A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Deus, Espiritualidade e Fé na vida do Adolescente Dr. Adolfo S. Suárez.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Deus, Espiritualidade e Fé na vida do Adolescente Dr. Adolfo S. Suárez."— Transcrição da apresentação:

1 Deus, Espiritualidade e Fé na vida do Adolescente Dr. Adolfo S. Suárez

2 1.Estágio do Descobrimento (Nascimento a 6/7 anos) O É a fase das descobertas e exploração: a criança está descobrindo o mundo ao seu redor. Observa a religião em casa e na Igreja. O É um momento de muita observação.

3 2. Estágio da Compreensão (6/7 a 10 anos) O A criança começa a compreender aquilo que observa. O É um momento intenso de perguntas complicadas, que podem causar soco no estômago dos adultos.

4 3. Estágio da Decisão (10/11 a 13/13 anos) O O juvenil compreende melhor a linguagem espiritual, e então decide entregar sua vida a Deus. O Está pronto para ser salvo por Jesus.

5 4. Estágio do Discipulado (13/14 anos em diante) O O adolescente finalmente pode seguir a Jesus conscientemente; pode comprometer sua vida a Deus. Adaptado de Art Murphy. The Faith of a Child. Chicago: Moody Press, 2000.

6 1. Estágio do Descobrimento 2. Estágio da Compreensão 3. Estágio da Decisão 4. Estágio do Discipulado Nascimento a 6/7 anos 6/7 a 10 anos 10/11 a 13/13 anos 13/14 anos em diante

7 Ele fez tudo apropriado a seu tempo. Também pôs no coração do homem o anseio pela eternidade.. Eclesiastes 3:11

8

9 O Entretanto, relacionar-se pessoalmente com Deus é algo que cada pessoa deve decidir por si mesma. O Contudo, embora você não possa obrigar seu adolescente a ser amigo de Deus, você deve pô-lo em contato com o que é capaz de levá-lo a Deus.

10 O O adolescente que tem contato com as coisas espirituais tem oportunidade de experimentar Deus, aprender sobre Ele e ser atraído por Ele para os Seus caminhos.

11

12 O No que diz respeito a assuntos espirituais, os conflitos dos adolescentes podem ser em três aspectos: 1. Conflitos de fé 2. Estilo de vida 3. Atividades espirituais Adaptado de John Townsend. Limites para Adolescentes. Vida, 2011.

13 O QUE FAZER?

14 1. Apoie o adolescente e mantenha amizade com ele O Quando o adolescente falar: Não sei se acredito em Deus, ou Será que a Bíblia está correta, nao se assuste. O Declarações como essas indicam que, de alguma maneira, o adolescente está envolvido com as questões de fé. Caso contrário, nem se interessaria por elas.

15 O O adolescente precisa levantar questionamentos sobre fé para que esta se transforme em algo sólido na vida dele. Se ele não demonstra um pouco de resistência às questões relacionadas à fé, é provável que o coração dele não esteja verdadeiramente envolvido nos assuntos espirituais.

16 2. Faça perguntas O Descubra quais as perguntas que estão preocupando aos adolescentes. O Como bons conselheiros, devemos fazer boas perguntas: O que está preocupando você? Desde quando isso o tem preocupado? Por que isso deixa você preocupado?

17 3. Comente com o adolescente a respeito de como a fé age na vida real O O adolescente entra em conflito ao tentar conciliar as convicções/doutrinas ou ensinamentos com a vida prática: A Bíblia diz para ser puro, mas tá difícil… Aprendi que devo ser paciente, mas… não consigo! Sei que devo respeitar a autoridade dos meus pais. Mas… me irrito facilmente!

18 4. Insista para que o adolescente vá à igreja com a família O O adolescente às vezes pode protestar por ter de ir à igreja ou alguma reunião de jovens. O Isso ocorre por duas razões: (1) conflito de autoridade com adultos; (2) pouco ou nenhum interesse nas coisas espirituais.

19 O Se o adolescente o acusa de forçá-lo a engolir Deus e as coisas da igreja, NÃO CAIA NESSA! O Apenas esclareça que ele pode acreditar no que quiser acreditar, mas que está indo à igreja porque é isso que sua família faz, e isso é uma prioridade. O Devemos insistir que ele vá à igreja porque assim o colocamos em contato com as coisas espirituais, e a partir disso ele pode fazer escolhas.

20 Como Conhecer Melhor o Adolescente?

21 1. Quem é o melhor amigo dele/a? 2. Quem é o maior herói/ídolo dele/a? 3. O que mais o deixa embaraçado/a? 4. Qual é o maior medo dele/a?

22 5. Qual é seu tipo de música preferido? 6. Qual a pessoa da família que mais admira? 7. Qual é a sua matéria escolar preferida? 8. Qual é a matéria de que menos gosta?

23 9. Qual é sua maior queixa a respeito da sua família? 10. Qual é seu programa favorito de TV? 11. O quê gosta de ler? 12. O quê ele/a quer ser quando crescer?

24 13. Por que gosta de ir à Igreja? 14. Por que não gosta de ir à Igreja? 15. Qual é seu verso preferido? 16. Sobre que assuntos gosta de falar?

25 17. O quê pensa sobre Deus? 18. O quê pensa sobre a Igreja? 19. Quais suas dúvidas da Bíblia? 20. Qual sua maior dificuldade?

26 21. Qual é seu melhor talento? 22. O quê gostaria de aprender? 23. Do quê sente vergonha? 24. O quê gostaria de dizer sinceramente a seus pais?

27 Como Motivar o Adolescente?

28 1. O adolescente se sente motivado a agir corretamente quando tem consciência de que os pais ou adultos confiam nele.

29 2. O adolescente se sente motivado a agir corretamente quando se sente respeitado pelos pais ou adultos. Isso é melhor do que depreciá-lo ou menosprezá- los.

30 3. O adolescente se sente motivado a agir corretamente quando os pais ou adultos vivem de acordo com o padrão que exigem dele.

31 4. O adolescente se sente motivado a agir corretamente quando os pais ou adultos lhe explicam as razões morais para isso.

32 5. O adolescente se sente motivado a agir corretamente quando os pais ou adultos reconhecem os próprios erros em vez de inventar desculpas.

33 6. O adolescente se sente motivado a agir corretamente quando os pais ou adultos esperam o melhor dele.


Carregar ppt "Deus, Espiritualidade e Fé na vida do Adolescente Dr. Adolfo S. Suárez."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google