A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

São Paulo - 25 de junho de 2003 MERRILL LYNCH. SETOR SIDERÚRGICO.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "São Paulo - 25 de junho de 2003 MERRILL LYNCH. SETOR SIDERÚRGICO."— Transcrição da apresentação:

1 São Paulo - 25 de junho de 2003 MERRILL LYNCH

2 SETOR SIDERÚRGICO

3 PRODUÇÃO MUNDIAL Aço Bruto Fonte: IISI Em milhões de toneladas Var. No 1T2003 o Brasil produziu 7,5 milhões de toneladas, 6,9% superior a 2001.

4 MAIORES PRODUTORES Aço Bruto 2002 Fonte: IISI Em milhões de toneladas 4

5 FEV (EUA) PREÇO SUCATA US$ 114 TON PREÇO GUSA US$ 160 TON PREÇOS INTERNACIONAIS Fonte: MEPS/ USGS / AMM 1T2003 Aumentos de preços: 5% em placas 11% em barras 12% em fio-máquina 12% em vergalhões 5 US$ 294 Vergalhões US$ 344 Placas US$ 322 Barras US$ 306 Fio-máquina Jan. 01Jul. 01 Jan. 02Jul. 02Jan US$/ton. 1S2002 (EUA) PREÇO GUSA +17% 1S2002(EUA) PREÇO SUCATA +37% 1S2002 Aumentos de preços: 39% em placas 10% em barras 13% em fio-máquina 16% em vergalhões

6 PANORAMA DO SETOR Brasil Fonte: IBS Var. 6

7 PRODUÇÃO DE AÇO BRUTO Brasil Fonte: IBS Em 2002, a produção de aço atingiu 29,6 milhões de toneladas contra 26,7 milhões em 2001, aumento de 10,8%. Consolidando as empresas por grupos econômicos, a Gerdau é a 3ª maior produtora no Brasil. Individualmente, a Gerdau ocupa a 5ª posição e a Açominas a 7ª. Em mil toneladas Usiminas/Cosipa Gerdau/Açominas Belgo/CST/Acesita (Arcelor) CSN Aços Villares V&M do Brasil Barra Mansa PRODUÇÃO BRASILEIRA DE AÇO BRUTO POR GRUPO ECONÔMICO 1T2003 Usiminas/Cosipa Arcelor Gerdau CSN

8 A produção de laminados longos, segmento onde a Gerdau atua, totalizou 7,6 milhões de toneladas em Aumento de 4,7% em relação a 2001, quando foram produzidas 7,3 milhões de toneladas. PRODUÇÃO DE LAMINADOS Brasil Fonte: IBS 1T2003 Gerdau – 921 mil ton. – 49% Belgo – 677 mil ton. – 36% Outros –298 mil ton. – 15% 8 Belgo/CST/Acesita (Arcelor) mil ton. 35,9% Gerdau/Açominas mil ton. - 48,0% Barra Mansa - 367mil ton. - 4,8% Aços Villares mil ton. - 5,5% V&M do Brasil mil ton. - 5,8%

9 VENDAS TOTAIS DE 27,5 MILHÕES DE TONELADAS EM 2002, 10,1% SUPERIOR A DESTE TOTAL, 58% FORAM PARA O MERCADO INTERNO E 42% EXPORTADOS. VENDAS FÍSICAS Brasil Fonte: IBS As exportações de produtos planos foram as que mais cresceram: 46,6%; semi-acabados evoluíram 22,2%; produtos longos aumentaram 17,3% O volume total exportado cresceu 25,8% em 2002, alcançando 11,7 milhões de toneladas. Produtos Longos 6,7mm ton. 42,6% Produtos Planos 9,1mm ton. 57,4% MERCADO INTERNO Produtos Longos 1,2mm t – 10,2% Outros Produtos 0,5mm t – 4,5% Produtos Planos 2,2mm t – 18,7% Semi-acabados 7,8mm t – 66,6% EXPORTAÇÕES 9

10 IMPORTAÇÕES E EXPORTAÇÕES Brasil Fonte: IBS US$/t 250,6 US$/t 245,6 US$/t 283,1 US$/t 236,1 US$/t 315, T EXPORTAÇÕES US$/ton 281,2 ImportaçõesExportações Exportações US$/ton Em mil toneladas Em 2002 as exportações cresceram 25,8%. A desvalorização do real e os aumentos de preços no mercado internacional foram os principais fatores para esse crescimento. Dez.02/ Dez.01 Aumentos nos preços de exportação Tarugos +33,2% Placas +33,7% Barras +7,4% Vergalhões –4,0% 10

11 CONSUMO APARENTE Brasil Fonte: IBS Consumo aparente de 2002 caiu 1,1% em relação a 2001, basicamente devido à queda na demanda por aços planos (-1,8%). Produtos de aços longos representam 42% do consumo aparente ,0 9,7 9,5 Produtos Longos Produtos Planos 16,7 16,5 PRODUTOS PLANOS 2002 Importação 0,4mm ton. 4,7% Vendas Internas 9,1mm ton. 95,3% Importação 0,2mm ton. 3,3% Vendas Internas 6,8mm ton. 96,7% PRODUTOS LONGOS

12 GERDAU S.A. CONSOLIDADO

13 102 anos de tradição focados na produção de aço em mini mills e na distribuição de produtos siderúrgicos. Capacidade instalada de 14 milhões de toneladas de aço bruto por ano. 14ª maior produtora de aço segundo o ranking do IISI. Gerdau S.A. é listada na Bovespa, na NYSE e no Latibex. Gerdau Ameristeel Corp. é listada na Bolsa de valores de Toronto. 10 unidades no Brasil, 12 no exterior e 2 participações estratégicas na Sipar (laminadora) e na Gallatin Steel (produtora de planos) 68 pontos de vendas da Comercial Gerdau no Brasil. 17 unidades de transformação e seções especiais (5 no Brasil e 12 na Am. do Norte). 26 centros de serviços de aços longos (9 Armafer no Brasil, 03 na América do Sul e 14 Fabshops na América do Norte). 4 centros de serviços para aços planos no Brasil (Comercial Gerdau). DESTAQUES 13

14 Barão de Cocais BRASIL 7,4 MILHÕES DE TONELADAS DE AÇO BRUTO POR ANO 4,8 MILHÕES DE TONELADAS DE LAMINADOS POR ANO EXTERIOR 7,0 MILHÕES DE TONELADAS DE AÇO BRUTO POR ANO 6,8 MILHÕES DE TONELADAS DE LAMINADOS POR ANO SIPAR LAISA GERDAU AMERISTEEL GERDAU S.A. AÇOMINAS AZA DISTRIBUIÇÃO GEOGRÁFICA Gerdau S.A. Açominas Cearense Açonorte Usiba Cosigua Açominas Guaíra Piratini Riograndense Divinópolis 14

15 Tarugos, vergalhões, barras e perfis, fio- máquina, produtos trefilados, pregos e aços especiais. Tarugos, placas, blocos, vergalhões, barras e perfis e perfis estruturais pesados. Vergalhões, barras e perfis e fio-máquina. Produtos Vergalhões, barras e perfis e fio-máquina produtos de maior valor agregado e seções especiais e produtos planos. Aço Bruto Produtos Laminados CAPACIDADES E PRODUTOS 2003 Em mil toneladas 15

16 EVOLUÇÃO DA PRODUÇÃO Objetivos Estratégias Evolução Principais Fatos Gerdau Ameristeel Corp. Desafios e Perspectivas Taxa média de crescimento AÇO BRUTO 10,4% por ano LAMINADOS 9,6% por ano Aza Chile 1992 Part. Sipar Argentina 1998 MRM Canadá 1995 Part. Açominas 1997 AmeriSteel USA 1999 Aço Bruto Laminados Cearense Guaíra 1982 Laisa Uruguai 1981 Hime 1985 Barão de Cocais 1988 Courtice Canadá 1989 Usiba 1989 Piratini 1992 Pains 1994 Sipsa Argentina * Açominas (controle) 2002 Co-Steel * 100% de Co-Steel 16

17 1º TRIMESTRE 2003 Lucro Líquido de R$ 287 milhões no trimestre (+129%). Receita Líquida de R$ 3,3 bilhões no trimestre (+101%). Recorde de 1 milhão de toneladas de aço bruto em março. Dividendos pagos trimestralmente. Bonificação de 100% para acionistas da Metalúrgica Gerdau S.A. e de 30% para os da Gerdau S.A. Grupamento de ações de para 1 ação e cotações unitárias. Opção de compra de ações para administradores e empregados. Gerdau ocupa a 14ª posição no ranking mundial do IISI. Metalúrgica Gerdau vai aderir ao Nível I da BOVESPA. 17

18 RESULTADOS 1T

19 Margem BrutaMargem Ebitda Brasil América do Norte América do Sul R$ milhões Receita Líquida 1T024T021T Ebitda R$ milhões 1T024T024T % 32% 3% 1T022T023T024T021T031T022T023T024T02 43% 34% 4% 1T03 COMPARATIVO DOS RESULTADOS 19

20 T024T021T03 Boas condições de mercado no Chile. Fusão com a Co-Steel e aquecimento do mercado no final do inverno. Açominas operando a 100%. Melhores preços internacionais e fortalecimento das exportações amenizaram diminuição das vendas no mercado interno. VENDAS FÍSICAS Em mil toneladas Brasil - Mercado interno Brasil – Exportações América do Norte América do Sul Exportações 13,3% Mercado Interno 12,9%

21 Mercado Interno 14% Mercado Externo 86% SEMI-ACABADOS Gerdau tem participação de 49% no mercado brasileiro de aços longos Grande participação de longos comuns no exterior devido à fusão com a Co-Steel VENDAS POR LINHA DE PRODUTO Laminados Longos Exterior 43% Laminados Longos Brasil 22% Semi-acabados 19% Especiais 3% Trefilados 6% Planos 8% 1º TRIMESTRE DE 2003 Mercado Interno 72% Mercado Externo 28% LAMINADOS LONGOS BRASIL VENDAS POR SEGMENTO DE MERCADO 45% Construção Civil, 53% Indústria e 2% Agropecuária (Gerdau S.A. não consolidado) 21

22 PRODUÇÃO PRODUÇÃO DE AÇO BRUTOPRODUÇÃO DE LAMINADOS 1T02 4T021T T024T021T América do Sul América do Norte Brasil Em mil toneladas 22

23 ENDIVIDAMENTO Março 2003 Em R$ milhões Aumento no CP devido à reclassificação da dívida na América do Norte – LP x CP (em processo de refinanciamento). Redução do caixa devido ao pagamento dos dividendos do 2º semestre de 2002 (R$ 186 mm). 23

24 ABERTURA DA DÍVIDA Março 2003 Empresas no exterior R$ mm Outros - R$ 285 mm BNDES – R$ 110 mm Açominas (em R$) – R$ 114 mm Financiamento de importações – R$ 362 mm Pré-export /ACC – R$ 341 mm Açominas (em US$) - R$ 834 mm Capital de giro (em US$) - R$ 290 mm CURTO PRAZO – R$ 4,6 bilhões Empresas no exterior R$ 547 mm Outros - R$ 165 mm BNDES – R$ 278 mm Açominas (em R$) – R$ 186 mm Debêntures - Brasil– R$ 543 mm Pré-export /ACC – R$ 124 mm Açominas (em US$) - R$ 114 mm Capital de giro (em US$) - R$ 179 mm Financiamento de importações – R$ 28 mm Eurobônus – R$ 317 mm Debêntures Exterior– R$ 209 mm LONGO PRAZO – R$ 2,7 bilhões 24

25 INDICADORES FINANCEIROS * EBITDA dos últimos 12 meses. 25

26 INVESTIMENTOS 1º TRIMESTRE 2003 US$ 78 MM Açominas US$ 37 mm Gerdau US$ 17 mm América do Sul US$ 2 mm América do Norte US$ 22 mm Investimentos mais fortes no 1T2003 devido ao novo laminador de fio-máquina DESTAQUES Conclusão do novo laminador de fio-máquina da Açominas. Ampliação do forno elétrico de fusão da Piratini com aumento da capacidade da aciaria em 15%. Implantação do novo lingotamento contínuo na Usiba (conclusão em 2004). Melhorias e atualização tecnológica das plantas na América do Norte. Projeto da nova usina de São Paulo será revisto no 2º semestre de PREVISÃO 2003 US$ 230 MM 26

27 PERSPECTIVAS BRASIL Crescimento do PIB em torno de 2,0% Aumento das exportações Queda do risco-Brasil Maior confiança dos investidores internacionais Recorde na safra agrícola Reflexos do desaquecimento da economia asiática AMÉRICA DO NORTE Final da guerra e expectativas de recuperação econômica Final do inverno sinalizando crescimento da demanda Aumentos de preços com reflexos no 2T2003 Expectativa de queda no custo dos insumos AMÉRICA DO SUL Bom desempenho da economia chilena Economia argentina sinalizando recuperação 27

28 Outros Investidores 16% Investidores Institucionais Estrangeiros 19% Investidores Institucionais Brasileiros 13% Empresas Gerdau 52% DISTRIBUIÇÃO DO CAPITAL SOCIAL Março 2003 Outros Investidores 33% Investidores Institucionais Estrangeiros 19% Investidores Institucionais Brasileiros 23% Empresas Gerdau 25% METALÚRGICA GERDAU S.A. GERDAU S.A. 28

29 BONIFICAÇÃO E GRUPAMENTO DE AÇÕES Calendário 02/05/2003: negociação das ações já ajustadas (ex-direitos) 15/05/2003: pagamento de dividendos com base nas posições de 31/03/ /06/2003: prazo limite para acionistas recomporem suas frações 23/06/2003: leilão na Bovespa para a liquidação dos resíduos de frações 30/06/2003: crédito do valor da venda das frações nas contas dos acionistas METALÚRGICA GERDAU S.A.GERDAU S.A. 29

30 POLÍTICA DE DIVIDENDOS Lucro líquido ajustadoDividendos pagos Distribuir, no mínimo, 30% do lucro líquido ajustado. A partir de 2003, os pagamentos passaram a ser feitos trimestralmente Em R$ milhões METALÚRGICA GERDAU S.A * Pay out 32,8%32,0%32,8%35,6%34,9%32,0%33,1%32,6%52,5%33,9% 30 Yeld 11,7 %3,6 %6,1 %6,8 %7,1%16,4 %6,0 %7,9 %17,0 %12,4 % GERDAU S.A Em R$ milhões * Valor superior aos demais devido ao pagamento de dividendos complementares

31 LIQUIDEZ DAS AÇÕES Gerdau S.A. NYSE Bovespa Últimos 12 meses* US$ milhões +70% Bovespa +440% Nyse -33% Bovespa +52% Nyse -3% Bovespa 4% Nyse % Bovespa +68% Nyse *Data base: 30/04/2003 Volume negociado Fonte: Economática 31

32 Base 100 Metalúrgica Gerdau S.A Gerdau S.AIbovespa Período: 01/01/2001 a 30/04/2003 Fonte: Economática EVOLUÇÃO DAS COTAÇÕES 32

33 GRÁFICO DE VALORIZAÇÃO DAS AÇÕES Data base: 30/04/2003 Fonte: Economática GGBR4 +2% Ibov -22% GGBR4 +29% GGBR4 +84% Dow -6% Ibov -57% Dow -15% Dow -21% Ibov -49% GOAU4 +37% GOAU4 +53% GOAU4 +98% 1 ano3 anos 5 anos Met. Gerdau – GOAU4 Gerdau - GGBR4 Ibovespa Dow Jones 33 RENTABILIDADE EM US$

34


Carregar ppt "São Paulo - 25 de junho de 2003 MERRILL LYNCH. SETOR SIDERÚRGICO."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google