A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1 SGR.E SISTEMA DE GESTÃO DE RISCOS FOCO ESTRATÉGICO SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1 SGR.E SISTEMA DE GESTÃO DE RISCOS FOCO ESTRATÉGICO SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO."— Transcrição da apresentação:

1

2 1 SGR.E SISTEMA DE GESTÃO DE RISCOS FOCO ESTRATÉGICO SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO

3 2 (1) INTRODUÇÃO (1.1) A questão de riscos na estratégia da organização Caso do álcool combustível A questão ambiental, de SST e de Responsabilidade Social no negócio álcool combustível SGR.E – SISTEMA DE GESTÃO DE RISCOS / FOCO ESTRATÉGICO SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO

4 3 (1) INTRODUÇÃO (1.1) A questão de riscos na estratégia da organização Usinas com implantação do PGR.E Central Energética de Veríssimo Central Energética Paraíso Central Energética Santa Elisa Destilaria Alcana Destilaria Alpha Destilaria Atenas Destilaria DAMFI Destilaria DASA Destilaria PAM Destilaria Patos de Minas SGR.E – SISTEMA DE GESTÃO DE RISCOS / FOCO ESTRATÉGICO SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO

5 4 (1) INTRODUÇÃO (1.1) A questão de riscos na estratégia da organização Usinas com implantação do PGR.E Destilaria Planalto Destilaria R&M Destilaria Rio do Cachimbo * Destilaria Veredas Destilaria Visconde Destilaria WD Usina Agropéu * Usina Alvorada (Araporã) * Usina Alvorada do Bebedouro * Usina Araguari SGR.E – SISTEMA DE GESTÃO DE RISCOS / FOCO ESTRATÉGICO SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO

6 5 (1) INTRODUÇÃO (1.1) A questão de riscos na estratégia da organização Usinas com implantação do PGR.E Usina Cabrera Usina Caeté – Unidade Delta Usina Caeté – Unidade Águas Claras Usina Campina Verde Usina Cerradão Usina Coinbra Cresciumal Usina Coruripe – Campo Florido * Usina Coruripe – Iturama Usina Coruripe – Limeira do Oeste Usina da Prata SGR.E – SISTEMA DE GESTÃO DE RISCOS / FOCO ESTRATÉGICO SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO

7 6 (1) INTRODUÇÃO (1.1) A questão de riscos na estratégia da organização Usinas com implantação do PGR.E Usina Gurinhatã Usina Itapagipe Usina Ituiutaba Usina Jatiboca Usina Laginha – Trialcool Usina Laginha – Vale do Paranaíba Usina MB Usina Noroeste Paulista Usina Pitangueiras Usina Platina SGR.E – SISTEMA DE GESTÃO DE RISCOS / FOCO ESTRATÉGICO SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO

8 7 (1) INTRODUÇÃO (1.1) A questão de riscos na estratégia da organização Usinas com implantação do PGR.E Usina Santa Juliana Usina Santa Vitória Usina Santo Ângelo * Usina Santo Antonio Usina Uberaba Usina Vale do Paracatu Usina Vale do Rosário Usina Vale do São Simão Usina Vale do Tijuco Usina Vertente SGR.E – SISTEMA DE GESTÃO DE RISCOS / FOCO ESTRATÉGICO SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO

9 8 (1) INTRODUÇÃO (1.2) Conceitos Sistema Conjunto de elementos inter-relacionados ou interativos Gestão Atividades coordenadas para dirigir e controlar uma organização; SGR.E – SISTEMA DE GESTÃO DE RISCOS / FOCO ESTRATÉGICO SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO

10 9 (1) INTRODUÇÃO (1.2) Conceitos Risco Risco é toda situação existente, ou potencialmente existente, capaz de gerar dano ao ser humano, ao meio ambiente, instalações e operações. O Risco é considerado como uma função dependente de dois fatores, a saber: PO – Probabilidade de Ocorrência AC – Amplitude da Conseqüência Assim, R = f (PO, AC) SGR.E – SISTEMA DE GESTÃO DE RISCOS / FOCO ESTRATÉGICO SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO

11 10 (1) INTRODUÇÃO (1.2) Conceitos Sistema de Gestão Sistema para estabelecer política e objetivos, e para atingir estes objetivos Sistema de Gestão de Riscos (SGR) Sistema para estabelecer política e objetivos de riscos, e para atingir estes objetivos SGR.E – SISTEMA DE GESTÃO DE RISCOS / FOCO ESTRATÉGICO SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO

12 11 (1) INTRODUÇÃO (1.2) Tipos de riscos Lesões e doenças ocupacionais Poluição ambiental Explosões Quedas Batidas contra / por Paradas de produção SGR.E – SISTEMA DE GESTÃO DE RISCOS / FOCO ESTRATÉGICO SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO

13 12 (1) INTRODUÇÃO (1.2) Tipos de riscos Danificação de equipamentos e instalações; Não-conformidades do produto; Prejuízos à imagem da empresa; Etc. SGR.E – SISTEMA DE GESTÃO DE RISCOS / FOCO ESTRATÉGICO SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO

14 13 (2) ABORDAGEM FINANCEIRA DA GESTÃO DE RISCOS (2.1) O maior valor da sociedade SGR.E – SISTEMA DE GESTÃO DE RISCOS / FOCO ESTRATÉGICO SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO Qual o valor mais significativo da sociedade moderna?

15 14 (2) ABORDAGEM FINANCEIRA DA GESTÃO DE RISCOS (2.1) O maior valor da sociedade SGR.E – SISTEMA DE GESTÃO DE RISCOS / FOCO ESTRATÉGICO SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO DINHEIRO

16 15 (2) ABORDAGEM FINANCEIRA DA GESTÃO DE RISCOS (2.1) O maior valor para a organização SGR.E – SISTEMA DE GESTÃO DE RISCOS / FOCO ESTRATÉGICO SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO LUCRATIVIDADE

17 16 (2) ABORDAGEM FINANCEIRA DA GESTÃO DE RISCOS (2.2) Gestão de Riscos / Enfoque tradicional Controle de perdas Perdas humanas, Perdas ambientais, Perdas financeiras, Perdas de produção, Perdas materiais e do patrimônio, Perdas de oportunidades, Perdas da imagem, etc. SGR.E – SISTEMA DE GESTÃO DE RISCOS / FOCO ESTRATÉGICO SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO

18 17 Q0Q0 Q1Q1 Q2Q2 Nível dos resultados do SGR > > > CUSTOSCUSTOS Curva A Curva B Curva C SGR.E – SISTEMA DE GESTÃO DE RISCOS / FOCO ESTRATÉGICO SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO (2) ABORDAGEM FINANCEIRA DA GESTÃO DE RISCOS (2.2) Gestão de Riscos / Enfoque tradicional Controle de perdas

19 18 (2) ABORDAGEM FINANCEIRA DA GESTÃO DE RISCOS (2.3) Gestão de Riscos / Enfoque estratégico Controle de perdas Aumento de vendas SGR.E – SISTEMA DE GESTÃO DE RISCOS / FOCO ESTRATÉGICO SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO

20 19 SGR.E – SISTEMA DE GESTÃO DE RISCOS / FOCO ESTRATÉGICO SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO Q0Q0 Q1Q1 Nível dos resultados do SGR.E > > > CUSTOSCUSTOS Curva A Curva B Curva C Curva D – Vendas Totais Q3Q3 Máximo lucro líquido Q2Q2

21 20 (2) ABORDAGEM FINANCEIRA DA GESTÃO DE RISCOS (2.3) Gestão de Riscos / Enfoque estratégico Controle de perdas Aumento de vendas Captação de benefícios sociais SGR.E – SISTEMA DE GESTÃO DE RISCOS / FOCO ESTRATÉGICO SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO

22 21 SGR.E – SISTEMA DE GESTÃO DE RISCOS / FOCO ESTRATÉGICO SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO Q0Q0 Q1Q1 Q2Q2 CUSTOSCUSTOS Curva B Curva A Curva C Curva D Q3Q3 Máximo lucro líquido Q4Q4 Curva E – Benefícios Sociais

23 22 (3) SGR.E – SISTEMA DE GESTÃO DE RISCOS / FOCO ESTRATÉGICO (3.1) Visão geral de um SGO – Sistema de Gestão Organizacional SGR.E – SISTEMA DE GESTÃO DE RISCOS / FOCO ESTRATÉGICO SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO

24 23 SGR.E – SISTEMA DE GESTÃO DE RISCOS / FOCO ESTRATÉGICO SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO (3) SGR.E (3.1) Visão geral de um SGO

25 SGR.E – SISTEMA DE GESTÃO DE RISCOS / FOCO ESTRATÉGICO SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO 24 Estratégico MERCADO Recursos Humanos Gestão Operacional Recursos Físicos

26 SGR.E – SISTEMA DE GESTÃO DE RISCOS / FOCO ESTRATÉGICO SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO 25 Estratégico MERCADO Recursos Humanos Gestão Operacional Recursos Físicos SGR / PGR

27 26 (3) SGR.E – SISTEMA DE GESTÃO DE RISCOS / FOCO ESTRATÉGICO (3.2) Como inserir o SGR no SGO Estabelecer os fatores de sucesso organizacional SGR.E – SISTEMA DE GESTÃO DE RISCOS / FOCO ESTRATÉGICO SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO

28 27 SGR.E – SISTEMA DE GESTÃO DE RISCOS / FOCO ESTRATÉGICO SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO SUCESSO ORGANIZACIONAL CONFIABILIDADE OPERACIONAL RETORNO FINANCEIRO NÍVEL DE EXPANSÃO DO NEGÓCIO IMAGEM INSTITUCIONAL OUTROS

29 28 (3) SGR.E – SISTEMA DE GESTÃO DE RISCOS / FOCO ESTRATÉGICO (3.2) Como inserir o SGR no SGO Estabelecer o Caminho Estratégico SGR.E – SISTEMA DE GESTÃO DE RISCOS / FOCO ESTRATÉGICO SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO

30 29 SGR.E – SISTEMA DE GESTÃO DE RISCOS / FOCO ESTRATÉGICO SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO SUCESSO EFICIÊNCIA EFICÁCIA VALOR AGREGADO COMPETITIVIDADE GESTÃO PESSOAS DESENVOLVIMENTO POLÍTICA ESTRATÉGICA

31 30 (4) METODOLOGIA PARA IMPLANTAÇÃO DO SGR.E (4.1) Gestão por Abordagem de Processo Modus operandi das organizações Transformam insumos (entradas) em produtos (saídas) Portanto, a organização executa um processo, ou seja, uma série de processos Assim, o SGR.E deve ser um dos processos dentro da organização A abordagem de processo é um modelo de gestão já adotado e consagrado (Por exemplo, ISO 9001) SGR.E – SISTEMA DE GESTÃO DE RISCOS / FOCO ESTRATÉGICO SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO

32 31 (4) METODOLOGIA PARA IMPLANTAÇÃO DO SGR.E (4.1) Gestão por Abordagem de Processo Processso Conjunto de atividades inter-relacionadas ou interativas que transformam insumos (entradas) em produtos (saídas). SGR.E – SISTEMA DE GESTÃO DE RISCOS / FOCO ESTRATÉGICO SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO

33 32 (4) METODOLOGIA PARA IMPLANTAÇÃO DO SGR.E (4.1) Gestão por Abordagem de Processo Insumo (em inglês, input) Em Economia designa um bem ou serviço utilizado na produção de um outro bem ou serviço. Inclui cada um dos elementos (matéria prima, bens intermediários, uso de equipamentos, capital, horas de trabalho etc.) necessários para produzir mercadorias ou serviços. No seu conceito mais amplo, insumo é a combinação de fatores de produção, diretos (matérias-primas) e indiretos (mão-de-obra, energia, tributos), que entram na elaboração de certa quantidade de bens ou serviços. SGR.E – SISTEMA DE GESTÃO DE RISCOS / FOCO ESTRATÉGICO SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO

34 33 (4) METODOLOGIA PARA IMPLANTAÇÃO DO SGR.E (4.1) Gestão por Abordagem de Processo Diagrama de processo SGR.E – SISTEMA DE GESTÃO DE RISCOS / FOCO ESTRATÉGICO SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO

35 Operações de transformação MERCADO Entradas do processo Saídas do Processo Objetivos Estratégicos Objetivos do Processo Controle do processo Melhoria Contínua do Processo Eficiência de Processo: Relação entre Saídas e Entradas Eficácia de Processo: Relação em Objetivos e Saídas

36 35 MERCADO Recursos Informação Financeiros Humanos Gestão IEF / Mat. / Serv. Tecnologia Leis e normas Requi- sitos de Produ- tivi- dade Lucratividade Confiabilidade Institucional Imagem Institucional Nível de Expansão Requisitos de Competitividade Controle do processo Melhoria Contínua do Processo Diagnóstico Planejamento Melhoria Capacitação Execução Verificação

37 36 (5) IMPLANTAÇÃO DO SGR.E (5.1) Entradas do processo - Recursos de: Informação Financeiros Humanos IEF / Materiais e Serviços Tecnológicos Legislação e normalização SGR.E – SISTEMA DE GESTÃO DE RISCOS / FOCO ESTRATÉGICO SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO

38 37 (5) SGR.E PARA O SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO (5.2) Operações de transformação Modelo ampliado do PDCA SGR.E – SISTEMA DE GESTÃO DE RISCOS / FOCO ESTRATÉGICO SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO

39 38 Diagnóstico Planejamento Melhoria Capacitação Execução Verificação SGR.E – SISTEMA DE GESTÃO DE RISCOS / FOCO ESTRATÉGICO SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO (5) SGR.E PARA O SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO (5.2) Operações de transformação Modelo ampliado do PDCA

40 39 (5) SGR.E PARA O SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO (5.2) Operações de transformação Diagnóstico Caracterizar o empreendimento Conhecer o negócio Conhecer os processos e seus parâmetros de controle (Principalmente críticos) Conhecer os materiais e seus riscos Conhecer o entorno do empreendimento Conhecer a relação causal entre todos esses elementos acima SGR.E – SISTEMA DE GESTÃO DE RISCOS / FOCO ESTRATÉGICO SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO

41 40 (5) SGR.E PARA O SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO (5.2) Operações de transformação Diagnóstico Identificar o risco: Uso das ferramentas de Análise de riscos: APR: Preparação da terra, plantio, combate às pragas, capinação, colheita da cana (manual / queimadas ou motorizada), transporte da cana APR: Recepção da cana, preparo da cana, moagem, preparação do caldo, fermentação, armazenamento de álcool, carregamento de álcool, emissões gasosas, efluentes líquidos, resíduos sólidos, riscos gerais SGR.E – SISTEMA DE GESTÃO DE RISCOS / FOCO ESTRATÉGICO SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO

42 41 (5) SGR.E PARA O SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO (5.2) Operações de transformação Diagnóstico Identificar o risco: Uso das ferramentas de Análise de riscos: APR: Evaporação, cristalização, secagem, armazenamento do açúcar, SGR.E – SISTEMA DE GESTÃO DE RISCOS / FOCO ESTRATÉGICO SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO

43 42 (5) SGR.E PARA O SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO (5.2) Operações de transformação Diagnóstico Identificar o risco: Uso das ferramentas de AR: Hazop: Caldeira, lavador de gases da caldeira e torres de destilação FMEA: Centrífuga, turbinas SGR.E – SISTEMA DE GESTÃO DE RISCOS / FOCO ESTRATÉGICO SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO

44 43 (5) SGR.E PARA O SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO (5.2) Operações de transformação Diagnóstico Classificar os riscos em Nível Aceitável e Nível Não- aceitável Essa classificação é efetuada em termos de PO – Probabilidade de Ocorrência e AC – Amplitude da Consequência Classificação de natureza probabilística e não determinística (Dificuldade de entendimento para muitas pessoas) SGR.E – SISTEMA DE GESTÃO DE RISCOS / FOCO ESTRATÉGICO SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO

45 44 (5) SGR.E PARA O SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO (5.2) Operações de transformação Planejamento das ações Planejamento das ações para transformar cada risco de Nível Não-aceitável em Nível Aceitável Diminuir PO Diminuir AC ou Diminuir ambos SGR.E – SISTEMA DE GESTÃO DE RISCOS / FOCO ESTRATÉGICO SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO

46 45 (5) SGR.E PARA O SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO (5.2) Operações de transformação / Planejamento IV II PO CDEFGAB III I AC X Y Z W SGR.E – SISTEMA DE GESTÃO DE RISCOS / FOCO ESTRATÉGICO SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO

47 46 (5) SGR.E PARA O SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO (5.2) Operações de transformação Planejamento das ações RNA > RA Natureza das ações: Estratégicas Gestão Recursos Humanos Infra-estrutura física, de materiais e serviços Operacionais SGR.E – SISTEMA DE GESTÃO DE RISCOS / FOCO ESTRATÉGICO SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO

48 47 (5) SGR.E PARA O SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO (5.2) Operações de transformação Planejamento das ações RNA > RA Principais procedimentos: Procedimentos operacionais Gestão da informação de segurança de processos Garantia da confiabilidade de sistemas críticos Revisão dos riscos de processos e suas modificações Gestão de acidentes / incidentes SGR.E – SISTEMA DE GESTÃO DE RISCOS / FOCO ESTRATÉGICO SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO

49 48 (5) SGR.E PARA O SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO (5.2) Operações de transformação Planejamento das ações RNA > RA Principais procedimentos: Capacitação profissional Auditorias PAE – Plano de ação emergencial Gestão dos Produtos Químicos Gestão de EPIs / EPCs Permissão de Trabalho SGR.E – SISTEMA DE GESTÃO DE RISCOS / FOCO ESTRATÉGICO SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO

50 49 (5) SGR.E PARA O SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO (5.2) Operações de transformação Planejamento das ações RNA > RA Principais procedimentos: Gestão da proteção contra incêndio Espaços confinados Riscos elétricos Trabalhos de contratados Gestão da Proteção ambiental SGR.E – SISTEMA DE GESTÃO DE RISCOS / FOCO ESTRATÉGICO SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO

51 50 (5) SGR.E PARA O SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO (5.2) Operações de transformação Planejamento das ações RNA > RA Principais procedimentos: Gestão do transporte de cargas perigosas SGR.E – SISTEMA DE GESTÃO DE RISCOS / FOCO ESTRATÉGICO SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO

52 51 (5) SGR.E PARA O SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO (5.2) Operações de transformação Capacitação profissional básica Competência estratégica Sensibilização dos níveis estratégicos para a importância da gestão de riscos para o negócio Processo estratégico Gerar a todos o conhecimento estratégico mínimo em uma organização SGR.E – SISTEMA DE GESTÃO DE RISCOS / FOCO ESTRATÉGICO SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO

53 52 (5) SGR.E PARA O SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO (5.2) Operações de transformação Capacitação profissional básica Competência para a gestão Sensibilização dos níveis gerenciais sobre as suas funções e responsabilidades na gestão de riscos Liderar Motivar Capacitar Administrar SGR.E – SISTEMA DE GESTÃO DE RISCOS / FOCO ESTRATÉGICO SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO

54 53 (5) SGR.E PARA O SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO (5.2) Operações de transformação Capacitação profissional básica Competência para a gestão Processo de gestão: Modelo de co-gestão Decisão participativa Liderança delegada Trabalho em equipe Reconhecimento / compensação Energização SGR.E – SISTEMA DE GESTÃO DE RISCOS / FOCO ESTRATÉGICO SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO

55 54 (5) SGR.E PARA O SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO (5.2) Operações de transformação Capacitação profissional básica Competência físico-comportamental Gestão da mudança comportamental Observação do Trabalho SGR.E – SISTEMA DE GESTÃO DE RISCOS / FOCO ESTRATÉGICO SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO

56 55 (5) SGR.E PARA O SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO (5.2) Operações de transformação Capacitação profissional básica Competência técnico-operacional Processo operacional SOR / PF Gestão de Produtos Químicos Gestão do Transporte de Cargas Perigosas Gestão da Proteção contra Incêndios SGR.E – SISTEMA DE GESTÃO DE RISCOS / FOCO ESTRATÉGICO SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO

57 56 (5) SGR.E PARA O SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO (5.2) Operações de transformação Capacitação profissional básica Competência técnico-operacional Gestão das informações de segurança de processo Gestão de não-conformidades Garantia da confiabilidade de sistemas críticos Plano de Ação Emergencial SGR.E – SISTEMA DE GESTÃO DE RISCOS / FOCO ESTRATÉGICO SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO

58 57 (5) SGR.E PARA O SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO (5.2) Operações de transformação Capacitação profissional básica Competência para a Responsabilidade Social Ter conhecimento das questões sociais que afetam a região / pais Ter ciência da relação entre as atividades da organização e as questões sociais do pais As executar suas atividades, saber como agir para minorar as questões sociais da região e pais Ser pro-ativo para minorar as questões sociais SGR.E – SISTEMA DE GESTÃO DE RISCOS / FOCO ESTRATÉGICO SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO

59 58 (5) SGR.E PARA O SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO (5.2) Operações de transformação Execução das ações Planejar Organizar Dirigir Controlar SGR.E – SISTEMA DE GESTÃO DE RISCOS / FOCO ESTRATÉGICO SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO

60 59 (5) SGR.E PARA O SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO (5.2) Operações de transformação Verificação Reuniões de acompanhamento das ações SGR.E – SISTEMA DE GESTÃO DE RISCOS / FOCO ESTRATÉGICO SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO

61 60 (5) SGR.E PARA O SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO (5.2) Operações de transformação Melhoria Contínua / Inovação das ações Gestão de Desvios (Não-conformidades em geral) SGR.E – SISTEMA DE GESTÃO DE RISCOS / FOCO ESTRATÉGICO SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO

62 61 (5) SGR.E PARA O SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO (5.3) Saídas do processo Produtividade Produtividade = P = Pr / Fp Pr = Produção Fp = Fator de Produção SGR.E – SISTEMA DE GESTÃO DE RISCOS / FOCO ESTRATÉGICO SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO

63 62 (5) SGR.E PARA O SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO (5.3) Saídas do processo Produtividade Fp pode ser: Tempo Custo Índice de não-conformidades Número de acidentes (índice reativo) Índice de Nível não-aceitável de risco (indicador pro-ativo) SGR.E – SISTEMA DE GESTÃO DE RISCOS / FOCO ESTRATÉGICO SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO

64 63 (5) SGR.E PARA O SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO (5.3) Saídas do processo Produtividade Fp pode ser: Matéria prima Horas-homens trabalhadas, etc. SGR.E – SISTEMA DE GESTÃO DE RISCOS / FOCO ESTRATÉGICO SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO

65 64 PARA UM SGR.E Fp = Níveis não-aceitáveis de riscos Fp = Custo de produção Fp = Prazo de produção SGR.E – SISTEMA DE GESTÃO DE RISCOS / FOCO ESTRATÉGICO SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO (5) SGR.E PARA O SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO (5.3) Saídas do processo

66 65 (5) SGR.E PARA O SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO (5.4) Objetivos do processo Requisitos de Competividade Preço Confiabilidade Apresentação Qualidade Marca SGR.E – SISTEMA DE GESTÃO DE RISCOS / FOCO ESTRATÉGICO SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO

67 66 (5) SGR.E PARA O SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO (5.4) Objetivos do processo Requisitos de Competividade Preço Redução de custos em geral Redução de desperdícios Aumento de vendas Captação de benefícios sociais Ter participação ativa em todo o processo produtivo SGR.E – SISTEMA DE GESTÃO DE RISCOS / FOCO ESTRATÉGICO SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO

68 67 (5) SGR.E PARA O SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO (5.4) Objetivos do processo Requisitos de Competividade Confiabilidade Redução dos Riscos de Níveis Não-aceitáveis Qualidade do produto Ter participação ativa em todo o processo produtivo SGR.E – SISTEMA DE GESTÃO DE RISCOS / FOCO ESTRATÉGICO SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO

69 68 (5) SGR.E PARA O SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO (5.4) Objetivos do processo Requisitos de Competividade Apresentação Redução dos Riscos de Níveis Não-aceitáveis Qualidade do produto Ter participação ativa em todo o processo produtivo SGR.E – SISTEMA DE GESTÃO DE RISCOS / FOCO ESTRATÉGICO SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO

70 69 (5) SGR.E PARA O SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO (5.4) Objetivos do processo Requisitos de Competividade Qualidade Redução dos Riscos de Níveis Não-aceitáveis Qualidade do produto Ter participação ativa em todo o processo produtivo SGR.E – SISTEMA DE GESTÃO DE RISCOS / FOCO ESTRATÉGICO SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO

71 70 (5) SGR.E PARA O SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO (5.4) Objetivos do processo Requisitos de Competividade Marca Contribuir para a formação da imagem da empresa Qualidade do produto Ter participação ativa em todo o processo produtivo SGR.E – SISTEMA DE GESTÃO DE RISCOS / FOCO ESTRATÉGICO SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO

72 71 (5) SGR.E PARA O SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO (5.5) Objetivos Estratégicos Foco estratégico principal Lucratividade Confiabilidade institucional Imagem institucional Nível de Expansão Como contribuir Visão e ação estratégica do negócio SGR.E – SISTEMA DE GESTÃO DE RISCOS / FOCO ESTRATÉGICO SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO

73 72 (6) DIFICULDADES PARA A IMPLANTAÇÃO DO SGR.E Natureza das dificuldades Carência de conhecimento em processos de projetos Conhecimento inadequado de tecnologia Capacitação não-conforme em: Técnicas de negociação Economia Gestão SGR.E – SISTEMA DE GESTÃO DE RISCOS / FOCO ESTRATÉGICO SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO

74 73 (6) DIFICULDADES PARA A IMPLANTAÇÃO DO SGR.E Capacitação profissional Competência técnico-operacional Ferramentas de Análise de Riscos Aplicação do critério de classificação dos riscos SGR.E – SISTEMA DE GESTÃO DE RISCOS / FOCO ESTRATÉGICO SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO

75 74 (6) DIFICULDADES PARA A IMPLANTAÇÃO DO SGR.E Capacitação profissional Competência técnico-operacional Conhecimento do processo de fabricação Sistema operacional (SOR / PF) SGR / Metodologia básica Procedimentos básicos de SST/MA SGR.E – SISTEMA DE GESTÃO DE RISCOS / FOCO ESTRATÉGICO SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO

76 75 (6) DIFICULDADES PARA A IMPLANTAÇÃO DO SGR.E Capacitação profissional Competência para a gestão Processo de Direção (comando) Modelo de gestão (Co-gestão) SGR.E – SISTEMA DE GESTÃO DE RISCOS / FOCO ESTRATÉGICO SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO

77 76 (6) DIFICULDADES PARA A IMPLANTAÇÃO DO SGR.E Capacitação profissional Competência físico-comportamental Processo de mudança comportamental SGR.E – SISTEMA DE GESTÃO DE RISCOS / FOCO ESTRATÉGICO SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO

78 77 (6) DIFICULDADES PARA A IMPLANTAÇÃO DO SGR.E Capacitação profissional Competência em responsabilidade social Processo de responsabilidade social SGR.E – SISTEMA DE GESTÃO DE RISCOS / FOCO ESTRATÉGICO SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO

79 78 (6) DIFICULDADES PARA A IMPLANTAÇÃO DO SGR.E Capacitação profissional Competência estratégica Percepção do negócio da organização Percepção da relação mercado x organização Percepção da influência estratégica que a gestão de riscos confere à organização Saber dar um direcionamento estratégico às ações de gestão de riscos SGR.E – SISTEMA DE GESTÃO DE RISCOS / FOCO ESTRATÉGICO SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO

80 79 (7) GESTÃO DOS EPIS / EPCS Procedimento Gestão dos EPIs / EPCs Base Técn5ca Categorias de EPIs / EPIs quanto ao uso Identificação da necessidade de EPIs / EPCs Especificação dos EPIs / EPCs Credenciamento de Fornecedores de EPIs / EPCs Fornecimento do EPIs / EPCs Guarda do EPI / EPC Procedimento para uso correto do EPI / EPC SGR.E – SISTEMA DE GESTÃO DE RISCOS / FOCO ESTRATÉGICO SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO

81 80 (7) GESTÃO DOS EPIS / EPCS Procedimento Gestão dos EPIs / EPCs Obrigatoriedade quanto ao uso do EPI / EPC Inspeção do EPI / EPC Manutenção do EPI / EPC Sistema Crítico Higienização do EPI / EPC Capacitação profissional para gestão de EPIs / EPCs Responsabilidades Disposições adicionais SGR.E – SISTEMA DE GESTÃO DE RISCOS / FOCO ESTRATÉGICO SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO

82 81 Modelo de Procedimento: Gestão de EPIs / EPCs Aos que estiverem interessados em receber cópia eletrônica desta apresentação e de um modelo do procedimento acima, poderão enviar para a Nexus com cópia para mim (Favor indicar nome completo, empresa, cargo / função e telefones de contato) Carlos César Micalli Cantu (11) / SGR.E – SISTEMA DE GESTÃO DE RISCOS / FOCO ESTRATÉGICO SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO


Carregar ppt "1 SGR.E SISTEMA DE GESTÃO DE RISCOS FOCO ESTRATÉGICO SEGMENTO SUCRO-ALCOOLEIRO."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google