A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

As Relações Internacionais na Contemporaneidade Apresenta:

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "As Relações Internacionais na Contemporaneidade Apresenta:"— Transcrição da apresentação:

1 As Relações Internacionais na Contemporaneidade Apresenta:

2 Fundo Monetário Internacional

3 Objetivos do Trabalho Entender o Funcionamento do F.M.I.; Compreender as Relações Internacionais que são realizadas via F.M.I.; Apontar as novas tendências e decisões do órgão perante a Crise Global de 2008/2009.

4 Funções do F.M.I. Assegurar o bom funcionamento do sistema financeiro mundial; Monitorar as taxas de câmbio e da balança de pagamentos; Promover a cooperação monetária internacional e a estabilidade econômica dos países membros; Favorecer a expansão do comércio global.

5 Estrutura Assim como o BIRD, o FMI é dirigido por um Comitê de Governadores. Os países são representados por governadores; Na teoria, os governadores elegem um Diretor- Presidente. Mas na prática ele é tradicionalmente um europeu; No dia-a-dia o FMI é conduzido pelos Diretores- Executivos. O dinheiro do FMI vem dos 182 países membros. O grau de influência e poder de voto são medidos através da quantidade de dinheiro que o país tem investido.

6 Estrutura

7 Assembléia de Governadores

8 História do F.M.I. Na Conferência de Bretton Woods em dezembro de 1945, 29 países criaram o FMI e o Grupo Banco Mundial, que inclui a Corporação Financeira Internacional (IFC) e a Associação Internacional de Desenvolvimento (IDA), que, por sua vez, se complementam; 1947: Inicio das operações, 1º Empréstimo para a França; 1952: A Alemanha e o Japão, potências derrotadas na Guerra, tornam-se membros do Fundo; Década de 60: Aprovados os principais estatutos para a liberação de créditos e empréstimos;

9 Conferência de Bretton Woods

10 Sede do F.M.I. em Washington

11 Década de 70: O ouro deixa de ser a base de troca internacional, dando lugar ao Dólar em negociações pequenas. Para efeitos de troca é criada a moeda própria: Direito Especial de Saque; o F.M.I também cria medidas para facilitar o empréstimo á países abatidos com a crise do petróleo e um novo estatuto para empréstimos a países em desenvolvimento; Década de 80: Novas medidas para facilitar o pagamento da dívida externa para países com grandes dificuldades; História do F.M.I.

12 Década de 90: Entram para o órgão países membros da ex-URSS acompanhados de novos programas que os ajudarão na transição de sua economia estatal para a economia de mercado; 1998: Uganda é o primeiro país a receber o alívio da dívida de cerca de US$ 350 milhões; Atualmente: O FMI tem sido muito criticado pois impõe medidas severas de contenção de gastos públicos, não considerando tais gastos como investimentos. História do F.M.I.

13 Relações do Fundo com o Brasil 1ª fase - Desde a criação do FMI, em 1944, Brasil possui um ótimo fundo utilizado para projetos de energia e outros; 2ª fase - (déc ) - Governo de Juscelino Kubitschek rompe acordo stand-by. Voltado à construção de Brasília; 3ª fase - (déc ) - Governo impõe a moratória e auge da crise petrolífera; entrada para o G-22 e G-20; 4ª fase - (século XXI) : pagamento de US$10 bilhões de dólares; 2009: entrada para o grupo de credores com US$4,5 bilhões.

14 Relação do Fundo com os Países em Desenvolvimento 1964: Cuba deixa FMI por vontade própria -> 2010: Possível retorno; : queda de 0,6% ao ano do PIB Latino-Americano; 2006: FMI define novas metas de crescimento à América Latina; 2007: Venezuela passa a ser credor com US$2,5 bilhões à Argentina e US$1 bilhão à Bolívia; 2009: América Latina deve se basear de políticas econômicas internacionais adotadas antes da crise para crescer 1,6% em 2010; México busca empréstimo de US$47 bilhões; BRIC's querem mais poder no FMI em troca de aporte.

15 O F.M.I. na crise 2008/2009 Até 2007 = F.M.I. estava ofuscado; poucos países buscavam seus empréstimos e conselhos, duvidando que um dia o órgão voltasse a exercer um papel importante; Bolha imobiliária explodiu em 2007, abrindo rombos nos bancos e criando um círculo vicioso: bancos não emprestam dinheiro, pessoas não consomem e a recessão se agrava; A crise global recolocou o dinossauro no centro da cena. – F.M.I. tem caixa reforçado em pelo menos mais US$500 bilhões; Emergentes irão captar recursos e socorrer países-membros em dificuldades em meio à crise, para acelerar a consolidação das mudanças antes que grandes potências voltem a emperrar as decisões, utilizando o sistema de cotas no F.M.I. e BIRD. moveu-mesmo

16 Atualidades Brasil aceita virar credor do FMI e emprestará até US$ 4,5 bilhões. Reservas internacionais brasileiras: aproximadamente US$ 200 bilhões; Cota de empréstimo: cerca de 5% das reservas (aproximadamente US$ 4,5 bilhões); Esse recurso será enviado somente quando o FMI solicitá-los; Reunião do G-20: Segundo decidido durante a reunião do G-20, o Brasil pretende colocar mais dinheiro no FMI, cerca de U$10 Bilhões (segundo algumas fontes). lhe3.asp?ID_RESENHA=571731

17 Atualidades Motivo para a escolha: O Brasil foi escolhido pelo FMI para tornar-se um de seus credores devido ao fato de seu staff avaliar o país como "um país que preserva contas externas fortes; Objetivo dos empréstimos: Os fundos disponibilizados ao FMI tem como objetivo aliviar os impactos da atual crise em países subdesenvolvidos e emergentes.

18 Questionamento Como é a atuação do F.M.I. perante a Comunidade Internacional nos dias atuais?

19 Conclusão Frente à Crise Global, O Fundo Monetário Internacional, órgão que há anos não possuía uma posição forte e decisiva na Nova Ordem Mundial, volta à dinâmica internacional, e tende a assumir um papel nas relações internacionais afim de restabelecer o equilíbrio nas relações comerciais, via incentivos fiscais e um combate rígido ao protecionismo estatal.

20 Bibliografia 0/t1324.asp acessado:30/04/ /t1324.asp 22.shtml acessado:30/04/ shtml lecao_detalhe3.asp?ID_RESENHA= hoje/vol1n1/brasilfmi.htm

21 Bibliografia ult1767u jhtm ult1767u jhtm que-america-latina-desperdicou-ultimos-15-anos re=channel_page re=channel_page lecao_detalhe3.asp?ID_RESENHA= lecao_detalhe3.asp?ID_RESENHA= Folha de São Paulo, 24 de Abril e 27 de Abril de 2009/ caderno: dinheiro.

22 GRUPO Fernando Bellini – nº6 Guilherme Manzi – nº8 Pedro Oliveira – nº21 Talita Nishi – nº24 Vivian Regner – nº29


Carregar ppt "As Relações Internacionais na Contemporaneidade Apresenta:"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google