A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Secretaria do Verde e do Meio Ambiente – SVMA Departamento de Controle da Qualidade Ambiental - DECONT Avaliação do Potencial de Contaminação do Terreno.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Secretaria do Verde e do Meio Ambiente – SVMA Departamento de Controle da Qualidade Ambiental - DECONT Avaliação do Potencial de Contaminação do Terreno."— Transcrição da apresentação:

1 Secretaria do Verde e do Meio Ambiente – SVMA Departamento de Controle da Qualidade Ambiental - DECONT Avaliação do Potencial de Contaminação do Terreno

2 DADOS TÉCNICOS R2V / 390 uni / ,09m² (área de terreno) Localização: Rua Tabor x Rua Manifesto Ipiranga – São Paulo – SP

3 Avaliação Preliminar

4

5 Fonte – Área entre as Ruas Tabor e do Manifesto - Situação sem escala. Delimitação da Área. N Rua Tabor Rua do Manifesto Localização

6 Fonte – Área entre as Ruas Tabor e do Manifesto - Situação sem escala. Delimitação da Área. N Rua Tabor Rua do Manifesto Localização

7 Fonte – Área entre as Ruas Tabor e do Manifesto - Situação sem escala. Delimitação da Área. N Rua Tabor Rua do Manifesto Figura de Localização

8 Fonte – Google Earth - Área entre as Ruas Tabor e do Manifesto - Situação sem escala. Delimitação da Área. N Rua Tabor Rua do Manifesto Localização

9 Fonte PMSP / SVMA Novembro de 2008

10 Coleta de amostras de solo e água subterrânea Análises químicas para os parâmetros: Compostos Orgânicos Voláteis (VOC); Compostos Orgânicos Semi Voláteis (SVOC); Metais. Nível dágua do aqüífero local entre 2,48m e 3,80m. Investigação Confirmatória

11

12 Análises químicas - solo Metais (antimônio, bário, cádmio, chumbo, mercúrio, níquel e zinco) Concentrações acima dos Valores de Intervenção (CETESB, 2005) Análises químicas - água subterrânea Concentrações abaixo dos Valores de Intervenção (CETESB, 2005; Portaria 518 do Ministério da Saúde) Investigação Confirmatória

13 Primeira etapa - coleta de 18 amostras de solo em diferentes profundidades, Análise dos metais antimônio, bário, cádmio, chumbo, mercúrio, níquel e zinco. Segunda etapa – coleta de 28 amostras de solo em diferentes profundidades Delimitar a área impactada pelos metais antimônio e zinco. Confeccionados mapas de isoconcentração de: antimônio (0,5m, 1,0m e 2,0m); zinco (0,5 e 1,0m); bário, cádmio, chumbo, mercúrio e níquel (0,5m ). Investigação Detalhada

14 Mapa de isoconcentração Antimônio 0,5 m

15 Mapa de isoconcentração Antimônio 1,0 m

16 Área total impactada por Antimônio

17 Resultados - Risco não carcinogênico para a ingestão e contato dermal com solo contaminado. Trabalhadores da área estarão sujeitos a risco por contato. - Para os trabalhadores temporários, foi recomendado: O uso de EPIs apropriados (luvas e máscaras); Acompanhamento dos serviços com responsável técnico de segurança do trabalho. Avaliação de risco à saúde humana

18 Plano Executivo de Intervenção da Obra No gerenciamento do risco serão adotadas Medidas de controle institucional; Medidas de engenharia, Remediação. Medidas institucionais e de engenharia: Não utilização da água subterrânea; As obras de escavação não interceptarão o lençol freático do empreendimento; (idealizado de forma a não intervir no nível dágua); Cobertura das áreas impermeáveis, não contaminadas, por uma camada de solo natural. Remediação Remoção do solo contaminado e sua destinação adequada. (nas áreas permeáveis haverá remoção e substituição do solo superficial) Não haverá interceptação do lençol freático.

19 Solo a ser removido em diferentes profundidades

20 Amostragem do solo remanescente

21 Amostragem para destinação do Solo

22 Fonte : ConAm Consultoria Ambiental

23

24

25

26 Parecer Técnico n° 018/07/CIPN Manifestação favorável da CETESB Descaracterização da área, classificada como ZUPI, Lei Municipal /2004 Parecer Técnico n° 022/07/CIPN Manifestação favorável da CETESB Plano de Intervenção

27 Empreendedores solicitam aprovação de projeto de parcelamento, uso e ocupação do solo na fase de investigação preliminar / confirmatória; e, O tempo exigido para a gestão dos problemas causados pela contaminação ocorrido em uma área é maior que o requerido na aprovação de projetos. Aspectos considerados na gestão de áreas contaminadas

28 Aprovação de projetos após investigação detalhada e avaliação de risco; Controlar a transferência de passivos para garantir a eficácia da remediação para novos usos; e, O papel da Prefeitura no gerenciamento de áreas contaminadas

29 Adotar controles institucionais: Restrições de uso; Restrições grafadas em escritura; Restrições de transferência de propriedade; Exigências de registro em cadastro; e, Estabelecimento de zonas de restrição. O papel da Prefeitura no gerenciamento de áreas contaminadas

30 Departamento de Controle da Qualidade Ambiental – DECONT Divisão Técnica de Licenciamento Ambiental – DECONT-2 Grupo Técnico de Áreas Contaminadas - GTAC


Carregar ppt "Secretaria do Verde e do Meio Ambiente – SVMA Departamento de Controle da Qualidade Ambiental - DECONT Avaliação do Potencial de Contaminação do Terreno."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google