e pretéritas na qualidade da água reconhecido. Padrões do estado trófico da água e suas relações com as eventuais alterações hidrológicas conhecidos. Variáveis confiáveis identificadas para a elaboração de um modelo aplicado à definição de vazões ecológicas para o trecho em estudo. Divulgação Científica dos resultados Recursos humanos formados ao nível de graduação e de pós- graduação em Limnologia, com experiência em estudos integrados.

13 TÍTULO DO PROJETO 4: Caracterização de ictiofauna bioindicadora da vazão ecológica para o Baixo Curso do Rio São Francisco Profa. Dra. Marlene Campos Peso de Aguiar – IBIO UFBA OBJETIVO GERAL Identificar bioindicadores que possam ser utilizados na definição de vazão ecológica, através das características da ictiofauna relacionadas com a sua biodiversidade e de aspectos biológicos de suas populações associadas às propriedades do ambiente lótico do Baixo Curso do rio São Francisco, subsidiando a gestão participativa e sustentável dos usuários deste manancial.

14 OBJETIVOS ESPECÍFICOS Inventariar a composição taxonômica da ictiofauna lótica do baixo curso do rio São Francisco como subsídio à identificação de espécies dominantes de interesse ecológico selecionadas para os estudos da dinâmica de populações; Caracterizar a produção de biomassa, a estrutura etária e aspectos reprodutivos das populações identificadas numa abordagem espaço / temporal; Utilizar características dos aspectos geomorfológicos e hidrológico do corpo hídrico do trecho estudado visando à definição do IAH (Índice de Aptidão de Habitat) Reconhecer habilidades indicadoras de espécies da ictiofauna que possam ser utilizadas na definição de vazão ecológica; Integrar as informações obtidas no estudo da ictiofauna de ambientes lênticos a ser realizado pelo projeto 2 dessa sub-rede específica. Disponibilizar banco de dados sobre a estimativa de biomassa pesqueira em subsídio aos estudos sócio-econômicos sobre a economia pesqueira.

15 RESULTADOS ESPERADOS Composição e estrutura da ictiofauna do ambiente lótico do Baixo rio São Francisco caracterizada. Populações de interesse ecológico identificadas e suas produção de biomassa, estrutura etária e aspectos reprodutivos caracterizadas. Espécies bioindicadoras identificadas e vazão ecológica do Baixo Curso do rio São Francisco estimada. Subsídios para estimar a sustentabilidade ambiental do controle de vazões em barragens do rio São Francisco disponibilizados. Conhecimentos gerados e integrados aos dos demais projetos da sub rede e divulgados Recursos humanos de perfil técnico-científico, nos níveis de graduação e pós-graduação treinados. Publicações em anais de congressos e artigos em revistas científicas.


Carregar ppt "Objetivo Geral Articular iniciativas e campos de conhecimento que se inter-relacionam e interpenetram, no complexo trabalho de determinação do regime."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google