A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Br strateg i 1 ABERTURA Os fatos aqui apresentados tem como objeto ajudá-lo a desenvolver suas estratégias financeiras para os meses de JULHO/AGÔSTO e.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Br strateg i 1 ABERTURA Os fatos aqui apresentados tem como objeto ajudá-lo a desenvolver suas estratégias financeiras para os meses de JULHO/AGÔSTO e."— Transcrição da apresentação:

1 br strateg i 1 ABERTURA Os fatos aqui apresentados tem como objeto ajudá-lo a desenvolver suas estratégias financeiras para os meses de JULHO/AGÔSTO e SETEMBRO de 2008

2 br strateg i 2 Importante: A fim de tornar fácil o entendimento do conteúdo dos slides, a br strateg i sempre divide o material em conceitos e aplicações práticas Para isso utilizamos o instrumento de gestão 5W2H que significa cobrir as 7 perguntas a seguir: What?(O que?, Qual é?); Why?(Por que?); Who?(Quem?); Where?(Onde?) When?(Quando?) How?(Como?) How much?(Quanto?) sugestões para assistir os slides : coloque o slide no modulo slide show, clicando no ícone abaixo a esquerda ou através do menu selecionar Slide Show clicar em view show, para avançar ou voltar os slides use as setas em seu teclado

3 br strateg i 3 Pequeno, com a redução na entrada de capital estrangeiro durante o mês de agosto, muitas empresas de credito e bancos de segunda linha que investiram em países emergentes como o Brasil com objetivo de ganhar dinheiro com empréstimos remunerados a elevada taxa de juros anual brasileira retiraram seus capitais para cobrir os déficits no mercado americano Como conseqüência o dinheiro desapareceu no mercado americano obrigando ao Fed americano injetar dólares para tornar o dinheiro barato reduzindo também a taxa de juros americana. Estas empresas de credito e bancos de segunda linha que criaram fundos de investimento no Brasil com base em operações de hedge, perderam valor e liquidez para saque imediato ficando bloqueados por queda de liquidez impactando em perda de valor monetário. Com a redução da taxa de juros americana o banco central brasileiro não precisou injetar dinheiro no mercado para manter a taxa de juros baixa brasileira e assim não ocorreu queda do PIB que poderia provocar uma retração de investimentos e desemprego que geraria inadimplência e calote. Brief strategy Quais foram os impactos da crise imobiliária americana na economia brasileira?

4 br strateg i 4 O dinheiro capital continua sendo investido nas bolsas de valores brasileiras e americanas, em empresas no mundo inteiro, COM A GLOBALIZAÇÃO o Brasil tem 50 ações de empresas que são negociadas em Nova York elevando a entrada de capital estrangeiro. O dólar vem caindo porque a taxa de juros americana recuou fazendo com que taxa de juros brasileira se tornasse mais atrativa, aumentando assim o fluxo de capital para o Brasil. Com maior fluxo de capital de investidores em dólar o real fica valorizado tornando os produtos importados mais baratos encarecendo a exportação brasileira. Brief strategy Qual foi o impacto da crise americana no dólar versus real na economia brasileira?

5 br strateg i 5 1. Aumentando a taxa de juros Selic anual mantendo a diferença entre a taxa de juros americana e brasileira maior. 2. Deixou que a cotação do cambio livre parando de comprar dólares. 3. Alterou as metas de inflação hoje em 6% ao ano aumentando a taxa de juro provocando queda na atividade econômica diminuindo as projeções de PIB Com a injeção de dólares realizada por investidores externos e o aumento da taxa básica de juros Selic para 12,25% aa podendo chegar a 14,25% em dezembro de 2008 com o cambio e inflação controlada. Brief strategy Quais são as alternativas que o governo brasileiro vem adotando para diminuir o impacto da crise americana imobiliária no Brasil em 2008 ?

6 br strateg i 6 OCâmbio- vai manter o real valorizado com dólar baixo fazendo com que os exportadores percam mercado internacional, mas a liquidez internacional compensará positivamente o resultado da balança comercial brasileira devido a entrada de capital estrangeiro em ações e através também de fusões e aquisições. OCâmbio- vai manter o real valorizado com dólar baixo fazendo com que os exportadores percam mercado internacional, mas a liquidez internacional compensará positivamente o resultado da balança comercial brasileira devido a entrada de capital estrangeiro em ações e através também de fusões e aquisições. A queda da Exportação fará com que os exportadores migrem para outras comodities e também renovem seu parque industrial tornando-os mais competitivos diminuindo o impacto no desemprego. A queda da Exportação fará com que os exportadores migrem para outras comodities e também renovem seu parque industrial tornando-os mais competitivos diminuindo o impacto no desemprego. O Juros- a taxa ainda elevada brasileira continuará atraindo mais dólares devido a grande liquidez internacional impactando em menores pressões no crédito brasileiro. O Juros- a taxa ainda elevada brasileira continuará atraindo mais dólares devido a grande liquidez internacional impactando em menores pressões no crédito brasileiro. Estima-se que esta crise continue até julho de 2009, impactando em valorização do dollar com desvalorização das comodities no cenário internacional. Estima-se que esta crise continue até julho de 2009, impactando em valorização do dollar com desvalorização das comodities no cenário internacional. Brief strategy Qual é a projeção para economia brasileira para os próximos meses Julho, Agosto e Setembro com base na retração de liquidez mundial provocado pela crise imobiliária americana e inflação mundial ?

7 br strateg i 7 Diminuição do risco de recessão na economia Americana que provocaria um aumento de consumo com a baixa taxa de juros americana. Diminuição do risco de recessão na economia Americana que provocaria um aumento de consumo com a baixa taxa de juros americana. Pressão para aumento de taxa de juros internacionais para conter a escalada dos preços internacionais principalmente do petróleo e de demais comodities. Pressão para aumento de taxa de juros internacionais para conter a escalada dos preços internacionais principalmente do petróleo e de demais comodities. Aumento da exportação para os EUA hoje exportamos 17%. Aumento da exportação para os EUA hoje exportamos 17%. Produto nacional interno dos países mais barato. Produto nacional interno dos países mais barato. Diminuição do consumo de produto nacional devido ao aumento da concorrência externa dos importados. Diminuição do consumo de produto nacional devido ao aumento da concorrência externa dos importados. Menor produção nacional dos países Menor produção nacional dos países Redução dos custos das empresas e das famílias Redução dos custos das empresas e das famílias Retração na geração de empregos Retração na geração de empregos Menor inflação com a queda de consumo devido ao aumento das taxas de juros mundiais Menor inflação com a queda de consumo devido ao aumento das taxas de juros mundiais Aumento da poupança por parte das famílias Aumento da poupança por parte das famílias Brief strategy CENÁRIO MACRO ECONÔMICO MUNDIAL -projeção para 2009 aumento das taxas de juros mundiais

8 br strateg i 8 Taxa de juros Selic aumentando em outubro projeta-se 14,25% para fim de Taxa de juros Selic aumentando em outubro projeta-se 14,25% para fim de Maior Poupança por parte das famílias devido a redução do consumo provocado pelo aumento da taxa de juros e diminuição do credito. Maior Poupança por parte das famílias devido a redução do consumo provocado pelo aumento da taxa de juros e diminuição do credito. Importação menor com dólar mais alto, produto nacional mais barato comparado ao da concorrência com o importado, melhor balanceado pela composição dos importados em sua produção Importação menor com dólar mais alto, produto nacional mais barato comparado ao da concorrência com o importado, melhor balanceado pela composição dos importados em sua produção Brief strategy CENÁRIO MICRO ECONÔMICO BRASILEIRO

9 br strateg i 9 Onde aplicar o seu dinheiro agora? Sugestões para o Investidor agressivo 15% no mercado acionário brasileiro – operando diretamente na bolsa ou através de clube de investimento ou ainda em fundos de ações para quem não tem tempo de administrar. 15% no mercado acionário brasileiro – operando diretamente na bolsa ou através de clube de investimento ou ainda em fundos de ações para quem não tem tempo de administrar. 15% Em fundos de fundos de multimercados 15% Em fundos de fundos de multimercados 60% em fundos pós fixados DI – TITULOS EM NTN de médio risco apostando ainda NO AUMENTO DE taxas de juro após JULHO de % em fundos pós fixados DI – TITULOS EM NTN de médio risco apostando ainda NO AUMENTO DE taxas de juro após JULHO de % em CDB de bancos de primeira linha que garantem baixo risco – 10% em CDB de bancos de primeira linha que garantem baixo risco –

10 br strateg i 10 Onde aplicar o seu dinheiro agora? Sugestões para o Investidor moderado 5% no mercado acionário brasileiro ATRAVÉS DE FUNDOS DE BANCOS – médio risco com barreiras de ganhos sem perda em caso de queda da bolsa. 5% no mercado acionário brasileiro ATRAVÉS DE FUNDOS DE BANCOS – médio risco com barreiras de ganhos sem perda em caso de queda da bolsa. 20% imobilizado em imóveis de preferência em imóveis comerciais na qual o aluguel gira em torno de 0,8% a 1% do valor do imóvel. 20% imobilizado em imóveis de preferência em imóveis comerciais na qual o aluguel gira em torno de 0,8% a 1% do valor do imóvel. 60% em fundos de pós fixados DI –são as NTN- médio risco- 60% em fundos de pós fixados DI –são as NTN- médio risco- 10% em poupança baixo risco – nota: limite de até R$ REAIS GARANTIDO PELO GOVERNO BRASILEIRO POR CPF 10% em poupança baixo risco – nota: limite de até R$ REAIS GARANTIDO PELO GOVERNO BRASILEIRO POR CPF

11 br strateg i 11 Onde aplicar o seu dinheiro agora? Sugestões para o Investidor conservador 0% no mercado acionário brasileiro ATRAVÉS DE FUNDOS DE BANCOS – com estratégia de investimento de longo prazo, baixo risco com barreiras de ganhos, capital garantido sem perda em caso de queda da bolsa. 0% no mercado acionário brasileiro ATRAVÉS DE FUNDOS DE BANCOS – com estratégia de investimento de longo prazo, baixo risco com barreiras de ganhos, capital garantido sem perda em caso de queda da bolsa. 60% em fundos de pós fixados DI –são as NTN- médio risco- 60% em fundos de pós fixados DI –são as NTN- médio risco- 30% em CDB com capital garantido até R$ REAIS 30% em CDB com capital garantido até R$ REAIS 10% em poupança baixo risco – nota: limite de até R$ REAIS GARANTIDO PELO GOVERNO BRASILEIRO POR CPF 10% em poupança baixo risco – nota: limite de até R$ REAIS GARANTIDO PELO GOVERNO BRASILEIRO POR CPF

12 br strateg i 12 Fim da apresentação O material aqui apresentado não poderá ser reproduzido por quaisquer meios eletrônicos.Todos os direitos reservados e protegidos pela lei 5988 de 14/12/73 O material aqui apresentado não poderá ser reproduzido por quaisquer meios eletrônicos.Todos os direitos reservados e protegidos pela lei 5988 de 14/12/73 Código br strategy Código br strategy Bibliografia, ANÁLISE ANTROPOLÓGICA DE CENÁRIOS MICRO E MACRO ECONÔMICOS DA BR STRATEGI Bibliografia, ANÁLISE ANTROPOLÓGICA DE CENÁRIOS MICRO E MACRO ECONÔMICOS DA BR STRATEGI Em caso de duvidas entrar em contato pelo Em caso de duvidas entrar em contato pelo


Carregar ppt "Br strateg i 1 ABERTURA Os fatos aqui apresentados tem como objeto ajudá-lo a desenvolver suas estratégias financeiras para os meses de JULHO/AGÔSTO e."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google