A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

INTENSIDADE: CONTROLA O BRILHO DA IMAGEM NA TELA. ILUM: CONTROLA A LUMINOSIDADE DA LÂMPADA QUE ILUMINA A TELA. FOCUS: CONTROLA A NITIDEZ DA IMAGEM.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "INTENSIDADE: CONTROLA O BRILHO DA IMAGEM NA TELA. ILUM: CONTROLA A LUMINOSIDADE DA LÂMPADA QUE ILUMINA A TELA. FOCUS: CONTROLA A NITIDEZ DA IMAGEM."— Transcrição da apresentação:

1

2

3

4 INTENSIDADE: CONTROLA O BRILHO DA IMAGEM NA TELA. ILUM: CONTROLA A LUMINOSIDADE DA LÂMPADA QUE ILUMINA A TELA. FOCUS: CONTROLA A NITIDEZ DA IMAGEM NA TELA PERMITE VERIFICAR SE O OSCILOSCÓPIO SE ENCONTRA CALIBRADO. A AMPLITUDE E FREQUÊNCIA DO SINAL DE CALIBRAÇÃO DEVEM SER CONHECIDOS. CONTROLES DE CALIBRAÇÃO: VOLTS/DIV E TIME/DIV

5 O NÍVEL MÉDIO DE UM SINAL É OBTIDO PELA RELAÇÃO ENTRE A ÁREA E O PERÍODO. O CAPACITOR BLOQUEIA O NÍVEL MÉDIO(COMPONENTE CONTÍNUA) DE UM SINAL.

6 GND : DESCONECTA O SINAL DA ENTRADA DO AMPLIFICADOR VERTICAL E ATERRA A MESMA. AC: ACOPLAMENTO DO SINAL DE ENTRADA ATRAVÉS DE CAPACITOR. RETIRA O VALOR MÉDIO (COMPONENTE CONTÍNUA) DA FORMA DE ONDA. DC: ACOPLAMENTO DIRETO DO SINAL DE ENTRADA. PERMITE VISUALIZAR O NÍVEL DC E AC DO SINAL.

7 CH1 : PERMITE VISUALIZAR O SINAL DO CANAL 1. CH2: PERMITE VISUALIZAR O SINAL DO CANAL 2. DUAL: PERMITE VERIFICAR O SINAL DOS DOIS CANAIS. ADD: PERMITE SOMAR O SINAL DO CANAL 1 COM O SINAL DO CANAL 2. OBS: INV : PERMITE INVERTER O SINAL DO CANAL 2.

8 PLACAS DEFLETORAS VERTICAIS: RESPONSÁVEIS PELA DEFLEXÃO DO FEIXE DE ELÉTRONS NA VERTICAL. PLACAS DEFLETORAS HORIZONTAIS: RESPONSÁVEIS PELA DEFLEXÃO DO FEIXE DE ELÉTRONS NA HORIZONTAL.

9 CIRCUITO RESPONSÁVEL PELA APLICAÇÃO DE UM SINAL NA FORMA DE RAMPA NAS PLACAS DE DEFLEXÃO HORIZONTAL. CIRCUITO RESPONSÁVEL PELO DISPARO DO CIRCUITO DA BASE DE TEMPO.

10 A CADA VARREDURA DA BASE DE TEMPO DEVE SER IMPRESSO SEMPRE A MESMA FORMA DE ONDA NESTE CASO, A BASE DE TEMPO ESTÁ OSCILANDO LIVRE, OU SEJA, SEM O DISPARO ATRAVÉS DA BASE DE TEMPO

11 A CADA VARREDURA DA BASE DE TEMPO DEVE SER IMPRESSO SEMPRE A MESMA FORMA DE ONDA NESTE CASO, A BASE DE TEMPO ESTÁ OSCILANDO TRIGADA, OU SEJA, DISPARADA PELO CIRCUITO DE TRIG

12 FONTE QUE ALIMENTA O CIRCUITO DE TRIG. É RESPONSÁVEL PELA PARADA DO SINAL NA TELA. CH1- O SINAL DO CANAL 1 SERÁ UTILIZADO PARA ACIONAR O CIRCUITO DE TRIG. CH2- O SINAL DO CANAL 2 SERÁ UTILIZADO PARA ACIONAR O CIRCUITO DE TRIG. LINE- UMA AMOSTRA DO SINAL DA REDE SERÁ UTILIZADA PARA ACIONAR O CIRCUITO DE TRIG. EXT- UM SINAL EXTERNO SERÁ UTILIZADO PARA ACIONAR O CIRCUITO DE TRIG.

13 CONTROLES QUE PERMITEM AJUSTAR,O INSTANTE DO SINAL,ONDE O CIRCUITO DE TRIG SERÁ ACIONADO. Level + Level - LEVEL: AJUSTA O NÍVEL DE DISPARO. SLOPE: SELECIONA A INCLINAÇÃO DE DISPARO

14 ALT: A CADA VARREDURA DA BASE DE TEMPO, É IMPRESSO O SINAL DE UM DOS CANAIS NA TELA. - PERMITE PARAR NA TELA DOIS SINAIS COM FREQUÊNCIAS NÃO MÚLTIPLAS. -NÃO PERMITE VERIFICAR A DEFASAGEM ENTRE OS SINAIS DA TELA. CHOPP: A CADA VARREDURA DA BASE DE TEMPO É FEITO UM CHAVEAMENTO ENTRE OS DOIS CANAIS. -PERMITE VERIFICAR DEFASAGEM ENTRE OS SINAIS DA TELA. -- SÓ PÁRA NA TELA SINAIS DE FREQUÊNCIAS IGUAIS OU MÚLTIPLAS.

15

16


Carregar ppt "INTENSIDADE: CONTROLA O BRILHO DA IMAGEM NA TELA. ILUM: CONTROLA A LUMINOSIDADE DA LÂMPADA QUE ILUMINA A TELA. FOCUS: CONTROLA A NITIDEZ DA IMAGEM."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google