A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Um Olhar sobre a metrópole Aline Rosena nº 03 Déborah Lima nº 11 Dennis Marques nº 12 Gláucia Cota nº 17 Maryna Scocca nº 25 Natalie Almeida nº 27 2º A.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Um Olhar sobre a metrópole Aline Rosena nº 03 Déborah Lima nº 11 Dennis Marques nº 12 Gláucia Cota nº 17 Maryna Scocca nº 25 Natalie Almeida nº 27 2º A."— Transcrição da apresentação:

1 Um Olhar sobre a metrópole Aline Rosena nº 03 Déborah Lima nº 11 Dennis Marques nº 12 Gláucia Cota nº 17 Maryna Scocca nº 25 Natalie Almeida nº 27 2º A

2 Poluição Visual

3 Introdução Através desse trabalho, nos propusemos a lançar um olhar crítico acerca das grandes metrópoles mundiais, com enfoque em São Paulo. Escolhemos como tema a questão da poluição visual urbana, marcada pelo excesso de elementos que poluem e sobrecarregam as paisagens metropolitanas. Por mais que, ao pensarmos em problemas urbanos, os sistemas de saúde, educação e rodoviário venham de imediato à nossa mente, a questão da poluição visual deve ser considerada relevante, visto que interfere na produção de lixo (marcado pelos resíduos de materiais de propaganda) e mesmo no grau de atenção dos motoristas no trânsito, que acabam dividindo toda a sua concentração com os inúmeros anúncios publicitários, placas de sinalização viária, e o próprio lixo que se acumula nas principais vias de tráfego. Durante esse seminário, estaremos caracterizando em linhas gerais o que é a poluição visual, como ela se manifesta em São Paulo, as soluções viabilizadas pelos órgãos governamentais e ainda sua repercussão popular.

4 Dá-se o nome de poluição visual ao excesso de elementos ligados à comunicação visual dispostos em ambientes urbanos, especialmente em centros comerciais e de serviços. São exemplos: Cartazes; Anúncios; Propagandas; Banners; Totens; Placas.

5 vlDI/AAAAAAAAARs/JcoCqhCs5AI/s320/cartazes.bmp

6

7 g

8

9 Desconforto espacial e visual; Excesso desvaloriza e torna as cidades modernas em um espaço de promoção. Uso exagerado da propaganda.

10 Outros tipos de poluição visual são algumas atuações humanas que não estão necessariamente ligadas a publicidade tais como: Grafite; Pichações; Fios de eletricidade; Fios telefônicos; Edifícios com falta de manutenção; Lixo exposto; Outros resíduos urbanos.

11 pichado.jpg

12

13

14 - Uma das maiores preocupações sobre a poluição visual em vias públicas de intenso tráfego, é que podem ocorrer acidentes automobilísticos, pois o excesso de elementos ligados à comunicação visual concorrem pela atenção do espectador. Muitos países, como o Brasil, possuem mobilizações para o controle de sinalizações em diversas vias públicas. Temos como exemplo a Lei Cidade Limpa em São Paulo, que está em vigor desde o dia primeiro de janeiro de 2007.

15 - Segundo James Maskulka, professor de marketing de uma universidade americana, a partir de determinado ponto, a quantidade de informações e mensagens passa a criar uma sensação de irritação que acaba por surtir o efeito inverso ao que se pretendia inicialmente, ou seja, não permite a adequada absorção das mensagens.

16 Isso é contraprodutivo. O mais adequado nem sempre é o maior, o que salta aos olhos. A atenção do consumidor é dividida com o trânsito, o rádio, a pessoa que está sentada ao lado no carro. Para o comerciante que quer divulgar o seu produto, chega a ser uma antipropaganda, uma mescla de informações dificulta distinguir o que está sendo divulgado. Marcos Lima – arquiteto especializado em Comunicação Visual

17 LEI CIDADE LIMPA Entrou em vigor em 1 de janeiro de Objetivo: eliminar a poluição visual em São Paulo, através da proibição de veículos de anúncio publicitário externos, tais como outdoors, banners, faixas, fachadas de prédios, backlights e frontlights. Além disso, a lei estipulou medidas padrões para as logomarcas de instalações comerciais, além de determinar o tamanho máximo permitido de toldos e totens. Penalidade: A multa estipulada para aqueles que veicularem propagandas irregularmente, seja o dono do painel, o anunciante ou mesmo o dono do terreno onde o painel se encontra, é de R$ 10 mil mensais. Caso a ordem municipal de retirada do anúncio não seja cumprida no prazo determinado, a multa é dobrada. Exceção: As únicas exceções à lei são o caso de painel que informe horário de atendimento ou de estacionamento, desde que nenhuma logomarca esteja em tal aviso; e os itens do mobiliário público urbano, como abrigos de ônibus e relógios de rua.

18 4/R9AG- NyPBgI/AAAAAAAAAFg/5y4WlSqlO10/s400/Cidade%252BLimpa.jpg&imgrefurl=htt p://midiaooh.blogspot.com/&usg=__IsOxRiN1x3WBseVwIlNQ9S6V- qs=&h=233&w=320&sz=31&hl=pt- PT&start=3&tbnid=cuKPrx2ZgAJh1M:&tbnh=86&tbnw=118&prev=/images%3Fq%3 DLei%2BCidade%2BLimpa%26gbv%3D2%26hl%3Dpt-PT%26sa%3DG / REPERCUSSÃO DA LEI Apesar de a lei Cidade Limpa ter contribuído consideravelmente pela despoluição visual de São Paulo, ela prejudicou o trabalho de publicitários e a própria divulgação comercial de muitas empresas; Como conseqüências à proibição de propagandas externas, destacamos o crescimento no número de anúncios em mídia interna, como em metrôs; e em veículos como a televisão e a internet; Em 28/09/06 houve uma passeata organizada por 30 empresários, que partiu da Avenida Paulista; A Lei obrigou os publicitários a buscar alternativas de manter seu trabalho, atraindo a atenção do público consumidor.

19 Conclusão Através da realização deste trabalho acerca do problema da poluição visual nas grandes metrópoles, com enfoque em São Paulo, pudemos antes de mais nada constatar que é possível sim encontrar soluções viáveis para alguns problemas urbanos, em especial os que há considerável tempo são vistos como insolucionáveis. No caso específico da capital paulista, a criação da rigorosa Lei Cidade Limpa, em 2006, contribuiu significantemente para que o número de propagandas veiculadas em outdoors, banners e painéis publicitários se reduzisse drasticamente, contribuindo também na redução de elementos que, visualmente, poluem a paisagem paulistana. A promulgação de tal Lei, mesmo que essa tenha sido muito contestada, deveria servir de exemplo para que outros problemas urbanos possam ser solucionados de forma semelhante à Lei Cidade Limpa.

20 Atualidade Lei pretende acabar com a poluição visual em SP 29 de dezembro de 2006 A matéria veiculada no Jornal Nacional em 29 de dezembro de 2006 relata os preparativos para a entrada em vigor da Lei Cidade Limpa, que ocorreu em janeiro de A lei, aprovada pela gestão Gilberto Kassab, foi uma medida radical em combate à poluição visual em São Paulo, visto que a fiscalização municipal não era suficiente para averiguar se as mais de 300 mil faixas publicitárias e os 5,5 mil outdoors que circulavam pela cidade encontravam-se dentro do cerco da legislação. A medida já provocava a oposição de comerciantes e empresas que anunciavam seus serviços nos veículos publicitários visuais, as quais perderiam milhões de reais por ano de veiculação.

21 Vídeo ESPECIALISTAS+DISCUTEM+A+POLUICAO+VISUAL+EM+BH,00.html LEI+CIDADE+LIMPA+TAMBEM+PROIBE+LAMBELAMBE,00.html

22 visitado em 10/08/09.http://www.mrfix.com.br/imagens/upload/garan_16.jpg paulista.jpg, visitado em 11/08/09.http://www.blogdacomunicacao.com.br/wp-content/uploads/2009/05/av- paulista.jpg visitado em 31/07/09.http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/meio-ambiente-poluicao-visual/ visitado em 14/08/09.http://sibberiano.files.wordpress.com/2008/06/imagem056xr2.jpg visitado em 11/08/09.http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/meio-ambiente-poluicao-visual/ LEI+CIDADE+LIMPA+TAMBEM+PROIBE+LAMBELAMBE,00.html, visitado em 09/08/09.http://video.globo.com/Videos/Player/Noticias/0,,GIM LEI+CIDADE+LIMPA+TAMBEM+PROIBE+LAMBELAMBE,00.html visitado em 10/08/09http://www.itajuba.mg.gov.br/noticias09/propaganda.jpg Cs5AI/s320/cartazes.bmp, visitado em 19/08/09.http://2.bp.blogspot.com/_VIPYaL7Wer8/SfG7267vlDI/AAAAAAAAARs/JcoCqh Cs5AI/s320/cartazes.bmp visitado em 19/08/09.http://www.samuelcelestino.com.br/fotos/editor/Image/sujeira.jpg 5vGuY/s400/POLUI%C3%87%C3%83O.jpg, visitado em 18/08/09.http://3.bp.blogspot.com/_x2RLcXPussE/ShYvLxY7OII/AAAAAAAAD4s/XXIswp 5vGuY/s400/POLUI%C3%87%C3%83O.jpg Bibliografia

23 3 exercícios: 1 questão tipo teste; 1 questão dissertativa, a partir da interpretação do texto; 1 questão dissertativa a partir de uma imagem (quadro, tabela, foto, mapa, gráfico). Exercícios

24 a) a remoção constante de áreas verdes para facilitar a construção de moradias e demais edificações necessárias em uma cidade tem pouco impacto sobre a qualidade de vida urbana. 3. (UNESP) As grandes cidades no Brasil e no mundo sofrem vários problemas relacionados à sua qualidade de vida. Aspectos como poluição visual, conforto térmico, ruídos excessivos, entre outros, causam transtornos aos seus moradores. Nesse sentido, c) os problemas com ruídos excessivos são incontornáveis em qualquer cidade, pois a tecnologia cada vez mais sofisticada dos veículos automotores não solucionou a emissão de ruídos dos veículos. d) o conforto térmico, os ruídos excessivos e a poluição visual não estão entre os principais problemas de uma grande cidade. e) a expansão de bairros populares em cidades de países subdesenvolvidos não solucionou os problemas de conforto térmico, pois são residências térreas localizadas em áreas espaçosas das periferias. b) a legislação tem papel fundamental na regulamentação da colocação de placas de sinalização e propagandas no que diz respeito à poluição visual.

25 QUESTÃO DISSERTATIVA: Observe as fotografias que seguem ao lado. Ambas foram tiradas em um ponto fixo da Marginal Pinheiros, sendo a primeira no período anterior à implantação da Lei Cidade Limpa em São Paulo, e a segunda, no período posterior. O que mudou na paisagem desse local após a proibição dos veículos publicitários visuais na capital paulistana? Que benefícios essas mudanças possivelmente trouxeram aos motoristas que circulam por esse trecho da Marginal diariamente? RESPOSTA: Nota-se que os outdoors que veiculavam anúncios publicitários ao lado direito das pistas da Marginal foram desativados, eliminando elementos da paisagem que, comumente falando, roubavam a atenção dos motoristas que circulavam por essa importante via paulistana. Assim, os riscos de um acidente no local em função de um motorista ter se distraído se reduzem consideravelmente.

26 QUESTÃO DISSERTATIVA II Conforme já foi lhes apresentado no decorrer do seminário, a lei Cidade Limpa dividiu a opinião pública, já que apesar de ter reduzido consideravelmente o problema da poluição visual em São Paulo, desagradou comerciantes e empresários por suas medidas rigorosas demais no que diz respeito à veiculação de anúncios publicitários. Considerando a Lei como um todo, aponte os principais aspectos positivos e negativos de sua promulgação, e em seguida, posicione-se a favor de um dos pontos de vista que dividem a opinião pública: a favor ou contra a lei da maneira como ela entrou em vigor. Caso seu posicionamento mescle os argumentos de ambos os pontos de vista, sugira pontos que poderiam ser mudados na Lei, de forma que a poluição visual continuasse retida e o comércio não saísse prejudicado.


Carregar ppt "Um Olhar sobre a metrópole Aline Rosena nº 03 Déborah Lima nº 11 Dennis Marques nº 12 Gláucia Cota nº 17 Maryna Scocca nº 25 Natalie Almeida nº 27 2º A."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google