A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

TEORIAS TRANSITIVAS. Mary Parker Follet Adota a tradição clássica, no que se refere a definição de princípios gerais da Administração, mas destacou-se.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "TEORIAS TRANSITIVAS. Mary Parker Follet Adota a tradição clássica, no que se refere a definição de princípios gerais da Administração, mas destacou-se."— Transcrição da apresentação:

1 TEORIAS TRANSITIVAS

2 Mary Parker Follet Adota a tradição clássica, no que se refere a definição de princípios gerais da Administração, mas destacou-se dos outros clássicos pela sua abordagem psicológica da Administração.

3 TEORIAS TRANSITIVAS Mary Parker Follet (1868 a 1933) Estudou na Thayer Academy e Society for the Collegiate Instruction of Women - Filiada a Harvard Graduou-se em Economia, Administração Pública, Direito e Filosofia. Primeira publicação em 1896, The Speaker of the House of Representatives, ainda universitária

4 TEORIAS TRANSITIVAS Filosofia da Organização: Interpretação de autoridade ao invés de superautoridade Controle sobre fatos mais do que sobre pessoas Teoria do Conflito - dever encarado como um meio de encontrarmos novas soluções

5 TEORIAS TRANSITIVAS Poder Controle: poder exercido enquanto meio para atingir um fim específico, autoridade como controle outorgado Poder Com Poder Sobre

6 TEORIAS TRANSITIVAS Princípios da Administração: Coordenação via contato direto Planejamento Relações Recíprocas Processo contínuo de coordenação

7 TEORIAS TRANSITIVAS Lei da Situação A autoridade e responsabilidade derivam da função e não da hierarquia da posição Motivação Humana Liderança repousa mais no grupo do que nas características pessoais do líder

8 TEORIAS TRANSITIVAS Os problemas das Organizações são problemas de relações humanas Dinamismo da Organização Estudo das motivações do indivíduo para compreender a organização Importância das relações individuais

9 TEORIAS TRANSITIVAS Chester Barnard: Toma o conceito de organização como sistema social, estabelecendo diferenças entre eficiência e eficácia, incorporando a motivação não econômica e desenvolvendo o conceito de autoridade, bem como estrutura e dinâmica da organização.

10 TEORIAS TRANSITIVAS Chester Barnard (1886 a 1961): Estudou em Mount Herman e Harvard Trabalhou 40 anos na American Telephone & Telegraph Company (AT&T), terminando sua carreira como presidente da New Jersey Bell Telephone Company Obras: As Funções do Executivo e Organização e Administração. Trabalhou também no serviço público como presidente da United Sciences Organization e da National Science Foundation, chefe da Junta Geral de Educação e da Fund. Rockfeller; consultor do representante americano no comitê de Energia Atômica da ONU.

11 TEORIAS TRANSITIVAS Participação e Cooperação: Relações sociais: interação entre organismos humanos Limitações (físicas e pessoais) do ambiente impedem que cada pessoa possa alcançar sozinha certos objetivos. Grupos sociais nascem da necessidade de vencer essas limitações

12 TEORIAS TRANSITIVAS Aspectos constitutivos de Grupo Social: Interação entre dois ou mais indivíduos Desejo e disposição para cooperar Existência de objetivos comuns

13 TEORIAS TRANSITIVAS Organização É um sistema cooperativo racional onde: Há pessoas capazes de comunicarem entre si Estão dispostas a contribuírem com ações (cooperar) A fim de cumprir um propósito comum (objetivos)

14 TEORIAS TRANSITIVAS Comportamento Individual - Cooperação É afetado pela organização Ambiente Físico Ambiente Social Eficaz Alcançar os objetivos da organização Eficiente Alcançar os objetivos individuais

15 TEORIAS TRANSITIVAS Teoria da Aceitação da Autoridade A autoridade é uma comunicação (ordem) dentro de uma organização formal, sendo aceita ou não pelos colaboradores e regulando sua atuação como membro da organização Subjetivo: a pessoa aceita ou não a ordem Objetivo: conteúdo que faz com que a comunicação seja aceita como ordem

16 TEORIAS TRANSITIVAS Funções do Executivo Planejar, Organizar, Motivar, Controlar Manter um sistema de esforços cooperativos Criação e manutenção de sistemas de comunicações Promoção de garantia dos serviços fundamentais a organização Formulação de propósitos


Carregar ppt "TEORIAS TRANSITIVAS. Mary Parker Follet Adota a tradição clássica, no que se refere a definição de princípios gerais da Administração, mas destacou-se."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google