A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1 Seres vivos: classificação e cadeia alimentar. 2 Características dos seres vivos A primeira etapa do processo de estudo dos seres vivos é saber diferenciá-los.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1 Seres vivos: classificação e cadeia alimentar. 2 Características dos seres vivos A primeira etapa do processo de estudo dos seres vivos é saber diferenciá-los."— Transcrição da apresentação:

1 1 Seres vivos: classificação e cadeia alimentar

2 2 Características dos seres vivos A primeira etapa do processo de estudo dos seres vivos é saber diferenciá-los dos seres brutos. Animais, plantas e pessoas são classificadas como seres vivos, pois possuem etapas de evolução durante a vida: nascem, crescem, reproduzem e morrem. Diferentemente de um tijolo ou uma pedra que estão sempre na mesma forma. Há outras características que são exclusivas dos seres vivos: nutrição: ato de ingerir alimentos para a retirada de substâncias necessárias ao organismo. respiração: meio pelo qual os seres vivos absorvem o oxigênio do ar. evolução: mudanças que os seres vivos sofrem ao longo dos tempos. reprodução: ato de dar continuidade a espécie e gerar descendentes. movimentação: locomoção de um lugar para outro. regeneração: os seres vivos repõem partes do corpo que foram afetadas. sensibilidade: os seres vivos possuem reações ao toque. DigitalVision Urso panda, exemplo de ser vivo.

3 3 Tantos seres vivos, como seres sem vida são encontrados em diversos lugares: na natureza, na cidade, no ar, na terra ou na água. Portanto, todo ser que precise de água, ar, calor do sol e de alimentos é considerado ser vivo e os que não precisem desses elementos são classificados como seres sem vida. Também é necessário conhecer os diferentes tipos de seres vivos. O leão é um exemplo de ser vivo encontrado na natureza. DigitalVision

4 4 Classificação dos seres vivos Os seres vivos foram classificados de acordo com as características que cada um apresentava. Cientistas estudaram durante anos os seres vivos e analisaram o que havia de semelhante e diferente entre eles. Com isso, chegaram a duas divisões: o reino animal e o reino vegetal. Para chegar a essa divisão foi levado em consideração o tipo de nutrição e de locomoção dos seres. No reino animal foram colocados os seres vivos que se locomovem e não produzem o próprio alimento. Já o reino vegetal era formado por seres que não se locomovem, mas produzem o próprio alimento. Porém, ao longo dos anos, os cientistas foram percebendo que apenas duas divisões eram insuficientes para atender as diferentes características dos seres vivos. Por essa razão uma nova divisão dos seres vivos foi criada. As árvores são seres vivos que fazem parte do reino vegetal. ImageDj

5 5 Nessa nova divisão, os cientistas classificarão os seres vivos em cinco reinos: reino dos animais reino das plantas reino dos protistas reino dos fungos reino monera Cada um desses reinos é composto por seres vivos com características semelhantes: Reino dos animais: formado por seres com várias células e que não produzem seu próprio alimento. Reino das plantas: são todos aqueles seres vivos formados por várias células e que fabricam seu alimento, a chamada fotossíntese. Reino dos fungos: são seres formados por várias ou apenas uma célula. Exemplo: mofos, bolores, cogumelos e fermento biológico. Reino dos protistas: são seres com uma única célula. Exemplo: protozoários. Reino monera: é formado por seres vivos mais simples que os do reino protista. Exemplo: bactérias e as algas azuis. Porém, há um caso de ser vivo que não se encaixa em nenhum desses reinos, pois possui características especiais: é o vírus. O urso faz parte do reino dos animais. ImageDj

6 6 O reino dos animais Esse é o maior reino existente entre os grupos de seres vivos. Tanto o homem quanto a minhoca fazem parte do reino dos animais. Dentro do reino animal há a divisão por mamíferos, aves, répteis, anfíbios e peixes. Os mamíferos receberam esse nome porque são animais que possuem glândulas mamárias. As aves são seres vivos que possuem penas, bicos, botam ovos e a grande maioria tem a capacidade de voar. Os répteis surgiram antes dos mamíferos e das aves. Alguns répteis rastejam, mas a maioria possui quatro patas. Os anfíbios são animais que vivem na água e na terra. Por isso, durante a vida, os anfíbios passam por constantes transformações. Os peixes vivem apenas na água e se locomovem através das nadadeiras. PhotoDisc Peixe-palhaço faz parte do reino dos animais.

7 O reino das plantas Existem diversos tipos de plantas e cada espécie possui suas características próprias. Algumas plantas vivem na terra, outras na água ou suspensas no ar, como as trepadeiras. Todas as plantas necessitam de água, ar, luz e do calor do sol para se desenvolverem. Esses seres vivos são divididos em cinco partes: raiz: fixa a planta ao solo e retira dele os nutrientes necessários a sua sobrevivência. caule: com a função de sustentar as folhas, as flores e os frutos. folha: ajuda na respiração e na alimentação das plantas. flor: possui cores e formatos diferentes. Algumas flores dão origem ao fruto. fruto: é onde a planta armazena as sementes que darão origem a novas plantas. Dynamic Graphics As uvas fazem parte do reino das plantas.

8 8 O reino dos protistas É formado por seres com uma única célula. Essa célula está dividida em três partes principais: membrana celular, citoplasma e núcleo. Os protozoários são seres vivos extremamente pequenos e que só são vistos por meio de um microscópio. A locomoção desses seres é feita por pseudôpodes, flagelos ou pelos cílios. Exemplo de protozoário. Extraído do site:

9 9 O reino dos fungos Os fungos não possuem a clorofila. Por isso, não são da cor verde e não fazem fotossíntese. Os fungos também são conhecidos como mofos, bolores ou cogumelos. Isso mostra que os fungos se alimentam de nutrientes encontrados na água ou no solo, além de restos de animais e vegetais. O cogumelo é utilizado como alimento ou na fabricação de remédios, como a penicilina. São usados também na fabricação de bebidas durante o processo de fermentação da cevada (cerveja) e no fermento, para a fabricação de pães. Os fungos também contribuem para a fertilização do solo. Os cogumelos são utilizados de diversas formas pelos seres humanos. StockDisc

10 10 O reino monera Os principais exemplos de seres vivos que constituem o reino monera são as bactérias e as algas azuis. As bactérias não têm clorofila e são encontradas na água, no ar e no solo. Certas bactérias são importantes para a vida de outros seres vivos. Por exemplo: no intestino humano há algumas bactérias que auxiliam na decomposição dos alimentos. Porém, as bactérias não trazem apenas benefícios aos seres humanos, mas também causam doenças, como a meningite e o tétano. Já as algas azuis são encontradas em água doce, salgada e na terra, e possuem clorofila. Exemplos de bactérias. Extraído do site:

11 11 Cadeia alimentar dos seres vivos Nenhum ser vivo consegue viver sem manter uma relação com outro ser vivo. Ele depende do próprio ambiente em que vive para a retirada dos nutrientes necessários a sobrevivência. Os seres vivos podem ser capazes de fabricar, ou não, o próprio alimento. Por isso, são divididos em dois grupos: o grupo dos consumidores e o grupo dos produtores. DigitalVision Para garantir a sobrevivência, os seres vivos precisam se relacionar com outros seres vivos.

12 12 Os seres produtores Os seres produtores são aqueles não dependem de outros seres vivos para sua alimentação. As plantas retiram do ambiente em que vivem os elementos necessários para a fabricação de seu próprio alimento. Esses elementos são: água, ar, energia solar, gás carbônico e sais minerais. Além disso, as plantas soltam o oxigênio para o ambiente que é utilizado na respiração de outros seres vivos. Também são utilizadas como fonte de alimento pelos animais e seres humanos. Por isso, são chamadas de seres produtores. A abelha é um exemplo de ser vivo que se alimenta do néctar de algumas flores. Dynamic Graphics

13 13 Os seres consumidores A grande maioria dos seres vivos dependem de outros seres para se alimentarem. Esses seres vivos são os chamados seres consumidores. Os seres consumidores se alimentam de plantas, carnes, insetos, restos de vegetais e sangue. Há ainda os seres consumidores denominados como decompositores. Recebem este nome pois se alimentam de seres vivos que já morreram. O esquilo é um exemplo de ser vivo consumidor, pois se alimenta de frutos. DigitalVision

14 14 A zebra faz parte da cadeia alimentar do leopardo. Volta para o início da apresentação Cadeia alimentar Existe cadeia alimentar quando um ser vivo depende de outro ser para a retirada da energia necessária a sua sobrevivência. A chamada cadeia alimentar ocorre quando há uma transferência de energia em uma determinada seqüência. Por exemplo: o homem planta alface que será o alimento do coelho. Este, por sua vez, servirá de alimento a onça. A onça será alimento de bactérias e fungos (seres decompositores) quando morrer. Portanto, sempre deve haver um equilíbrio na natureza para que não falte alimento para nenhum dos seres vivos e, assim, não entre em desequilíbrio a cadeia alimentar. DigitalVision


Carregar ppt "1 Seres vivos: classificação e cadeia alimentar. 2 Características dos seres vivos A primeira etapa do processo de estudo dos seres vivos é saber diferenciá-los."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google