A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

TEMA: GEOPOLÍTICAS ASIÁTICAS Carolina Spadini Gabriel Bresciani Gustavo Belloto Rafael Cameron Raquel Caetano Eric Obi 3ºB.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "TEMA: GEOPOLÍTICAS ASIÁTICAS Carolina Spadini Gabriel Bresciani Gustavo Belloto Rafael Cameron Raquel Caetano Eric Obi 3ºB."— Transcrição da apresentação:

1 TEMA: GEOPOLÍTICAS ASIÁTICAS Carolina Spadini Gabriel Bresciani Gustavo Belloto Rafael Cameron Raquel Caetano Eric Obi 3ºB

2 SUBTEMA:

3

4 INTRODUÇÃO O objetivo do trabalho é contextualizar a Palestina, citando os principais fatos que a envolveram desde a sua formação. Além disso é importante mencionar e relacionar os países que tiveram e tem grande influência em seus conflitos, estes que são ocasionados por disputas de territórios e por questões religiosas. Ao longo deste trabalho iremos desenvolver tais ocorridos, tentando deixar clara a real intenção da Palestina junto aos paises envolvidos.

5 HISTÓRICO -Desde 2000 a.C. a Palestina era ocupada pelos judeus a.C. : unificação das tribos judaicas (regime monárquico) -Morte do rei Salomão acarretou na separação dos judeus para o reino de Israel e Judá -Uma das diásporas ocorridas foi na Palestina, quando estava sob domínio do Império Romano -século VII: conquista dos árabes -do século XIII até final da Primeira Guerra : domínio dos turco-otomanos -século XIX: Movimento Sionista (fim da primeira Guerra): Império Otomano deixa de existir -> Palestina é entregue a administração britânica pela Liga das Nações, devido à Declaração Balfour

6 -Crescimento da imigração judaica intensifica os conflitos entre judeus e árabes (fim da segunda Guerra): clima favorável à implementação de um Estado judeu -1947: Plano de Partilha da Palestina -1948: aprovação do plano e fundação do Estado de Israel -1949: desaparecimento do território palestino -1962: Criação da Organização para a Libertação da Palestina -1967: Guerra dos Seis Dias -1978: Camp David -1991: Conferência de Madrid -1993: Acordo de Paz de Oslo e criação da Autoridade Palestina -1994: Oslo I -1995: Oslo II HISTÓRICO

7 RELIGIÃO - Gaza: 98,7% muçulmanos sunitas, 0,7% cristãos e 0,6% judeus; - Cisjordânia: 75% muçulmanos sunitas, 17% judeus e 8% cristãos; - Luta pela Terra Santa

8 TERRORISMO Grupos terroristas relacionados a Palestina: Al Qaeda: grupo fundamentalista islâmico que possui financiadores para o desenvolvimento de ataques em diferentes pontos do planeta, além disso, detém ramificações da organização, configurando assim como uma atitude globalizada. Esse grupo surgiu no Oriente Médio, porém os ataques ocorrem nessa região e em outros pontos do planeta. Fatah (Movimento de Libertação Nacional da Palestina): é uma organização política e militar, fundado em 1959 pelo líder histórico dos palestinos, Yasser Arafat. Os membros desse grupo defendiam a luta armada e o uso do terrorismo para expulsar Israel dos territórios ocupados. Atualmente possui o presidente da Palestina, Mahmoud Abbas. Hamas (Movimento de Resistência Islâmica): Formado em 1987, por Ahmed Yassino atua em locais próximos à fronteira entre a Palestina e Israel buscando a formação do Estado Palestino através de atentados com homens bomba e outras modalidades. Brigada dos Martires de Al-Aqsa: grupo palestino terrorista que atua com ataques, atentados, rebeliões contra Israel. Tem ligações com o Fatah.

9 TERRORISMO Jihad Islâmico da Palestina (PIJ): formada por militantes palestinos, se concentra na destruição completa de Isrrael e no estabelecimento do Estado palestino. Liderança reside na Síria e no Líbano Frente para a libertação da Palestina(PLF): liderada por Muhammad Zaydan (Abu Abbas) até 2004 quando faleceu, foi acusada de patricinar o terrorismo contra Isrrael. Se localizava no Iraque até 2003 e hoje está fixada no Libano. Frente popular pela Libertação da Palestina (PFLP): operações se concentram na Síria, Líbano e Israel. Fundado em 1967 ve a luta palestina como uma revolução contra o imperialismo ocidental. Comando Geral da Frente Popular pela Libertação da Palestina (PFLP GC): Se especializou mais na luta do que na politica. Grupo contrario a OLP de Arafat e tem laços com a Síria e o Irã. Hezbollah (Partido de Deus): Fundado no Líbano em 1982 após a invasão israelense, nasceu com o objetivo de criar uma república islâmica, inspirado pelo sucesso da revolução iraniana. A idéia foi abandonada e o grupo começou a direcionar seus esforços para o combate à ocupação israelense.

10 HAMAS O Hamas é uma organização radical palestina que não reconhece a existência do Estado de Israel e que, desde junho de 2007, controla a Faixa de Gaza. Hamas é a abreviatura para Harakat Al-Muqawama al-Islamia (Movimento de Resistência Islâmica). Foi o primeiro a usar homens-bomba na região. Partido político, movimento de assistência social e grupo militar É considerado uma organização terrorista pela União Europeia, pelos Estados Unidos, pelo Canadá, pelo Japão e, claro, por Israel. Para muitos palestinos, entretanto, trata-se de uma organização beneficente, que presta ajuda e assistência nos lugares onde a Autoridade Nacional Palestina (ANP) falha. Foi também graças à atuação do Hamas que foram inaugurados hospitais, jardins-de-infância, escolas e pontos de distribuição de sopa nos territórios em conflito, o que permitiu que a organização ganhasse amparo junto à parte pobre da população palestina.

11 FATAH Partido político e grupo militar O Fatah é um partido secular, do qual fazia parte Yasser Arafat, e por muito tempo comandou a Palestina. Foi o partido que assinou a maior parte dos tratados de paz com Israel. Era uma espécie de "partido oficial" da Palestina. É muito mais moderado que o Hamas e aceita a existência de Israel. No entanto é exageradamente ineficiente e corrupto, e por isso perdeu as últimas eleições palestinas para o Hamas. Brigadas dos Mártires de Al-Aqsa, responsáveis por vários atentados nos últimos meses em Israel, são os mais radicais membros da organização.

12 ANP – AUTORIDADE NACIONAL PALESTINA ANP - A Autoridade Nacional Palestina, ou Autoridade Palestina, presidida por Yasser Arafat, é a organização oficial que administra a Cisjordânia e a Faixa de Gaza. Foi criada a partir de um acordo firmado em 1993 entre a OLP (Organização pela Libertação da Palestina) e Israel. Na primeira eleição para o legislativo e executivo da ANP, realizada em janeiro de 1996, Yasser Arafat foi eleito presidente. O acordo previa um mandato de cinco anos, que expiraria em 1999, quando então Israel e palestinos voltariam a negociar o status das áreas palestinas - o que não aconteceu, com a deterioração das relações entre os dois lados.

13 OLP – ORGANIZAÇÃO PARA LIBERTAÇÃO DA PALESTINA OLP - A Organização pela Libertação da Palestina é um grupo político criado em 1964 com o objetivo de criar um Estado palestino independente. Em 1994, a Autoridade Nacional Palestina assumiu muitas das funções administrativas e diplomáticas relativas aos territórios palestinos que antes eram desempenhadas pela OLP. Esta passou a ser uma espécie de guarda-chuva político e militar, abrigando facções como Al Fatah, As-Saiga e a Frente de Libertação da Palestina. A OLP tem três corpos: o Comitê Executivo, com 15 membros, que inclui representantes dos principais grupos armados; o Comitê Central, com 60 conselheiros e o Conselho Nacional Palestino, com 599 membros, que historicamente tem sido uma assembléia dos palestinos. A OLP também tem serviços de saúde, informação, saúde, finanças, mas desde 1994 passou estas responsabilidades para a ANP.

14 Em 15 de Novembro de 1988 surge o Estado Palestino. A OLP (Organiza ç ão de Liberta ç ão da Palestina) um grupo at é então terrorista, assume uma roupagem de partido pol í tico. Na lideran ç a de Yasser Arafat, detentor de um prêmio Nobel da Paz, diversos processos de negocia ç ão com Israel são conduzidos, na verdade iniciados nos Estaos Unidos pelo presidente Carter em 1977 no famoso encontro de Camp Davis. Em 15 de Novembro de 1988 surge o Estado Palestino. A OLP (Organização de Libertação da Palestina) um grupo até então terrorista, assume uma roupagem de partido político. Na liderança de Yasser Arafat, detentor de um prêmio Nobel da Paz, diversos processos de negociação com Israel são conduzidos, na verdade iniciados nos Estados Unidos pelo presidente Carter em 1977 no famoso encontro de Camp Davis. O ambiente empobrecido e abandonado na Palestina, instigado pelas lideranças que lutam por interesses próprios e pessoais na maioria das vezes, cria condições para surgimento de outros grupos radicais como o Hamas, Hezbolah, Fatah, etc. O Hamas fundado em 1987 tomou o poder nas urnas da OLP em 2006 e a situação começa a se agravar. Com raízes militares, radicais islâmicas e políticas alucinadas encontraram nas lideranças radicais israelenses parceiros simbióticos para suas pretensões e alimento para intolerância radical. Em 15 de Novembro de 1988 surge o Estado Palestino. A OLP (Organiza ç ão de Liberta ç ão da Palestina) um grupo at é então terrorista, assume uma roupagem de partido pol í tico. Na lideran ç a de Yasser Arafat, detentor de um prêmio Nobel da Paz, diversos processos de negocia ç ão com Israel são conduzidos, na verdade iniciados nos Estaos Unidos pelo presidente Carter em 1977 no famoso encontro de Camp Davis. POLÍTICA

15 O MAPA DA PAZ EXIGÊNCIAS: o fim da violência e a cooperação entre as partes. Assim, novas ondas de atentados terroristas por palestinos e ocupações militares por israelenses podem suspender o processo. Da mesma forma, discordâncias graves e conflitos diplomáticos entre as partes também podem suspender o processo. PRIMEIRA FASE abril de 2003 a maio de 2003 SEGUNDA FASE junho de 2003 a dezembro de 2003 TERCEIRA FASE 2004 a 2005

16 CONCLUSÃO Podemos concluir que o povo judeu deseja estabelecer um Estado Judeu sobre toda a terra de Israel, enquanto o povo palestino, da mesma forma, deseja estabelecer um Estado Palestino sobre toda aterra da Palestina. Ambas partes se alimentam de ódio mútuo, que nada poderá jamais fazer esquecer o sangue derramado. Israel possui um grande território, do qual esta sendo cercado por um grande muro como forma de divisão entre os dois povos e ao mesmo tempo como precaução a futuro ataques terroristas vindo da Palestina, este muro esta sendo considerado o novo muro de Berlim. Já a Palestina esta com um país em gestação, este que ocupa parte da Cisjordânia e a Faixa de Gaza. Este novo processo desencadeia novos conflitos de ambos lados, por muitos descordarem de tais ações, como por exemplo Israel sendo complacente ao ceder terras ao suposto país palestino que esta sendo criado.

17 ATUALIDADES DOIS+MILICIANOS+PALESTINOS+MORREM+EM+ATAQUE+DO+EXERCIT O+ISRAELENSE+EM+GAZA.htmlhttp://g1.globo.com/Noticias/Mundo/0,,MUL ,00- DOIS+MILICIANOS+PALESTINOS+MORREM+EM+ATAQUE+DO+EXERCIT O+ISRAELENSE+EM+GAZA.html - Globo Online PALESTINOS+QUE+TRABALHAM+EM+ASSENTAMENTOS+JUDAICOS+VIV EM+DILEMA.htmlhttp://g1.globo.com/Noticias/Mundo/0,,MUL ,00- PALESTINOS+QUE+TRABALHAM+EM+ASSENTAMENTOS+JUDAICOS+VIV EM+DILEMA.html - Globo Online deu_rw.shtmlhttp://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2009/08/090816_fatah_ju deu_rw.shtml - BBC Online

18 VÍDEOS M ISRAEL+CONVIDA+PALESTINA+A+RETOMAR+NEGOCI ACOES+DE+PAZ,00.htmlhttp://video.globo.com/Videos/Player/Noticias/0,,GI M ISRAEL+CONVIDA+PALESTINA+A+RETOMAR+NEGOCI ACOES+DE+PAZ,00.html - Globo Online /06/090629_gazapobreza_video.shtmlhttp://www.bbc.co.uk/portuguese/multimedia/2009 /06/090629_gazapobreza_video.shtml - BBC Online

19 EXERCÍCIOS (Unifesp) Leia as frases seguintes, sobre as dificuldades para a paz entre Israel e a Palestina. I. Destino de 3 milhões de refugiados palestinos dispersos pelos países vizinhos. II. Controle do Rio Jordão a partir das colinas de Golã, que estão sob domínio da Síria. III. Fim da Intifada, movimento de judeus pela aceitação do acordo de Oslo. IV. Definição da situação de Jerusalém, apontada como capital por judeus e considerada sagrada pelos palestinos. V. Presença de colônias judaicas em áreas destinadas ao estado Palestino. Está correto o que se afirma em: (A) I, II e IV, apenas. (B) I, III e V, apenas. (C) I, IV e V, apenas. (D) II, III e IV, apenas. (E) II, III e V, apenas.

20 EXERCÍCIOS (FUVEST 2009) Criado em 1948, o Estado de Israel acaba de completar 60 anos. Discorra sobre a) o contexto histórico internacional que levou à criação desse Estado; b) as razões históricas dos conflitos entre israelenses e palestinos, que persistem até hoje.

21 RESOLUÇÃO

22 BR&article=1195&menu=7&submenu=4 BR&article=1195&menu=7&submenu=4 palestina-e-israel-mapa-da-palestina-e-israel/ palestina-e-israel-mapa-da-palestina-e-israel/ estina estina PALESTINA/Paacutegina2.html PALESTINA/Paacutegina2.html Livro – Palestina e Israel BIBLIOGRAFIA

23 6-3-3


Carregar ppt "TEMA: GEOPOLÍTICAS ASIÁTICAS Carolina Spadini Gabriel Bresciani Gustavo Belloto Rafael Cameron Raquel Caetano Eric Obi 3ºB."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google