A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Superintendência Regional de SC. Política de Segurança Alimentar e Nutriconal PAA Programa de Aquisição de Alimentos.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Superintendência Regional de SC. Política de Segurança Alimentar e Nutriconal PAA Programa de Aquisição de Alimentos."— Transcrição da apresentação:

1 Superintendência Regional de SC

2 Política de Segurança Alimentar e Nutriconal PAA Programa de Aquisição de Alimentos

3 PROGRAMA DE AQUISIÇÃO DE ALIMENTOS - PAA AÇÃO ESTRUTURANTE DO FOME ZERO O FOME ZERO É UMA INICIATIVA DO GOVERNO FEDERAL, QUE TEM COMO OBJETIVO ASSEGURAR O DIREITO HUMANO À ALIMENTAÇÃO ADEQUADA; POLÍTICA PÚBLICA DE SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL: BOLSA FAMÍLIA, BANCO DE ALIMENTOS, COZINHAS COMUNITÁRIAS, RESTAURANTES POPULARES E O PAA; CONAB(AÇÕES)PGPM, VENDA BALCÃO, ARMAZENAGEM, LEVANTAMENTO DE SAFRAS, FEIRA DO PEIXE, PAA....

4 IMPORTÂNCIA O QUE É O PAA? Criado pela Lei de 2003 – Governo LULA; Em SC JAN/2004, hoje todas regiões do Estado, ($); É um instrumento estruturante de apoio ao desenvolvimento da agricultura familiar, acionado no momento da comercialização quando o esforço do produtor precisa ser recompensado; Mecanismo complementar do PRONAF(MAIS ALIMENTOS); Possibilidade de venda institucional, sem licitação; Alimentos adqueridos vão para programas sociais; A compra é feita diretamente pela CONAB.

5 OBJETIVOS REMUNERAÇÃO DA PRODUÇÃO – preço justo OCUPAÇÃO ESPAÇO RURAL – permanência campo DISTRIBUIÇÃO DE RENDA – economia local GERAÇÃO DE EMPREGOS – evita exôdo rural DIVERSIFICAÇÃO DA PRODUÇÃO – tds produtos AGREGAÇÃO DE VALOR – agroindústrias familiares COMBATE A FOME – destino para programas sociais CULTURA ALIMENTAR REGIONAL – qualidade PRESERVAÇÃO AMBIENTAL – prod orgânica +30% DESENVOLVIMENTO LOCAL – todos ganham PAA

6 Garantia de renda e sustentação de preços aos agricultores familiares; Fortalecimento do associativismo e do cooperativismo; Promoção da segurança alimentar e nutricional das populações urbanas e rurais; Formação de estoques estratégicos(CESTAS); Melhoria da qualidade dos produtos da AF; Reforço à estruturação de circuitos locais e regionais de abastecimento(FORMAR REDES); Incentivo ao manejo agroecológico dos sistemas produtivos e a e preservação da biodiversidade. (DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL) PAA Alcances Sociais

7 Preços de referência (diferenciado)para a agricultura familiar Sem fazer licitação a aquisição dos produtos da agricultura familiar são feitos diretamente pelo mercado institucional(Governo) Inovações importantes PAA

8 Agricultores Familiares Assentados da Reforma Agrária Acampados Agroextrativistas Aqüicultores, Apicultores Atingidos por barragens Indígenas, Quilombolas Pescadores Artesanais... Público beneficiário Produtores

9 Situação de insegurança alimentar(bolsa família); Creches, escolas, hospitais públicas(cos), asilos, APAES; Banco de alimentos, cozinhas com., restaurantes populares. Público beneficiário Consumi- dores

10 Agricultores Familiares do PRONAF(DAP); Limite de até $ 3.500,00 por família/ano(X 3); Organizados em associações e cooperativas; Produção Agropecuária própria; Fazer pesquisa de preços local – 3 diferentes; Aprovação do CONSEA Municipal. Critérios PAA

11 MDS(FORM.EST E DOAÇÃO) MDA(FORM. ESTOQUE) MEC (FNDE-L2877/ %) Orígem dos recursos PAA

12 Regulamentação Grupo gestor do PAA MDS (Responsabilidade FOME ZERO) MDA (Responsabilidade PRONAF) MAPA/Conab Ministério do Planejamento Ministério da Fazenda Ministério da Educação PAA

13 TERRITÓRIOS DA CIDADANIA SÃO 60 NO BRASIL, EM SC O 'MEIO OESTE CONTESTADO', COMPOSTO 29 MUNICÍPIOS; O GOVERNO FEDERAL PREVE RECURSOS PARA AQUISIÇÃO DE ALIMENTOS DA AGRICULTURA FAMILIAR, PELO PAA; SERÃO ADQUERIDOS DE COOPERATIVAS E ASSOCIAÇÕES(PROPONENTES PROJETOS), E DOADOS AS ENTIDADES SOCIAIS LOCAIS; VALORES PREVISTOS POR MUNICÍPIO: DE ZERO ATÉ 05 MIL HABITANTES$ ,00 DE 05 MIL ATÉ 10 MILHABITANTES$ ,00 DE 10 MIL ATÉ 20 MIL HABITANTE$ ,00 DE 20 MIL ATÉ 50 MIL HABITANTE$ ,00 PAA

14 PROPOSTA DE PARTICIPAÇÃO (COMO ELABORAR OS PROJETOS) ARTICULAÇÃO ENTRE PODER PÚBLICO LOCAL, EPAGRI, STR', UNIVERSIDADES, IGREJAS, ONG'S,SOCIEDADE CIVIL, COOP SITE MOC TÍTULO 30 – CAEAF – CPR/DOAÇÃO/FE TÍTULO 31 – PREÇOS DE REFERÊNCIA TÍTULO 33 – FORMAÇÃO ESTOQUE AF ENCAMINHAR AS PROPOSTAS A SUPERINTENDÊNCIA DA CONAB(PAAnet)www.conab.gov.br

15 Elaboração de Projetos Sobre o PAAnet É um aplicativo desenvolvido e disponibilizado pela CONAB, com o objetivo de facilitar e descentralizar o procedimento das Propostas de Participação destes mecanismos(PROJETOS); Permite que tais propostas sejam transmitidas para CONAB, via conexão segura de internet, após encaminhar documentação complementar(DAP'S, CERTIDÕES, ATA...); Similar ao aplicativo da Receita Federal, utilizado para preenchimento e transmissão do IR, gerando PROTOCOLO; O objetivo é facilitar, descentralizar e tornar mais transparente o processo, é utilizado em 2(dois) mecanismos do PAA: CPR'S DOAÇÃO E FORMAÇÃO DE ESTOQUE.

16 CONTATOS CONTATOS fone: (48) fax: (48) BR 101 KM Barreiros – São José - SC


Carregar ppt "Superintendência Regional de SC. Política de Segurança Alimentar e Nutriconal PAA Programa de Aquisição de Alimentos."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google