A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Contabilidade de Custos na Atividade Rural 1 / 26 João Alfredo de Souza Ramos Contador CRC-ES Nº. 2289 Telefone: 27-4009.4666

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Contabilidade de Custos na Atividade Rural 1 / 26 João Alfredo de Souza Ramos Contador CRC-ES Nº. 2289 Telefone: 27-4009.4666"— Transcrição da apresentação:

1 Contabilidade de Custos na Atividade Rural 1 / 26 João Alfredo de Souza Ramos Contador CRC-ES Nº Telefone: CONTABILIDADE CUSTOS NA ATIVIDADE RURAL.

2 Contabilidade de Custos na Atividade Rural 2 / 26 CONTABILIDADE RURAL – CUSTOS INTEGRADOS -CONCEITO DE CUSTOS. Segundo Lopes de Sá custos é o investimento para que se consiga produzir ou adquirir um bem de venda, de uso ou de serviço. -APLICAÇÃO NA EXPLORAÇÃO AGRÁRIA. a)Pelas pessoas jurídicas, independente do regime fiscal para fins tributários e, b)Pelas pessoas físicas que se dediquem à atividade agrária. OBS: em ambas as situações, é necessário que a contabilidade de custos esteja totalmente integrada à contabilidade. 2 / 26 Contabilidade de Custos na Atividade Rural Contabilidade de Custos na Atividade Rural

3 Contabilidade de Custos na Atividade Rural 3 / 26 CLASSIFICAÇÃO DOS CUSTOS CUSTOS DIRETOS: Ex: mão-de-obra, sementes, rações, etc. CUSTOS INDIRETOS: Ex:salários de técnicos, de gerentes, alimentação, etc. CUSTOS FIXOS: Ex: depreciação de bens agrários, etc. CUSTO VARIÁVEL: Ex: adubos,fertilizantes,etc. SUBSÍDIO Á FORMAÇÃO DO CUSTO

4 Contabilidade de Custos na Atividade Rural 4 / 26 ASPECTOS LEGAIS SOCIETÁRIOS E FISCAIS 1)PESSOA JURIDICA: - Código Civil Brasileiro: Artigo 962 a Lei 6.404/76 alterada p/Leis 11638/07 e 11941/09. - CPC 04 – Ativo Intangível. - CPC 16 – Estoques. - CPC 27 – Ativo Imobilizado. - CPC 28 – Propriedade para Investimento. - CPC 29 – Ativo Biológico. - Decreto 3.000/99 – RIR.

5 Contabilidade de Custos na Atividade Rural 5 / 26 a.1) ASPECTOS LEGAIS FISCAIS 2 – PESSOAS FISICAS: - Lei 9.250/95, Art. 18 e IN-SRF 83/2001, Arts. 22 a 25. É permitido à pessoa física apurar o resultado rural pela forma contábil. Nesse caso, deve efetuar os lançamentos em livros próprios de contabilidade, necessários para cada tipo de atividade (diário, razão, caixa, etc.), de acordo com as normas contábeis, comerciais e fiscais, pertinentes a cada uma dos livros utilizados.

6 Contabilidade de Custos na Atividade Rural 6 / 26 a.1) ASPECTOS LEGAIS FISCAIS 2 – PESSOAS FISICAS: - Lei 9.250/95, Art. 18 e IN-SRF 83/2001, Arts. 22 a 25. No caso da exploração de uma unidade rural por condôminos pessoas físicas, cada um deve escriturar as parcelas das receitas, da despesa de custeio, dos investimentos e dos demais valores que integram a atividade rural que lhe caibam.

7 Contabilidade de Custos na Atividade Rural 7 / 26 a.1) a.2) a.3) Arbóreas. ex. frutícolas / arvenses / floresta mento PRODUÇÃO AGRÁRIA - CLASSIFICAÇÃO a) CULTIVAÇÃO DO SOLO – AGRICULTURA - HORTÍCULAS > hortas, pomares, etc - FORRAGEIRAS> soja, gramíneas, etc - ARBÓREAS > café, seringueira, etc

8 Contabilidade de Custos na Atividade Rural 8 / 26 PRODUÇÃO AGRARIA - CLASSIFICAÇÃO b)EXPLORAÇÃO ANIMAIS/SUB-PRODUTOS>ZOOTECNIA - PECUÁRIA > Gado, Laticínios, etc - AVICULTURA> aves, ovos, etc - APICULTURA > mel e cera.

9 Contabilidade de Custos na Atividade Rural 9 / 26 a.1) a.2) a.3) Arbóreas. ex. frutícolas / arvenses / floresta mento PRODUÇÃO AGRARIA - CLASSIFICAÇÃO c) TRANSFORMAÇÃO DOS PRÓPRIOS PRODUTOS (Agro – Indústria) - Beneficiamento > pilar, descasque, etc - Transformação > indústria artesanal(Café em Pó)

10 Contabilidade de Custos na Atividade Rural 10 / 26 c.1) c.2) CENTRO DE CUSTOS- PESSOA FISICA RURAL CULTURAS TEMPORÁRIAS -Grupo Ativo Circulante. > Estoques em Formação.

11 Contabilidade de Custos na Atividade Rural 11 / 26 CENTRO DE CUSTOS – PESSOA FISICA RURAL CULTURAS PERMANENTES -FORMAÇÃO DE CULTURAS - Ativo Imobilizado -CULTURAS PERMANENTES FORMADAS EM PRODUÇÃO - Ativo Circulante - Estoques em Formação

12 Contabilidade de Custos na Atividade Rural 12 / 26 CENTRO DE CUSTOS - PESSOA FISICA RURAL ANIMAIS DE CRIAÇÃO/REPRODUÇÃO - ANIMAIS DE VENDA E MANUTENÇÃO DOS ANIMAIS DE REPRODUÇÃO. - Ativo Circulante - Estoques em Formação - ANIMAIS DE REPRODUÇÃO - Ativo Imobilizado

13 Contabilidade de Custos na Atividade Rural 13 / 26 CENTRO DE CUSTOS- PESSOA FISICA RURAL PRODUTOS ZOOTECNICOS - Ativo Circulante Estoques em Formação BENEFICIAMENTO/TRANSFORMAÇÃO - Ativo Circulante Estoques em Formação

14 Contabilidade de Custos na Atividade Rural 14 / 26 Ex. Bovinos CENTRO DE CUSTOS – PESSOA FISICA RURAL CUSTO REAL - ESTOQUES 1.200,00Valor Atual Estoque 200,00(+) Custo do mês – Não há receita.1.000,00Estoques ReceitasAtivo Circulante ResultadosPatrimônio

15 Contabilidade de Custos na Atividade Rural 15 / 26 Ex. Bovinos CENTRO DE CUSTOS- PESSOA FISICA RURAL CUSTO ESTIMADO - ESTOQUES 300,00Resultado Econômico1.500,00Valor Atual do Estoque 200,00(-) Despesas do mês500,00(+) Valorização 500,00 Valorização1.000,00Estoques ReceitasAtivo Circulante ResultadosPatrimônio NÃO DEVE SER UTILIZADO

16 Contabilidade de Custos na Atividade Rural 16 / 26 CENTRO DE CUSTOS – PESSOA FISICA RURAL DEPRECIAÇÕES -BENS RURAIS - Vida Útil Econômica Estimada Horas Trabalhadas Ex. Trator – R$ ,00 Vida Útil Estimada de horas Valor da Hora: : = R$ 5,00 por Hora

17 Contabilidade de Custos na Atividade Rural 17 / 26 CENTRO DE CUSTOS – PESSOA FISICA RURAL Animais Reprodução/Trabalho – Vida Útil pelo Ciclo Produtivo Ex: Bovinos PO 100,00%8 anosTotais 8,00%2 anos X 4,00%De 8 a 9 anos 80,00%4 anos X 20,00%De 4 a 7 anos 12,00%2 anos X 6,00%De 2 a 3 anos Depreciação no Período Quantidade de Anos no Período X Taxa Anual Ciclo Produtivo DEPRECIAÇÕES

18 Contabilidade de Custos na Atividade Rural 18 / 26 CENTRO DE CUSTOS – PESSOA FISICA RURAL Culturas Permanentes – Vida Útil Produtiva em Anos ex: café 100,00%15 anosTotais 20,00%5 anos X 4,00%De 12 a 16 anos 60,00%6 anos X 10,00%De 6 a 11 anos 20,00%4 anos X 5,00%De 2 a 5 anos Depreciação no Período Quantidade de Anos no Período X Taxa Anual Ciclo Produtivo DEPRECIAÇÕES

19 Contabilidade de Custos na Atividade Rural 19 / 26 CENTRO DE CUSTOS – PESSOA FISICA RURAL 100%12,50%8 anosMatriz PC 100%16,67%6 anosReprodutor PC 100%10,00%10 anosMatriz PO 100%12,50%8 anosReprodutor PO Total DepreciaçãoTaxa AnualVida ÚtilTipo DEPRECIAÇÕES ANIMAIS DE REPRODUÇÃO-VIDA UTIL ESTIMADA EM ANOS Ex. Bovinos PO NÃO DEVE SER UTILIZADO

20 Contabilidade de Custos na Atividade Rural 20 / 26 CENTRO DE CUSTOS – PESSOA FISICA RURAL ESTOQUES EM FORMAÇÃO ATIVO CIRCULANTE Ex. Cultura Temporária de Soja -DEVE SER REGISTRADO 1) Custos Diretos 2) Custos Indiretos 3) Custos Fixos 4) Custos Variáveis

21 Contabilidade de Custos na Atividade Rural 21 / 26 CENTRO DE CUSTOS – PESSOA FISICA RURAL CULTURAS PERMANENTES EM FORMAÇÃO ATIVO IMOBILIZADO Ex. Cultura Permanente – Pastagens. -DEVE SER REGISTRADO 1) Custos Diretos 2) Custos Indiretos 3) Custos Fixos 4) Custos Variáveis

22 Contabilidade de Custos na Atividade Rural 22 / 26 CENTRO DE CUSTOS – PESSOA FISICA RURAL CUSTO POR ABSORÇÃO - Pode ser utilizado, rateando-se os custos totais por cada atividade de produção, também conhecido como sistema ABC. Ex. Cultura de Soja (40%) e Exploração de Bovinos para Corte(60%) -O rateio é proporcional à produção da Atividade.

23 Contabilidade de Custos na Atividade Rural 23 / 26 DESPESAS DE CUSTEIO – PESSOA FISICA RURAL IN-SRF Nº. 83/2001 – EFEITOS FISCAIS -D-DESPESAS DE CUSTEIO: - Insumos de qualquer natureza - Animais para recria e engorda - Formação de Culturas Temporárias

24 Contabilidade de Custos na Atividade Rural 24 / 26 DESPESAS DE INVESTIMENTOS – PESSOA FISICA RURAL IN-SRF Nº. 83/2001 – EFEITOS FISCAIS. OS BENS AGRÁRIOS (TODOS) SÃO CONSIDERADOS DESPESAS DE INVESTIMENTOS E DEVERÃO SER RELACIONADOS NO QUADRO BENS DA ATIVIDADE RURAL DA DIPF. -Animais de reprodução -Veículos, máquinas e equipamento -Formação de culturas perenes -Formação de benfeitorias e instalações agrárias -Benfeitorias sobre a terra nua, nas compras de imóveis rurais

25 Contabilidade de Custos na Atividade Rural 25 / 26 DESPESAS DE CUSTEIO E INVESTIMENTOS – PESSOA FISICA RURAL IN-SRF Nº. 83/2001 – EFEITOS FISCAIS REGIME DE CAIXA. -SÃO CONSIDERADOS DESPESAS NA DATA DO EFETIVO PAGAMENTO. -OS DOCUMENTOS PROBATÓRIOS DEVERÃO SER AQUIVADOS PELO PRAZO DECADENCIAL, OU ATÉ QUE OS PREJUÍZOS FISCAIS SEJAM COMPENSADOS QUANDO ESTES ULTRAPASSAM O PRAZO DECADENCIAL.

26 Contabilidade de Custos na Atividade Rural 26 / 26 O pessimista reclama do vento. O otimista espera que ele mude. O realista ajusta as velas. Anônimo


Carregar ppt "Contabilidade de Custos na Atividade Rural 1 / 26 João Alfredo de Souza Ramos Contador CRC-ES Nº. 2289 Telefone: 27-4009.4666"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google