A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ANÁLISE DE MERCADO Nívea Cordeiro 2012. 2011 2 2012.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ANÁLISE DE MERCADO Nívea Cordeiro 2012. 2011 2 2012."— Transcrição da apresentação:

1 ANÁLISE DE MERCADO Nívea Cordeiro 2012

2 nivea@cordeiroeaureliano.com.br 2011 2 www.cordeiroeaureliano.com.br nivea@cordeiroeaureliano.com.br 2012

3 CCE: Busca de Oportunidades - Iniciativa – Busca de Informações

4 nivea@cordeiroeaureliano.com.br 2011 4 Atividades Próxima aula trazer o esboço da pesquisa para os clientes; 1ª Avaliação (História do Livro O Segredo de Luisa) – 29/03/2012 Datas para a entrega da pesquisa e análise dos dados: –Pesquisas e Análises: Clientes, Concorrentes e Fornecedores: 09 pontos – 12/04/2012 –Identidade visual do negócio: 06 pontos – 26/04/2012

5 Mercado Consumidor

6 nivea@cordeiroeaureliano.com.br 2011 6 Dinâmica Filme: O Homem de uma banda só

7 nivea@cordeiroeaureliano.com.br 2011 7

8 8 Esta é uma das etapas mais importantes da elaboração do plano. É hora de conhecer o mercado. Mercado é toda relação envolvendo oferta e a procura.

9 nivea@cordeiroeaureliano.com.br 2011 9 Esta é uma das etapas mais importantes da elaboração do plano. Análise de mercado nada mais é do que a observação acurada das características do mercado escolhido (clientes, concorrentes e fornecedores);

10 nivea@cordeiroeaureliano.com.br 2011 10 Esta é uma das etapas mais importantes da elaboração do plano. Como poderemos saber se de fato os clientes comprarão o produto de uma empresa? E mais: sem clientes não há negócios;

11 nivea@cordeiroeaureliano.com.br 2011 11 Esta é uma das etapas mais importantes da elaboração do plano. Os clientes não compram apenas produtos, mas soluções para algo que precisam ou desejam. Você pode identificar essas soluções se conhecê-los melhor. É preciso coletar informações sobre o mercado.

12 nivea@cordeiroeaureliano.com.br 2011 12 Para tanto, serão colhidos dados: a)Dado primários Obtidos diretamente na fonte, por meio de entrevistas, questionários, observações.

13 nivea@cordeiroeaureliano.com.br 2011 13 Para tanto, serão colhidos dados: b) Dados secundários Obtidos pela pesquisa em livros, publicações, anuários etc.

14 nivea@cordeiroeaureliano.com.br 2011 14 Para identificar o mercado consumidor, precisamos determinar nosso cliente-alvo, fazendo uma segmentação demográfica e cultural.

15 nivea@cordeiroeaureliano.com.br 2011 15 Por fim, definir uma amostra e aplicar a ela a pesquisa.

16 nivea@cordeiroeaureliano.com.br 2011 16 Público alvo = é o grupo particular de clientes que estão mais interessados e dispostos a pagar pelos nossos produtos e serviços.

17 nivea@cordeiroeaureliano.com.br 2011 17 Segmentação demográfica = definição de um conjunto de características (sexo, idade, classe social, área de atuação) que formam o perfil do cliente (pessoa física ou jurídica);

18 nivea@cordeiroeaureliano.com.br 2011 18 Segmentação cultural = consiste na identificação das preferências particulares do consumidor relacionadas com a sua personalidade (gostos, valores, costumes, preferências, o que pensam, fatores decisivos para a compra).

19 nivea@cordeiroeaureliano.com.br 2011 19 População = conjunto de pessoas com características similares sobre as quais temos interesse em pesquisar.

20 nivea@cordeiroeaureliano.com.br 2011 20 Amostra = quantidade representativa da população, expressando aquilo que toda a população expressaria se fosse pesquisada. A P

21 nivea@cordeiroeaureliano.com.br 2011 21 Vamos exercitar nossa capacidade de observação »Vejamos o texto:

22 nivea@cordeiroeaureliano.com.br 2011 22 A Bicharada Uma velha senhora chamada Renata, morava sozinha na mata num pequeno bangalô. Um dia, enquanto dormia, recebeu a visita de um estranho cobrador.. Era um nego sarará, que empurrou a porta e, logo que entrou, o mais forte que podia ele gritou: "Sua velha dorminhoca, que só gosta de fofoca, pague logo o que me deve e não me venha avacalhar, oferecendo bóia ou papo barato que não vou suportar!" A velha pulou da cama, com o cabelo emaranhado, calçou o sapato e, tremulando sem parar, uma célebre modinha começou a cantar. Os bichos que estavam na mata reconheciam aquela melodia e logo foram acudir a velha que morava sozinha.

23 nivea@cordeiroeaureliano.com.br 2011 23 A Bicharada Encontre no texto os 15 bichos Que estavam na Mata.

24 nivea@cordeiroeaureliano.com.br 2011 24 A Bicharada Uma velha senhora chamada Renata, morava sozinha na mata num pequeno bangalô. Um dia, enquanto dormia, recebeu a visita de um estranho cobrador.. Era um nego sarará, que empurrou a porta e, logo que entrou, o mais forte que podia ele gritou: "Sua velha dorminhoca, que só gosta de fofoca, pague logo o que me deve e não me venha avacalhar, oferecendo bóia ou papo barato que não vou suportar!" A velha pulou da cama, com o cabelo emaranhado, calçou o sapato e, tremulando sem parar, uma célebre modinha começou a cantar. Os bichos que estavam na mata reconheciam aquela melodia e logo foram acudir a velha que morava sozinha.

25 nivea@cordeiroeaureliano.com.br 2011 25 A Bicharada Uma velha senhora chamada Renata, morava sozinha na mata num pequeno bangalô. Um dia, enquanto dormia, recebeu a visita de um estranho cobrador.. Era um nego sarará, que empurrou a porta e, logo que entrou, o mais forte que podia ele gritou: "Sua velha dorminhoca, que só gosta de fofoca, pague logo o que me deve e não me venha avacalhar, oferecendo bóia ou papo barato que não vou suportar!" A velha pulou da cama, com o cabelo emaranhado, calçou o sapato e, tremulando sem parar, uma célebre modinha começou a cantar. Os bichos que estavam na mata reconheciam aquela melodia e logo foram acudir a velha que morava sozinha.

26 nivea@cordeiroeaureliano.com.br 2011 26 A Bicharada Uma velha senhora chamada Renata, morava sozinha na mata num pequeno bangalô. Um dia, enquanto dormia, recebeu a visita de um estranho cobrador.. Era um nego sarará, que empurrou a porta e, logo que entrou, o mais forte que podia ele gritou: "Sua velha dorminhoca, que só gosta de fofoca, pague logo o que me deve e não me venha avacalhar, oferecendo bóia ou papo barato que não vou suportar!" A velha pulou da cama, com o cabelo emaranhado, calçou o sapato e, tremulando sem parar, uma célebre modinha começou a cantar. Os bichos que estavam na mata reconheciam aquela melodia e logo foram acudir a velha que morava sozinha.

27 nivea@cordeiroeaureliano.com.br 2011 27 A Bicharada Uma velha senhora chamada Renata, morava sozinha na mata num pequeno bangalô. Um dia, enquanto dormia, recebeu a visita de um estranho cobrador.. Era um nego sarará, que empurrou a porta e, logo que entrou, o mais forte que podia ele gritou: "Sua velha dorminhoca, que só gosta de fofoca, pague logo o que me deve e não me venha avacalhar, oferecendo bóia ou papo barato que não vou suportar!" A velha pulou da cama, com o cabelo emaranhado, calçou o sapato e, tremulando sem parar, uma célebre modinha começou a cantar. Os bichos que estavam na mata reconheciam aquela melodia e logo foram acudir a velha que morava sozinha.

28 nivea@cordeiroeaureliano.com.br 2011 28 A Bicharada Uma velha senhora chamada Renata, morava sozinha na mata num pequeno bangalô. Um dia, enquanto dormia, recebeu a visita de um estranho cobrador.. Era um nego sarará, que empurrou a porta e, logo que entrou, o mais forte que podia ele gritou: "Sua velha dorminhoca, que só gosta de fofoca, pague logo o que me deve e não me venha avacalhar, oferecendo bóia ou papo barato que não vou suportar!" A velha pulou da cama, com o cabelo emaranhado, calçou o sapato e, tremulando sem parar, uma célebre modinha começou a cantar. Os bichos que estavam na mata reconheciam aquela melodia e logo foram acudir a velha que morava sozinha.

29 nivea@cordeiroeaureliano.com.br 2011 29 A Bicharada Uma velha senhora chamada Renata, morava sozinha na mata num pequeno bangalô. Um dia, enquanto dormia, recebeu a visita de um estranho cobrador.. Era um nego sarará, que empurrou a porta e, logo que entrou, o mais forte que podia ele gritou: "Sua velha dorminhoca, que só gosta de fofoca, pague logo o que me deve e não me venha avacalhar, oferecendo bóia ou papo barato que não vou suportar!" A velha pulou da cama, com o cabelo emaranhado, calçou o sapato e, tremulando sem parar, uma célebre modinha começou a cantar. Os bichos que estavam na mata reconheciam aquela melodia e logo foram acudir a velha que morava sozinha.

30 nivea@cordeiroeaureliano.com.br 2011 30 A Bicharada Uma velha senhora chamada Renata, morava sozinha na mata num pequeno bangalô. Um dia, enquanto dormia, recebeu a visita de um estranho cobrador.. Era um nego sarará, que empurrou a porta e, logo que entrou, o mais forte que podia ele gritou: "Sua velha dorminhoca, que só gosta de fofoca, pague logo o que me deve e não me venha avacalhar, oferecendo bóia ou papo barato que não vou suportar!" A velha pulou da cama, com o cabelo emaranhado, calçou o sapato e, tremulando sem parar, uma célebre modinha começou a cantar. Os bichos que estavam na mata reconheciam aquela melodia e logo foram acudir a velha que morava sozinha.

31 nivea@cordeiroeaureliano.com.br 2011 31 A Bicharada Uma velha senhora chamada Renata, morava sozinha na mata num pequeno bangalô. Um dia, enquanto dormia, recebeu a visita de um estranho cobrador.. Era um nego sarará, que empurrou a porta e, logo que entrou, o mais forte que podia ele gritou: "Sua velha dorminhoca, que só gosta de fofoca, pague logo o que me deve e não me venha avacalhar, oferecendo bóia ou papo barato que não vou suportar!" A velha pulou da cama, com o cabelo emaranhado, calçou o sapato e, tremulando sem parar, uma célebre modinha começou a cantar. Os bichos que estavam na mata reconheciam aquela melodia e logo foram acudir a velha que morava sozinha.

32 nivea@cordeiroeaureliano.com.br 2011 32 A Bicharada Uma velha senhora chamada Renata, morava sozinha na mata num pequeno bangalô. Um dia, enquanto dormia, recebeu a visita de um estranho cobrador.. Era um nego sarará, que empurrou a porta e, logo que entrou, o mais forte que podia ele gritou: "Sua velha dorminhoca, que só gosta de fofoca, pague logo o que me deve e não me venha avacalhar, oferecendo bóia ou papo barato que não vou suportar!" A velha pulou da cama, com o cabelo emaranhado, calçou o sapato e, tremulando sem parar, uma célebre modinha começou a cantar. Os bichos que estavam na mata reconheciam aquela melodia e logo foram acudir a velha que morava sozinha.

33 nivea@cordeiroeaureliano.com.br 2011 33 A Bicharada Uma velha senhora chamada Renata, morava sozinha na mata num pequeno bangalô. Um dia, enquanto dormia, recebeu a visita de um estranho cobrador.. Era um nego sarará, que empurrou a porta e, logo que entrou, o mais forte que podia ele gritou: "Sua velha dorminhoca, que só gosta de fofoca, pague logo o que me deve e não me venha avacalhar, oferecendo bóia ou papo barato que não vou suportar!" A velha pulou da cama, com o cabelo emaranhado, calçou o sapato e, tremulando sem parar, uma célebre modinha começou a cantar. Os bichos que estavam na mata reconheciam aquela melodia e logo foram acudir a velha que morava sozinha.

34 nivea@cordeiroeaureliano.com.br 2011 34 A Bicharada Uma velha senhora chamada Renata, morava sozinha na mata num pequeno bangalô. Um dia, enquanto dormia, recebeu a visita de um estranho cobrador.. Era um nego sarará, que empurrou a porta e, logo que entrou, o mais forte que podia ele gritou: "Sua velha dorminhoca, que só gosta de fofoca, pague logo o que me deve e não me venha avacalhar, oferecendo bóia ou papo barato que não vou suportar!" A velha pulou da cama, com o cabelo emaranhado, calçou o sapato e, tremulando sem parar, uma célebre modinha começou a cantar. Os bichos que estavam na mata reconheciam aquela melodia e logo foram acudir a velha que morava sozinha.

35 nivea@cordeiroeaureliano.com.br 2011 35 A Bicharada Uma velha senhora chamada Renata, morava sozinha na mata num pequeno bangalô. Um dia, enquanto dormia, recebeu a visita de um estranho cobrador.. Era um nego sarará, que empurrou a porta e, logo que entrou, o mais forte que podia ele gritou: "Sua velha dorminhoca, que só gosta de fofoca, pague logo o que me deve e não me venha avacalhar, oferecendo bóia ou papo barato que não vou suportar!" A velha pulou da cama, com o cabelo emaranhado, calçou o sapato e, tremulando sem parar, uma célebre modinha começou a cantar. Os bichos que estavam na mata reconheciam aquela melodia e logo foram acudir a velha que morava sozinha.

36 nivea@cordeiroeaureliano.com.br 2011 36 A Bicharada Uma velha senhora chamada Renata, morava sozinha na mata num pequeno bangalô. Um dia, enquanto dormia, recebeu a visita de um estranho cobrador.. Era um nego sarará, que empurrou a porta e, logo que entrou, o mais forte que podia ele gritou: "Sua velha dorminhoca, que só gosta de fofoca, pague logo o que me deve e não me venha avacalhar, oferecendo bóia ou papo barato que não vou suportar!" A velha pulou da cama, com o cabelo emaranhado, calçou o sapato e, tremulando sem parar, uma célebre modinha começou a cantar. Os bichos que estavam na mata reconheciam aquela melodia e logo foram acudir a velha que morava sozinha.

37 nivea@cordeiroeaureliano.com.br 2011 37 A Bicharada Uma velha senhora chamada Renata, morava sozinha na mata num pequeno bangalô. Um dia, enquanto dormia, recebeu a visita de um estranho cobrador.. Era um nego sarará, que empurrou a porta e, logo que entrou, o mais forte que podia ele gritou: "Sua velha dorminhoca, que só gosta de fofoca, pague logo o que me deve e não me venha avacalhar, oferecendo bóia ou papo barato que não vou suportar!" A velha pulou da cama, com o cabelo emaranhado, calçou o sapato e, tremulando sem parar, uma célebre modinha começou a cantar. Os bichos que estavam na mata reconheciam aquela melodia e logo foram acudir a velha que morava sozinha.

38 nivea@cordeiroeaureliano.com.br 2011 38 A Bicharada Uma velha senhora chamada Renata, morava sozinha na mata num pequeno bangalô. Um dia, enquanto dormia, recebeu a visita de um estranho cobrador.. Era um nego sarará, que empurrou a porta e, logo que entrou, o mais forte que podia ele gritou: "Sua velha dorminhoca, que só gosta de fofoca, pague logo o que me deve e não me venha avacalhar, oferecendo bóia ou papo barato que não vou suportar!" A velha pulou da cama, com o cabelo emaranhado, calçou o sapato e, tremulando sem parar, uma célebre modinha começou a cantar. Os bichos que estavam na mata reconheciam aquela melodia e logo foram acudir a velha que morava sozinha.

39 nivea@cordeiroeaureliano.com.br 2011 39 A elaboração do questionário está muito relacionada com a dinâmica (a Bicharada), pois deve-se buscar identificar de forma detalhada se todos os dados necessários à pesquisa estão sendo considerados.

40 nivea@cordeiroeaureliano.com.br 2011 40 ELABORAÇÃO DO QUESTIONÁRIO

41 nivea@cordeiroeaureliano.com.br 2011 41 a)identificando as características gerais dos clientes. Pessoas físicas ou jurídicas? Qual a faixa etária? Na maioria são homens ou mulheres? Têm família grande ou pequena? Qual é o seu trabalho? Quanto ganham? Qual é a sua escolaridade? Onde moram? Em que ramo atuam? Que tipo de produtos ou serviços oferecem? Quantos empregados possuem? Há quanto tempo estão no mercado? Possuem filial? Onde? Qual a sua capacidade de pagamento? Têm uma boa imagem no mercado?

42 nivea@cordeiroeaureliano.com.br 2011 42 Que quantidade e com qual freqüência compram esse tipo de produto ou serviço? Onde costumam comprar? Que preço pagam atualmente por esse produto ou serviço similar? b) identificando os interesses e comportamentos dos clientes.

43 nivea@cordeiroeaureliano.com.br 2011 43 O preço? A qualidade dos produtos e/ou serviços? A marca? O prazo de entrega? O prazo de pagamento? O atendimento da empresa? c) identificando o que leva essas pessoas a comprar.

44 nivea@cordeiroeaureliano.com.br 2011 44 Qual o tamanho do mercado em que você irá atuar? É apenas sua rua? O seu bairro? Sua cidade? Todo o Estado? O País todo ou outros países? Seus clientes encontrarão sua empresa com facilidade? d) identificando onde estão os seus clientes.

45 nivea@cordeiroeaureliano.com.br 2011 45 Escolha uma parte do mercado para atender. Encontre um grupo de pessoas ou empresas com características e necessidades parecidas e trate-os de maneira especial. Um exemplo dessa estratégia é uma loja de roupas que se especializa em atender crianças ou uma confeitaria que fabrica sobremesas dietéticas. e) pesquisando os seus clientes.

46 nivea@cordeiroeaureliano.com.br 2011 46 Uma empresa é viável quando tem clientes em quantidade e com poder de compra suficiente para realizar vendas que cubram as despesas, gerando lucro. e) pesquisando os seus clientes.

47 nivea@cordeiroeaureliano.com.br 2011 47 Você pode utilizar diversas técnicas para pesquisar seus consumidores. Essas técnicas vão desde a aplicação de questionários, entrevistas e conversas informais com clientes potenciais, à observação dos concorrentes. e) pesquisando os seus clientes.

48 nivea@cordeiroeaureliano.com.br 2011 48 f) Faça o pré teste.

49 e..... Para encerrar

50 Desvende o crime

51 nivea@cordeiroeaureliano.com.br 2011 51 Descubra o culpado: A resposta está no final, mas primeiro pense e depois responda!!!

52 nivea@cordeiroeaureliano.com.br 2011 52 Tendo chegado ao conhecimento de um Delegado da Delegacia de Homicídios de uma certa metrópole a notícia criminal de um homicídio, instaurou-se o devido inquérito policial:

53 nivea@cordeiroeaureliano.com.br 2011 53 Apurou-se, no decorrer do processo de investigação, a existência de uma testemunha que havia presenciado os fatos.

54 nivea@cordeiroeaureliano.com.br 2011 54 Argüida pelo delegado, a testemunha levou-o ao suspeito. Lá chegando, o delegado deparou-se com um problema grave: o suspeito tinha um irmão gêmeo idêntico.

55 nivea@cordeiroeaureliano.com.br 2011 55 Portanto, a testemunha não conseguiu apontar o autor do fato delituoso. Na dúvida, o delegado prendeu os dois irmãos.

56 nivea@cordeiroeaureliano.com.br 2011 56 Após um mês na prisão, ainda sem vislumbrar a autoria do homicídio, um dos dois irmãos engordou quase 15 quilos, o outro permaneceu com o mesmo peso de quando fora preso.

57 nivea@cordeiroeaureliano.com.br 2011 57 Analisando detalhadamente os fatos e os acontecimentos, o delegado chegou à conclusão da autoria: Liberou o gêmeo gordo e indiciou o outro (magro) por homicídio.

58 nivea@cordeiroeaureliano.com.br 2011 58 Pergunta-se: Qual o fundamento técnico e jurídico para a liberação do irmão gordo e para o indiciamento do irmão magro?

59 nivea@cordeiroeaureliano.com.br 2011 59 Tente adivinhar a resposta antes de saber o final DESCOBRIU? CONSULTOU SEUS LIVROS DE DIREITO PENAL? E OS DE MEDICINA LEGAL?

60 nivea@cordeiroeaureliano.com.br 2011 60 ESTÁ BEM, AÍ VAI A RESPOSTA! VOCÊ VAI SE MORDER DE RAIVA POR NÃO TER RESPONDIDO ALGO TÃO ÓBVIO!!!!

61 nivea@cordeiroeaureliano.com.br 2011 61 LEMBRE-SE, UM ENGORDOU, O OUTRO NÃO... PORTANTO CONCLUIU-SE QUE O ASSASSINO FOI O MAGRO. POR QUE?

62 nivea@cordeiroeaureliano.com.br 2011 62 O QUE NÃO MATA ENGORDA!!!!

63 nivea@cordeiroeaureliano.com.br 2011 63 !!!! Boa noite !!!!


Carregar ppt "ANÁLISE DE MERCADO Nívea Cordeiro 2012. 2011 2 2012."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google