A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

II FÓRUM ESTADUAL SOBRE INFRAESTRUTURA DE TRANSPORTES DE MATO GROSSO – FIEMT CUIABÁ – 19/11/2010.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "II FÓRUM ESTADUAL SOBRE INFRAESTRUTURA DE TRANSPORTES DE MATO GROSSO – FIEMT CUIABÁ – 19/11/2010."— Transcrição da apresentação:

1 II FÓRUM ESTADUAL SOBRE INFRAESTRUTURA DE TRANSPORTES DE MATO GROSSO – FIEMT CUIABÁ – 19/11/2010

2 Fonte: IMEA. *Projeção para safra 2009/10;

3 Porto Paranaguá US$ 1.303,03/ha US$ 87,08/ha (7%) US$ 480,59/ha (58%)

4 Porto Paranaguá * US$ 1.116,58/ha US$ 779,55/ha (52%) US$ 144,01/ha (-3%) Fonte: CONAB e IMEA *Paridade de exportação de 13/out/09.

5

6 Hidrovia Teles Pires –Tapajós Hidrovia do Araguaia Tocantins EF – 364 Ferrovia Ferronorte (até Cuiabá) EF-354 Ferrovia de Integração Centro -Oeste BR 163 – MT/PA BR MT BR 364 – MT BR 080 – MT BR 251 – MT BR MT Trecho ligando Sorriso a Ribeirão Cascalheira) Pavimentação da MT 020 (Trecho Paranatinga – Canarana) Estruturação de Portos do Norte e Nordeste

7 Fonte: Conab e IMEA Área e Produção de Soja – Mato Grosso Em milhões de hectares e milhões de toneladas 31% 17% 12% 14% 7% ÁREA DE SOJA PERCENTUAL DOS ESTADOS ÁREA DE SOJA PRODUÇÃO DE SOJA Produção de Soja Taxa de Crescimento anual de 8% aa nos últimos 10 anos

8 Fonte: Conab e IMEA Área e Produção de Milho 2º Safra – MT Em milhões de hectares e milhões de toneladas 39% 28% 10% 14% ÁREA DE SOJA PERCENTUAL DOS ESTADOS ÁREA DE MILHO PRODUÇÃO DE MILHO Produção de Milho 2º Safra Taxa de Crescimento anual de 26% aa nos últimos 10 anos

9 FRETE MAIS CARO Custo de Frete de grãos ate o porto mais próximo US$ 110/Ton US$ 20/Ton Fonte: Aprosoja / Agroconsult Custos Logísticos – Grãos Mato Grosso é o estado com maiores custos de frete

10 Fonte: Highquest Partners Global Demand will Drive Production 4. Benefícios sócios – ambientais Demanda Mundial Projeções indicam aumento de demanda – 100 mi ton em 10 anos Grandes Números (Brasil) Produção 2010 – 67 MT 2020 – 112 MT Área 2010 – 22 MM ha 2020 – 39 MM ha

11 - Malha Ferroviária - Investimentos Programados :. Campinorte(GO) – Lucas do Rio Verde(MT) – 1004 km - R$4,1 bi. Lucas do Rio Verde(MT) – Vilhena (RO) 626 km – R$ 2,3 bi FICO – Ferrovia da Integração Centro Oeste

12 2. Corredores de Exportação - Mato Grosso Área de abrangência da Ferrovia de Integração do Centro-Oeste Área de Abrangência: 59 municípios. 67% da área total agrícola do estado (7 milhões de ha). 42% da área total de pastagem do estado (25,6 milhões de ha). Projetada de Cocalinho (MT) até Lucas do Rio Verde (MT) Em estudo de Lucas do Rio Verde (MT) até Vilhena (RO) 12

13 13 3.Projeções - Mato Grosso Projeção do volume a ser escoado pela Ferrovia da Integração do Centro-Oeste Fonte:IMEA Taxa de crescimento - Base: 12,5% a.a Taxa de crescimento - Superior: 24% a.a

14 - Malha Ferroviária -

15 - MUNICÍPIOS PERCORRIDOS GO 1 - Campinorte 2 - Nova Iguaçu de Goiás 3 - Pilar de Goiás 4 - Santa Terezina de Goiás 5 - Crixás 6 - Nova Crixás MT 1 - Cocalinho 2 - Nova Nazaré 3 - Água Boa 4 - Canarana 5 - Gaúcha do Norte 6 - Paranatinga 7 - Nova Ubiratã 8 - Santa Rita do Trivelato 9 - Lucas do Rio Verde 1 0- Nova Mutum 1 1- Nova Maringá 1 2- Brasnorte 1 3- Sapezal 1 4- Campos de Julio 1 5- Comodoro RO 1 - Vilhena

16 - SITUAÇÃO ATUAL DO PROJETO 1 – Serviços em Andamento e/ou Concluídos Concluído os Estudos de Demanda. Concluído o EIA/RIMA até Água Boa. Iniciado o levantamento aerofotogramétrico, tendo sido concluído no trecho Campinorte – Lucas do Rio Verde, e o trecho Lucas do Rio Verde – Vilhena se encontra em execução de sobrevôo. Licitado e contratado os serviços de apoio técnico e administrativo à VALEC/SUPRO para o trecho Uruaçu/ Campinorte - Vilhena. Elaboração do Projeto Básico Campinorte - Água Boa, Água Boa – Lucas do Rio Verde 2 – Serviços a Licitar e Contratar Realização de serviços de levantamento, salvamento (resgate) e monitoramento arqueológico para as obras de construção da Ferrovia de Integração Centro-Oeste. Elaboração dos projetos de desapropriação e para o apoio necessário à efetivação dos processos de desapropriação nos Estados de Goiás, Mato Grosso e Rondônia. Execução dos projetos executivos Execução das obras

17 TRECHO 2 – DIVISA MT/PA – RURÓPOLIS – incluindo o acesso a Miritituba TRECHO 1 – RURÓPOLIS–SANTARÉM TRECHO 3 – GUARANTÃ DO NORTE–DIVISA MT/PA Pavimentação Guarantã do Norte/MT–Santarém/PA, incluindo o acesso a Miritituba BR–230/PA UF: PAMETA: km DATA DE CONCLUSÃO: 4º trimestre/2011 INVESTIMENTO PREVISTO 2007–2010: R$ 1,15 bilhão INVESTIMENTO PÓS–2010: R$ 0,4 bilhão EXECUTOR: DNIT, Exército 8º e 9º BECs e Prefeitura de Guarantã MT PA Trecho 2 Trecho 1 Trecho 3 BR-163/PA/MT Restauração e pavimentação Santarém/PA – Guarantã do Norte/MT

18 BR-163/PA/MT – TRECHO 1 Pavimentação Santarém - Rurópolis RESULTADOS Km Km Tapajós 1 - concluído em 30/12/2008 Km Km Tapajós 2 - concluídos 17 km de pavimentação e 20 km terraplenagem Km 873 – Km Tapajós 3 - obra mobilizada - 60% do canteiro concluído em 2 meses RESTRIÇÃO Km 873 – Km 789 obra sem execução física cerca de 40 km com interferências de rede elétrica que foi instalada no eixo da rodovia - CELPA PROVIDÊNCIAS Km Km 873 concluir pavimentação até 30/09/2010 concluir Plano de Trabalho de 1 OAE (PONTE SOBRE O RIO MOJU) até 30/09/2010 Km Km concluir 2 km de terraplenagem até 30/09/2010 concluir plano de Trabalho para construção das 4 OAEs até 30/09/2010 BEC informar sobre interferências da rede elétrica e providências adotadas até 30/09/2010 Km 789 Km 873 Km 893 Km km 20 km 21 km Rurópolis Santarém 98 km EXECUTOR: Exército (8º BEC)META: 125 km PAC: jan/2007 Data original de conclusão: dez/2010 INVESTIMENTO PREVISTO : 88 milhões – Pós 2010: 60 milhões CONCLUSÃO: Km 914 – Km /12/2008 ( 21 Km) Km 893 – Km /09/2010 ( 20 Km) Km 873 – Km /12/2011 (84 Km)

19 BR-163/PA/MT – TRECHO 2 Pavimentação Rurópolis - Acesso a Miritituba (BR-230/PA - 33 km) - Divisa MT/PA EXECUTOR: DNIT e Exército(9º BEC)META: 822 km PAC: jan/2007Data original de conclusão: dez/2010 INVESTIMENTO PREVISTO : 968,9 milhões INVESTIMENTO PÓS 2010: 254 Milhões CONCLUSÃO: Rurópolis, Km 789 – Entr BR–230, Km 676 – 30/09/2011 (113 Km) Acesso a Miritituba – 30/12/2010 (33 Km) Km 676 – Km /12/2011 (321 Km) Km 355 – Km 103 – 30/12/2011 (252 Km) Km 103 – Divisa MT/PA - 30/12/2011 (103 Km) RESULTADOS OAEs – Km 37,3 a Km 781,2 – Obras contratadas em 15/7/2010; empresas em fase de mobilização. Km 789 –Km obra iniciada em 1/7/2009 e concluídos 33 km de terraplenagem Acesso a Miritituba concluídos 27 km de terraplenagem e 3 km de pavimentação repassados recursos financeiros em 3km 0/07/2010 Obra reiniciada em 30/7/2010 Entr Km 676 a Km 537 Concluída a ponte do rio Itapacurazinho. Em execução 3 pontes de Itapacurá com 60% da infraestrutura e 40% da mesoestrutura concluídas e Espinho e Parada com infraestrutura e meso estrutura concluídas. Pavimentação: OS em 15/6/2010. Entr Km 537 a Km 420 OS em 24/06/2010 Entr Km 420 a Km 355 OS em 8/7/2010 Concluída ponte do rio Arraias. Km 355 – Km 314 – executados 15 km de terraplenagem Km 314 – Km travessia de Novo Progresso- Obra concluída Km 308 – Km 241 – executados 8 km de terraplenagem Km 241 – Km 173 – executados 32 km de terraplenagem e 99% de OAC Km 173– Km 103 – executados 25 km de terraplenagem e 13 km de pavimentação Km 103 – Divisa MT/PA - iniciada obra em 30/06/2010, instalados os canteiros de obras e iniciada a terraplenagem Novo Progresso Div. MT/PA Ponte rio Arraias Miritituba Ponte rio Espinho Ponte rio Parada Ponte rio Itapacurá Km 676 Rurópolis Km 103 Miritituba Km 173 Km 313 Km 241 Km km (BR- 230) Km 355 Km 309 Km 0,0 Km 420 Km 537 Lote 4 Construção e Adequação de Obras de Arte Km 676,9 ao Km 781,2 Lote 3 Construção e Adequação de Obras de Arte Km 518 ao Km 658,6 Lote 2 Construção e Adequação de Obras de Arte Km 350 ao Km 508,8 Lote 1 Construção e Adequação de Obras de Arte Km Km 37,3 ao Km 334,4

20 BR-163/PA/MT – TRECHO 2 Pavimentação Rurópolis - Acesso a Miritituba (BR-230/PA - 33 km) - Divisa MT/PA Ponte rio Itapacurazinho Novo Progresso Div. MT/PA Ponte rio Arraias Miritituba Ponte rio Espinho Ponte rio Parada Ponte rio Itapacurá Km 676 Rurópolis Km 103 Miritituba Km 173 Km 313 Km 241 Km km (BR- 230) Km 355 Km 309 Km 0,0 Km 420 Km 537 EXECUTOR: DNIT e Exército(9º BEC)META: 822 km PAC: jan/2007Data original de conclusão: dez/2010 INVESTIMENTO PREVISTO : 968,9 milhões INVESTIMENTO PÓS 2010: 254 Milhões CONCLUSÃO: Rurópolis, Km 789 – Entr BR–230, Km 676 – 30/09/2011 (113 Km) Acesso a Miritituba – 30/12/2010 (33 Km) Km 676 – Km /12/2011 (321 Km) Km 355 – Km 103 – 30/12/2011 (252 Km) Km 103 – Divisa MT/PA - 30/12/2011 (103 Km) PROVIDÊNCIAS Km 789 – Km executar 15 km de pavimentação até 30/09/2010 Km 676 – Km 537 concluir infraestrutura da ponte Itapacurá; concluir 50% da superestrutura das pontes Espinho e Parada até 30/09/2010 Pavimentação: concluir canteiros de obras na rodovia e iniciar terraplenagem até 30/09/2010 Entr Km 537 a Km 420 concluir canteiros de obras e iniciar terraplenagem até 30/09/2010 Entr Km 420 a Km 355 concluir canteiros de obras e iniciar terraplenagem até 30/09/2010 Km 355 – Km 314 – concluir 25 km da terraplenagem até 30/09/2010 Km 314 – Km travessia de Novo Progresso- obra concluída Km 308 – Km concluir 16 km da terraplenagem até 30/09/2010 Km 241 – Km 173 – concluir mais 12 km da terraplenagem até 30/09/2010 Km 173– Km 103 – concluir mais 10 km da terraplenagem e mais 7 km de pavimentação até 30/09/2010 Km 103 – Divisa MT/PA - Concluir 20 Km de terraplenagem até 30/10/2010 OAEs – Km 37,3 a Km 781,2 - iniciar obras 5% das pontes até 30/09/2010 Lote 4 Construção e Adequação de Obras de Arte Km 676,9 ao Km 781,2 Lote 3 Construção e Adequação de Obras de Arte Km 518 ao Km 658,6 Lote 2 Construção e Adequação de Obras de Arte Km 350 ao Km 508,8 Lote 1 Construção e Adequação de Obras de Arte Km Km 37,3 ao Km 334,4

21 BR-163/PA/MT – TRECHO 3 Pavimentação Div MT/PA - Guarantã do Norte/MT e Trav Urb de Guarantã Km 1065 EXECUTOR: PM Guarantã e Exército (9º BEC) META: 53 kmPAC: jan/2007 INVESTIMENTO PREVISTO : 60 milhões CONCLUSÃO: Div. MPT/PA – Guarantã – 30/12/2011 Travessia Urbana - 30/12/2010 RESULTADOS Guarantã – Divisa MT/PA - 9º BEC concluídos 25 km de pavimentação e 37 km de terraplenagem Termo Aditivo enviado a Procuradoria do DNIT para análise e parecer em agosto/2010 Empenhados R$ 24,5 milhões em 07/07/2010 Obra reiniciada em 9/08/2010 Travessia Urbana de Guarantã - Prefeitura de Guarantã Aprovados R$ 24 milhões para o trecho no PL 07 em 07/07/2010 Reiniciadas as obras em 01/08/2010 RESTRIÇÃO Guarantã – Divisa MT/PA - 9º BEC revisão de projeto com orçamento superior aos 25% do valor da obra ainda não aprovada pela procuradoria do DNIT PROVIDÊNCIAS Guarantã – Divisa MT/PA – Procuradoria DNIT manifestar parecer sobre termo aditivo até 30/09/2010 DNIT aguarda manifestação do BEC sobre a proposta Revisão de Projeto até 30/09/2010 Executar 2 km de pavimentação e 4 km de terraplenagem até 30/10/2010 Travessia Urbana de Guarantã - Prefeitura de Guarantã – concluir obra até 30/10/2010 Travessia Urbana Div. MT/PA 50 km Guarantã do Norte/MT 3 km Km 1068 Km 1117

22 BR-158/MT Construção e pavimentação Ribeirão Cascalheira – Divisa MT/PA RESULTADOS Divisa PA/MT – Km 201: Lote 01: Concluídos 25 km de terraplenagem e 25 km de pavimentação Lote 02: Concluídos 27 km de terraplenagem e 5 km de pavimentação Lote 03: Concluídos 42 km de terraplenagem e 29 km de pavimentação Km 201 – Bom Jesus – (Contorno da Área Indígena – 4 Lotes) – Alo Brasil Lotes 1 (DEC) – PB/PE contratados e em elaboração Lote 4 (DEC) – PB concluído em 30/08/10 e PE em elaboração Lotes 2 e 3 (DNIT): PB/PE contratados e em elaboração LP – Solicitada em 30/04/2009 FUNAI em 15/04/2009 emitiu anuência para a execução da obra pelo contorno leste TR definitivo para estudos ambientais complementares ao EIA/RIMA da rodovia enviado pelo IBAMA em 29/10/2009 Alô Brasil – Ribeirão Cascalheira (90 km) Concluídos 30km de pavimentação e 64 km de terraplenagem RESTRIÇÕES Obras em ritmo lento, conclusão do trecho Alo Brasil – Rib. Cascalheira foi adiada para 2011 A obra pelo acordo com a VALE deveria ser concluída em abril/2010 DNIT avalia em caso de não mobilização das obras a rescisão contratual Div. PA/MT Km 201 Ribeirão Cascalheira Área Indígena 90,0 km Km 0,0 Km 69 Km ,1 km 66,0 km 66,1 km Lote 1 Lote 2 Lote 3 Alô Brasil 190 km Bom Jesus Lote 4 Lote 3 Lote 2 Lote 1 EXECUTOR: DNIT e Governo do Estado (SINFRA) META: 460,1 km PAC: Jan/2007 INVESTIMENTO PREVISTO : R$ 336 milhões POS 2010 : 64 milhões CONCLUSÃO: Divisa PA/MT - Km Novembro 2011 Km Alô Brasil - 30 Dezembro 2012 Alô Brasil - Ribeirão Cascalheira - 30 Junho 2011

23 BR-158/MT Construção e pavimentação Ribeirão Cascalheira – Divisa MT/PA PROVIDÊNCIAS MT/DNIT reunir com Gov. MT solicitando providências para execução das obras de acordo com o cronograma conveniado Divisa PA/MT – km 201,2 Lote 01: Concluir 2 km de pavimentação até 30/09/2010 e 10 Km até 30/12/2010 Lote 02: Concluir 3 km de pavimentação até 30/09/2010 e 15 Km até 30/12/2010 Lote 03: Concluir 7 km de pavimentação até 30/09/2010 e 19 Km até 30/12/2010 Contorno da Área Indígena (4 lotes) – 190,1 km Lotes 1 (DEC): concluir PB até 15/09/2010 e PE até 15/10/2010. Lotes 4 (DEC): concluir PE até 25/09/2010 Lotes 2 e 3 (DNIT): concluir PB até 15/09/2010 e PE até 30/11/2010 Concluir estudos indígenas até 30/09/2010, contratar estudos ambientais complementares ao EIA/RIMA da rodovia até 30/09/2010 e concluir até 30/04/2011 LP - Obter até 30/04/2011 e LI – Obter até 30/06/2011 Licitação da obra – Publicar edital até 15/05/2011, contratação até 15/08/2011 Obra início até 30/08/2011 Subtrecho Alô Brasil – Ribeirão Cascalheira: Concluir 8 km de pavimentação até 30/09/2010 e 30 km de pavimentação ate 30/12/2010 EXECUTOR: DNIT e Governo do Estado (SINFRA) META: 460,1 km PAC: Jan/2007 INVESTIMENTO PREVISTO : R$ 336 milhões POS 2010 : 64 milhões CONCLUSÃO: Divisa PA/MT - Km Novembro 2011 Km Alô Brasil - 30 Dezembro 2012 Alô Brasil - Ribeirão Cascalheira - 30 Junho 2011 Div. PA/MT Km 201 Ribeirão Cascalheira Área Indígena 90,0 km Km 0,0 Km 69 Km ,1 km 66,0 km 66,1 km Lote 1 Lote 2 Lote 3 Alô Brasil 190 km B.J. Araguaia Lote 4 Lote 3 Lote 2 Lote 1

24 BR-242/MT Construção e pavimentação Ribeirão Cascalheira – Sorriso RESULTADOS Em 26/08/2010 DNIT encaminhou ao IBAMA informações técnicas de forma a subsidiar a análise do pedido de delegação formulado pelo Governo do Estado em 19/08/2010, para o trecho entre as cidades de Querência e Sorriso com extensão de 591,34 Km. Lote 12 - Ribeirão Cascalheira (Km 244,6) – Querência (Km 292) (convênio com Governo MT): Emitida LI pelo órgão ambiental estadual em 11/08/2008 PB aprovado em 20/02/2009 Obras Iniciadas em 13/11/2009 Terraplenagem concluída e 10 km de pavimentação Lote 11 e 8: Projeto em execução pelo DEC Lote 9 e 10: Em elaboração novo Termo de Cooperação com o Dec Lotes 7 a 1: LP emitida em 15/08/2009 Lote 5,6 e 7: PB/PE em elaboração pelo DEC Lotes 1 a 4: PB/PE concluído e aprovados em 30/07/2009 Audiência Publica para contratação das obras realizada 10/02/2010 Publicado editais de licitação em 17/03/2010. Será reaberto prazo para licitação em razão de modificações no projeto licitado EXECUTOR: DNIT / Governo do Estado META: 393 km PAC: Jan/2007 INVESTIMENTO PREVISTO : R$ 200 milhões CONCLUSÃO: 30 Dezembro de 2011 – Ribeirão Cascalheira – Querência 30 Julho de 2012 – Querência – Km 579,3 30 Maio de Km 579,3 – Km 637,6 Ribeirão Cascalheira Querência Sorriso Entr. BR- 158(B) 48 km Km 780,0 Km 299,7 Km 244,6 Entr. BR-163 Lote 12 Lote 01 Lote 02 Lote 03 Lote 05 Lote 06 Lote 07 Lote 08 Lote 09 Lote 11 Lote 10 Lote 00 Km 780,8 Km 624,6 Km 703,8 Km 661,4 Km 732,5 Lote 04

25 EXECUTOR: DNIT / Governo do Estado META: 393 km INVESTIMENTO PREVISTO : R$ 200 milhões CONCLUSÃO: 30 Dezembro de 2011 – Ribeirão Cascalheira – Querência 30 Julho de 2012 – Querência – Km 579,3 30 Maio de Km 579,3 – Km 637,6 BR-242/MT Construção e pavimentação Ribeirão Cascalheira – Sorriso Ribeirão Cascalheira Querência Sorriso Entr. BR- 158(B) Km 870,0 Km 780,8 Km 299,7 Km 244,6 Km 624,6 Entr. BR-163 Lote 02 Lote 03 Lote 06 Lote 07 Lote 08 Lote 09 Lote 11 Lote 00 RESTRIÇÃO Cronogramas atrasados nos lotes 1 a 11 por força de atrasos na elaboração do PE (lotes 5 a 7 e 8 a 11), reabertura de prazo da licitação (lotes 1 a 4) e elaboração de termo de cooperação (lotes 9 e 10) PROVIDÊNCIAS IBAMA emitir manifestação acerca da delegação até 20/09/2010 Lote 12 - Ribeirão Cascalheira (Km 244,6) – Querência (Km 292) (convênio com Governo MT): Concluir 12 km de pavimentação até 30/09/2010 Concluir Obra até 30/10/2010 Lotes 9 e 10: PB/PE a contratar até 30/09/2010. Concluir projeto até 15/02/11 Lotes 11 a 8: Contratar estudos ambientais até 30/09/2010 ( após efetivação do novo termo de cooperação com o DEC que abrangerá projeto e estudos ambientais e, também, após manifestação do IBAMA sobre a delegação de modo a se ter o termo de referencia definido) Concluir estudos ambientais até 30/01/2011, solicitar LP até 30/01/2011 e emitir até 30/03/2011 Solicitar LI até 30/04/2011 e emitir até 30/05/2011 Lote 8 e 11: PB/PE entrega até 15/09/2010, aprovar PE/PB até 15/04/2011 (após LP) Publicar edital de obras até 15/05/2011 Lotes 7 a 1: Concluir PBA até 30/09/2010 e emitir LI até 30/10/2010 Lote 5,6 e 7: Concluir PB/PE até 15/09/2010, aprovar até 15/10/2010 Publicar edital de obras até 15/11/2010 Lote 1 a 4: Reaberto para entrega da proposta até 30/09/2010, contratar obras até 30/11/2010 iniciar obras até 30/12/ km Lote 12 Lote 01 Lote 05 Lote 10 Lote 04 Km 703,8 Km 661,4 Km 732,5

26 - SITUAÇÃO ATUAL DO PROJETO HIDROVIA TELES PIRES - TAPAJÓS

27 CUSTO DE TRANSPORTE RODOVIÁRIO X HIDROVIÁRIO Localidade Produção de Soja (ton) Produção de 2ªs milho (ton) Volume estimado de Exportação (t) com nova logística Custo de Transporte a Safra na rota Atual Custo Sinop até Santarem (R$/t) Custo de Transporte a Safra na rota Futura (39 Municípios) , , ,62 Mato Grosso ,8% (R$) Valor Médio – Frete Atual198,91 Valor Médio – Frete Projetado52,17 FONTE: IMEA

28 Km Ch. Rasteira Km 0 - Santarém -Comboio 16m x 200m -Calado 1,5m -Melhoramentos 1 dique c/ eclusa -Dragagem -Derrocagem -Projeto Inicial da Hidrovia

29 - Reservas Indígenas e Unidades de Conservação Ambiental Cachoeira Rasteira Santarém - RESERVAS INDÍGENAS XINGU – km² TAPAJÓS – km² - UNIDADES DE CONSERVAÇÃO AMBIENTAL XINGU – km² TAPAJÓS – km² LEGENDA:

30 - UHCs Projetadas - ? Cachoeira Rasteira 36m 30m 26m 90m Corrente livre

31 Km 1576 Km 1043 Km Maior extensão -Maiores Comboios 24m x 200m x 2,0m 32m x 200m x 2,5m 44m x 280m x 3,5m -Novos portos de emboque Entrocamento da MT-416 Alta Floresta Canaã do Norte Sinop - Nova Proposição

32 - SITUAÇÃO ATUAL DO PROJETO AÇÕES DESENVOLVIDAS Realização do I Fórum sobre navegabilidade da Hidrovia Teles Pires Tapajós –Outubro 2009 Participação em GT do Ministério dos Transportes sobre Priorização das eclusas Grande numero de reuniões no DNIT, ANA, Ministério dos Transportes, Minist. da Integração Geração de doc. do MAPA discutido na CTLOG e encaminhado ao Ministro dos Transp.

33

34 HERMASA Navegação da Amazônia PORTOS DO NORTE E NORDESTE (Porto de Porto Velho/ RO)

35 HERMASA Navegação da Amazônia PORTOS DO NORTE E NORDESTE (Porto de Itacoatira/ AM)

36 PORTOS DO NORTE E NORDESTE (Porto de Santarém/ PA)

37 Ampliação do terminal de múltiplo uso 1 – TMU 1Construção do terminal de múltiplo uso 2 – TMU 2 - PORTO DE SANTARÉM – R$ 152 milhões

38 Primeiro embarque de soja FOTO: Kleber Menezes PORTOS DO NORTE E NORDESTE (Porto de Santarém/ PA)

39 PORTO DE VILA DO CONDE/PA Localização da ETC - Itaituba

40 PORTO DE VILA DO CONDE/PA PORTOS DO NORTE E NORDESTE (Porto de Vila do Conde/ PA)

41 Complexo Portuário e Industrial de Vila do Conde/PA PORTOS DO NORTE E NORDESTE (Porto de Vila do Conde/ PA) PORTOS DO NORTE E NORDESTE (Porto de Vila do Conde/ PA)

42 PORTO DE VILA DO CONDE/PA PORTOS DO NORTE E NORDESTE (Porto de Vila do Conde/ PA)

43 Confidential43 Porto de Outeiro – Belém-PA

44 Terminal para Grãos constando de 4 Armazéns, correia transportadora e carregador de navios com capacidade para 2500 ton/h, pera ferroviária, alcançando 5 milhões/ ton/ano. Início – Agosto/2010 Conclusão – Junho/2012 Valor – R$ 280 Milhões Construção do Berço 108: R$ 84 milhões Recuperação dos Berços 101 e 102: R$ 93,5 milhões Construção do Berço 100: R$ 112 milhões Dragagem dos Berços 100 a 103: R$ 35 milhões PAC 1 Obras que serão finalizadas em 2010 PAC 2 Obras do PAC 1que continuam após 2010 Obras Novas PORTOS DO NORTE E NORDESTE (Porto de Itaqui – Tegram)

45 Berço 103 Área dos armazéns Corredor de exportação Projeto TEGRAM

46 Obras necessárias em Rodovias estaduais Fonte: Aprosoja Geral Extensão total das obras: 2.845,52 km


Carregar ppt "II FÓRUM ESTADUAL SOBRE INFRAESTRUTURA DE TRANSPORTES DE MATO GROSSO – FIEMT CUIABÁ – 19/11/2010."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google