A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Alessandra Capura nº02 Bianca Filippini nº06 Carolina Franco nº07 Natalie Yoshida nº28 Tamiris Abait nº31 Victória Fratti nº36.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Alessandra Capura nº02 Bianca Filippini nº06 Carolina Franco nº07 Natalie Yoshida nº28 Tamiris Abait nº31 Victória Fratti nº36."— Transcrição da apresentação:

1

2 Alessandra Capura nº02 Bianca Filippini nº06 Carolina Franco nº07 Natalie Yoshida nº28 Tamiris Abait nº31 Victória Fratti nº36

3 Com este trabalho iremos apresentar o olhar sobre a metrópole do ângulo das dificuldades que os jovens enfrentam vivendo em grandes cidades como São Paulo e também em comparação com outras grandes metrópoles brasileiras. Nossa abordagem principal será a violência que os jovens sofrem, nos seus mais diversos meios de expressão. Art. 4º É dever da família, da comunidade, da sociedade em geral e do poder público assegurar, com absoluta prioridade, a efetivação dos direitos referentes à vida, à saúde, à alimentação, à educação, ao esporte, ao lazer, à profissionalização, à cultura, à dignidade, ao respeito, à liberdade e à convivência familiar e comunitária.

4 Art. 69. O adolescente tem direito à profissionalização e à proteção no trabalho, observados os seguintes aspectos, entre outros: I - respeito à condição peculiar de pessoa em desenvolvimento; II - capacitação profissional adequada ao mercado de trabalho.

5

6 Art. 8º É assegurado à gestante, através do Sistema Único de Saúde, o atendimento pré e perinatal.

7 Art. 53. A criança e o adolescente têm direito à educação, visando ao pleno desenvolvimento de sua pessoa, preparo para o exercício da cidadania e qualificação para o trabalho, assegurando-se-lhes: I - igualdade de condições para o acesso e permanência na escola; II - direito de ser respeitado por seus educadores; III - direito de contestar critérios avaliativos, podendo recorrer às instâncias escolares superiores; IV - direito de organização e participação em entidades estudantis; V - acesso à escola pública e gratuita próxima de sua residência.

8

9 Art. 17. O direito ao respeito consiste na inviolabilidade da integridade física, psíquica e moral da criança e do adolescente, abrangendo a preservação da imagem, da identidade, da autonomia, dos valores, idéias e crenças, dos espaços e objetos pessoais.

10 Art. 75. Toda criança ou adolescente terá acesso às diversões e espetáculos públicos classificados como adequados à sua faixa etária. Art. 76. As emissoras de rádio e televisão somente exibirão, no horário recomendado para o público infanto juvenil, programas com finalidades educativas, artísticas, culturais e informativas.

11 Art. 81. É proibida a venda à criança ou ao adolescente de: I - armas, munições e explosivos; II - bebidas alcoólicas; III - produtos cujos componentes possam causar dependência física ou psíquica ainda que por utilização indevida.

12

13 "O que eu consigo ver é só um terço do problema É o Sistema que tem que mudar Não se pode parar de lutar Se não não muda A Juventude tem que estar a fim Tem que se unir O abuso do trabalho infantil, a ignorância Só faz destruir a esperança Tendo como base o trecho acima da música Não é Sério, da banda Charlie Brown Jr. com a cantora Negra Li, analise e reflita sobre o papel do Sistema na vida dos jovens que vivem nas grandes metrópoles. Aborde o que é feito e o resultado dessas ações e cite o que poderia ser mudado para melhorar as condições de vida dos jovens.

14 Resposta: O Sistema nada mais é do que o governo, falando-se de forma mais abrangente. O dever do governo e propiciar aos adolescentes tudo aquilo que seus direitos clamam. Porém percebemos uma série de falhas do Sistema em grandes metrópoles como São Paulo. Há precariedade no atendimento hospitalar básico para casos emergenciais ou não; faltam escolas, professores, material escolar e escolas que atendam os direitos básicos que os jovens tem à educação; falta lazer seguro associado com uma válvula de escape para a violência e falta também instrução sobre ocorrências sobre a gravidez na adolescência. Se as verbas fossem melhor direcionadas e trabalhos sociais fossem mais amparados e divulgados poderíamos tem um quadro melhor que o atual.

15 Analisando essas duas figuras, o que se pode afirmar sobre a fome que assola as crianças e jovens das grandes metrópoles?

16 Resposta: Se vivemos em um país onde há a presença da fome, mas também há a presença de crianças que sofrem de obesidade, podemos afirmar que há uma má administração de alimentos. Má administração no sentido de que aqueles que tem o que comer abusam do alimento e comem mais do que o considerado saudável e há gente que morre, literalmente, de fome e que tem que mendigar na rua para conseguir alimento. Tanto a fome como a obesidades são problemas que afetam a saúde dos jovens que vivem nas grandes metrópoles.

17 A adolescência e juventude são temas corriqueiros que estão presentes desde matérias em jornais, revistas e televisão como nas discussões escolares. Os temas abordados, assim como aqueles abordados em nosso trabalho, são do conhecimento de todos, mas nada de efetivo é feito. De alguns anos para cá podemos notar alguma melhora em taxas como a de gravidez na adolescência, mas ainda há muito que ser feito e melhoras só serão possíveis se a população for conscientizada e projetos já existentes forem apoiados.

18 mundo.html htm abuso-sexual-e-gravidez-na-infancia-em-sao-paulo-cresceu-o-numeros-de- gestacoes-entre-meninas-entre-10-e-14-anos-&catid=56:mulher2&Itemid=174


Carregar ppt "Alessandra Capura nº02 Bianca Filippini nº06 Carolina Franco nº07 Natalie Yoshida nº28 Tamiris Abait nº31 Victória Fratti nº36."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google