A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

FUNDAMENTAL A/2007 MÓDULO IX – LEI DE ADORAÇÃO ____________________________________________________________________.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "FUNDAMENTAL A/2007 MÓDULO IX – LEI DE ADORAÇÃO ____________________________________________________________________."— Transcrição da apresentação:

1 FUNDAMENTAL A/2007 MÓDULO IX – LEI DE ADORAÇÃO ____________________________________________________________________

2 De vez em quando, com a evolução da ciência, surgem aqueles que apregoam o fim da crença em Deus. Foi assim, quando da revolução industrial e também em meados do século XX Foi assim, quando da revolução industrial e também em meados do século XX - a ciência criava maravilhas que iriam solucionar todos os problemas humanos. Deus não era mais necessário. Deus não era mais necessário.

3 Será isso verdade? Houve um aumento de problemas? A influência da ausência de Deus nisso. Ou persiste ainda a crença em Deus e a necessidade de adorá-Lo? Baba yetu- antes das respostas

4 Significados de adoração Segundo o Dicionário Houaiss: - ato ou efeito de adorar, que está intimamente relacionado à palavra veneração, culto que se rende a alguém ou a algo considerado divindade. - ato ou efeito de adorar, que está intimamente relacionado à palavra veneração, culto que se rende a alguém ou a algo considerado divindade. No sentido vulgar: - prestar culto à divindade.

5 Segundo Espiritismo: - consiste na elevação do pensamento a Deus. Deste, pela adoração, aproxima o homem a sua alma

6 A adoração está na lei natural - é um sentimento inato do ser humano; - sempre existiu entre todos os povos, embora de formas diferentes: - deuses vingativos; - deuses guerreiros; - deuses que necessitavam de agrados; - animais ferozes; - fenômenos da natureza, etc.

7

8 Conceito da palavra deus, entre os antigos - sua acepção era muito ampla, era uma qualificação genérica, que se dava a todo ser existente fora das condições humanas; - sua acepção era muito ampla, era uma qualificação genérica, que se dava a todo ser existente fora das condições humanas; - tudo que representasse um poder maior que o do ser humano, era adorado como um deus. - tudo que representasse um poder maior que o do ser humano, era adorado como um deus.

9 Evolução da adoração A adoração evoluiu acompanhando o processo evolutivo do ser humano. Aperfeiçoando-se intelectual e moralmente, o homem também aperfeiçoa sua concepção de Deus e a sua forma de adorá-lo

10 A adoração verdadeira é de coração. Em todas as nossas ações Deus prefere os que o adoram do fundo do coração, com sinceridade, fazendo o bem e evitando o mal. Deus prefere os que o adoram do fundo do coração, com sinceridade, fazendo o bem e evitando o mal.

11 A prece: importância, eficácia e ação.

12 Conceito de Prece A prece é um ato de adoração. Orar a Deus é pensar nele; é aproximar- se dele; é pôr-se em comunicação com Ele. Pela prece podemos fazer três coisas: louvar, pedir, agradecer. (LE: 659)

13 Mecanismo da prece A prece é uma das maiores forças do Universo. A nossa prece chega até Deus por meio do pensamento e da vontade, que atuam sobre o Fluido Universal, propagando-se em forma de ondas, mais rápido do que a velocidade da luz. TORCHI, CHRISTIANO. Espiritismo passo a passo com Kardec. Rio de Janeiro: Federação Espírita Brasileira, p.105.

14 A mente atua como estação receptora e emissora de ondas magnéticas. Por isso, não há distância para a prece. TORCHI, CHRISTIANO. Espiritismo passo a passo com Kardec. Rio de Janeiro: Federação Espírita Brasileira, p.105.

15 O Espectro Eletromagnético

16 A prece é um processo de comunicação em duas vias, que estabelecido, nos traz como retorno a energização positiva do plano espiritual superior. Ela renova e fortifica as energias sutis que circulam nosso perispírito.

17 Na prece, a concentração é essencial para maximizar nossas potencialidades energéticas de comunicação com o plano espiritual. Alta concentração Baixa concentração

18 Já afirmara Kardec, em O Livro dos Espíritos: Já afirmara Kardec, em O Livro dos Espíritos:... Pois que ao Espírito é possível tão grande ação sobre a matéria elementar, concebe-se que lhe seja dado não só formar substâncias, mas também modificar-lhes as propriedades, fazendo para isto a sua vontade o efeito de reativo... É a prece, pois, ferramenta fundamental para que alteremos nossa realidade, para que possamos construir nossa felicidade. Utilizando a prece sincera e verdadeira para estabilizar nossos pensamentos e sintonizá-lo com as vibrações do bem, estimularemos nosso pensamento construtivo, que mantido no dia-a-dia, nos levara a um futuro melhor, a uma nova realidade.

19 P r e c e PensamentoPotencializado Construção de uma nova realidade

20 Há quem conteste a eficácia da prece, com fundamento no princípio de que, conhecendo Deus as nossas necessidades, inútil se torna expor-lhas Há quem conteste a eficácia da prece, com fundamento no princípio de que, conhecendo Deus as nossas necessidades, inútil se torna expor-lhas... OPINIÃO PESSOAL: Em verdade, na prece somos nós que conhecemos Deus, e não o contrário. Com este conhecimento, poderemos construir, criar

21 A prece ou oração é uma forma de comunicação com Deus, com seus prepostos, com a espiritualidade superior. A prece ou oração é uma forma de comunicação com Deus, com seus prepostos, com a espiritualidade superior. A prece nada tem de mística ou de ritualística, sendo um recurso valioso a disposição das pessoas como forma de ligação direta com os planos superiores da Criação. A prece nada tem de mística ou de ritualística, sendo um recurso valioso a disposição das pessoas como forma de ligação direta com os planos superiores da Criação. A prece é na verdade um chamamento ÀQUELE A QUEM ORAMOS, para uma conversa íntima, onde se abre a mente e o coração, onde a verdade do que somos, do que sentimos e do que pensamos deve aflorar, num processo de confiança, de fé, de certeza e de verdade. A prece é na verdade um chamamento ÀQUELE A QUEM ORAMOS, para uma conversa íntima, onde se abre a mente e o coração, onde a verdade do que somos, do que sentimos e do que pensamos deve aflorar, num processo de confiança, de fé, de certeza e de verdade. A prece verdadeira, é aquela que vem do fundo do coração, do interior do espírito, repleta de verdade e sinceridade, sentida e vivida em cada uma de suas palavras. A prece verdadeira, é aquela que vem do fundo do coração, do interior do espírito, repleta de verdade e sinceridade, sentida e vivida em cada uma de suas palavras.

22 Algumas considerações correlatas: Algumas considerações correlatas: a prece não tem uma fórmula. Não existe uma prece mais poderosa no que se refere a sua fórmula ou forma; a prece não tem uma fórmula. Não existe uma prece mais poderosa no que se refere a sua fórmula ou forma; a simples repetição de palavras não constitui uma prece. Recitar palavras de nada adianta. É preciso que cada palavra tenha um profundo significado e nossa mente e coração; a simples repetição de palavras não constitui uma prece. Recitar palavras de nada adianta. É preciso que cada palavra tenha um profundo significado e nossa mente e coração; Quantidade e repetição não tornam a prece mais eficiente. Apenas a ritualiza e faz com que perca sua eficácia; Quantidade e repetição não tornam a prece mais eficiente. Apenas a ritualiza e faz com que perca sua eficácia; A prece só tem valor pelo pensamento que lhe está conjugado. Uma só palavra pode ser poderosa prece; A prece só tem valor pelo pensamento que lhe está conjugado. Uma só palavra pode ser poderosa prece;

23 A prece não tem finalidade de barganhar com o plano maior, que não necessita de trocas materiais, mas socorre a quem verdadeiramente tem bons propósitos, manifestados de forma inequívoca nas energias que emitimos ao orar; A prece não tem finalidade de barganhar com o plano maior, que não necessita de trocas materiais, mas socorre a quem verdadeiramente tem bons propósitos, manifestados de forma inequívoca nas energias que emitimos ao orar; a prece, por ser uma atitude íntima, independe de hora, local ou companhia. Sempre que possível, deve-se buscar condições que propiciem o recolhimento e a concentração; a prece, por ser uma atitude íntima, independe de hora, local ou companhia. Sempre que possível, deve-se buscar condições que propiciem o recolhimento e a concentração; a prece não necessita de gestos, de atitudes específicas, de sacrifícios, de qualquer espécie de ritual preparatório ou ainda de velas, flores, imagens, objetos, etc. a prece não necessita de gestos, de atitudes específicas, de sacrifícios, de qualquer espécie de ritual preparatório ou ainda de velas, flores, imagens, objetos, etc.

24 Poderemos utilmente pedir a Deus que perdoe as nossas faltas. Deus sabe discernir o bem do mal; a prece não esconde as faltas. Aquele que a Deus pede perdão de suas faltas só o obtém mudando de proceder. As boas ações são a melhor prece, por isso que os atos valem mais que as palavras. [LE - página 319 questão 661] Em verdade, o ato de pensar já é, em si mesmo, uma prece, porque pensando expedimos para fora de nós ondas de força mentelétrica, carregadas de peculiar magnetismo, que sensibilizam outras mentes ajustadas no mesmo plano de sentimentos e interesses.ato de pensarforça mentelétricasentimentos Orar, portanto, longe de ser atitude esporádica de alguns poucos, é exercício de todos, a todos os instantes, força de conexão que mantém as sintonias em ação, que forja acontecimentos, muitas vezes de importância e de conseqüências imprevisíveis. Daí a necessidade de vigilância mental dos discípulos do Senhor, porque as palavras enunciadas, na verbalização das preces, muito amiúde nada têm a ver com a essência das forças postas em movimento pelas mentes em atividade. 90] CORREIO ENTRE DOIS MUNDOS - Hernani T. Sant´Anna - Diversos Espíritos

25 O que poucas vezes lembramos, é que a prece não serve apenas para pedir, mas que serve, principalmente, para construir. Necessitamos compreender a possibilidade construtora de nosso pensamento. A possibilidade construtora de nosso pensamento é potencializada pela prece, ou seja, os pensamentos colocados na prece efetivamente se materializam, se expressados com verdade interior. O pensamento organiza a matéria. A prece é pensamento potencializado, e tem imenso potencial de estruturar, organizar e mudar a matéria.

26 Vibração é um processo mental de irradiação fluídica, ou seja: é a emissão de energias através da força do nosso pensamento direcionadas a algum objetivo específico. (Para maior compreensão queira, por favor, ler "Eficácia da Prece" e "Ação da Prece - Transmissão do pensamento" Evangelho Segundo o Espiritismo - Allan Kardec, Cap.XXVII )

27 Temos que lembrar também que a troca de energias propiciada pela prece, faz com que possamos absorver e metabolizar energias de vibração elevada, o que nos traz, em decorrência, bem estar, equilíbrio e aumento da saúde energética, física e mental. A importância de um pensamento equilibrado e positivo é tão fundamental, que Kardec nos trouxe a máxima: ORAR E VIGIAR. ORAR para elevar o pensamento e colocá-lo de forma construtiva e positiva. VIGIAR, para impedir que nosso pensamento descambe em padrões inferiores e que deterioram o bem e a felicidade.

28 1º ATO DO DIA: Importante: - Saber que há algo além da carne. - Humildade perante Deus Na prece, entramos no santuário da consciência. Que onde está a lei divina. ORAÇÃO é divina voz do espírito no grande silêncio do ego. Um diálogo misterioso se estabelece entre a alma sofredora e potência evocada – Música: Kitaro, tenku

29 PRECE = forma peculiar de desejo O HOMEM É UM SER DE DESEJO

30 ENTRAR EM CONTATO COM AS CORES DE JESUS O ser humano é esse local onde o universo toma consciência de si mesmo... o ser humano é este local onde o universo reza. O lugar onde o universo se reúne à Fonte de seu ser. Então, nunca rezamos sozinhos como também nunca rezamos por nós mesmos. O Pai-Nosso é a prece de Deus em nós. Dizer o Pai-Nosso é uma maneira de harmonizar nosso desejo, nosso desejo frequentemente disperso, com esse desejo do profeta, com esse desejo do sábio com esse desejo do Messias, com esse desejo de Deus em nós. rezar é revelar que é possível ao homem desejar o impossível FILHO DE DEUS, FRUTOS DO DIVINO

31 Se em minha vida não ajo como filho de Deus, fechando meu coração ao amor. Será inútil dizer: PAI NOSSO. Se em minha vida não ajo como filho de Deus, fechando meu coração ao amor. Será inútil dizer: PAI NOSSO.

32 Se os meus valores são representados pelos bens da terra. Será inútil dizer: QUE ESTAIS NO CÉU. Se os meus valores são representados pelos bens da terra. Será inútil dizer: QUE ESTAIS NO CÉU.

33 Se penso apenas em ser cristão por medo, superstição e comodismo. Será inútil dizer: SANTIFICADO SEJA O VOSSO NOME. Se penso apenas em ser cristão por medo, superstição e comodismo. Será inútil dizer: SANTIFICADO SEJA O VOSSO NOME.

34 Se acho tão sedutora a vida aqui, cheia de supérfluos e futilidade. Será inútil dizer: VENHA A NÓS O VOSSO REINO. Se acho tão sedutora a vida aqui, cheia de supérfluos e futilidade. Será inútil dizer: VENHA A NÓS O VOSSO REINO.

35 Se no fundo o que eu quero mesmo é que todos os meus desejos se realizem. Será inútil dizer: SEJA FEITA A VOSSA VONTADE. Se no fundo o que eu quero mesmo é que todos os meus desejos se realizem. Será inútil dizer: SEJA FEITA A VOSSA VONTADE.

36 Se prefiro acumular riquezas, desprezando meus irmãos que passam fome. Será inútil dizer: O PÃO NOSSO DE CADA DIA NOS DAI HOJE. Se prefiro acumular riquezas, desprezando meus irmãos que passam fome. Será inútil dizer: O PÃO NOSSO DE CADA DIA NOS DAI HOJE.

37 Se não me importo em ferir, injuriar, oprimir e magoar aos que atravessam o meu caminho Será inútil dizer: PERDOAI AS NOSSAS OFENSAS, ASSIM COMO NÓS PERDOAMOS A QUEM NOS TEM OFENDIDO. Se não me importo em ferir, injuriar, oprimir e magoar aos que atravessam o meu caminho Será inútil dizer: PERDOAI AS NOSSAS OFENSAS, ASSIM COMO NÓS PERDOAMOS A QUEM NOS TEM OFENDIDO.

38 Se escolho sempre o caminho mais fácil, que nem sempre é o caminho do Cristo. Será inútil dizer: E NÃO NOS DEIXEIS CAIR EM TENTAÇÃO. Se escolho sempre o caminho mais fácil, que nem sempre é o caminho do Cristo. Será inútil dizer: E NÃO NOS DEIXEIS CAIR EM TENTAÇÃO.

39 Se por minha vontade procuro os prazeres materiais e tudo o que é proibido me seduz. Será inútil dizer: LIVRAI-NOS DO MAL.... Se por minha vontade procuro os prazeres materiais e tudo o que é proibido me seduz. Será inútil dizer: LIVRAI-NOS DO MAL....

40 Se sabendo que sou assim, continuo me omitindo e nada faço para me modificar. Será inútil dizer: AMÉM. Se sabendo que sou assim, continuo me omitindo e nada faço para me modificar. Será inútil dizer: AMÉM.

41 Que Jesus nos inspire para a construção do novo milênio, fazendo-nos homens melhores num mundo melhor. A importância do lar nessa construção.... Que Jesus nos inspire para a construção do novo milênio, fazendo-nos homens melhores num mundo melhor. A importância do lar nessa construção....

42 O que é? - é uma reunião em família de estudo e reflexão dos ensinamentos de Jesus, à luz da Doutrina Espírita, tendo a prece como ligação com o Mestre. - é um ato de adoração a Deus; - deve ser realizado em hora e dias certos; O EVANGELHO NO LAR

43 O primeiro culto do Evangelho no lar foi realizado pelo próprio Jesus, na casa de Simão Pedro, conforme nos relata o espírito Neio Lúcio no livro Jesus no Lar. Naquela ocasião o mestre levou todos os presentes a refletirem que, se não conseguissem viver em harmonia no próprio lar, com seus entes mais próximos, como podemos intentar viver em paz fora do lar? Jesus deixava assim um roteiro seguro para nossas vidas e para o fortalecimento dos laços familiares O primeiro culto do Evangelho no lar foi realizado pelo próprio Jesus, na casa de Simão Pedro, conforme nos relata o espírito Neio Lúcio no livro Jesus no Lar. Naquela ocasião o mestre levou todos os presentes a refletirem que, se não conseguissem viver em harmonia no próprio lar, com seus entes mais próximos, como podemos intentar viver em paz fora do lar? Jesus deixava assim um roteiro seguro para nossas vidas e para o fortalecimento dos laços familiares

44 - prepara a melhoria do ambiente doméstico; - processo avançado de defesa exterior, pelas claridades espirituais que acende em torno; - aquele que ora traz consigo inalienável couraça. Daí, o lar que cultiva a prece se transforma em fortaleza. Qual a importância do Evangelho no Lar?

45 - O Evangelho Segundo o Espiritismo; - Evangelho em Casa; - Pão Nosso, Fonte Viva; - outras páginas evangélicas. Que livros devem ser estudados nessa reunião?

46 - não deve ultrapassar uma hora. Qual o tempo de duração da reunião?

47 Não. A reunião, sob assistência de benfeitores espirituais, não tem essa finalidade. Ela se destina ao esclarecimento evangélico, para aprendizado cristão, a fim de que seus participantes – tanto os encarnados, quanto para os Espíritos que ali comparecem – melhor se conduzam na jornada terrena. É conveniente a manifestação de Espíritos?

48 Sim. Mas os fluidos recebidos durante a reunião, pelo próprio fato de estarem presente em um ambiente harmonioso, já são suficientes para ajudar seus participantes a se manterem em equilíbrio. Pode-se colocar água para ser magnetizada?

49 A água, em face da sua constituição molecular, é elemento que absorve e conduz a bioenergia que lhe é ministrada. Quando magnetizada e ingerida, produz efeitos orgânicos compatíveis com o fluido de que se faz portadora. Porém, servirá de complemento a algum tratamento, como nos diz Bezerra de Menezes:

50 - a finalidade básica do Evangelho no Lar é de esclarecimento, mas, desde que alguém esteja necessitando, o passe pode ser aplicado. Pode-se aplicar passe, antes do encerramento?

51 1. Prece inicial; 2. Leitura e comentários de uma página do Evangelho; 3. Prece de encerramento. ETAPAS DO EVANGELHO NO LAR

52 1. A reunião pode ser enriquecida com uma leitura, antes da prece, de uma mensagem espírita de livro tipo Pão Nosso, Fonte Viva, etc. 2. É conveniente que a reunião tenha a duração máxima de uma hora, seja semanal, no mesmo dia e hora. 3. Evitar suspender ou interromper a reunião. 4. As crianças devem participar (adaptar a leitura). 5. Deve-se evitar comentários ou comparações que desmereçam pessoas ou religiões. 6. Evitar comunicações mediúnicas. Recomendações

53 ... o lar não é somente a moradia dos corpos, mas, acima de tudo, a residência das almas. O santuário doméstico que encontre criaturas amantes da oração e dos sentimentos elevados converte-se em campo sublime das mais belas florações e colheitas espirituais. (Missionários da Luz. Pelo Espírito André Luiz) Oportunidade de servos o evangelho em construção. Nós, espíritas, entendemos que


Carregar ppt "FUNDAMENTAL A/2007 MÓDULO IX – LEI DE ADORAÇÃO ____________________________________________________________________."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google