A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Melhoria na Gestão de Materiais na Cadeia de Distribuição de Energia V SUPRE 27/06/2012.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Melhoria na Gestão de Materiais na Cadeia de Distribuição de Energia V SUPRE 27/06/2012."— Transcrição da apresentação:

1 Melhoria na Gestão de Materiais na Cadeia de Distribuição de Energia V SUPRE 27/06/2012

2 2 Função de Suprimentos,Estrutura e Atividades; Estrutura Logística do Grupo; Modelo de Atendimento das Empresas Prestadoras de Serviços (EPS); Modelo Logístico Anterior; O Projeto de Melhoria Logística da Gestão de Materiais; Resultados Obtidos;

3 3 Gestão Logística de Materiais e Equipamentos Contratação de Serviços Estratégicos e não Estratégicos Aquisição de Materiais Estratégicos e não Estratégicos Funções de Suprimentos:

4 4 ManutençãoInvestimento Apoio de Suprimentos as Atividades de Distribuição de Energia Preventiva Corretiva Combate a Perdas Luz para Todos e Universalização Combate a Seca no sertão Qualidade do Sistema

5 5 Superintendência de Suprimentos Departamento de Suprimentos COELBA Unidade de Contratação de Obras e Serviços Unidade de Compras de Materiais e Qualidade Unidade de Logística e Almoxarifado Unidade de Planejamento e Informações Departamento de Suprimentos COSERN Unidade de Contratação de Obras, Serviços e Materiais Unidade de Logística e Almoxarifado Departamento de Suprimentos CELPE Unidade de Contratação de Obras e Serviços Unidade de Compras de Materiais e Qualidade Unidade de Logística e Almoxarifado Departamento de Suprimentos GERAÇÃO Diretoria Neoenergia Estrutura de Suprimentos:

6 6 6 Contratação de Obras e Serviços e formalização de contratos; Controle e acompanhamento dos saldos e prazos contratuais; Cadastro de Atividades. Compras de Materiais e formalização de contratos; Emissão de Pedidos de Compras; Acompanhamento das Entregas; Inspeção de Materiais; Avaliação de Fornecedores. Análise dos processo de compras Objetivos e Indicadores; Definição de Preços Referências para os processos de aquisição; Cadastro Fornecedores e Materiais; Diligenciamento de Materiais; Normativos; Controle Orçamentário. Contratação de Obras e Serviços Aquisição de Materiais Inteligência de Suprimentos Atividades: Gestão Logística dos CD´s Próprios(Supervisão Operador Logístico); Planejamento de Compras; Definição dos Parâmetros de Estoques; Logística

7 7 Função de Suprimentos,Estrutura e Atividades; Estrutura Logística do Grupo; Modelo de Atendimento das Empresas Prestadoras de Serviços (EPS); Modelo Logístico Anterior; O Projeto de Melhoria Logística da Gestão de Materiais; Resultados Obtidos;

8 8 CD CENTRAL FEIRA DE SANTANA/BA CD CENTRAL BONJI/PE CD CENTRAL NEÓPOLIS/RN LOCALIZAÇÃO DISTÂNCIA DA CAPITAL ÁREA TOTAL DO IMÓVEL ÁREA INTERNA DO IMÓVEL ÁREA EXTERNA DO IMÓVEL ESTOQUE MÉDIO 12 MESES GIRO ANUAL DO ESTOQUE Avenida Sudene, S/Nº - Centro Industrial de Subaé – Feira de Santana/BA. Rua Randolfo Pinto Ferreira, S/N – Bairro do Bongi – Recife – PE. Rua Eletricista Elias Ferreira, S/N – Neópolis - Natal – RN 108 km M M M2 7, M M M2 R$ 33,54 MM 8, M M M2 R$ 13,60 MM 7,15 R$ 78,16 MM

9 9 Fabricantes EPS Distribuidoras BA PE RN Visão Geral:

10 10 Função de Suprimentos,Estrutura e Atividades; Estrutura Logística do Grupo; Modelo de Atendimento das Empresas Prestadoras de Serviços (EPS); Modelo Logístico Anterior; O Projeto de Melhoria Logística da Gestão de Materiais; Resultados Obtidos;

11 11 Principais Serviços Executados pelas EPS Construção e Manutenção de Redes de Distribuição Serviços Comerciais de Ligação, Corte e Religação Estudos e Projetos Manutenção em Linha Viva em Redes de Distribuição Transporte de Materiais Técnicos Atividades das EPS´s:

12 12 Abrangência dos Serviços na COELBA: , 2 e e CD Salvador 2 CD Central - Feira de Santana/BA EPS São em média 23 de EPS Âncoras e 08 EPS Auxiliares para atender as obras do todo Estado da Bahia

13 13 Abrangência dos Serviços na CELPE: 1 CD Bonji / Recife EPS – Empresa Prestadora de Serviço São em média 15 EPS Âncoras para atender as obras do todo Estado de Pernambuco

14 Abrangência dos Serviços na COSERN: CD Neópolis / RN EPS – Empresa Prestadora de Serviço São em média 05 EPS Âncoras para atender as obras do Estado do Rio Grande do Norte e 03 EPS Auxiliares para atender serviços comerciais

15 15 Registra recebimento Expede para obra Transporta p/ obra Executa obra Emite a Reserva Inventaria a obra Fim Transporta p/ o Almox Separa material Consolida reservas Expede material Unitiza a obra Armazena material Separa a obra Define devoluções Área Técnica da EPS Área Técnica da Distribuidora EPS e Almoxarifado da EPS Registra expedição Área Técnica da Distribuidora Devolve material p/ almox Devolve material p/ CD Recebe devolução Processa devolução Recebe o Pedido Transporta o material Fabricante CD da Distribuidora CD da Distribuidora Registra recebimento Armazena material Início Agenda a retirada do material Confere o material Suprimentos

16 16 Função de Suprimentos,Estrutura e Atividades; Estrutura Logística do Grupo; Modelo de Atendimento das Empresas Prestadoras de Serviços (EPS); Modelo Logístico Anterior; O Projeto de Melhoria Logística da Gestão de Materiais; Resultados Obtidos;

17 17 Buscando a melhoria no atendimento na Cadeia de Fornecimento ao negócio de Distribuição de Energia, foram Identificados pontos de melhoria na Gestão de Materiais :

18 18 CD Próprio EPS ou Obra Fabricant e Sistema SAP Modelo Anterior Baixa da Reserva (Material Aplicado no SAP) Sistema SCE Falta de Controle nos Estoques depois da baixa nos CD`s;

19 19 Controles paralelos por parte da EPS para registrar movimentações de materiais; Movimentos realizados no SAP não refletidos no SCE; Falta de atualização no SCE pelas EPS – Recebimento e Expedição Falta de conexão adequada do SCE (velocidade e disponibilidade). Falta de procedimentos e controles internos pelas EPS Divergência de Inventários nas EPS´s;

20 20 Falta de Controle e Desorganização na Armazenagem de Materiais nas EPS´s; Materiais Armazenados na Área Interna Materiais Armazenados na Área Externa

21 21 Possibilidade na Redução de Inventário em Processo e melhoria no atendimento( Nível de Serviço);

22 22 Função de Suprimentos,Estrutura e Atividades; Estrutura Logística do Grupo; Modelo de Atendimento das Empresas Prestadoras de Serviços (EPS); Modelo Logístico Anterior; O Projeto de Melhoria Logística da Gestão de Materiais; Resultados Obtidos;

23 23 Controle dos materiais até o momento real da aplicação SAP R/3 nas EPS Integração dos dados em base única e on-line; Acuracidade dos estoques; Disponibilidade e velocidade do sistema; Implementação do Sistema SAP em todas as EPS´s;

24 24 Indicadores de qualidade (Check List) QPCA QSAP QPI Qualidades dos processos, infraestrutura e controles internos Qualidade na utilização do SAP Qualidade preliminar de inventário Criação de Indicadores de Desempenho para as EPS´s;

25 25 Estrutura dos Indicadores QPCA, QSAP e QPI:

26 26 Treinamento Inventários Gerais e Rotativos Recuperação de Ativos Consolidação dos Resultados Melhoria de Processo Aplicação Check List Visitas Periódicas Metodologia de Visita as EPS´s;

27 27 Seminários de Logística nas Distribuidoras do Grupo Treinamentos aos Almoxarifes e Gestores das EPS´s;

28 28 Função de Suprimentos,Estrutura e Atividades; Estrutura Logística do Grupo; Modelo de Atendimento das Empresas Prestadoras de Serviços (EPS); Modelo Logístico Anterior; O Projeto de Melhoria Logística da Gestão de Materiais; Resultados Obtidos;

29 29 Sistema SAP Saída de Material do CD Próprio (Pedido de Transferência para o centro EPS) Apropriação da Reserva no SAP (Baixa efetiva da reserva no SAP) Saída de Material do CD EPS (Material Aplicado no SAP) Recebimento de Material. CD Próprio EPS Obra Visualização Completa da Cadeia ;

30 30 Melhor Controle e Organização nas EPS´s através de Indicadores de Desempenho e visitas;

31 31 Indicadores de Desempenho:

32 32 Programação de Visitas:

33 33 Armazenagem de bobinas sobre sucatas de cruzetas. Região de Ribeira do Pombal/BA Antes Depois Construção de cobertura para armazenagem de ferragens. Região de Serra Talhada/PE Construção de pátio para armazenagem de bobinas. Região de Pau dos Ferros/RN

34 34 Menor divergência de inventário em processo; Redução do Estoque em processo na Cadeia de Fornecimento; Melhoria nos Níveis de Serviço para o Negócio de Distribuição de Energia;

35 35 Obrigado ! Lino Torres Superintendente de Suprimentos Neoenergia


Carregar ppt "Melhoria na Gestão de Materiais na Cadeia de Distribuição de Energia V SUPRE 27/06/2012."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google