A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Analgesia pós Operatória Dr. Leonardo Reis. Dor pós Operatória Reação fisiológica ao trauma, distensão visceral ou doença Manifestações autonômicas e.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Analgesia pós Operatória Dr. Leonardo Reis. Dor pós Operatória Reação fisiológica ao trauma, distensão visceral ou doença Manifestações autonômicas e."— Transcrição da apresentação:

1 Analgesia pós Operatória Dr. Leonardo Reis

2 Dor pós Operatória Reação fisiológica ao trauma, distensão visceral ou doença Manifestações autonômicas e psicológicas

3 Analgesia Qualidade de vida Melhora das funções orgânicas Redução stress psicológico Recuperação das atividades Capacidade para cuidados próprios Alta hospitalar mais precoce

4 Locais de Ação dos Analgésicos

5

6

7 Reações Adversas da Dor Sistema Respiratório Tensão Muscular Hipoxemia Complacência Pulmonar Hipercarbia Alteração V/Q Atelectasia Pneumonia

8 Reações Adversas da Dor Sistema Endócrino ACTH Catabolismo Proteico Cortisol Lipólise / ICC Glucagon Hiperglicemia Epinefrina Insulina Testosterona Anabolismo Aldosterona Retenção Sal e Água ADH ICC Catecolaminas Vasoconstrição Angiottensina II Contratilidade Miocárdio FC

9 Reações Adversas da Dor Sistema Cardiovascular Trabalho Cardíaco Arritmias Angina Infarto ICC

10 Reações Adversas da Dor Sistema Imunológico Linfopenia Resposta Imunológica SRE Leucocitose Atividade Linfócito T

11 Reações Adversas da Dor Coagulação Adesão Plaquetária Fenômenos Tromboembólicos Fibrinólise Ativação Cascata Coagulação

12 Reações Adversas da Dor Sistema Gastro-intestinal Tônus Esfíncter Íleo Tônus Muscular

13 Reações Adversas da Dor Sistema Genito-urinário Tônus Esfíncter Retenção Urinária Tônus Muscular

14 Avaliação da Dor Intensidade Local Duração Fatores de Piora Fatores de Melhora

15 Sir Charles Bell

16 Leonardo da Vinci

17

18

19 Vias de Administração Endovenosa Intramuscular Oral Subcutânea Transdérmica Retal Peridural

20 Vias de Administração Transdérmica Duração prolongada Uso doméstico Difícil titulação da dose Níveis séricos estáveis Facilidade de uso Indolor Efeitos colaterais Vômitos

21 Vias de Administração Retal Aspectos culturais Facilidade Não invasiva Indolor Vômitos Uso doméstico Latência longa

22 Vias de Administração Oral Facilidade Uso doméstico Baixo custo Difícil titulação da dose Limitações Vômitos Latência longa

23 Vias de Administração Subcutânea Latência curta a moderada Absorção menos previsível Dolorosa Múltiplas punções Cateter contínuo Pct sem acesso venoso Dose resgate

24 Vias de Administração Intramuscular Absorção previsível Dose resgate Latência moderada Inconvenientes Necessidade de acesso Irritação / Infecção local Intra-hospitalar Dor / Stress

25 Vias de Administração Endovenosa Absorção previsível Latência curta Dose resgate PCA Inconvenientes Necessidade de acesso Flebites Intra-hospitalar

26 Vias de Administração Peridural Absorção previsível Latência curta a moderada Muito potente PCA Inconvenientes Permanência curta (3dias) Retenção urinária Prurido Depressão respiratória

27 Variação do Nível Sérico

28 Avaliação da Analgesia Alívio Total Ajustar Dose Parcial Nulo Duração Suficiente Ajustar Intervalo Insuficiente Efeitos Colaterais Selecionar Drogas

29 Esquemas Dor Leve Associar 2 Cetoprofeno 100mg IV / VO12/12hs Dipirona 1g IV / VO 6/6hs Lisador 2ml VO6/6hs Diclofenaco 1cp VO8/8hs Resgate Lisador 1amp IM8/8hs Tylex 30mg IV / VO6/6hs

30 Esquemas Dor Moderada Cetoprofeno 100mg IV / VO12/12hs Tramadol 100mg IV6/6hs Tylex 30mg VO6/6hs Nalbufina 10mg IV6/6hs Resgate Lisador 1amp IM6/6hs Nalbufina 10mg IM6/6hs Dolantina 1amp IV8/8hs

31 Esquemas Dor Intensa Cetoprofeno 100mg IV / VO12/12hs Lisador 1cp VO4/4hs Tramadol 100mg IV / VO4/4hs Morfina 1mg/kg SC4/4hs Morfina 5-10mg VO4/4hs Tylex 30mg VO4/4hs Resgate Lisador 1amp IM4/4hs Dolantina 1 amp IV6/6hs Morfina 2mg IV15/15min

32 Observações Nalbufina antagonisa outros opióides Não associar opióides em paciente com cateter Efeito sinérgico dos AINE Esquemas de transição Mudança no nível de dor Alta domiciliar

33 Eficiência

34

35 A Recompensa Um Sorriso


Carregar ppt "Analgesia pós Operatória Dr. Leonardo Reis. Dor pós Operatória Reação fisiológica ao trauma, distensão visceral ou doença Manifestações autonômicas e."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google