A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

REVITALIZAÇÃO DE SUB-BACIAS HIDROGRÁFICAS UMA ALTERNATIVA DE CONVIÊNCIA COM O SEMIÁRIDO.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "REVITALIZAÇÃO DE SUB-BACIAS HIDROGRÁFICAS UMA ALTERNATIVA DE CONVIÊNCIA COM O SEMIÁRIDO."— Transcrição da apresentação:

1 REVITALIZAÇÃO DE SUB-BACIAS HIDROGRÁFICAS UMA ALTERNATIVA DE CONVIÊNCIA COM O SEMIÁRIDO

2 BACIA HIDROGRÁFICA CONCEITO É uma área geográfica natural, delimitada pelos pontos mais altos do relevo, dentro da qual, a água proveniente das chuvas é drenada superficialmente por um curso dágua principal até sua saída da bacia, no local mais baixo do relevo, que corresponde à foz desse curso dágua.

3 VISUALIZANDO UMA BACIA

4 Bacia Hidrográfica Preservada Água de Infiltração e de Escoamento estão em equilíbrio; Juntamente com regime de chuvas, relevo e tipo de solo, formam o leito menor e o leito maior dos rios; Vazão da bacia é regular; Tempo de concentração das águas na seção de controle do rio é equilibrado com os fatores ambientais da bacia hidrográfica; Possibilidades de enchentes são mínimas e se ocorrerem não haverão grandes transtornos; O arrasto de sedimentos é mínimo; A fertilidade do solo é preservada; A produção agrícola nessas áreas estarão asseguradas.

5 Bacia Hidrográfica em Processo de Degradação A Lâmina infiltrada é menor que a Lâmina escoada; Vazão da bacia hidrográfica é sensivelmente alterada para maior; Diminuição sensível do tempo de concentração das águas, aumentando o risco de enchentes; O arrasto de sedimento é visível Tem-se início o assoreamento dos mananciais Início da perda da fertilidades dos solos Queda progressiva da produtividade agrícola. Enchente do Rio Pajeú – Floresta - PE

6 Bacia Hidrográfica Degradada Há predomínio da lâmina de Escoamento; Grande arrasto sedimentar; Assoreamento dos mananciais; Perdas acentuadas da fertilidade dos solos; Drástica redução da produção agropecuária; Enchentes frequentes e aumento progressivo da sua intensidade. Voçoroca: Sub-bacia do Serra Branca – Lagoa Grande-PE Voçoroca: Sub-bacia do Serra Branca- Lagoa Grande-PE Enchente do Rio Pajeú- Floresta PE

7 Bacia Hidrográfica Degradada Causas Principais: Desmatamento não planejado Queimadas sem controle Atividades agrícolas sem práticas conservacionistas

8 Bacia Hidrográfica Degradada Consequências: Perdas Progressivas de Produtividade Êxodo Rural Aumento da Frequência e Intensidade das Enchentes Urbanas e R urais. Enchente em Palmares-PE junho-2010

9 Controle de Processos Erosivos Pelo Método de Manejo Integrado de Bacias Hidrográficas Proteção e Reflorestamento das APP's Bacias de Contenção de Enxurradas em Estradas. Barragens de Contenção de Sedimentos Assent. Stª Marta – Lagoa Grande-PE Acesso à Sub-bacia do Serra Branca Lagoa Grande-pe Assent. Barra da Forquilha - Floresta-PE

10 Terraceamento. Terraceamento conjugado c/ Micro-barragens de vertentes. Terraceamento conjugado c/ Micro-barragens de Vertentes e Talvegues. Controle de Processos Erosivos Pelo Método de Manejo Integrado de Bacias Hidrográficas (Cont...) Assent. B. da Forquilha Floresta-PE Assent. Bom Conselho- Lagoa Grande-PE

11 M.I.B.H: Vantagens do Método Bacias de estradas: Contém arrasto de Sedimentos; Armazena água que fatalmente estragaria a estrada; Evita Atoleiros; Aumenta a oferta de água melhorando a sua qualidade; Suprimento dos aquíferos por via subterrânea; Estrada fica transitável o ano todo. Acesso Principal à Bacia do Serra Branca Lagoa Grande-PE

12 M.I.B.H. :Vantagens do Método Barragem de Contenção de Sedimentos: Contém arrasto de Sedimentos de vertentes; Evita Assoreamento dos mananciais; Aumenta a oferta de água melhorando a sua qualidade; Suprimento dos aquíferos por via subterrânea. Sub-bacia do Serra Branca – Lagoa Grande-PE Sub-bacia do Ingazeira – Serra Talhada-PE

13 M.I.B.H:Vantagens do Método Terraceamento Conjugado com Micro-barragens: Contém arrasto de Sedimentos de vertentes; Preserva a Fertilidade do solo; Aumento da oferta de água nas áreas de produção; Retém as águas que causariam enchentes; Suprimento dos aquíferos por via subterrânea; Excelente alternativa no combate à desertificação; Excelente prática de convivência com o semiárido. Assent. Barra da Forquilha – Floresta-PE Assent. Bom Conselho - Lagoa Grande-PE

14 M.I.B.H: Vantagens do Método Para a ATER no Estado Vantagens do Método para A Extensão Rural no Estado de Pernambuco: Define melhor o espaço geográfico de trabalho dos técnicos extensionistas; Define com precisão a missão real dos trabalhos da extensão rural; Materializa o intento da Política Nacional de ATER, cujo papel principal é manter a sustentabilidade da agricultura e, nesse item o IPA como agente da ATER pública, precisa ser mais enfático; Exige maior empenho no planejamento da ação mas, torna o serviço do técnico mais eficiente e produtivo; Promove qualitativamente a Empresa junto ao público, pois os resultados aparecerão com maior rapidez e transparência. Etc... Obs:. O M.I B. H é considerado a espinha dorsal da nova extensão rural no Brasil, pelo caráter de manter a sustentabilidade dos meios de produção.

15 Testando a Tecnologia O Manejo Integrado de Bacias, já vem sendo aplicado em 10 municípios pernambucanos: Lagoa Grande - Serra Talhada – Floresta - Ibimirim Inajá – Pedra – Tupanatinga – Itaíba – Iatí e Águas Belas Os Resultados são animadores:.

16

17

18

19

20

21 Terraços Conjugados com Micro-barragens: Como funciona o Sistema ? e como a ATER orientaria o aproveitamento da Água retida nas vertentes, para a Produção Agrícola ?

22 Terraceamento Conjugados com Micro-barragens Micro-barragens, são construídas tangencialmente aos terraços nas vertentes das sub-bacias. Objetivos: 1- Conter sedimentos produzidos pelas enxurradas próximo as áreas que o geraram; 2- Aumento da oferta de água nas vertentes; 3- Proteção do solo contra a erosão laminar e linear; 4- Manter as propriedades dos solos inclusive sua fertilidade. Chuva Escoamento Superficial: Arrasto de Água e Sedimentos Micro-barragem armazena água e Sedimentos Terraços conjugado Terraços conjugados com Micro-barragens – Lagoa Grande - PE

23 Sedimentos Arrastados pelas chuvas serão captados pela micro- barragem ( A ) Área ( A ) Área ( B ) Sedimentos Arrastados pelas chuvas serão captados pela micro- barragem ( B ) Sedimentos Arrastados pelas chuvas serão captados pela micro- barragem ( C ) Área ( C ) Área ( D ) Sedimentos Arrastados pelas chuvas serão captados pela micro- barragem ( D ) Detalhes com distribuição da Micro-barragens nos Terraços B C D Terraços conjugados com Micro-barragens – Lagoa Grande - PE

24 Detalhes com distribuição da Micro-barragens nos Terraços Terraços conjugados com Micro-barragens – Lagoa Grande - PE

25 Aproveitamento da Água em culturas de subsistência com Captação in situ

26 Aproveitamento da Água em culturas de subsistência Plantio de Jerimum em Micro-barragem – Floresta - PE

27 Aproveitamento da Água em Pastagens para Produção de Feno 6 Plantio de forragens em Micro-barragem – Floresta - PE

28 Fim Obrigado pela Atenção JUNHO


Carregar ppt "REVITALIZAÇÃO DE SUB-BACIAS HIDROGRÁFICAS UMA ALTERNATIVA DE CONVIÊNCIA COM O SEMIÁRIDO."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google