A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

18º encontro Jo 13,14,15,16,17: Testamento que Jesus nos deixou.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "18º encontro Jo 13,14,15,16,17: Testamento que Jesus nos deixou."— Transcrição da apresentação:

1 18º encontro Jo 13,14,15,16,17: Testamento que Jesus nos deixou

2 18º encontro Eucaristia: O maior milagre que Jesus fez. É o sacramento da ternura de Deus. Deus Pai nos dá seu Filho, que se encarna para vir nos buscar onde estamos na nossa condição de criatura e desposar-nos, fazer-nos passar para condição divina.

3 18º encontro É uma páscoa: juntos, passamos deste mundo ao Pai, ao Reino – o esposo, conduzindo a esposa. Trata-se de um verdadeiro casamento. Deus se torna homem para desposar a humanidade, no sentido mais forte do termo, isto é para constituir conosco um só ser, uma só carne, eu estou no Pai, vós em mim e eu em vós (Jo 14,20). Não por um enlace passageiro, mas pela fusão.

4 18º encontro O anseio do amor é a fusão, subsistir apenas para se dar, para passar integralmente ao outro, para se deixar consumir pelo outro, tornando-se de certa forma seu alimento, pensamento do seu espírito, coração de seu coração, carne de sua carne e reciprocamente acolher o outro por inteiro e afim de que nada dele fique de fora, para que ele seja um só comigo.

5 18º encontro Apenas Cristo, pelo fato de ser Deus pode fazer-se um só com a humanidade, sua bem amada, apenas Ele pode ser a carne de Sua carne, dando-Se-lhe como verdadeira comida. E todos comem juntos do mesmo Pão. O que une é o mesmo Pão o mesmo Cristo. Logo, Eucaristia Sacramento do amor e unidade.

6 18º encontro Eucaristia é uma páscoa, isto é, memorial perpétuo da passagem (Páscoa) de Nosso Senhor Jesus Cristo da morte à ressurreição, da chegada à casa do Pai, à vida eterna. É o cumprimento de um Caminho de salvação que começou no A.T. Deus passando (Páscoa) na vida do povo que estava na escravidão (tempo de Deus - Pai) levando-o para a liberdade até a terra prometida.

7 18º encontro Cumprida por Jesus Cristo pela sua encarnação, vida, morte e ressurreição passando (Páscoa) da morte para vida (tempo de Deus – Filho).

8 18º encontro Continuada pelo Espírito Santo que passando (Páscoa) na vida de cada cristão lhe dá a vida eterna. É também um ressuscitado, que tem dentro de si a vitória de Cristo sobre a morte, permitindo-lhe enfrentar os eventos de sua vida de uma forma nova, isto é, passar além da morte. Viver em Páscoa (tempo de Deus - Espírito Santo)

9 18º encontro A passagem (Páscoa) de Deus nos coloca em movimento, provoca e abre imediatamente um caminho, um sentido para a história e a existência se coloca em marcha. O homem exulta à aparição de Deus, e esta aparição provoca no homem uma resposta. Esta resposta é a Eucaristia, uma tremenda ação de graças (beracak hebraico). Eucaristia é o nome da Celebração, do sacramento. O coração da Eucaristia é a exultação, a alegria, a festa. É uma proclamação, uma confissão da obra de Deus. Jesus eucarístico é o alimento que nos é doado pelo Sacramento. É o cordeiro do banquete da Nova aliança. Após a sua morte completa-se o que fez na Última Ceia (Lc 22,7-20).

10 18º encontro Na Última Ceia, Jesus celebra com seus discípulos a Páscoa dos judeus e lhes abre o coração. Em Lc esta relatada as coisas novas, instituídas por Jesus: Isto é o meu corpo. Isto é o meu sangue (Lc 22,19-20). Acontece o milagre da transubstanciação. O pão e vinho são transubstanciados em corpo e sangue de Cristo – transpõe o trigo moído e o vinho espremido.

11 18º encontro O Espírito Santo na oração da epiclese faz acontecer, recria, renova e atualiza a antiga celebração. passado Pela Oração Memorial presente Epíclese Transforma futuro O Esp. Santo pão e vinho Em Corpo e Sangue de Cristo

12 18º encontro No passado a Páscoa era festa pagã da chegada à primavera (quando a natureza renasce) e os pastores levavam o rebanho para pastagens, onde iriam parir (novas vidas); Após a libertação do Egito, recebe um sentido novo: a passagem da escravidão para a liberdade; Com Jesus mais um novo sentido: da morte para vida.

13 18º encontro O que aconteceu, acontece e continua, fica aberto para o futuro – a simultaneidade – entra-se na eternidade de Deus – tempo de Deus – Kairós. Vem senhor Jesus – Maranathá. Vem para que possamos nos oferecer convosco ao Pai. A assembléia concelebra com o sacerdote que preside a celebração e nos leva à missão: It missa est

14 18º encontro Na Eucaristia revela-se a Igreja como mistério, comunhão e missão. É a celebração da Igreja Povo de Deus, Povo Santo, Escolhido, Sacerdotal chamados a oferecer toda a sua vida: suas alegrias, sofrimentos, angustias, esperanças, trabalhos e realização como hóstia agradável de louvor ao Senhor.

15 18º encontro A Igreja é a comunidade da Ceia do Senhor. Participar desta Ceia aos domingos (dia do Senhor) é realizar a identidade cristã, é um encontro apostólico com a Igreja universal. Ela fica amputada sem a nossa presença. é o que fala São Francisco.

16 18º encontro Curiosidades: Três pilares da economia antiga, essencialmente rural: Trigo, vinho e azeite O pão para vida. O vinho para alegria e cantos. O azeite para o tempero, iluminação, medicina, perfumes, atletismo; para o esplendor corporal e para luz da noite.

17 18º encontro Leituras –Ex 12 –Nm 9,1-5 –Dt 16,1-8 –Mt 26,17-30 –Mc 14,12-25 –Lc 22,7-20 –1 Cor 11,17-30 –Jo 6,31-66

18 18º encontro Como Receber a Hóstia Consagrada

19 18º encontro Sacramento da Eucaristia Na mão, em forma de concha (Mão esquerda estendida com a mão direita sob ela. Apresenta-se a mão ao ministro e a Hóstia é depositada na mão esquerda e então o fiel, com mão direita, a apanha e a come) ou diretamente na boca


Carregar ppt "18º encontro Jo 13,14,15,16,17: Testamento que Jesus nos deixou."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google