A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A Promoção da Saúde no Programa de Qualidade de Vida na empresa.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A Promoção da Saúde no Programa de Qualidade de Vida na empresa."— Transcrição da apresentação:

1 A Promoção da Saúde no Programa de Qualidade de Vida na empresa.

2

3 Congresso 2011

4 SISTEMA ELETROBRÁS

5 A Eletrobras Furnas é uma empresa de geração e transmissão de energia, de economia mista, subsidiária da Centrais Elétricas Brasileiras S.A. - Eletrobras, vinculada ao Ministério de Minas e Energia. A sede da Eletrobras Furnas é no Rio de Janeiro (RJ) e a empresa está presente em Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso, Espírito Santo, Distrito Federal, Tocantins, Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Rondônia, São Paulo e, mais recentemente no Rio Grande do Norte. A Eletrobras Furnas possui um complexo de empreendimentos responsável por 10% da geração de energia elétrica do país. São 15 usinas hidrelétricas, duas termelétricas, aproximadamente 20 mil km de linhas de transmissão e 51 subestações. De toda a energia consumida no Brasil, mais de 40% passam pelo Sistema Eletrobras Furnas. INSTITUCIONAL

6 A empresa garante o fornecimento de energia em uma área onde estão situados 63% dos domicílios brasileiros, que responde por 81% do PIB nacional. Missão Atuar com excelência empresarial e responsabilidade sócio-ambiental no setor de energia elétrica, contribuindo para o desenvolvimento da sociedade. Visão 2018 Ser o maior e mais bem sucedido agente brasileiro no setor de energia elétrica.

7

8 (*) Conselho Nacional de Previdência Social – CNPS mediante Resolução MPS/CNPS Nº 1.308, de 27 de maio de 2009, publicada no Diário Oficial da União – DOU Nº 106, Seção 1, do dia 5 de junho de 2009 AÇÃOEFEITO Globalização Trouxe transformações e desafios para todos. As empresas mudaram, as pessoas mudaram, os conceitos mudaram. Nada do que foi será! Mudar é Necessário, Urgente e Saudável. Significado do Trabalho O trabalho apresenta-se como Propiciador de Qualidade de Vida e como Agravante de Qualidade de Vida (antagonismos nas dialéticas existentes). O trabalho deve ser visto, sempre, de forma positiva, como elemento inerente ao ser humano, pois através dele a vida é construída. Empresa Não podemos nos esquecer que a empresa é uma instituição social. FAP – Fator Acidentário de Prevenção (*) A implementação da metodologia do FAP servirá para ampliar a cultura da prevenção dos acidentes e doenças do trabalho, auxiliar a estruturação do Plano Nacional de Segurança e Saúde do Trabalhador – PNSST Atividade Física no Programa de Qualidade de Vida Reconhecimento histórico e universal de que a Atividade Física é um dos meios mais eficazes para a condução das pessoas a uma melhor Qualidade de Vida e, pelos seus valores, é um direito fundamental de todos. (UNESCO, 1978 e FIEP, 2000, art. 1º).

9 AÇÃOEFEITO Riscos Ambientais do Trabalho – RAT Contribuição mensal da empresa sobre a folha de Pagamento a)1% (um por cento) para as empresas em cuja atividade preponderante o risco de acidentes do trabalho seja considerado leve; b) 2% (dois por cento) para as empresas em cuja atividade preponderante esse risco seja considerado médio; c) 3% (três por cento) para as empresas em cuja atividade preponderante esse risco seja considerado grave. Índice de Freqüência Indica a incidência da acidentalidade em cada empresa. Para esse índice são computadas as ocorrências acidentárias registradas por meio de CAT. Onde serão contabilizados os registros de acidentes ou doenças do trabalho.. Índice de Gravidade. Índice de Custo As empresas poderão ser descontadas na ordem de 1% a 6% total, sobre a folha mensal. Como reverter o efeito do FAP Contribuição mínima Caso a empresa comprove, de acordo com regras estabelecidas pelo INSS, investimentos em Saúde e Segurança do Trabalho.

10 DOENÇAS E ACIDENTES DE TRABALHO CUSTAM ATÉ R$ 40 BILHÕES, ESTIMA DIRETOR DA PREVIDÊNCIA Paula Laboissière - Repórteres da Agência Brasil Fonte: Radiobrás – Agência Brasil 25 de Novembro de h58 - Última modificação em 27 de Novembro de h47 Brasília - O Ministério da Previdência Social gasta atualmente quase R$ 9,8 bilhões ao ano em aposentadorias especiais e custos com acidentes de trabalho. Adicionados os custos indiretos, esse valor pode chegar a R$ 40 bilhões ao ano para o país, segundo o diretor do Departamento de Política de Saúde e Segurança Operacional do ministério, Remígio Todeschini. Não podemos debitar essa conta ao trabalhador. Quando acontece o acidente ou a doença, quem está pagando a conta hoje no Brasil é a Previdência Social. No fundo, são todos os cidadãos, disse Todeschini. "É preciso alertar os empresários para que estimulem a prevenção: quem oferece ambiente propício a mais doenças, mais acidentes, mais mortes, deve pagar essa conta", defende. Fonte: Radiobrás – Agência Brasil (*) Conselho Nacional de Previdência Social – CNPS mediante Resolução MPS/CNPS Nº 1.308, de 27 de maio de 2009, publicada no Diário Oficial da União – DOU Nº 106, Seção 1, do dia 5 de junho de 2009 CENÁRIO – CUSTO R$

11

12 Em dez anos, a inflação medida pelo IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) ficou em 105,5%, enquanto que os reajustes autorizados pela ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar) para planos de saúde antigos variou de 154,80% a 200,32%. No mesmo período, os reajustes autorizados pela agência para os contratos novos de planos de saúde acumula alta de 136,65%. Dados do IDEC (Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor).

13

14

15

16 Estatura reduz em média 0,5 % entre 40 e 50 anos, após entre 5 a 8%; Força da musculatura cardíaca reduz em média 1% por ano após 45 anos, em trabalho de esforço máximo deve chegar no máximo a 140 bpm sem dor precordial ou falta de ar. Força de garra (mãos) reduz entre 16% (40 anos) e 40% após os 60 anos de idade. Força das pernas em média 3% ao ano iniciando aos 45 anos Nadja de Sousa Ferreira MD. PhD Medica do Trabalho - 10 abril 2011 CONSIDERANDO O PROCESSO DE ENVELHECIMENTO

17 A capacidade pulmonar reduz em média 35% entre 40 e 70 anos de idade. Paladar e olfato tem redução média de 40% iniciando aos 40 anos de idade, razão pela qual há aumento do sal, açúcar e temperos em geral na alimentação. O nariz e as orelhas aumentam a largura e comprimento após os 50 anos. Coordenação motora reduz cerca de 30% após os 40 anos. Aumento médio de 2 Kg a cada 10 anos iniciando aos 30 anos. Nadja de Sousa Ferreira MD. PhD Medica do Trabalho - 10 abril 2011 CONSIDERANDO O PROCESSO DE ENVELHECIMENTO

18 Fonte: Associação Medicina no Trabalho

19 CONCEITO Cuidar de si, para que possa cuidar de todos os processos da vida. Leonardo Boff – Sociólogo e escritor. Ética Humana, 2003 O importante não é só conseguir adiar o envelhecimento e aumentar o tempo de vida, mas também prolongar a duração da vida com qualidade

20 Responsabilidade Social Abatimento do imposto de renda para empresas que contratarem profissionais de nutrição e educação física PL 02136/ Dep. João Arruda (PMDB/PR), que Concede benefícios fiscais às empresas que possuam estrutura para a prática esportiva e mantiverem em seus quadros profissional da educação física ou nutrição para atuação junto aos funcionários. Concede abatimento no Imposto de Renda sobre o valor total a ser recolhido para as empresas que optarem por manter estrutura para realização de atividades físicas e possuírem, em seus quadros, profissional de educação física e nutricionista para acompanhamento individual dos funcionários. O abatimento será de 1% para empresas de médio e grande porte e de 3% para micro e pequenas empresas. Nesta Edição Interesse Geral da Indústria 5 set PL 02136/ Dep. João Arruda (PMDB/PR) Interesse Setorial. Inserção em rótulos e... %20nº% pdf - Em cache -Em cache

21 A obtenção da Saúde e da Qualidade de Vida está diretamente ligada a adoção de práticas saudáveis de comportamento.práticas saudáveis de comportamento. Nosso objetivo é mostrar que assumindo o compromisso com a mudança de hábitos todos são capazes de atingir resultados significativos que irão refletir positivamente na vida.mudança de hábitos na vida. 57ª ASSEMBLÉIA MUNDIAL DE SAÚDE WHA57.17 Estratégia Global em Alimentação Saudável, Atividade Física e Saúde Ponto 12.6 da ordem do dia 22 de maio de 2004 O que está em jogo, nessa fase da vida, é a autonomia da pessoa.

22 Área de OCUPAÇÃO Emocional Espiritual Física Intelectual Ocupacional Social Se eu soubesse que viveria tanto tempo teria cuidado melhor de mim. Eubie Blake GRUPO 1GRUPO 2GRUPO 3GRUPO 4GRUPO 5 GRUPO 6 RISCOS FÍSICOSQUÍMICOSBIOLÓGICOSERGONÔMICOSACIDENTES SOCIAIS

23

24 Trabalho desenvolvido para grupos específicos de empregados, por setor ou que atuem no mesmo processo de trabalho. Objetivo Promover atividades reflexivas e informativas para monitoramento do ambiente de trabalho e gerenciamento da própria qualidade de vida. Capacitação Física voltada para: - Operadores e brigadistas - Técnicos de segurança e instrutores do CTCE - Técnicos de manutenção e eletricistas LT Objetivo Oferecer um programa específico e individualizado para empregados que atuam em atividades de risco e que necessitam de capacitação física para desenvolver suas funções.

25 Eventos temáticos com foco específico em: - Avaliação física - Atividades físicas / esportivas - Atividades culturais - Atividades lúdicas / educativas - Avaliação de saúde - Orientação nutricional - Atividades de saúde Objetivo Atividades orientadas para proporcionar condições de sensibilização dos hábitos saudáveis e conseqüente melhoria da qualidade de vida. Maior evento de Inclusão Organizacional do País - Participantes do PQVT - 11 Modalidades Esportivas - Evento de Integração e Confraternização Objetivos - Manutenção dos hábitos saudáveis - Integração dos diversos segmentos da empresa V OLIMPÍADA Nacional FURNAS 2011

26 Programa de Preparação para Aposentadoria, com enfoque na formulação de Projetos de Vida. Objetivo Possibilitar que o empregado tenha o devido preparo para a convivência com esta nova situação em sua vida. Encontro que promoverá a oportunidade de debate e a exposição de idéias, entre os gerentes da Eletrobrás FURNAS Objetivo Vivenciar questões acerca de Qualidade de Vida. Facilitar a troca de experiências com foco principal na gestão responsável de pessoas.

27 Festival de talentos que oferece aos empregados da Eletrobrás FURNAS a oportunidade de apresentar seus talentos artísticos. Objetivo Integrar os empregados, promover o interesse por atividades culturais, além de reconhecer e valorizar o potencial artístico de cada um. A Gincana de Pesca é um projeto que busca diversificar as atividades buscando ampliar a participação. Objetivo Aumentar a satisfação dos empregados com a empresa e a participação da força de trabalho nas ações de melhoria de qualidade de vida.

28 Implantação de um sistema de premiação em função do desempenho dos empregados, tendo em vista sua contribuição efetiva na melhoria dos resultados da Empresa. Objetivo Promover a satisfação dos empregados com as políticas de RH.G. Obs. Inclui a entrega de distintivos 10, 20, 30 e 35 anos de serviços prestados à Eletrobrás FURNAS Projeto que valoriza o trabalho dos Eletricistas de Linhas, além de colaborar com o aumento da satisfação destes para com a Empresa. Objetivo - Aumentar a motivação e a satisfação dos EL. - Reduzir os riscos de acidentes - Integração das equipes - Introduzir práticas regulares de atividades físicas - Reduzir o stress desse grupo de empregados

29 Quem não tem tempo para atividade física, terá que arrumar tempo para tratar as doenças ! Atividade Física ou Remédio?

30 As ações do PQVT devem privilegiar a promoção da saúde do trabalhador, como instrumento que se antecipa ao elemento doença, tratadas como processo de inclusão (organizacional), estabelecendo sua abrangência em contrapartida ao engajamento pessoal com responsabilidade expressa de todos (trabalhador, empresa e facilitadores). Desvelar as diferentes leituras e abordagens ao contexto onde se insere. Desenvolvimento de ações de forma sistemática, dirimindo a sazonalidade. Adoção do PQVT sob a visão prospectiva e holística voltada para a promoção da saúde, com a efetivação do trabalho do professor de educação física na empresa. Validar e valorizar as ações do PQVT, sempre atuando em equipe multidisciplinar.

31 Recomendações Concepção Holística (A saúde como um fenômeno produzido socialmente) Intersetorialidade (Articulação de saberes e experiências – efeito sinérgico) Empoderamento (Capacitação para assumir o controle) Participação Social (Participação de todos - atores e agentes no processo) Equidade (Grupos desprivilegiados e vulneráveis) Ações Multi Estratégicas (Diferentes disciplinas com abordagens variadas) Sustentabilidade (Garantir um processo duradouro e forte)

32 Obrigado pela atenção de todos. Trabalhando na Eletrobrás Furnas com a Educação Física para a Saúde, Segurança e Qualidade de Vida das pessoas.


Carregar ppt "A Promoção da Saúde no Programa de Qualidade de Vida na empresa."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google