A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Administração Jorge Surian Estratégia Organizacional Aula 15.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Administração Jorge Surian Estratégia Organizacional Aula 15."— Transcrição da apresentação:

1 Administração Jorge Surian Estratégia Organizacional Aula 15

2 2 2 A história do Planejamento Estratégico tem sua origem na Revolução Industrial, em meados do século XVIII principalmente com a criação de mercados consumidores de massa ou escala maiores do que aqueles que existiam até então A partir da segunda Revolução Industrial motivadas pela Segunda Guerra Mundial, inúmeras inovações da ciência da gestão, da pesquisa e da racionalidade das operações foram implementadas. Drucker (1962) teve um papel preponderante para consagrar a lógica do uso de um planejamento formal para propiciar à empresa algum controle positivo sobre as forças do mercado. ABORDAGEM HISTÓRICA

3 3 3 Nos anos 60 foi criada a matriz SWOT (Strengths and Weakness, Opportunities and Threats), que relaciona pontos fortes e fracos das empresas, suas competências distintivas, com as oportunidades e ameaças que enfrentam no mercado. A origem desta proposta foi em Harvard e inicialmente voltada para a indústria automobilística americana.

4 4 4 Estratégia Organizacional Avaliação de mercado Planej. estratégico Estratég. de produção Empreendedorismo Organização industrial Estratégia de MKT Redes de empresa

5 5 5 Estratégia Organizacional Determinar se uma empresa será bem sucedida ao vender seus produtos em determinado local Identificar o mercado –Quantitativamente –Qualitativamente »Perfil cultural »Perfil econômico »Entre outros... Avaliação de mercado Planej. estratégico Estratég. de produção Empreendedorismo Organização industrial Estratégia de MKT Redes de empresa

6 6 6 Estratégia Organizacional Missão Visão Valores Objetivos Metas Planos de ação Avaliação de mercado Planej. estratégico Estratég. de produção Empreendedorismo Organização industrial Estratégia de MKT Redes de empresa

7 7 7 Estratégia Organizacional Avaliação de mercado Planej. estratégico Estratég. de produção Produção –Massa –Lotes –Bateladas –Encomenda –Projeto –... Empreendedorismo Organização industrial Estratégia de MKT Redes de empresa

8 8 8 Estratégia Organizacional Avaliação de mercado Planej. estratégico Estratég. de produção Empreendedorismo Plano de negócios –Identificar oportunidades –Escolher o tamanho –Definir localização –Projetar produto / serviço –Projetar o empreendimento –Análise de viabilidade econômica –Busca por financiamentos Organização industrial Estratégia de MKT Redes de empresa

9 9 9 Estratégia Organizacional Avaliação de mercado Planej. estratégico Estratég. de produção Empreendedorismo Organização industrial Taylorismo / Fordismo Teoria das relações humanas Abordagem Sócio-Técnica Toyotismo Wintelismo Estratégia de MKT Redes de empresa

10 10 Estratégia Organizacional Avaliação de mercado Planej. estratégico Estratég. de produção Empreendedorismo Organização industrial Estratégia de MKT Redes de empresa 4P de marketing: –Produto –Preço –Praça –Promoção

11 11 Estratégia Organizacional Avaliação de mercado Planej. estratégico Estratég. de produção Empreendedorismo Organização industrial Estratégia de MKT Redes de empresa Atuação de micro e pequenas empresas em rede –Arranjos produtivos locais –Sistemas produtivos locais Supply Chain –Visão da cadeia de suprimentos –Busca por gestão –Ganha-ganha

12 12 Técnicas –Strenghts and Weaknesses, Opportunities and Threats (SWOT) –Analytic Hierarchy Process (AHP) –Balanced ScoreCard (BSC) Estratégia Organizacional

13 13 Estratégia Organizacional S.W.O.T –Strenghts - pontos fortes: vantagens internas da empresa em relação às empresas concorrentes –Weaknesses - pontos fracos: desvantagens internas da empresa em relação às empresas concorrentes –Opportunities - oportunidades: aspectos positivos da envolvente com o potencial de fazer crescer a vantagem competitiva da empresa –Threats - ameaças: aspectos negativos da envolvente com o potencial de comprometer a vantagem competitiva da empresa.

14 14 Estratégia Organizacional SWOT –Analilsar, através de uma reflexão aprofundada na qual devem participar todos os gestores de topo da empresa, quais são estes elementos –Reunir informações: »Internas, para os pontos fortes e fracos »Externas, para as oportunidades e ameaças (aqui é necessário visão e bom-senso) –É útil associar a cada ponto forte ou fraco um departamento ou área da empresa, tipicamente as áreas funcionais

15 15 Estratégia Organizacional SWOT –O diagnóstico realizado na etapa anterior deve levar à formulação de objetivos –Princípios »Coerência horizontal: Os objetivos dos órgãos situados no mesmo nível organizacional devem estar em consonância e ser coerentes entre eles para evitar conflitos e incompatibilidades. »Coerência vertical: Os objetivos de um nível organizacional devem ajudar à realização dos objetivos do nível organizacional imediatamente superior. »Comunicação total: Os objetivos globais da organização devem ser conhecidos e compreendidos por todos os níveis hierárquicos da empresa.

16 16 Estratégia Organizacional SWOT Transformando ameaças (Threats) em oportunidades (Opportunities) –Quais as condições para que uma ameaça possa ser transformada em oportunidade? –A empresa tem que possuir visão estratégica para avaliar corretamente as ameaças como sendo oportunidades escondidas –A empresa precisa de possuir os recursos, financeiros, materiais e humanos para poder executar as alterações necessárias (por exemplo, o lançamento de um novo produto) –Finalmente, a empresa tem que reagir com rapidez. As empresas concorrentes podem também ter visto a oportunidade latente.

17 17 Estratégia Organizacional AHP Analytic Hierarchy Process (AHP) foi desenvolvido por Thomas Saaty a partir do final da década de 1970 Tornou-se rapidamente uma das mais importantes metedologias de apoio à tomada de decisão para problemas multicritério em que se pretende ordenar um número finito de ações alternativas Ganhos: –Consegue estruturar problemas geralmente complexos –Aumenta a credibilidade no processo de priorização –Obtém decisões justificáveis –Reduz do tempo –Estabelece consenso

18 18 Estratégia Organizacional AHP META Sub. Obj AA Obj A Sub. Obj ACSub. Obj AB Obj B Sub. Obj BASub. Obj BCSub. Obj BB Alt. 1Alt 3Alt 2Alt 4Alt 6Alt 5 Alternativas

19 19 Estratégia Organizacional BSC –O Balanced Scorecard é um modelo de gestão que auxilia as organizações a traduzir a missão e estratégia em objetivos operacionais que direcionam comportamentos e performance. (Prof. Robert Kaplan da Harvard Business School) –O Balanced Scorecard (BSC) teve início nos anos 90, quando Robert Kaplan e David Norton, professores da Harvard Business School, propuseram uma abordagem para resolver problemas de mensuração frente aos novos desafios organizacionais das empresas inseridas na economia do conhecimento. –Os autores notaram que os indicadores financeiros isoladamente se mostravam incapazes de medir as atividades criadoras de valor relacionadas com os ativos intangíveis.

20 20 Estratégia Organizacional BSC –BSC fornece à empresa uma visão de desempenho integrada, visto que engloba indicadores financeiros a outras perspectivas de desempenho: clientes, processos internos, além de aprendizado e crescimento. –Ganhos: –Relação entre causas e efeitos indicam a estratégia para o objetivo –Foco na ligação entre os objetivos e a estratégia –Tem-se medidas em todos os objetivos

21 21 Estratégia Organizacional BSC

22 22 Estratégia Organizacional BSC

23 23 Estratégia Organizacional Barreiras Barreira da Visão –Somente 5% do nível operacional compreende a estratégia Barreira das Pessoas –Somente 25% do nível gerencial possui incentivos vinculados ao alcance da estratégia Barreira dos Recursos –60% das empresas não vinculam recursos financeiros à estratégia Barreira de Gestão –80% dos gestores passam menos de 1 hora por mês discutindo estratégia Fonte: Symnetics

24 24 Copyright © 2009 Prof. Jorge Surian Todos direitos reservados. Reprodução ou divulgação total ou parcial deste documento é expressamente proíbido sem o consentimento formal, por escrito, do Professor Jorge Surian. Referências Bibliográficas: Notas de aula: Prof. Marcel Gois Pinto Notas de aula: Prof. Cássio de Albuquerque Melo CHIAVENATO, Idalberto. Princípios de Administração: 1ª ed. São Paulo: Elsevier, MAXIMIANO, Antonio Cesar Amaru. Teoria geral da administração: da revolução urbana à revolução digital. 5ª ed. São Paulo: Atlas, 2005, v.1. RIBEIRO, ANTONIO DE LIMA. Introdução à Teoria Geral da Administração: ed. Rio de Janeiro: Campus, 2004.


Carregar ppt "Administração Jorge Surian Estratégia Organizacional Aula 15."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google